Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

Aura-soma - o oráculo da cor

 

As cores preferidas de cada pessoa, quer o sejam apenas numa fase da sua vida ou de modo permanente, revelam os seus desejos, medos e anseios, ajudando a detetar problemas e a encontrar a solução para os resolver, a melhorar a sua qualidade de vida e a alcançar a harmonia interior. Uma terapia que recorre à cor e que pode ser utilizada com grandes benefícios é a Aura-Soma, que combina a energia das cores com óleos essenciais.

“Aura” significa “luz”, e “soma” significa “corpo”, representando assim os corpos de luz que somos e as cores de que precisamos para estar em harmonia connosco próprios e com o mundo envolvente, porque a luz é cor.


Numa consulta de Aura-Soma, o paciente escolhe 4 frascos, de entre 106, que o terapeuta analisa, compreendendo dessa forma a personalidade da pessoa e as áreas da sua vida que são mais importantes nesse momento.

Cada frasco contém dois líquidos de cores distintas, cuja combinação cria um efeito específico. O líquido na metade superior consiste em óleo, essências e plantas, e o líquido na segunda metade é feito de água, essências e plantas. Para além do poder curativo das plantas e da aromoterapia, estes frascos ajudam ainda pelas suas cores vivas, que devem ser aplicadas mediante cada caso. 

Cada cor tem o seu significado, e ao escolher um conjunto de duas cores o paciente está a dar pistas ao terapeuta do tipo de problema que o está a afetar. No final da consulta, o terapeuta prescreve ao paciente um frasco com um determinado conjunto de cores, que considera mais indicado ao seu caso, para que este possa aplicá-lo, num determinado ponto do seu corpo (normalmente sobre um dos sete chacras).

Num dos métodos de análise usados, o primeiro frasco escolhido revela o que foi mais marcante no passado e qual a missão de vida do paciente, o segundo frasco aponta para problemas existentes e obstáculos que terá de superar, o terceiro frasco revela a vida presente e o ponto em que se encontra e o quarto frasco aponta para metas e objetivos futuros.

 

O FUTURO ATRAVÉS DA AURA-SOMA

De uma forma simplificada, rápida e direta, pode desvendar o seu futuro através da aura-soma! Para tal, só tem de se concentrar na sua questão ou, se não tiver nenhum assunto específico para o qual procura resposta, liberte simplesmente a sua mente de distrações, para que ela possa fluir livremente. Observe, então, o grupo de cores apresentado e escolha aquele que capta a sua atenção de imediato ou de forma mais intensa. Deixe-se guiar pela intuição, não queira determinar a sua escolha. De seguida, leia o resultado obtido e a mensagem que este lhe traz.

1 – Concentre-se mais no que está à sua volta. Alcançará a harmonia quando descentralizar o foco da sua atenção e aprender a analisar as suas intenções com clareza e objetividade. Se aquilo que deseja contribui para o bem comum, e não apenas para fins egocêntricos, então os seus desejos têm fortes probabilidades de se tornarem realidade. Aja com confiança e aprenda a ouvir o seu coração!

2 – Reconheça os seus talentos e partilhe-os. Quer tenha consciência disso ou não, você possui um dom que pode ajudar as pessoas que o rodeiam. Aprenda a utilizá-lo, ensine aquilo que sabe, e verá que ao mesmo tempo que contribui para melhorar a vida dos outros irá libertar-se das preocupações e dos receios que assaltam a sua mente.

3 – Páre para pensar. Abrande o passo, desacelere por alguns momentos o ritmo em que vive, e analise a sua vida de forma a compreender aquilo que está a mais, aquilo que não lhe faz bem, aquilo de que precisa de se libertar. Atreva-se a cortar com o passado e por fim a um relacionamento insatisfatório, um trabalho que não lhe traz o merecido reconhecimento ou as justas recompensas, ou seja o que for que precisa de ser mudado.

4 – Acredite mais em si. Aprenda a ouvir a sua intuição e a reconhecê-la como um poderoso guia que orienta os seus passos no caminho certo. As respostas que agora procura virão ter consigo no momento certo, Deus está perto e não se esqueceu de si. Dê mais atenção aos seus sonhos e pressentimentos. Quando receber aquilo que deseja, partilhe com os que o rodeiam.

5 – Aprenda a amar-se mais. Deixe de ser tão injusto ou exigente consigo próprio, está na altura de se tratar com maior amor, carinho e, sobretudo, compreensão. Procure rodear-se de pessoas que lhe transmitem energias positivas e, desse modo, atrairá energias positivas para a sua vida em geral e para os seus relacionamentos em particular.

6 – Faça as pazes com a vida. Chegou o momento de por fim aos conflitos que são desnecessários e que consomem a preciosa energia de que precisa para viver. Está prestes a evoluir para um novo nível na sua vida, mas para que possa fazê-lo precisa de conciliar as suas vontades com a sua realidade e de se libertar de tudo o que o magoa.

7 – Perdoe-se a si e aos outros. A culpa mina mais do que qualquer outro sentimento, aumenta a sua vulnerabilidade e insegurança perante as situações e impede-o de progredir. Perdoe-se a si próprio e aceite que fez aquilo que para si era o melhor naquele momento, consoante as circunstâncias. Somente quando deixar de se auto criticar e de julgar as suas próprias atitudes poderá ser feliz.

8 – Escolha ser a solução. Tome consciência disto: você pode sempre ser parte do problema, ou então ser parte da solução. Optar pela segunda implica assumir a responsabilidade pela sua própria vida, em vez de se sentir simplesmente à mercê das circunstâncias e das vontades dos outros. Siga aquilo que realmente deseja, e verá como todos os problemas se resolvem muito mais facilmente.

9 – Seja fiel a si próprio. Aprenda a reconhecer e a respeitar aquilo em que acredita, pois é isso que constrói a sua vida com base na verdade. Não se limite a seguir o que os outros querem ou pensam ser o melhor para si, tome conscientemente a decisão de expressar aquilo em que acredita e de viver de acordo com a sua própria consciência e vontade.

10 – Evite fazer julgamentos. Muitas vezes, aquilo que nos mantém presos a um passado que nos magoa é a tendência para fazer julgamentos precipitados, ancorados nos nossos próprios medos ou naquilo que assumimos como sendo verdade. Procure, antes, acreditar no amor e na bondade, e ponha de lado a necessidade de avaliar, de julgar ou de exigir, quer dos outros, quer de si. Sentir-se-á muito mais leve e será bem mais feliz.

