Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

Tradições e Superstições de Ano Novo mais conhecidas

 

Às doze badaladas da meia-noite é tradição comer doze passas enquanto pedimos 12 desejos, subir para cima de uma cadeira, saltar com o pé direito, bater com tachos e panelas numa alegria ruidosa, ter vestidas cuecas azuis e roupa nova, beber champanhe e, em algumas zonas do País, a chegada do Ano Novo até é assinalado com um mergulho no mar. De onde vêm estas tradições e superstições?

O Homem utiliza os rituais repetidos ao longo de séculos como tradições que servem o propósito de os proteger contra os infortúnios e atrair aquilo que mais desejam. Todas estas tradições e superstições (algo que fazemos para evitar que o azar nos bata à porta) são originárias de tempos antigos, de situações que, tendo sido feitas uma vez por alguém, foram consideradas influentes na nossa sorte (ou na falta dela) para o ano vindouro, e por isso foram adotadas e são repetidas até hoje.

As tradições mais conhecidas:

1 - Comer doze passas

Esta é talvez a tradição mais enraizada na nossa cultura nas celebrações de Ano Novo, e existem várias explicações para a sua origem. Uma delas relaciona-se com o facto de seguirmos o calendário solar (os nossos meses sucedem-se consoante a posição do Sol visto da Terra), mas também usarmos o calendário lunar (por isso assinalamos nos calendários as fases da Lua). Ora o calendário lunar tem menos 12 dias que o calendário solar. As passas que comemos representam esses 12 dias a menos, numa espécie de acerto de contas com o Cosmos antes que o ano termine. Mais genericamente, somos também ensinados que cada passa representa um dos doze meses do ano, e por essa razão temos direito a pedir um desejo por cada passa que comemos. As passas começaram por ser usadas para fazer esta celebração porque são abundantes nesta época do ano. Existe também uma curiosidade relacionada com esta tradição e que diz respeito a nuestros hermanos: conta-se que em Espanha, contrariamente a outros países da Europa, a data assinalada era 6 de Janeiro, dia de Reis. Nesse tempo, as uvas já eram usadas pelos Alemães e pelos Franceses como fruto comido na passagem do ano. Em finais do século XIX, a Câmara Municipal de Madrid instituiu uma taxa municipal para que a população fosse obrigada a festejar a 1 de Janeiro, à semelhança das outras potências europeias. Assim, quem fosse apanhado a celebrar o Dia de Reis pagava uma multa. Ousados e desafiadores, muitos populares espanhóis começaram a reunir-se na Plaza del Sol, praça principal de Madrid, na noite de 31 de Dezembro mas, em vez de comerem uvas, comiam passas para gozar com esta nova tradição imposta. A partir daí, a "moda" de comer passas foi-se estendendo pela Espanha e chegou a Portugal.

2 - Brindar com champanhe

As civilizações Antigas consideravam o álcool como fonte de vitalidade e saúde (por essa razão o vinho era considerado o néctar dos deuses). Uma vez que, com um copo ou dois, as pessoas se tornam geralmente mais soltas, alegres, descontraídas, a associação ao espírio de festa foi natural e óbvia. Diz-se que não se deve brindar com água, porque era o álcool que simbolizava a vida e a renovação de forças. A tradição das passas também está ligada a este pressuposto, pois como também estão ligadas às uvas, de onde se faz o vinho, representam também elas a celebração da vida.

3 - Foguetes, fogo de artíficio

O fogo foi usado pelo Homem primitivo como forma de proteção, afastando animais ferozes, o frio, a escuridão e, acreditava-se, também os maus espíritos. Assim, o barulho dos foguetes e as luzes dos fogos de artíficio são usados para afastar tudo aquilo que possa ser negativo.

4 - Bater com tachos e panelas

Conta-se que, ainda antes do Império Romano, quando havia um eclipse as pessoas faziam barulho para afastar o perigo de o Sol não voltar. Na passagem de Ano, o barulho que fazemos serve para afugentar o medo de tudo o que nos assusta e trazer-nos a confiança que, no dia seguinte, continuaremos de boa saúde.

5 - Subir para uma cadeira e saltar com o pé direito

Subimos para uma cadeira como forma simbólica de estarmos mais perto do Céu neste momento de transição. Saltamos com o pé direito para "entrar com o pé direito" no novo ano. 

