Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

Rituais para ser feliz junto da pessoa que ama!

Rituais para encontrar o amor verdadeiro

rituais amor.jpg

Amar e ser amado é de extrema importância para uma vivência feliz. Se anda a atravessar uma fase menos positiva no amor, sugerimos alguns rituais fáceis de fazer e que poderão devolver-lhe a felicidade no plano amoroso.

 

Ritual para amar e ser amada

Coma três uvas e guarde as sementes. Escreva o seu nome e o do seu amor num pedaço de papel branco e coloque-o junto com as sementes dentro de um saquinho de pano branco costurado à mão. Deixe esse patuá sob o seu travesseiro por 13 dias. Todas as noites, ao deitar-se, reze um Credo em intenção a Santo António. A partir do 14° dia,
ande sempre com o saquinho.

 

Ritual para um recomeço

1 – Escreva uma carta dizendo o que espera do amor. Quanto mais detalhes sobre como gostaria que o amor se manifestasse na sua vida, melhor o resultado.

2 – Guarde a carta num lugar da sua escolha pessoal por doze meses.

3 – Quando completar o ciclo de um ano do dia em que você escreveu a carta, abra e releia a carta.

4 – Perceba o que você pediu e o que se realizou ao longo daquele período.

5 – Queime a carta e enterre-a.

6 – Aproveite o ritual para escrever a carta do próximo ciclo.

 

Ritual para atrair um amor perfeito: banho de rosas amarelas

1 – Encha a banheira com água na temperatura que mais gosta.

2 – Espalhe pétalas de rosas amarelas por toda a água.

3 – Fique no banho pelo tempo que for agradável para si. Aproveite para mentalizar o seu amor perfeito.

 

Ritual para adoçar o amor

1 – Numa folha de papel em branco, escreva o nome inteiro do amado.

2 – Coloque a folha sobre um prato.

3 – Sobre a folha, coloque uma vela.

4 – Ao redor da vela, no prato, derrame mel.

5 – Acenda a vela.

6 – Concentre-se na forma como quer que essa doçura se manifeste na relação e na vida.

 

Ritual para reencontrar um amor

Arranje uma imagem de Santo António e mergulhe-a numa vasilha com um pouco de água. Retire-a, dê 7 nós numa fita preta e enrole-a na imagem. Embrulhe tudo num pedaço de papel branco e guarde esse pacote num local seguro até que o seu desejo seja atendido. Quando isso acontecer, desembrulhe o Santo, coloque-o no seu quarto e deite o resto no lixo. Lave a vasilha e use-a normalmente depois.

 

Ritual para ele ser só seu

Lave com sabonete uma peça de roupa do seu amor. Coloque-a, sem torcer, para secar no estendal e dê um nó na roupa.

Quando ela estiver seca, deixe-a numa gaveta junto com uma imagem de Santo António durante 7 dias. Depois desse prazo, desfaça o nó da peça e devolva-a para o seu amado usá-la como de costume. Mantenha a imagem no seu quarto.

 

Para encontrar um Grande Amor

Pela manhã, em jejum e em silêncio, saia de casa e dirija-se ao jardim de sua casa, ou quintal ou na falta de quintal ou jardim a uma praça próxima de casa. 

Virada para o Norte, segure um copo ou uma taça de vidro ou cristal com água mineral (de fonte ou comprada). 

Durante, no mínimo um, minuto contemple a água e quando sentir-se pronta peça às ondinas (com suas palavras, se quiser escreva antes num papel o que deseja) que a ajudem a reencontrar um "amor que a faça feliz. Termine com a seguinte frase "Que assim seja e assim de faça!" e beba a água do copo e permaneça em silêncio por 1 minuto sentindo a  água percorrer o seu corpo.

Retome a sua rotina habitual e viva o dia-a-dia.

 

Superar uma Rutura Amorosa

Vá para o exterior e procure um local sossegado. Experimente misturar bem três pitadas de café em pó, três ramos de alecrim picados, uma pitada de cravo-da-índia em pó e três raminhos de coentros picados. Coloque tudo num prato descartável. Numa folha de papel, escreva o que pretende. Dobre o papel e coloque-o no centro do prato. Verta um pouco de água sobre o papel, uma pitada de açúcar e reze o salmo 91.

Findo o pedido, deite tudo o que fez fora, num lixo longe da sua casa. Ao abandonar o local deve sair de costas e dizer “Deixo no passado a minha dor e o meu sofrimento”. Enquanto regressa a casa, deve repetir esta frase o maior número de vezes.