11 – Retorne à sua fonte interior. Por vezes, o ruído exterior, as exigências dos outros, as distrações quotidianas, afastam-nos do nosso verdadeiro caminho, do nosso “eu” mais íntimo, mais profundo e verdadeiro. Volte-se novamente para si próprio, reencontre o seu centro energético e permaneça consciente dele, aceitando-se exatamente como é.

12 – Cultive a sua espiritualidade. É chegado o momento de se voltar para o seu lado mais espiritual, de se libertar da rapidez do mundo material e de tudo o que é mecanizado. Desligue o telemóvel por algumas horas, não passe tanto tempo em frente ao televisor ou do computador. Em vez disso, dê um passeio, sozinho, no campo ou pela praia, sinta a energia da natureza fluir dentro de si e dê mais atenção à sua voz interior.

13 – Liberte a sua deusa interior. Faça as pazes com os pólos divergentes que existem dentro de si, equilibre as energias masculinas e femininas, respeite as suas vontades e não tenha receio de manifestar a sua sensibilidade, a sua sensualidade, os seus desejos e vontades livremente, sem culpas nem rodeios. Assuma a plenitude do ser maravilhoso que é!

14 – Faça uma transformação interior. Enfrente-se olhos nos olhos, encare os seus medos de frente e vença-os, não permitindo que eles o bloqueiem ou impeçam de agir. Aceite as suas fraquezas e fragilidades, aprenda com os erros mas não se mantenha preso a eles ou ao passado. Purifique a sua alma abrindo os braços para aquilo que a vida tem de bom para lhe oferecer, e permita-se ser feliz!

Como é que uma consulta de Tarot pode ajudar?

Como é que uma consulta de Tarot pode ajudar?

O Tarot é um dos métodos divinatórios mais antigos e utilizados em todo o Mundo. Como qualquer outro oráculo, não é determinista nem infalível, mas oferece, acima de tudo, uma ajuda preciosa nos momentos em que nos sentimos desorientados e inseguros em relação ao futuro. Essa orientação é, muitas vezes, o impulso de que precisamos para reencontrar a força para enfrentar as circunstâncias.

Em tempos de incerteza sentimo-nos mais vulneráveis e indefesos. Quando a vida, tal como a conhecíamos, começa a ruir, deixamos de poder contar com o que tínhamos como garantido e deixamos de poder assentar a nossa estabilidade nas bases que habitualmente nos serviam de suporte. Quando deixamos de ter certezas em relação à nossa saúde e à saúde daqueles que amamos, quando a situação profissional se torna instável, ou se a união em família se fragmenta, é sobretudo em nós que podemos encontrar a força para enfrentar as circunstâncias e superar as dificuldades até conseguirmos sair de uma situação difícil. E é nesse sentido que uma consulta de Tarot pode fazer a diferença na nossa vida, pois mostra-nos aspetos que não conseguimos ver ou que desconhecemos, dando-nos ferramentas que nos ajudam a escolher o melhor caminho a seguir.

Já em eras antigas, como a Idade Média, e ainda muito antes dela, as pessoas recorriam à consulta de oráculos. Os magos e feiticeiros tinham a capacidade de, interpretando determinados sinais, prever a evolução mais provável para uma determinada situação. Os reis e as pessoas de posses tinham, muitas vezes, magos particulares, a quem pediam opinião sempre que era necessário decidir a respeito de batalhas e questões de poder mas, também, para saber o futuro da sua saúde, ou da sua vida amorosa.

A consulta de oráculos continua a ser uma ferramenta usada por muitas pessoas hoje em dia, sendo o Tarot um dos métodos divinatórios mais populares, não só porque o conhecimento a respeito da forma de usar este oráculo se difundiu como, também, porque apresenta resultados bastante eficazes, quando a leitura de cartas é feita por um profissional competente.

Qualquer pessoa pode adquirir um baralho de Tarot e aprender o significado das cartas. Mas, como em todas as áreas de conhecimento, é a experiência, e um certo dom que algumas pessoas possuem para interpretar os  sinais, que faz a diferença. Os bons profissionais utilizam o baralho de 78 cartas que compõem o Tarot para ler aquilo que, pelo que elas representam, o Universo está a querer transmitir à pessoa que coloca a questão, mas sabe intuir, para além do mais óbvio, fazendo então uma leitura que é mais acertada a respeito da situação.

Mesmo que uma pessoa saiba ler as cartas de Tarot, quando está muito envolvida na questão sobre a qual pergunta, ou quando se encontra instável e inseguro em relação a ela, deve recorrer a um profissional para que este, com a isenção e distanciamento necessários, possa fazer uma leitura mais correta da situação. As pessoas menos experientes na leitura de cartas podem acabar por projetar nelas os seus medos e receios ou, por outro lado, as suas expetativas, o que faz com que o resultado obtido não seja interpretado de forma correta.

Como se processa uma leitura de Tarot?

Existem várias formas de consultar as cartas, sendo geralmente estas baralhadas pelo profissional que faz a leitura, que depois pode dar o baralho a partir àquele que consulta ou, no caso das consultas feitas à distância, é o próprio profissional que parte o baralho em duas ou três partes (ou em mais, conforme o método utilizado).

As cartas com que é feito o corte são, geralmente, interpretadas, pois indicam as energias que estão a dominar a situação, mas nem todos os profissionais usam este método.

Depois, as cartas são dispostas em determinadas posições. O número de cartas lidas e a forma como elas são dispostas varia conforme o profissional que faz a leitura, que usa o método que, para ele, oferece resultados mais corretos.

Cada carta de Tarot tem um significado amplo, havendo uma série de interpretações possíveis, conforme a situação em causa e, também, consoante as restantes cartas que aparecem nessa tiragem. Para além do seu significado individual, importa sempre analisar o conjunto e permitir que outras mensagens surjam na mente do profissional que está a fazer a leitura. A sua intuição e a sua capacidade de "ver" para além do que é explícito são determinantes na interpretação que é feita. E é por isso que nem todas as pessoas que sabem ler as cartas são, na verdade, capazes de fazer a interpretação correta para cada situação.

A consulta de Tarot pode ser feita à distância?