6 - Vestir roupa nova e cuecas azuis

Usar roupa nova deixa-nos bem-dispostos, com uma sensação de renovação. Aquilo que pensamos e sentimos determina as nossas acções e aquilo que atraímos para a nossa vida, e ao começar um novo ciclo atraímos melhores energias se tivermos connosco algo novo, e um espírito positivo. Atribui-se ao azul o poder de atrair a sorte. Há quem prefira roupa interior vermelha, para atrair o amor, ou amarela, para afastar problemas financeiros. Estas cores, alegres, representam a alegria de viver.

7 - Ter dinheiro na mão

Pelo sim, pelo não, começar o ano com algumas notas na mão traz-nos a confiança de que o dinheiro atrai dinheiro, e por isso esta é também uma superstição cumprida por muitas pessoas. No século XIX, no primeiro dia de Primavera (21 de Março), surgiu a tradição de, ao ouvir o cuco cantar, levar a mão ao bolso e tocar em dinheiro, atraindo desse modo a riqueza por todo o ano seguinte.Esta tradição advinha do facto de o cuco ser uma ave migratória, que regressa com a chegada da Primavera e do bom tempo. Assim, ouvir o cuco cantar era sinal que vinha a caminho o tempo das boas colheitas. Tocar em dinheiro no início de uma nova fase ajuda a atrair mais dinheiro na nossa vida, pois pela Lei da Atração atraímos aquilo em que pensamos. Se quer ter mais dinheiro, pense que já o tem!

8 - Deitar fora coisas velhas

Sempre que iniciamos uma fase importante é auspicioso libertarmo-nos do peso que carregamos a mais: as coisas que estão estragadas, partidas, gastas pelo uso não trazem energia positiva para a nossa vida. Assim, o acto de atirar coisas velhas pela janela é na verdade um ritual de libertação, que envia ao Universo a mensagem "já não quero mais o que não me faz bem, tenho espaço na minha vida para atrair as novas bênçãos!"

9 - Mergulhos no mar

Existe a tradição em algumas zonas costeiras, principalmente mais a Norte no País, de brindar ao Ano Novo com um mergulho no mar. Esta tradição assemelha-se a um rito de passagem, pois implica coragem e resistência uma vez que no dia 1 de Janeiro o mar português é bastante gelado. Ter a força de o fazer traz coragem, garra e energia para enfrentar todos os desafios do ano que chega. Para além disso, a água do mar é a mais purificadora que existe, e começar o ano com um mergulho no mar deixa para trás todas as energias negativas e revigora o corpo, a mente e, principalmente, a alma. O permanente vaivém das ondas simboliza, também, a renovação da vida, ano após ano.

Sejam quais forem as suas tradições de Ano Novo, lembre-se de manter o pensamento positivo e concentrar-se no essencial: o passado já passou, HOJE  é o momento mais importante da sua vida. 

Ritual para ter sorte no novo ano

 

A energia do início de um novo ano traz sempre a oportunidade de renovação a todos os níveis, desde que estejamos dispostos a libertar-nos de tudo aquilo que não nos faz bem ou que já não tem razão de existir na nossa vida. Faça este ritual para renovar a energia de sua casa e abrir os caminhos da sorte e do sucesso.

Vai precisar de:

- 1 vela branca

- 1 punhado de ervas para abertura de caminhos (se não tiver, pode usar apenas alecrim seco)

- 1 banho de limpeza espiritual, preparado com sal grosso e ervas especias 

- 4 cristais Selenite

- 4 folhas de louro

- 1 defumador

- 1 caneta de tinta preta

 

Preparação:

- Comece por fazer um banho de limpeza energética, para limpar a sua energia. Coloque um litro de água ao lume e quando ferver junte a mistura do banho de limpeza espiritual. Apague o lume e deixe repousar por 5 a 10 minutos. Coe e deite num recipiente que possa levar para junto da banheira. Tome um duche e no final derrame a água do banho de limpeza do pescoço para baixo. Seque-se com uma toalha de cor clara. Vista roupas de cores claras, que sejam confortáveis.

- Coloque então a mistura de ervas no defumador, para limpar a sua casa. Deite-lhe fogo e quando o fumo se libertar, percorra a sua casa com o defumador nas mãos, no sentido dos ponteiros do relógio e a partir da porta de entrada, enquanto vai dizendo:

"Que entre só o Bem na minha casa.

