Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Astrologia

Terapias de Luz (cont.) - Os cristais e a saúde

Porquê a utilização dos cristais?

Estes são objetos curadores, instrumentos de meditação e remédios (elixires).

Ao que se deve tanta influência curadora?

Primeiro existe uma grande consciência de que todas as formas de matéria são mais que simples matéria, estes podem ajudar a sintonizar as nossas energias. Os cristais possuem uma energia própria.

A pressão sobre o cristal vai originar uma descarga de energia. Estas energias são o meio pelo qual os cristais transmitem a sua energia de modo a ajudar com os seus poderes curativos.

Há que ter plena consciência que a maior parte da cura deriva da sua mente e da sua força mental mas o cristal vai ajudar a ampliar o efeito.

 

A utilização dos cristais

Os cristais possuem algo como uma memória, tal como uma pilha estes quando estão em contacto com o nosso corpo, atuam como se tivessem carregados.

Os cristais são bastante bons condutores de energia e por isso quando apertados na mão tanto podem absorver como libertar outro tipo de energia.

A capacidade curadora reside no facto da energia emitida pelo cristal ecoar na nossa aura humana.

 

Como escolher um cristal

A escolha de um cristal depende muito do grau de interesse que este nos pode suscitar. A escolha é feita por intuição e atração. Cada cristal é como se fosse único.

Ao pegar-mos num cristal temos que sentir que este nos transmite uma sensação de bem-estar e harmonia. Aquilo que poderá sentir pode ser uma leve comichão ou um calor na mão. Mas dependendo daquilo que sentir só a pessoa individual pode dizer se aquilo que sentiu o fez perceber que era aquele o cristal certo.


A influência dos cristais na meditação

A sua maior capacidade é poderem fazer desaparecer certas confusões que se podem estabelecer no nosso Eu interior.


Porque será que se usa a mão esquerda para segurar o cristal?

A mão esquerda é vista como recetora e a mão direita como transmissora.

 

Os cristais e a saúde

 

Os cristais podem desenvolver o processo curativo de ossos e feridas. A sua estrutura interior possui um estado de requinte e estabilidade. O cristal emite um frémito que estende e prolonga os poderes da mente do curador. Como um laser, o cristal emite energia de uma forma harmónica.

 

Quando uma pessoa se sente perturbada de alguma forma, o seu corpo e a sua aura tornam-se frágeis podendo deste modo ficar doente.

Pegando num cristal que esteja sintonizado corretamente, aquele que cura pode eliminar as energias negativas fazendo com que o corpo recupere o seu estado natural.

 

Os cristais são o estado material mais perfeito que existe na natureza, estes são completos, regulares e estão isentos de impurezas e qualquer tipo de imperfeição.

 

Entrar em sintonia com o cristal irá ajudar-nos a compreender melhor a sua estabilidade.

 

Deve-se examinar o corpo do paciente e a sua aura para detetar as zonas que deverão se atingidas pela energia do cristal.

 

Para uma melhor utilização temos que nos soltar da nossa mente racional e entrar num certo estado de meditação.

 

Existe uma série de formas para fazer os tratamentos através dos cristais. O melhor método de todos será aquele que melhor se adaptar a si, deve seguir a sua intuição.

 

Ao detetar a zona afetada deverá colocar o cristal no local ou então perto dela, deve rodar o cristal de modo a extrair a dor e o mal que nela se encontram. Um dos locais mais indicados são as mãos e os pés pois estes são zonas de onde se podem extrair grandes porções de energia negativa acumulada no corpo do indivíduo.

 

O tamanho do cristal é algo que não possui qualquer importância, um cristal pequeno pode ser tão eficaz como um grande.

 

Deve ter a preocupação de obter um cristal que se adapte à sua mão. A mais correta utilização existe numa utilização correta da poder da sua mente.

 

Existem diversos tipos de tratamento, o melhor como foi dito é aquele que melhor se adapta a que vai proceder à cura, no entanto duas técnicas são as mais usuais, uma é a acupuntura com a ponta do cristal e a outra é a massagem com as pontas arredondadas.

 

O primeiro método é o seguinte, deverá agarrar o cristal com a mão esquerda, com o cristal a uma distância de cerca cinco centímetros, vá passando pelo corpo sem o tocar até localizar a zona afetada. Se o cristal mudar de energia está encontrada a zona que se pretende localizar.

 

O método seguinte processa-se da seguinte forma, passe o cristal para a mão direita e tocando no corpo do paciente faça-o vibrar. Não deve fazer uma pressão exagerada para que não se magoe o corpo.

 

E muito importante o contacto com o cristal não deve provocar dor ao paciente.

 

Mesmo uma energia tão delicada como a do cristal de quartzo pode exercer efeitos sobre o corpo humano, por isso mesmo quando se efetua um tratamento não deverá exceder os cinco minutos.

 

Se o paciente tiver dores de cabeça deverá friccionar a parte lisa do cristal na testa.

 

Num último passo deve tal como se estivesse a alisar a aura com as mãos a uma distância de cerca cinco centímetros desta para a limpar de resíduos que possam ter ficado ainda.

 

Aspetos muito importantes no processo de cura são a confiança e a fé.

 

Os cristais são muito eficazes pois emitem uma corrente energética por todo o organismo. A maioria das doenças deriva de um qualquer bloqueio de energia existente no corpo do individuo.

 

A forma como o cristal ajuda no tratamento pode ser por transferência de energia para as diferentes partes do corpo onde ele é mais necessária.