Sim. Hoje em dia são muito comuns as consultas feitas pelo telefone ou por videochamada. Elas são igualmente credíveis quando são realizadas por um bom profissional. Antes de saber quais são as questões que preocupam a pessoa, é normal que o profissional peça os dados pessoais - nome, data de nascimento, situação em que se encontra - para que, através deles, possa conectar-se com a energia da pessoa em causa. Tudo o que existe no Universo é energia, e portanto não existe verdadeira distância, porque a conexão energética pode ser feita mesmo que as pessoas se encontrem a quilómetros de distância.

Quando o profissional baralha as cartas de Tarot, conecta-se interiormente com a pessoa para quem está a fazer a leitura. Uma vez mais, isto requer experiência e aptidão, pois a verdade é que aquele que lê cartas é um "canal" através do qual o Universo envia uma mensagem para a pessoa que precisa dela.

Existem vários tipos de leituras e interpretações mas, de um modo geral, uma boa leitura de Tarot é aquela que oferece, de forma muito clara e explícita, uma orientação: "De acordo com a situação em que se encontra, o desfecho mais provável é...". Uma boa leitura de Tarot (ou de qualquer outro oráculo) oferece também indicações em relação às atitudes que, mediante as circunstâncias em que a pessoa se encontra, a conduzirão a resultados mais favoráveis.

O Tarot ajuda a tomar decisões, a fazer escolhas e a encontrar alternativas para lidar com uma determinada situação.

Mesmo quando não podemos fazer nada perante uma situação (e isso é, muitas das vezes, aquilo que leva uma pessoa a recorrer a uma consulta de Tarot), está SEMPRE ao nosso alcance escolher como lidamos com ela. E isso faz mesmo toda a diferença.

Quando nos deixamos vencer pelo desânimo, pelo cansaço e pelo medo, não só continuamos sem resolver a situação como estamos a deixar-nos sufocar por ela. A partir daí surgem cada vez mais problemas, porque a nossa energia enfraquece e a nossa capacidade de fazer face às situações vai sendo cada vez mais débil.

Nesse sentido, uma consulta de Tarot ajuda a fortalecer a nossa capacidade de resposta e a nossa força interior, pois aponta para as formas que temos ao nosso dispor para lidar da forma mais proveitosa com os recursos de que dispomos, fazendo assim face aos obstáculos que a vida nos apresenta.

Porque compreendemos que, mediante a situação que a Humanidade presentemente enfrenta, são muitas as pessoas que encontram no Centro Maria Helena a orientação que as ajuda a enfrentar as dificuldades, continuamos a disponibilizar consultas de Tarot presenciais em segurança, mas também as realizamos por telefone e videochamada, assim como tratamentos de Reiki, Limpeza energética, Alinhamento de chacras e Taças Tibetanas, que também podem ser feitos à distância.

Caso sinta que esta ajuda pode ser-lhe útil, contacte-nos através do 210 929 040 ou do e-mail mariahelena@mariahelena.pt.

Todos juntos vamos conseguir superar este desafio!

Reiki para animais

Reiki para animais

Sabia que o Reiki pode ser feito também em animais?

Muitos dos problemas de saúde, perturbações de comportamento, etc. que fazem sofrer os animais de estimação derivam de energias que eles absorvem, quer sejam energias da casa ou energias e problemas dos donos, que os sobrecarregam.

Os animais, principalmente os gatos, são muito sensitivos e ajudam a fazer a transmutação das energias da sua casa e da sua família - isto é, eles absorvem a energia negativa e transformam-na em energia positiva. Porém, quando a energia negativa e desequilibrada é muito mais forte ou pesada do que o animalzinho consegue suportar, ele pode adoecer.

Por isso, cuidar da saúde energética e espiritual do seu animal também faz parte da posse responsável de bichinhos de estimação, e é também uma forma de amor.

O Reiki auxilia a manter o bem-estar, o equilíbrio energético e o fortalecimento do sistema imunitário do animal.

 

Quais os maiores benefícios do Reiki para animais?

– Ajuda a corrigir distúrbios comportamentais, como agressividade, revolta, apatia, etc.;

– Reduz o stresse;

– Cessa ou alivia dores;

– Acelera o processo de cicatrização após cirurgias ou na recuperação de feridas;

– Melhora e fortalece o sistema imunitário;

– Diminui os efeitos secundários de quimioterapias e outros processos químicos ou medicamentos;

– Previne doenças e disfunções físicas e mentais;

– Acalma e promove o bem-estar;

– Estimula o amor e o bem que há dentro de cada ser.

Muitas vezes, quando uma doença ou alteração de comportamento se manifesta, o animal está a sofrer com algum bloqueio energético que interfere no seu bem-estar, e que não é facilmente detetado, nem mesmo pelos exames veterinários.

Os problemas acontecem primeiro no espírito. Por isso, se o animal apresenta comportamento estranho, o Reiki pode auxiliar como terapia complementar no seu restabelecimento e/ou equilíbrio energético, prevenindo qualquer doença que poderia vir a manifestar-se no corpo físico.

Um animal é um ser vivo e, como nós, também tem sentimentos e emoções.

Eles também apreciam as massagens de relaxamento, a energia positiva, e todos os cuidados que lhe demonstrem  quanto são amados.

Cuide do seu animalzinho!

Marque uma sessão de terapia Reiki para ele: 210 929 040 ou por e-mail para amigamariahelena@mariahelena.pt

Saiba o que a energia de Sagitário pode fazer por si

Saiba o que a energia de Sagitário pode fazer por si

O Sol entra no signo Sagitário às 20.40 do dia 21 de Novembro, e lá ficará até ao Solstício de Inverno, no dia 21 de Dezembro. Em Sagitário, o Sol expande-se e ganha uma energia otimista contagiante. Este é um período que ajuda a alimentar a nossa chama interior.

À medida que percorre o Zodíaco, o Sol vai iluminando determinados aspetos da nossa vida, enfatizando certas áreas e oferecendo-nos dons e capacidades que estão de acordo com as caraterísticas do signo onde ele se encontra.Em Sagitário, o Sol ajuda-nos a sentirmo-nos bem na nossa pele, mais confiantes e descontraídos, o que traz leveza e ajuda à expansão.