Que os Anjos e os Santos
e Nossa Senhora me protejam a mim
e a toda a minha família
em todos os dias deste ano.

Ámen."

- Tenha muita atenção para defumar todas as divisões, principalmente os cantos mais escuros e os sítios onde vai com menor frequência. Quando tiver dado a volta completa à casa, pouse o defumador.

- Coloque então cada um dos cristais Selenite nos quatro cantos extremos da casa. O cristal Selenita tem uma enorme capacidade de limpeza e proteção, filtrando as más energias e purificando o ambiente. Desta forma a sua casa estará protegida por um campo de energia positiva.

                                                        Saiba mais sobre o cristal Selenite - Clique aqui

- Acenda então a vela junto do defumador e reflita durante alguns minutos naquilo que mais deseja ter na sua vida ao longo do novo ano.

- Pegue em cada folha de louro e escreva uma palavra em cada uma delas, por exemplo "amor", "saúde", "dinheiro", "sorte". O louro é uma planta com fortes propriedades mágicas, sendo associado à vitória, à abundância e à prosperidade. Queime então cada folha com cuidado, colocando-as também no defumador. Enquanto queima cada folha visualize cada desejo que escreveu a ser realizado.

- Agradeça aos Anjos e aos Santos e a Nossa Senhora pela proteção que lhe concedem, e deixe a vela e as ervas arderem até ao fim. 

- Quando tudo estiver apagado, abra todas as janelas de sua casa para renovar as energias. Deite fora os restos da vela e das ervas, longe de sua casa. Mantenha os cristais em cada canto da casa, recarregando-os todos os meses, na primeira noite de Lua Cheia.

Previsões 2023 signo a signo

 

Conheça as previsões para 2023 para o seu signo!

CARNEIRO (21 MARÇO – 20 ABRIL)

Carta dominante - O Papa

473x857_1e569b434ab2531b117362b2ff5b3c01.jpg

Este ano vai permitir-lhe um amadurecimento a diversos níveis, ajudando-o a evoluir para uma posição mais sólida na esfera sentimental e a ganhar maior domínio sobre a sua vida material.

Poderá avançar para um compromisso mais sério ou dar passos importantes que fortalecem um relacionamento amoroso. No campo profissional, é um ano favorável à expansão e poderá oferecer-lhe a oportunidade de abraçar um novo desafio, o qual irá ajudá-lo a ter maior estabilidade a nível financeiro e boas perspetivas de evolução na sua carreira. Caso deseje proceder a uma mudança de área profissional, ela pode ter lugar em 2023, sobretudo até maio.

A sua vida irá, de certa forma, “encaminhar-se” para aquilo que é o seu destino ou que sente ser a sua missão e o seu propósito de vida.

 

TOURO (21 ABRIL – 21 MAIO)

Carta Dominante: A Força

473x857-a-forca.jpg

2023 favorece as mudanças e pode ajudá-lo a ganhar uma nova perspetiva em relação à sua vida, alargando os seus horizontes e dando-lhe coragem para deixar aquilo que até aqui tinha com seguro. Poderá ver-se obrigado a abdicar de ideias, situações e até pessoas que faziam parte daquilo que contava como sendo estável na sua vida, mas, sobretudo na segunda metade do mês, terá a possibilidade de ir mais longe do que imaginou e, até, de conquistar metas que julgou estarem fora do seu alcance.

 

GÉMEOS (22 MAIO – 21 JUNHO)

Carta Dominante: A Imperatriz

473x857-a-imperatriz.jpg

Este ano apresenta-lhe boas perspetivas a nível social. Poderá conhecer pessoas novas e, até, renovar o seu círculo de amigos, o que, por sua vez, irá ajudá-lo a alargar horizontes a todos os níveis. A sua sensibilidade ao que o rodeia e a perspicácia com que avalia as situações será valorizada por quem o rodeia e fará com que assuma facilmente um papel de destaque nos grupos onde se insere. A nível profissional, pode enfrentar alguns desafios que, embora o façam sair da sua zona de conforto, vão permitir-lhe evoluir para outro patamar, trazendo-lhe maior domínio material e estabilidade.