 

Recuperar o Ex-Amado

Pegue em duas folhas de papel. Com uma caneta preta escreva numa folha o seu nome e na outra o nome do seu amado. Coloque os papeis num prato e verta um pouco de mel sobre eles. Acenda uma vela rosa sobre o prato e vá dizendo “Esta chama dita a volta daquele que eu amo e dentro de pouco tempo a minha paixão estará de novo ao meu lado”. Deixe queimar a vela na totalidade e reúna os pedaços de cera que deve deitar no lixo. O prato com as folhas de papel devem ficar durante a noite no exterior. No dia seguinte deite fora.

 

Intensificar o Desejo do Seu Amor por Si

Deve adquirir 10 cm de fita cor-de-rosa. Durante sete dias dê um nó por dia na fita e guarde-a sempre sob o colchão do lado do seu amor. Após os sete dias, amarre a fita a um dos pés esquerdos da sua cama enquanto diz “Para o seu bem, pertença-me e deseje-me só a mim”. Mantenha a fita atada na cama durante um mês e depois pode deitá-la fora.

 

Se o seu amor não mora consigo, faça com que ele se sente sobre a cama do lado do colchão onde está a fita.

 

Encontrar o Amor

Num dia 13 de Junho, pegue numa imagem de Santo António e coloque-a de cabeça para baixo dentro de um copo contendo aguardente. Prometa deixar o santo nessa posição até encontrar o seu amor. Com receio de uma ressaca das grandes, dizem que o santo responde bem depressa.

 

Paixão Eterna

Numa noite de Lua Cheia, ao anoitecer, encha uma garrafa transparente com água fervida e embrulhe-a com papel cor-de-rosa. Pode ser qualquer tipo de papel, desde que seja rosa. Deixe a garrafa um dia inteiro ao sol. À noite, verta a água sobre o seu corpo, após o banho normal de higiene.

 

Reconciliar um Amor

Ferva um litro de água mineral num recipiente de cerâmica. Quando estiver a ferver, vá acrescentando 10 gramas de pétalas de calêndula, 10 gramas de flor de maracujá, 5 gramas de folhas de arruda e s gramas de flores de violeta. Verbalize o seguinte encantamento: “Ervas da natureza, que sentem frio e calor, envolvam todo o meu ser em beleza e tragam-me o meu amor.”Apague o lume e deixe descansar por cerca de 20 minutos com o recipiente fechado. Coe, reserve o líquido numa garrafa e despeje um pouco da poção sobre o corpo durante sete noites seguidas. Alguém surgirá durante esse período.

 

Esquecer um Amor

Arranje uma vela vermelha alta. No dia 1 de Janeiro, escreva na vela da base para cima o nome do seu antigo amor. Sobre um pires branco, acenda a vela e mentalize que está a conseguir esquecê-lo e que não sentirá saudades. Com o que sobrar da vela, dirija-se a uma esquina e deposite aí os restos. Saia do local sem olhar para trás e com a certeza de que o passado é passado. Lave o pires e pode usá-lo como quiser.

 

Esquecer um amor não correspondido

Numa noite de Lua Cheia faça um chá da sua preferência e coloque-o numa chávena. Vá sozinha para um local da sua casa onde a lua possa ser vista. Olhe para a lua com a chávena na mão, faça um pensamento positivo e diga: ""Lua, ajude-me a esquecer o que me faz triste. Lua, apague o que há de triste em mim. Lua, tire de mim essa pessoa que me faz sofrer"". Depois, beba um gole do chá e deite o resto no chão, oferecendo-o para a lua. Reze ao seu anjo protetor. Lave a chávena e use-a como sempre.

 

Para que o Seu Amor não a Deixe

Faça um círculo no chão usando um pouco de sal grosso. Com um pedaço de giz, escreva no centro o nome do seu amor. Em seguida, reze uma Ave-Maria. Repita esta simpatia durante três dias seguidos.

 

Para um Amor sem Discussões

Uma pessoa amiga deve plantar num vaso, um pé de alecrim e outro de arruda e dar de presente para o casal que passa a vida a discutir. Quando fizer isso, deve pedir para o casal cuidar bem da planta.

 

Paixão Eterna

Pegue no Rosário contando cada bolinha e faça a seguinte oração por três dias consecutivos “Frei Silvério, conceda-me o milagre e a graça que tanto desejo que eu (o seu nome) e (o nome da pessoa amada) ficaremos juntos para sempre, Paixão Eterna e Amor Infinito. No terceiro dia, após ter terminado esta oração, divulgue esta simpatia fazendo com que mais pessoas acreditem nela. Faça com muita fé e amor que dará certo.