Ao longo do último mês o Sol atravessou o complexo signo Escorpião, que tem uma energia muito intensa e que ajuda a desvendar verdades nem sempre fáceis nem de compreender nem de aceitar. A energia de Escorpião desafia-nos a entrar dentro do nosso lado mais sombrio e fazer as pazes com aquilo que lá encontramos. Com a entrada do Sol em Sagitário, no dia 21, esta energia transforma-se, tornando-se mais colorida, mais alegre, mais expansiva.

Depois de aprendermos a estar à vontade com o que nos deixa desconfortáveis, é tempo de, agora, descontrair e aproveitar a liberdade de sermos quem somos.

Ao longo deste mês, somos convidados a abraçar a nossa paixão interior e o nosso espírito de aventura, desafiando-nos a ir além dos nossos limites e viver a alegria das novas descobertas. É o tempo certo para fazer algo que nunca fez antes, para fazer alguma coisa que sinta, no mais íntimo de si, vontade de fazer. Sagitário convida-nos a abraçar o desconhecido.

É também tempo de acreditar, de alimentar a fé e de confiar na vida. Sagitário destaca-se pela sua energia geralmente otimista, pelo espírito positivo com que enfrenta os desafios e pelo bom humor com que rege os seus dias. Este é o tempo certo para criar uma nova zona de conforto, para renovar a auto-confiança e usá-la em nosso proveito.

Esta energia de Sagitário ajuda-nos, seja qual for o nosso signo, a confiar na sorte, a experimentar caminhos diferentes e novas abordagens. É a altura certa para ir atrás dos nossos sonhos, metas e desejos, sem deixar que o medo nos impeça de fazer aquilo que queremos fazer.

É tempo de alargar os horizontes mentais e ver a vida sob um ponto de vista mais abrangente.

Sinta vontade de se desafiar a si próprio, indo atrás daquilo que deseja. Sinta-se inspirado para mostrar ao mundo o seu verdadeiro eu, sem outra máscara além daquela que usamos para proteger a nossa saúde e a dos outros.

Por vezes caímos na armadilha de nos preocuparmos demasiado com o que os outros pensam de nós e de recearmos fazer as coisas por medo do que os outros irão dizer ou pensar a nosso respeito. Mostramo-nos menos do que na verdade somos, com medo de deixar a nossa luz brilhar e resplandecer.

A energia de Sagitário ajuda-nos a libertarmo-nos de tudo isso, a fazermos o que queremos sem pensar tanto na opinião dos outros. O carisma e o encanto de Sagitário residem muito nessa capacidade inata de estes nativos agirem de acordo com a sua natureza, sem terem medo de escandalizar ou provocar reações.

Deixe-se envolver por esta energia. Escolha bem aquilo com que se preocupa. Confie na vida e permita que as coisas sejam aquilo que elas são. Tenha orgulho na pessoa que é e na pessoa que está a tornar-se.

Passamos tanto tempo com vergonha de nós mesmos e a duvidar das nossas capacidades, a desejar que as coisas sejam diferentes do que são, e a sentirmo-nos derrotados sempre que a vida não corre como planeámos. Mas se formos capazes de usar os dons que a energia de Sagitário nos traz, podemos limpar da nossa mente essas crenças limitadoras e sentir a liberdade de sermos quem somos.

Faça um jardim zen em sua casa

 

Quer viva numa vivenda ou num apartamento citadino, aprenda a criar no seu lar um jardim com a tranquilidade trazida pela sabedoria oriental milenar.

O “jardim zen” pode ser maior ou menor, mas é geralmente composto por um recipiente de porcelana escura, preenchido com areia fina e diversos seixos ou cristais. Estes pequenos jardins são réplicas dos jardins chineses originais, que foram criados segundo os mesmos princípios de harmonia e união cósmica que regem todo o pensamento oriental e, como tal, também o Feng Shui. O jardim chinês está intimamente ligado à casa e visa transmitir serenidade aos seus moradores. É fundamental, nele, respeitar e seguir o bom Feng Shui da Natureza, mantendo tudo no estado original. Saiba que foi da observação e estudo das leis que governam o Universo natural que nasceram os princípios orientadores do Feng Shui.

Para criar um jardim zen em sua casa, utilize a sua sensibilidade e imaginação para aproveitar o espaço de que dispõe. Se vive num apartamento, pode utilizar um vaso largo e pouco fundo. Seja qual for o tamanho do seu jardim, organize nele os elementos decorativos segundo a disposição clássica dos 4 animais, de que já lhe falei em artigos anteriores. Segundo esta disposição, à retaguarda deve haver uma parede sólida, que pode ser uma pedra ou um conjunto de plantas maiores, que corresponde à posição da Tartaruga e que visa dar estabilidade. À frente encontra-se a Fénix, um espaço de liberdade em que não pode haver bloqueios, devendo colocar uma pequena pedra ou outro objecto a marcar o fim do jardim, mas sem obstruir a vista. À direita é conveniente ter plantas ou seixos mais baixos e planos, na posição onde se encontra a energia do Tigre, e à esquerda, que corresponde ao Dragão, deve haver uma protecção mais alta. Esta estrutura garante segurança (retaguarda), horizontes amplos (frente), acção (esquerda) e força (direita).

Dica de Feng Shui:

Cuide do seu jardim zen com amor e assegure-se de que existe nele “vida”, movimento. Pendure por cima do vaso onde está o seu jardim sinos mensageiros de vento, e disponha pequenos seixos em zigue-zague como se de um caminho se tratasse. Reserve alguns momentos do dia para cuidar do seu jardim com sossego. A calma e a serenidade que ele lhe inspira encherá o seu espírito de bom Feng Shui.

Veja também:

Taças tibetanas - equilíbrio do corpo e da mente

 

As vibrações emitidas pelas taças de som tibetanas têm sido usadas, durante séculos, para fins curativos, para meditação e para sessões de purificação. Os sons emitidos pelas taças purificam o ambiente, proporcionando harmonia e despertando o poder curativo do corpo.

O som das taças tibetanas toca a Alma. As taças de som tibetanas são produzidas manualmente com uma liga de diversos metais, que podem chegar a ser 14. O facto de conseguirem fazer vibrar 5 tons em simultâneo, mantendo a vibração durante vários minutos, torna-as num instrumento musical único, com efeitos terapêuticos.