 

CARANGUEJO (22 JUNHO – 21 JULHO)

Carta Dominante: O Eremita

473x857-o-eremita.jpg

Este ano vai ajudá-lo a encontrar respostas importantes e a resolver assuntos que o preocupam e pode proporcionar algumas mudanças sobretudo na sua vida amorosa, que se encontra num processo de maior amadurecimento e transformação. Ganhará uma perspetiva diferente sobre a vida e, a partir dela, procederá a alterações nas suas prioridades e na forma como lida com as questões que são fulcrais para a sua segurança e estabilidade. A nível profissional, conseguirá dinamizar melhor as suas competências, o que vai ajudá-lo a obter recursos financeiros.

 

LEÃO (22 JULHO – 22 AGOSTO)

Carta Dominante: A Papisa

473x857-a-papisa.jpg

Estará mais introspetivo e isso irá dar-lhe uma maior capacidade de compreensão em relação às suas necessidades, fazendo com que consiga identificar mais facilmente aquilo que precisa de ser corrigido ou redirecionado na sua vida, de forma a obter maior satisfação pessoal. A sua vida amorosa pode enfrentar alguns desafios, que vão ajudá-lo a perceber melhor o que procura. No domínio profissional pode haver mudanças inesperadas, que vão exigir uma boa capacidade de resposta da sua parte, mas que podem ajudá-lo a avançar para metas mais elevadas.

 

VIRGEM (23 AGOSTO – 22 SETEMBRO)

Carta Dominante: O Mágico

473x857-o-magico.jpg

O amor e o romantismo estão evidenciados na primeira metade do ano, em que se sentirá mais inspirado e sonhador, mas pode, também, ser assaltado por dúvidas e sentimentos de insegurança. A sua imaginação está mais acentuada em 2023, e vai ajudá-lo a encontrar soluções mais criativas para aquilo que precisa de resolver. As suas metas profissionais podem mudar, já que tenderá a ver as situações sob uma perspetiva mais ampla, havendo um alargamento dos seus horizontes. Confie no seu poder de análise e na sua capacidade de dar resposta às situações.

 

 

BALANÇA (23 SETEMBRO – 22 OUTUBRO)

Carta Dominante: O Sol

473x857-o-sol.jpg

Este ano traz-lhe momentos felizes na companhia de quem mais ama e, caso esteja só, pode dar-lhe a oportunidade de encontrar alguém que virá a ser muito especial na sua vida. Os sentimentos estão em destaque e tenderá a estar em harmonia com quem o rodeia, havendo boas perspetivas de expansão no campo das relações afetivas. Poderá travar contacto com pessoas diferentes daquelas que fazem parte do seu círculo habitual de amizades, e elas virão trazer-lhe ideias novas e boas possibilidades de evolução na sua carreira ou, até, novas propostas de trabalho.

 

 

ESCORPIÃO (23 OUTUBRO – 21 NOVEMBRO)

Carta Dominante: O Imperador

473x857-o-imperador.jpg

2023 traz-lhe boas perspetivas no plano material, ajudando-o a consolidar a sua carreira e a tomar decisões que terão um impacto importante na sua vida presente e futura. Conseguirá estar mais seguro em relação ao que procura e dar passos mais determinados rumo à conquista das suas metas. A segunda metade do ano irá ajudá-lo a impulsionar também a sua vida amorosa, sendo um ano favorável para assumir um compromisso ou para construir um relacionamento mais sólido. Sentirá que tem poder sobre as situações, e isso vai ajudá-lo a fazer importantes conquistas a todos os níveis.

 

SAGITÁRIO (22 NOVEMBRO – 21 DEZEMBRO)

Carta Dominante: A Estrela

473x857-a-estrela.jpg

Este ano traz-lhe muitas alegrias e a perspetiva de expandir a sua vida a vários níveis. Pode receber boas oportunidades e obter a recompensa pelos esforços que fez no passado, pelo seu empenho e dedicação. Confie na sua capacidade de gestão dos recursos de que dispõe e aposte em novas ideias, pois elas têm boas possibilidades de ser bem-sucedidas. Sentir-se-á inspirado e estará particularmente criativo, o que pode também ajudá-lo a alcançar metas mais elevadas e a alargar os seus horizontes a todos os níveis

 

