Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Astrologia

Os sete Céus (Continuação)

O quinto céu

Neste céu encontra-se o anjo da vingança, os coros angelicais que cantam os louvores a Deus durante a noite e que se calam durante o dia para que Deus oiça os louvores dos povos na Terra. Em hebraico este céu chama-se Mathey e é regido por Zadkiel. Também nesta dimensão, mais a norte, existe outra área reservada aos anjos pecadores, principalmente aqueles que regenegaram o seu Criador. O profeta Zefaniah afirmou ter visitado o quinto céu, onde descreveu ter visto muitos anjos com uma coroa na cabeça, sentados numa cadeira mais luminosa do que o próprio Sol.

 

O sexto céu

Regido por Gabriel, o sexto céu é designado em hebraico por Zebul. É nesta dimensão que são guardados todos as tragédias naturais da humanidade, como os furacões, maremotos, tempestades, tremores de terra ou outros fenómenos de origem divina. Também é no sexto céu que mora o anjo da guarda do Céu e da Terra, que segundo os muçulmanos é formado pela neve e pelo fogo. Julga-se que seja em Zebul que anjos estudam todos os mistérios da astrologia.

 

O sétimo céu

Miguel é o príncipe regente deste céu, que em Hebraico é designado por Araboth. Aqui é onde Deus habita, tal como os espíritos dos seres humanos que ainda não nasceram. Terá sido aquando da sua visita a esta dimensão que o profeta Isaías escutou o plano do Criador para colocar Jesus na Terra. É também a morada do anjo Zagzguel, o príncipe da lei divina.

 

 

Mais de955 céus!

Praticamente todas as autoridades eclesiásticas, das judaicas às cristãs, adotaram a teoria dos sete céus, mas o próprio Enoch afirmava que existiam mais, pelo menos dez e terá sido apenas no décimo céu que este profeta Hebraíco se terá cruzado realmente com Deus. Já Zonar fala em 390 céus, e há até uma lenda hebraica que assegura que são pelo menos 955 dimensões. Tendo em conta a quantidade de anjos que habitam nos céus, podemos até arriscar dizer que esta não é uma quantidade assim tão exorbitante para albergar a dimensão destes poderosos seres celestes. 

 

Por quê sete céus?

Em referências bíblicas, o número sete representa a plenitude e a perfeição, tal como os sete dias da semana, as sete notas musicais, as sete cores do arco-íris, os sete olhos e os chifres do cordeiro de Deus no Apocalipse.

 

Os sete céus na Terra

Para encontrarmos o nosso caminho celeste na vida terrena apenas precisamos de saber percorrer os sete céus da terra com inteligência. Primeiro devemos transmutar-nos interiormente, segundo devemos absorver a humildade, em terceiro devemos ter paciência, em quarto devemos ser educados, em quinto devemos exercer a bondade, em sexto transmitir fraternidade e em sétimo dar e receber o amor Universal.