Ao provocar um relaxamento profundo, a sonoridade e vibração emitidas pelas taças libertam os indivíduos do stress e, consequentemente, das preocupações, inseguranças e bloqueios energéticos, responsáveis pelos problemas físicos, emocionais e espirituais. Ajudam a atenuar as preocupações, as inseguranças e o aparecimento de males físicos, emocionais e espirituais.

As taças Tibetanas são utilizadas no Tibete, Nepal, Índia e outros países orientais com tradições tibetanas, onde são conhecidas pelas suas potencialidades espirituais e terapêuticas.

A massagem do som com taças tibetanas já é muito utilizada no Ocidente e é baseada na ancestral sabedoria tibetana de produção de sons e ultrassons com taças à base de uma liga metálica especial. O trabalho terapêutico com taças tibetanas actua no organismo harmonizando-o energeticamente, desencadeando a cura dos planos espiritual, emocional, mental e físico. As taças atuam despertando o próprio poder curativo do corpo.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DA TERAPIA DE SOM COM TAÇAS TIBETANAS:

·         Melhor capacidade para atingir um estado de relaxamento profundo.

·         Maior domínio sobre a resolução de problemas e preocupações.

·         Desbloqueamento energético e sensação de bem estar imediata.

·         Aumento da criatividade, concentração e capacidade de acção.

·         Reforço do sistema imunitário e melhoria da autoconfiança.

·         Alívio de dores crónicas

·         Equilíbrio dos hemisférios cerebrais

·         Massagem suave e harmonização de cada célula do corpo

·         Influência positiva na autoconfiança e na ansiedade

O PODER DA MASSAGEM COM TAÇAS DE SOM TIBETANO

Para muitas culturas, o som é a força divina que se manifesta através das vibrações rítmicas. A massagem com taças de som surge como um método eficaz de relaxamento. O método é realizado com Taças de Som Tibetanas que emitem sons e ultrassons. A massagem de som é uma forma de equilibrar e alinhar o corpo físico e os centros energéticos. Sem usar as mãos, o terapeuta massaja e equilibra as energias por meio dos sons. Através deste processo de projeção de som, o corpo é massajado, estimulando os sistemas linfático, endócrino e imunitário. Ao mesmo tempo é possível entrar num estado de consciência meditativa, recebendo visualizações, em forma de cores, símbolos, memórias ou sonhos. Foi Peter Hess quem desenvolveu a massagem de som, adaptando-a às necessidades das pessoas das culturas ocidentais.  Uma sessão de Taças Tibetanas pode ser feita com 1 taça ou mais, dependendo da análise feita com cada cliente. Também existe a possibilidade de se realizar uma sessão na água, rio, banheira, desde que a pessoa fique com o corpo submerso.

AS TAÇAS DE SOM

As taças de som tibetanas têm origem na cultura xamanista Bon Po (pré-budista) dos Himalaias, datam da Era do Bronze e são manufaturadas usando diferentes ligas de vários metais, nos quais se inclui o ouro, a prata, o cobre, o mercúrio, o ferro, o estanho e o chumbo, entre outros.

Estes diferentes metais permitem a geração de diferentes sons, dependentes da composição da liga e da forma, dimensões e peso do instrumento.

Ao contrário de outros instrumentos musicais tibetanos, são escassos os registos sobre estas taças de som, que se encontram em abundância tanto em mosteiros como em casas particulares. Quando questionados sobre o uso das taças de som, os tibetanos são algo vagos, dizendo muitas das vezes que as taças servem apenas para acolher mantimentos ou para usar em cerimónias de oferenda.

Nestas ocasiões religiosas são colocadas em cima de altares, com flores, cevada, arroz e água. Os médicos tibetanos usam-nas para diagnósticos, os monges utilizam-nas em cerimónias de oferendas e meditação e os xamãs em rituais em todo o Tibete.

Embora no Oriente a sua utilização tenha sido, ao longo dos tempos, praticamente secreta, a verdade é que o Ocidente tem vindo a reconhecer nestes objetos ancestrais, e na sua sonoridade, excelentes instrumentos de meditação, de reequilíbrio energético, relaxamento e purificação.

De que precisa hoje?

 

Ser feliz não tem de ser complicado, se compreendermos que todos os dias contam e que é de cada momento que se constrói a nossa felicidade. Um dos grandes segredos da felicidade consiste também em compreender que a felicidade dos outros contribui para a nossa. Por isso, crie o hábito de fazer esta pergunta a si próprio, e àqueles que o rodeiam, todos os dias: de que precisas hoje?

Satisfazer as nossas necessidades cria a sensação de que estamos no bom caminho, que a nossa vida tem um propósito e significado. Ajudar a melhorar o dia-a-dia dos outros, contribuindo para satisfazer as suas necessidades, ajuda-nos também a nós a sentirmo-nos, por um lado, úteis e valiosos e, por outro lado, faz-nos tomar consciência de necessidades que também precisamos de satisfazer em nós.

Por isso, uma forma muito simples de melhorar o seu dia e o dia de alguém consiste em fazer com frequência esta pergunta:

                                                      De que precisas, hoje?

 

Às vezes, precisamos de alimento. O nosso corpo pode precisar de vitaminas, quando está a precisar de revitalizar, de proteínas, quando nos sentimos mais fracos, ou de hidratos de carbono, quando precisamos de energia. Aprenda a ouvir aquilo de que o corpo precisa neste momento - que alimento sente vontade de comer? Àparte a tentação dos doces, que tipo de sabor lhe apetece?

 

Muitas vezes precisamos de descanso. Compreenda se o descanso de que precisa é físico - e nesse caso sente-se confortavelmente nem que seja durante apenas um quarto de hora ou, se puder, deite-se mesmo, em posição confortável. Concentre-se apenas na sua respiração, feche os olhos e afaste gentilmente qualquer pensamento. Pode estar a sentir-se bem a nível físico e, no entanto, precisar de descanso mental. Nessa situação, afaste o telemóvel e não ligue a televisão. Dê um passeio a pé pelo jardim, no campo ou na praia, observando tudo o que o rodeia, o pormenor das flores, o voo dos pássaros, o formato das nuvens. Se preferir, convide um amigo para tomar um chá consigo ou, se não for possível estar com ele, telefone-lhe enquanto passeia. Partilhar momentos com alguém de quem gostamos ajuda a nossa mente a descontrair e a relaxar.