CAPRICÓRNIO (22 DEZEMBRO – 19 JANEIRO)

Carta Dominante: A Lua

473x857-a-lua.jpg

2023 traz-lhe a resolução de algumas situações que têm vindo a ocupar um lugar de destaque na sua vida e que, não sendo fáceis, são necessárias para que consiga transpor algumas das limitações que o impedem de alcançar aquilo que deseja. Nem sempre conseguirá ver com clareza qual é o melhor caminho a seguir nem estará seguro das escolhas a fazer, mas este ano tem um forte potencial criativo, e irá ajudá-lo a ir mais longe do que imaginou ser possível. Pode haver boas surpresas no campo amoroso, e os laços familiares tendem a fortalecer-se.

 

 

AQUÁRIO (20 JANEIRO – 17 FEVEREIRO)

Carta Dominante: A Justiça

473x857-a-justica.jpg

Este ano vai ajudá-lo a corrigir desequilíbrios e a ter maior estabilidade na sua vida a todos os níveis, havendo um notável amadurecimento pessoal que será especialmente posto em evidência durante a primeira metade do ano. Poderá ter de enfrentar alguns desafios que põem à prova a sua capacidade de adaptação e que o deixam pouco à vontade, mas eles serão essenciais para que encontre dentro de si recursos que desconhecia. A sua vida familiar está especialmente favorecida, sendo um bom ano para casar ou para alargar a família.

 

PEIXES (18 FEVEREIRO – 20 MARÇO)

Carta Dominante: A Roda da Fortuna

473x857-a-roda-da-fortuna.jpg

Este ano pode trazer-lhe alguns desafios importantes, que terá de aprender a superar através da capacidade de adaptação e da criatividade com que pode encontrar soluções inovadoras. Poderá haver mudanças significativas na sua vida a diversos níveis e, através delas, ganhará uma consciência mais profunda sobre quem é e também em relação ao caminho que deve seguir. Saiba fluir com a vida, sem opor resistência àquilo que lhe é apresentado. Não desanime se os resultados não chegarem de imediato, confie em si e mantenha-se fiel à sua verdade. Mais tarde ou mais cedo, conquistará o que ambiciona.

 

 

Esta é uma versão resumida das previsões para 2023 – Saiba mais na revista Maria Helena Previsões 2023, já à venda nas bancas ou pelo telefone 210 929 040

capa-final.jpg

Saiba que cores deve usar na passagem de ano e atraia para a sua vida o que mais deseja!

 

A passagem de ano, que é celebrada no mundo ocidental a 31 de Dezembro, marca um importante ponto de viragem. A celebração de cada novo ano que chega é um importante rito de passagem e, mesmo que seja passada em casa - e até sozinho - ela simboliza a nossa disposição para receber aquilo que desejamos atrair para a nossa vida. Saiba quais são as cores que deve usar para atrair aquilo que mais procura ter na sua vida!

Mesmo que celebre a passagem de ano em casa, com a família mais chegada ou até sozinho, lembre-se que a disposição em que se coloca e aquilo que escolhe fazer determina a energia com que entra no novo ano. Por isso, antes de decidir fazer a celebração da passagem de ano de pijama e pantufas (que, se for essa a sua vontade, também é uma opção legítima), pondere sobre as outras alternativas que tem à sua disposição.

Arranjar o cabelo, vestir uma roupa bonita, estrear uma peça de roupa e arranjar-se como se fosse a uma festa faz com que, mesmo que esteja sozinho em casa, a sua vibração energética marque a sua disposição em fazer com que o ano que está prestes a estrear seja positivo. Uma pessoa que se prepara e celebra aquilo que tem ao seu dispor está, naturalmente e a nível energético, mais disponível para fazer com que as oportunidades venham ao seu encontro.

Cada cor tem um significado próprio, de acordo com a vibração energética que emana. Existe a superstição antiga de estrear roupa interior azul na passagem de ano como forma de atrair a sorte mas, consoante os seus objetivos e desejos específicos, outras cores podem ser mais adequadas para si, e devem ser usadas tanto na roupa interior como também nas outras peças de vestuário, que deve combinar de acordo com o seu gosto pessoal.