 

Veja grátis: Horóscopo diário ! 

 

Clique aqui para marcar uma consulta de Tarot, ou falar comigo! 

maria helena.jpg


Envie-me um e-mail em branco e receba uma surpresa!

Clique aqui!

 

Mais informações para:

Telefone: (00351) 21 092 9000

E-mail: mariahelena@mariahelena.pt

Site: http://www.mariahelena.pt/

Facebook: www.facebook.com/MariaHelenaMartinsMHM

logo dra.png

 

Amigo que é amigo protege!

Banner santo antonio blog MH.jpg

 

Nestas Festas Populares, ofereça este Santo António a quem mais gosta! Se me enviar os dados do seu amigo (nome, telefone, e-mail e morada) para mariahelena@mariahelena.pt, eu mando gratuitamente este Santo, harmonizado por mim, para a casa dele.


Vou também enviar para si e para o seu amigo uma oração do Santo António, para que tenham sempre amor nas vossas vidas.


* Oferta válida apenas para Portugal Continental, até ao dia 30 de junho de 2015 e limitada ao stock existente.
* Cada pessoa pode recomendar (até) 2 amigos.

Santos da nossa devoção

10007313_343892002437426_398212127230671848_o.jpg

 

Todos nós, ou quase todos, num momento de aflição recorremos a um ou mais santos em especial, aos quais fazemos as nossas súplicas naquelas alturas em que parece não haver solução para o que nos aflige.

 

Seja qual for o santo da sua devoção, saiba que o mais importante é a fé. A força com que rezamos, com que pedimos – e com que sabemos agradecer todas as dádivas que recebemos – são a energia que faz os milagres acontecerem na nossa vida.

 

Qualquer que seja o santo da sua devoção, saiba que é o mais correto para si, pois o nosso coração sabe sempre a quem deve pedir, e aquilo que fazemos com total entrega e devoção é o caminho mais certo para o nosso bem.

 

Existem alguns santos que, pela sua história, pela importância que tiveram na vida de outras pessoas e pelos milagres que fizeram, são especialmente vocacionados quando precisamos de pedir proteção para o amor, a saúde, ou assuntos de trabalho e dinheiro.

 

Se deseja pedir proteção para o amor, reze a Santo António ou a São Valentim. Se deseja ter mais saúde ou alcançar a cura de uma doença, reze a Nossa Senhora de Fátima ou ao Dr. Sousa Martins. Se o que a aflige se relaciona com dinheiro, reze a Santo Onofre ou a Santo Expedito, o santo das causas urgentes.

A história de Santo António


Santo António era filho de Martim de Bulhões e Maria Teresa Taveira Azevedo e o seu nome de batismo terá sido Fernando. Acredita-se que o seu nascimento ocorreu no dia 15 de agosto de 1195. A casa onde nasceu situava-se próxima da Sé de Lisboa, local onde se ergueu uma igreja em sua honra. Foi precisamente na Sé que Santo António foi batizado apenas oito dias depois de ter nascido.

 

Em 1212 Santo António tornou-se um membro regular da Ordem de Santo Agostinho e recebeu educação em Coimbra onde permaneceu até ao ano de 1220.

 

A chegada das relíquias de cinco mártires franciscanos de Marrocos em 1221 levou Santo António a entrar para a ordem dos franciscanos. Deslocou-se em missão a Marrocos e quando regressou foi designado para atender a Capítulo Geral da Ordem de Assis. Ficou conhecido para a história como um eloquente pregador; viajou por Itália ao serviço da sua Ordem onde assumiu vários cargos administrativos.

 

O Papa Gregório IX ordenou-lhe que deixasse de lado todos os seus outros deveres e continuasse a sua pregação. Santo António assim fez e acabou por se fixar em Pádua, cidade onde fez algumas reformas – acabou com a prisão de devedores e ajudou os pobres.

No ano de 1231 devido à exaustão provocada pelos martírios que a ele infligia e pela intensa atividade de pregador, retirou-se para Campo San Piero para recuperar as suas energias. Quando regressou a Pádua não aguentou o retomar das suas atividades e acabou por morrer no convento das Clarissas Pobres em Arcella no dia 13 de junho de 1231.

 

 

 

Santo António é o padroeiro de Pádua, de Lisboa, de Split, de Paderborn, de Hildesheim e dos casais. Foi canonizado em 30 de maio de1232 pelo Papa Gregório IX em Espoleto – Itália.

 

 

 

 

Os seus restos mortais repousam na Basílica de Pádua, construída em sua memória.