Dica: Praticar uma atividade física com regularidade ajuda a aliviar o cansaço mental e o stress, evitando assim também o contacto físico.

 

Também acontece, com frequência, precisarmos de ser ouvidos. Nesse caso, procure alguém que saiba ouvir sem criticar nem questionar, alguém que o ajude de forma efetiva e válida ou que saiba ouvir, simplesmente. Quantas vezes se sentiu aliviado depois de desabafar com alguém sobre um assunto que lhe pesava no coração? Já pensou que a pessoa ao seu lado pode estar a precisar de ser ouvida?

 

Há vezes em que precisamos de rir. Rir liberta a tensão muscular e ajuda o nosso organismo a manter o equilíbrio. Procure a companhia de pessoas positivas ou distraia-se durante alguns minutos com videos que o fazem rir.

 

Noutros momentos, precisamos de um abraço. O calor humano transmitido através de um abraço tem um dos mais poderosos efeitos terapêuticos que existem. Se precisa de um abraço, não fique fechado em si mesmo! Dentro das suas possibilidades, abrace alguém que está próximo de si, como o seu par, os seus filhos, um animal de estimação ou, se não houver mesmo ninguém à sua volta que possa abraçar em segurança, abrace uma almofada, porque o simples gesto de abraçar, por si só, já ajuda a aliviar a tensão que sentimos.

 

Também há alturas em que precisamos de estímulos novos. A nossa mente precisa de ser alimentada e precisa de sair da rotina. Ver lugares novos, conhecer outras pessoas, adquirir outros conhecimentos faz parte do nosso desenvolvimento saudável e ajuda-nos a manter o equilíbrio no nosso dia-a-dia. Se está a precisar de novidades na sua vida, em vez de se focar na viagem que não pode fazer, pense naquilo que tem ao seu dispor (atenção, planear uma viagem também contribui de forma positiva para o seu equilíbrio, mas se não tem possibilidade de fazê-la não perca energia a lamentar-se). Explore outro bairro na sua cidade. Vá até um lugar diferente, perto de si. Explore sites diferentes daqueles que costuma visitar. Vá até uma livraria e procure um livro, ou até uma revista, diferentes do que costuma comprar. Há infinitas possibilidades... não se retraia!

 

Se precisa de estabilidade, pegue num papel e comece a escrever tudo aquilo que tem como mais seguro na sua vida. Lembre-se que a única coisa que realmente nos pertence é a nossa vida, sendo que é dela que tudo o resto vem. Confie em si e nas suas capacidades. Estabeleça metas e defina a forma (realista) de as realizar. Concentre-se no que já tem e, a partir daí, progrida para o que deseja.

 

Quando precisa de ter um foco, concentre-se primeiro na sua respiração, que o ajuda a ter consciência de si, no momento presente. Depois, deite mãos à obra em relação ao que está a fazer. Defina metas pequenas para que as vá concretizando e, à medida que o faz, ganhará maior força para progredir.

 

Muitas vezes precisamos de tempo. Lembre-se que a coisa mais importante que pode dar aos outros - aos seus filhos, ao par, aos seus amigos, à sua família e a si próprio - é uma parte do seu tempo. Saiba também dar tempo ao tempo, deixar as coisas acontecerem e desenvolverem-se ao seu próprio ritmo, sem procurar precipitá-las e sem se deixar vencer pela ansiedade e pelo desespero. 

 

Na maior parte das vezes, precisamos de amor. Nesse caso, comece por lembrar-se que é você que ensina os outros a amá-lo. Aquilo que você aceita ou permite que lhe façam define o valor que sente que tem. A maneira como permite que o tratem ensina aos outros como hão-de tratá-lo. Comece primeiro por se amar a si próprio, definindo limites e obrigando a que estes sejam respeitados. Depois, ame os outros: o Universo devolve sempre esse amor.

Ritual para afastar o azar

 

Realize este ritual durante aqueles períodos em que parece que, faça aquilo que fizer, tudo corre mal. A lua nova é a melhor altura para o fazer, mas pode realizá-lo sempre que sentir necessidade.

Vai precisar de:

– 1 vela branca

– 1 frasquinho com água benta

– 1 amuleto cinco-saimão

– 1 copo com água

– sal

– fósforos

Preparação:

– Molhe a vela com água benta e acenda-a.

– Coloque um punhado de sal dentro do copo. Percorra toda a sua casa com o copo na mão e salpique todos os cantos com água e sal, para afastar as energias negativas. Salpique também a porta de entrada com água e sal, para que as más energias não entrem.

– Segure na sua mão direita o cinco-saimão e faça o sinal da cruz à sua frente, enquanto diz em voz alta esta oração popular portuguesa, muito antiga:

Pela cruz de São Saimão

Eu te benzo com a vela benta
na sexta-feira da paixão.

Treze raios tem o sol,
treze raios tem a lua.
Salta demónio para longe,
que esta casa não é tua.

– Quando a vela terminar de arder, deite fora os restos e traga o cinco-saimão sempre consigo.

O que mais irrita cada signo?

 

No dia Internacional da Tolerância, que se assinala a 16 de Novembro, saiba o que mais irrita cada signo! Todos nós precisamos, para viver melhor, de saber ser tolerantes para com os que nos rodeiam e para connosco próprios. Apesar das diferenças que fazem de cada um de nós pessoas únicas e inigualáveis, são precisamente elas que nos tornam melhores e que nos fazem sermos complementares uns dos outros. Seja mais tolerante! E, para apurar melhor a sua capacidade de compreensão, saiba aquilo que deve evitar... para não irritar cada signo!

Carneiro

"Tens de ter paciência..." Nada (ou quase nada) irrita mais um nativo de Carneiro do que pedirem-lhe para esperar! Impulsivo, ativo e enérgico, o nativo deste signo quer tudo JÁ! Um Carneiro que tem de conter a sua animosidade ou fazer um compasso de espera para obter certos resultados, ter uma resposta, ou para fazer qualquer coisa, é um Carneiro irritado (ou que já aprendeu, à custa da experiência e da maturidade, a dominar os seus ímpetos). Carneiro também perde a paciência com pessoas "chatas", com falta de iniciativa, e com situações rotineiras, que se arrastam numa cadência monótona. Dê-lhe sempre novidades, estímulos e desafios... e terá um Carneiro feliz!

Touro

Com Touro, sucede exatamente o contrário do que acontecia com o signo que o precede. Ter de se apressar é uma das coisas que mais irrita um Touro, o signo da lentidão e da calma, que gosta de fazer tudo ao sabor da vontade, com atenção ao detalhe e ao pormenor. Irritam-no as pessoas apressadas, nervosas e agitadas, que levam tudo à frente sem desfrutarem de cada passo do caminho. Seja no trabalho ou em assuntos de amor, a pressa, para Touro, é inimiga da perfeição, e  fica profundamente irritado quando lhe impõem prazos apertados. Outra das coisas capazes de fazer um Touro perder as estribeiras é "mexerem no que é seu". Possessivo ao extremo, Touro não suporta que alguém faça olhinhos ao "seu" mais-que-tudo, tornando-se enraivecido quando isso acontece. Convidarem-no para jantar e levarem-no a comer "um prego rápido" também não surtirá bons resultados...

Gémeos

Curioso ao extremo, Gémeos fica "doido" quando alguém lhe começa a contar um segredo... e não acaba. Se lhe esconderem novidados, boatos, intrigas e "fofocas", Gémeos vai sentir um formigueiro tão grande dentro de si que não descansará enquanto não correr o Mundo, se for preciso, para ficar a par de tudo. Por outro lado, este signo também se irrita com o excesso de responsabilidades, pois fica nervoso e tem dificuldade em cumpri-las. Prefere viver num registo mais descontraído e flexível, ao seu ritmo. Interromperem-no quando fala ou - pior ainda - não o deixarem falar numa reunião, numa conversa de amigos, numa discussão familiar, põe-lhe os nervos completamente em franja. Deixarem-no a falar sozinho, também. Gémeos também não tem paciência para mentes fechadas, conservadoras e tradicionalistas.

Caranguejo

Se quer irritar um Caranguejo, mexa nas suas coisas - objetos físicos e assuntos pessoais. Muito apegado a tudo o que é "seu", Caranguejo fica fora de si quando encontra os seus objetos fora de sítio, quando perde um objeto pessoal, ou quando alguém "põe o dedo na ferida" e fala, publicamente, sobre os seus sentimentos ou sobre a sua vida privada. Fazerem troça dos assuntos que lhe falam ao coração ou negligenciarem o seu afecto são também atitudes que o deixam irritado. O ciúme é um dos seus principais inimigos, assim como a sua insegurança, pelo que tudo aquilo que lhe provoque um ou outra irá deixá-lo a ferver por dentro. Por fim, falar mal dos seus - principalmente da sua mãe - faz com que Caranguejo se torne "uma fera". Compreender a necessidade de afeto e de segurança que este signo possui ajuda-o a sentir-se bem, calmo e tranquilo.

Leão

Com uma profunda necessidade de ser admirado e reconhecido, aquilo que mais irrita um nativo de Leão é sentir-se ignorado ou que os seus feitos - e aquilo que faz pelos outros - não é devidamente reconhecido, apreciado e elogiado. Tendo um sentido de justiça muito apurado e uma coragem à prova de qualquer desafio, este nativo perde a paciência perante as injustiças, a cobardia e a fraqueza. Detesta a hipocrisia e o cinismo, não gosta de pessoas que não saibam assumir a responsabilidade pelas suas acções ou que a atirem para outrém. Quando a sua imagem é atacada ou a sua competência é posta em causa, o rugido de Leão faz-se ouvir alto e bom som. E um Leão irritado não deixa ninguém indiferente à sua passagem, por isso é melhor evitar aborrecê-lo!

Virgem

Cuidadoso, meticuloso, "picuinhas", Virgem irrita-se com a desarrumação, a falta de rigor, o descuido. Com um temperamento nervoso, o nativo deste signo perde a paciência facilmente, mesmo que faça um esforço enorme para não o demonstrar, sempre que alguém perturba a ordem que ele precisa de ter no quotidiano. Este é o signo que reclama com a desarrumação em casa, com a falta de pontualidade dos amigos, a irresponsabilidade dos colegas e a falta de cooperação nas tarefas de grupo, seja em que contexto for. Uma vez que é muito exigente consigo mesmo, Virgem também o é com os outros, e nada o tira mais do sério do que o comportamento negligente por parte das outras pessoas. Este signo irrita-se, também, com pessoas que têm uma necessidade exacerbada de chamar a atenção, pois prefere a qualidade discreta, de um trabalho que fala por si, ao exagero ruidoso de quem procura chamar a atenção a qualquer custo.

Balança

Este é o signo do refinamento, das boas maneiras, da elegância e da subtileza. Um Balança irritado procurará - de todas as formas possíveis e impossíveis - manter a serenidade e não perder o controlo. Contudo, atitudes mal-educadas, palavras rudes, pessoas ruidosas, e, principalmente, acções injustas, fazem-no bradar aos céus por paciência e tolerância. O signo Balança é um dos que mais procura compreender e aceitar os outros como eles são, mas não suporta a rudeza, a falta de educação ou os comportamentos agressivos para com os outros. Uma vez que também tem uma profunda necessidade de equilíbrio e harmonia, e gosta que a sua vida flua de uma forma harmoniosa, Balança também fica irritado quando tem de lidar com a desordem e a desarrumação provocada pelos outros, quando usam as suas roupas sem lhe pedirem, quando mexem nos seus pertences, quando os obrigam a tomar decisões - o grande drama da vida de Balança - rápidas e, também... quando aumenta de peso.

Escorpião

Se quer irritar um Escorpião, espalhe aos sete ventos aquilo que ele lhe confidenciou. Para este signo secreto e misterioso, trair a sua confiança é um dos golpes mais violentos e despoleta a sua ira profunda. Confia em poucas pessoas, e quando o faz, se alguém em quem ele confiou se imiscuir demasiado na sua vida privada ou se, pior ainda, contar a outras pessoas aquilo que Escorpião lhe revelou, este nativo ficará furioso. Da mesma forma, fazerem-lhe demasiadas perguntas, criticarem as suas acções ou as suas escolhas, duvidarem das suas competências ou atacarem alguém que ele ama são pontos sensíveis, capazes de transformar o mais sereno dos Escorpiões na mais perigosa das feras. Sendo ciumento e possessivo, fica também fora de si quando a pessoa amada "lhe foge por entre os dedos", não lhe dizendo onde está, com quem, a fazer o quê...