 

 

Santo António é o Padroeiro dos namorados e a sua popularidade advém do fato de ser considerado pela tradição como santo casamenteiro, pois segundo a lenda, era um excelente conciliador de casais. O seu dia é comemorado a 13 de junho na cidade de Lisboa, e no dia 12 realiza-se também em Lisboa a cerimónia conhecida por “Casamentos de Santo António”.   

 


Os Milagres

 

São muitos os milagres atribuídos a Santo António, tanto em vida como em morte. Este Santo é muito estimado pelo povo português, principalmente

 

pelos habitantes de Lisboa, que há vários séculos lhe presta um grande culto. É considerado o Santo casamenteiro por ter sido um conciliador de casais e no dia em que o celebram, a 13 de junho, realizam-se casamentos na cerimónia conhecida por "Noivas de Santo António".

 

 

A tempestade de Limoges

Um dia Santo António foi pregar à cidade francesa de Limoges e como a sua eloquência atraía multidões, os sermões tinham de ser sempre ao ar livre. Estava a multidão atenta às palavras de Santo António quando de repente caiu uma tempestade muito forte e violenta. O santo percebeu que a multidão estava amedrontada com o barulho e a violência dos raios e dos trovões, mas mesmo assim aconselhou os seus ouvintes a ficar, assegurando-lhes que, com a ajuda do Senhor, não seriam atingidos nem por uma única gota de chuva. O certo é que o local onde decorria o sermão permaneceu seco, enquanto que à volta desse local, tudo estava molhado.

 

A Conversão dos Cátaros

No Século XIII a seita religiosa denominada por Cátaros ocupava uma grande parte do território italiano e fazia grande resistência à evangelização.
Certo dia, estava um grande número de Cátaros reunidos, Santo António, que era audaz e corajosos, resolveu fazer um sermão para esse grupo. Confrontado com a apatia do público perante a palavra de Deus, o Santo dirigiu-se à costa do Mar Adriático e começou a pregar aos peixes, dizendo: “Ouvi a palavra de Deus, vós peixes do mar e do rio, já que não a querem escutar os infiéis hereges”. E naquele preciso momento apareceram peixes aos milhares, muito organizados, emergindo as suas cabeças da água para ouvir a palavra de Deus. Rapidamente a notícia se espalhou pela região, homens e mulheres acorreram ao local para constatar com os próprios olhos o feito milagroso. A maioria destes homens e mulheres acabaram por se converter e aceitar a evangelização.

 

A travessia do rio

A imagem de Santo António é sempre representada com o Menino Jesus ao colo. Certo dia, em Mação, a mando de sua mãe, Santo António foi buscar lenha ao outro lado do rio Tejo. No regresso, o Santo apercebeu-se que tanto o barco como o barqueiro haviam desaparecido. Preocupado por saber que a mãe o esperava na outra margem do rio, Santo António pediu ajuda ao Menino que lhe apareceu e lhe disse que atirasse o molho de lenha ao rio que Ele o conduziria até à outra margem. Segundo a lenda, Santo António apareceu do outro lado do rio com o Menino Jesus ao colo.

 

 

 

A estadia em Pádua

 

Conta uma lenda que numa passagem de Santo António pela cidade italiana de Pádua, o santo hospedou-se em casa de um homem muito rico. Estava Santo António recolhido num dos aposentos quando o dono da casa o surpreendeu a conversar com o Menino Jesus. Completamente estupefacto com o que estava a ver, o Santo fez o homem jurar que só revelaria o que tinha presenciado após a sua morte.

 

O Pecado de Leonardo

Certo dia na cidade de Pádua um jovem de nome Leonardo procurou Santo António para lhe confessar um grande pecado: Leonardo tinha agredido a sua mãe com um pontapé. O Santo ouviu as palavras de Leonardo e disse-lhe que quem comete uma ofensa tão grave deveria ter o pé cortado. Leonardo não entendeu as palavras do Santo e levou-as à letra, acabando por decepar o próprio pé com a sua espada. A mãe de Leonardo, horrorizada com o que o filho acabara de fazer, dirigiu-se ao convento e tomada pela indignação, queixou-se que Santo António, com as suas palavras, influenciara de tal modo o filho que quase o matara. O Santo desculpou-se e explicou que não era sua intenção causar mal a Leonardo e acompanhou a mulher até à casa do jovem. Santo António juntou o pé à perna de Leonardo, começou a rezar a Deus com tanta Fé, que a perna ficou completamente sarada. 