Sagitário

Alegre, bem-disposto e folgazão, Sagitário irrita-se com pessoas depressivas, que estão constantemente a lamuriar-se dos seus problemas ou que colocam sempre entraves (por mais realistas que sejam) aos seus promissores projetos. Detesta a estreiteza de vistas, as pessoas pouco ambiciosas, conformadas, monótonas. Mas nada o tira do sério tão depressa quanto assistir a - ou, pior ainda, ser vítima de - uma injustiça, assim como mentira e a falsidade. Para este signo que habitualmente é compreensivo e tolerante, os maus-tratos para com os animais, ou os mais fracos e desprotegidos, torna-se um campo de batalha, pois na sua defesa  por um mundo melhor Sagitário não tolera a maldade, o egoísmo ou a mesquinhez. Por outro lado, um Sagitário que seja obrigado a fazer uma tarefa aborrecida, repetitiva e rotineira, e que não possa dar a sua opinião (ou cujos conselhos não sejam ouvidos) sobre tudo e mais alguma coisa, também ficará, no mínimo, mal-humorado.

Capricórnio

O seu brio pessoal, o profissionalismo e a competência são aquilo de que Capricórnio mais se orgulha na vida, e quando qualquer um deles é posto em causa o nativo deste signo fica completamente fora de si. Se alguém duvidar da sua seriedade e do seu rigor no desempenho das suas funções, poderá ficar muito surpreendido com uma reacção intempestiva da parte desta pessoa habitualmente tão ordeira. Por outro lado, ser posto em segundo lugar ou ser vítima de uma injustiça no trabalho, como um colega menos empenhado passar-lhe à frente, também desafia a sua cólera. Para este signo que tem uma profunda necessidade de controlo, sentir-se "descoberto", isto é, encontrar alguém que consegue detetar os seus medos e as suas inseguranças (e, ainda pior, as suas falhas), é também algo com que não lida facilmente.

Aquário

Despreocupado, tranquilo e de bem com a vida, Aquário irrita-se com "a estupidez alheia": comportamentos egocêntricos, egoístas, antiquados, pouco civilizados e, especialmente, com as mentes retrógradas. Constantemente focado no progresso e na melhoria de vida para todos os seres, Aquário exaspera-se com as pessoas demasiado conservadoras, que colocam entraves à concretização de projetos que, a seu ver, são necessários para todos. Não suporta mentalidades tacanhas, injustiças - ou a intolerância. Este é o signo das grandes causas e dos idealistas, que defende a igualdade de direitos e de oportunidades, e que só não se compadece com as posições extremistas.

Peixes

Irritar um nativo de Peixes não é fácil, porque sem dúvida este é um dos signos mais "zen" do Zodíaco. Peixes parece viver sempre na sua "bolha", e uma das coisas que mais o irrita é ser chamado à razão e para a dura realidade - exatamente de onde ele tenta escapar sempre que pode. Por outro lado, ignorar os seus sentimentos ou os seus pensamentos profundos também o deixa sentido e de mau-humor. Um Peixes precisa de sentir-se compreendido e de encontrar almas sensíveis como a dele, que partilhem os mesmos ideais e as mesmas preocupações humanitárias. A frieza, o materialismo, o sentido prático que descura os sentimentos alheios ferem profundamente o seu coração, deixando-o completamente frustrado com a sociedade.

 

7 formas de acabar com o azar e atrair a sorte

 

Superstições à parte, saiba que tudo na vida tem solução! Conheça 7 formas simples e eficazes para acabar com o azar e atrair a sorte para a sua vida!

1 - Encontrar ou adquirir um trevo de 4 folhas

Ainda no primeiro milénio a.C., os druidas usavam o trevo de quatro folhas como talismã, pois acreditavam que quem possuísse uma dessas plantinhas conseguiria ver os demónios no meio da floresta e também escapar deles. O poder atribuído ao trevo de quatro folhas vem possivelmente da sua raridade em ser descoberto. 

(Pode adquirir o trevo de 4 folhas de Maria Helena pelo e-mail mariahelena@mariahelena.pt ou através do Facebook.)

2 - Usar os poderes do sal grosso

O sal grosso neutraliza as energias negativas. Tome um banho de imersão numa banheira com água quente e 3 punhados de sal, ou derrame um litro de água quente com 3 punhados de sal do pescoço para baixo, depois do duche. Também pode espalhar sal grosso nos 4 cantos de cada divisão da casa, ou ter um copo com água e sal detrás da porta de entrada.

3 - Queimar incenso

O incenso é composto por materiais provenientes das plantas, sendo usado desde há séculos (e ainda hoje nas Igrejas) para purificar o ambiente. Acender um pau de (bom) incenso ajuda de imediato a afugentar as más energias.

4 - Abrir as janelas e deixe a luz do Sol entrar

Numa casa onde há zonas escuras e sombrias a energia pode tornar-se densa e pesada. Abra as janelas de sua casa diariamente e deixe a luz do Sol entrar, pois é a fonte principal da vida. Pendure mandalas ou cristais refletores nas janelas, para aumentar a energia positiva que entra dentro de casa.

5 - Pendurar uma ferradura atrás da porta

ferradura é um dos amuletos mais antigos e poderosos. Deve ser colocada com as pontas viradas para o Céu, para conservar a sorte.

6 - Arrumar a sua casa

Uma casa onde há móveis partidos, aparelhos estragados e tudo em redor parece estar uma confusão é propícia à acumulação de más energias, que trazem o azar e o infortúnio. Fazer uma boa limpeza geral, deitando fora ou doando o que já não usa, fazendo as reparações necessárias e organizando melhor o espaço ajuda - e muito - a restabelecer o equilíbrio e as boas energias.

7 - Usar cristais

Os cristais absorvem as energias negativas de uma casa, emitindo vibrações energéticas positivas no espaço onde se encontram. Ter alguns cristais em casa, como a Selenite, o cristal de quartzo transparente e a turmalina negra ou o ónix ajudam a afastar o azar e atraem a sorte.

Peça o seu cristal, incensos, banhos de limpeza, trevo de 4 folhas ou ferradura pelo e-mail mariahelena@mariahelena.pt ou através do Facebook.