 

A condenação

Um outro milagre atribuído a este santo dá conta de um milagre que aconteceu com o seu próprio pai. Certo dia o pai de Santo António, Martim de Bulhões, foi injustamente condenado à morte por enforcamento, por ter cometido o crime de homicídio. Por interferência de Santo António, o homem
que tinha sido assassinado voltou a viver para poder jurar a inocência do condenado.

 

 

Reze com fé

 

Oração dos namorados

Grande amigo Santo António, tu que és o
protetor dos namorados, olha para mim, para a minha vida, para os meus anseios.

Defende-me dos perigos, afasta de mim os fracassos, as
desilusões, os desencantos.

Faz com que eu seja realista, confiante, digno(a) e
alegre.

Que eu saiba caminhar para o futuro e para a vida a
dois com a vocação sagrada para formar uma família.

Que meu namoro seja feliz e meu amor sem medidas. Que
todos os namorados busquem a mútua compreensão,

a comunhão de vida e o crescimento na fé.

 Assim seja.”

 

Novena a Santo António

Rezar esta novena durante nove dias
seguidos, se possível terminando no dia de Santo António, 13 de junho.

 

Deus, Senhor dos
anjos, que adornastes a alma do bem-aventurado Santo António com angélica
pureza, fazendo vosso embaixador e admirável pregador para benefício dos
homens, livrando a muitos com sua doutrina e exemplo de vida eterna.

Eu vos dou eternas graças pelas
grandes qualidades que dotastes esse glorioso santo e Vos suplico, por sua
intercessão, que adorne minha alma de celestial pureza e me livre da morte
eterna e me conceda o que especialmente vos peço nessa novena, (fazer o pedido)
para Vossa maior gloria e honra, e para o proveito e salvação de minha alma.

Amém.”

 

Bênção do Pão de Santo António

Senhor, Pai Santo, Deus eterno e
todo-poderoso,

abençoai este pão, pela intercessão de Santo António,

que por sua pregação e exemplo

distribuiu o pão da vossa Palavra aos vossos fiéis.

Este pão recorde aos que o comerem ou distribuírem com devoção,

o pão que vosso Filho multiplicou no deserto para a multidão faminta,

o Pão Eucarístico que nos dais todos os dias no mistério da Eucaristia;

e fazei que este pão nos lembre o compromisso para com todos

os nossos irmãos necessitados de alimento corporal e espiritual.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, pão vivo que desceu do céu,

e dá vida e salvação ao mundo, na unidade do Espírito Santo.

Ámen.

 

Oração a Santo António, em ação de graças

Glorioso taumaturgo Santo António,

pai dos pobres e consolador dos aflitos,

que com tanta solicitude

viestes em meu auxílio e assim me consolastes;

eis-me a vossos pés

para vos trazer o meu agradecimento.

Aceitai-o junto com a promessa,

que vos renovo, de viver sempre

no amor de Jesus e do próximo.

Continuai a me conceder vossa proteção

e obtende-me a graça final

de poder entrar um dia no céu

para cantar convosco as divinas misericórdias.

Assim seja.”

Santo António

 

Oração a Santo António
 
 
Meu querido Santo António
peço-te que afastes do meu caminho
todo o tipo de perigos e inimigos,
que me ajudes a recuperar o que perdi
e que desamarres todo o tipo de amarras
que me prendem ao passado e aos desgostos.
 
Traz para a minha alma
a tua clareza de espírito,
e que eu tenha sempre a tua protecção
para superar todo o tipo de obstáculos.
 
Quem nasce no mês de Junho tem a protecção de Santo António 
 
 
As pessoas que têm a protecção especial de Santo António necessitam do amor e da compreensão dos outros para se sentirem felizes. Apesar de não gostarem de estar sozinhas, também apreciam a liberdade e não suportam que as tentem prender. São pessoas com um espírito curioso e inquieto, imprevisíveis, sendo que nunca se sabe como vão reagir. Gostam de conviver e de comunicar, por isso são frequentadores assíduos de festas e eventos sociais. São muito amáveis e irradiam simpatia e boa disposição, no entanto o seu humor é tão instável que podem passar de uma alegria imensa para uma tristeza inesperada.
A nível afectivo são pessoas intensas, inquietas e temperamentais. Dotadas de muita inteligência e perspicácia, procuram alguém com quem possam partilhar as suas ideias inovadoras. Curiosas por natureza, estão sempre em busca de novos conhecimentos, por isso é frequente vê-las rodeadas de livros.
 
Desejo um feliz dia de Santo António a todos.
 
Um beijinho,
 
Maria Helena