Azul

Esta é a cor da serenidade, da clareza mental, da paz de espírito e, por isso, ajuda a entrar no novo ano com a mente limpa e pronta para novas oportunidades. É uma cor associada à nobreza e à distinção, sendo ideal para aqueles que desejam que o novo ano traga acima de tudo paz e harmonia, sem grandes sobressaltos, e que esperam ter novas oportunidades na sua vida a todos os níveis.

Vermelho

A cor da ação, da garra, da coragem e também, claro está, da paixão. Ideal para quem deseja encontrar um novo amor ou procura revitalizar a sua vida afetiva, assim como para aqueles que têm metas ambiciosas e desejam ter a força de vontade certa para as pôr em prática.

Cor de rosa

Menos assertiva que o vermelho, esta é a cor do afeto sincero, do romance caloroso, da harmonia sentimental a dois e em família. É ideal para aqueles que desejam ter uma vida afetiva mais feliz e pacífica, com boas relações com aqueles que estão à sua volta.

Verde

Esta é a cor da saúde, da cura espiritual e física, que é ideal para aqueles que procuram restabelecer o seu equilíbrio físico e energético e ter proteção a nível de saúde. Também é favorável para quem sofreu por amor e precisa de curar um coração magoado, voltando a confiar na vida e a ter esperança.

Amarelo

Esta cor ajuda a atrair a prosperidade, o dinheiro, a sorte a nível financeiro e, também, a criatividade e o dinamismo para pôr em marcha novos projetos. 

Cor de Laranja

Mais forte que o amarelo, esta cor ajuda a ter determinação para criar novas oportunidades e para tirar o melhor partido dos recursos que tem à sua disposição, sendo ideal para aqueles que desejam que o novo ano os ajude a alcançar um patamar mais elevado no domínio material, a melhorar na sua carreira e a ser mais aguerrido na conquista dos seus objetivos.

Violeta

Esta é a cor associada à espiritualidade e à capacidade de transformar as mágoas em novas forças, sendo ideal para aqueles que se sentem num processo de transformação interior e que buscam a elevação espiritual.

Branco

Esta é a cor da pureza e ajuda a começar o ano "limpo" de tudo o que ficou para trás. É ideal para quem, não tendo metas em relação a uma área específica, deseja que o novo ano seja isso mesmo - uma fase totalmente nova na sua vida.

Castanho

Esta cor representa a estabilidade, a segurança e a firmeza, sendo favorável para quem procura sentir-se mais seguro de si próprio e construir um futuro com bases sólidas firmes, principalmente no domínio material.

Preto

É uma cor com um forte poder de proteção, mas não é auspiciosa para usar na passagem de ano, porque também condiciona as energias envolventes, limitando a expansão. Se é a sua cor de eleição, contraste-a com cores fortes, como vermelho, laranja, amarelo, verde vivo ou azul forte, ou opte por usar brilhos, que ajudam a atrair uma energia de prosperidade.

 

Lembre-se que, ao escolher aquilo que veste, está a escolher a energia que deseja que entre consigo num novo ano. Pode combinar peças de várias cores, de acordo com as metas que tem. E, mesmo que vista um pijama, escolha algo com que se sinta bem, bonito e vitorioso - a energia com que inicia o ano tem muita força para aquilo que irá fazer por si próprio nos próximos meses!

Ritual de Proteção para a Família

Realize este ritual para proteger a sua família, mantendo afastadas as energias negativas, as intrigas que causam discussões, invejas e zangas, e atraindo energias positivas para toda a família.

Vai precisar de:
- 1 vela cor-de-rosa – atrai o amor, a proteção, reforça os laços
- 1 imagem de um Anjo – mantém a família unida
- 1 fotografia sua ou da sua família
- 1 Dezena de Luz* – afasta qualquer energia negativa e protege
- 1 spray de proteção espiritual
- fósforos

Preparação:
- Acenda a vela junto da imagem do Anjo.
- Coloque a fotografia em cima da mesa.
- Coloque a Dezena de Luz aberta por cima da mesa e peça proteção:

"Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo

 peço ao Anjo da harmonia familiar

para proteger o meu lar e toda a minha família.

Que só o Bem entre nesta casa
e que nela haja sempre pão e saúde.

Que haja harmonia, serenidade,
sabedoria e amor entre nós.

Com humildade e fé,
agradeço aos anjos e santos
e a Nosso Senhor.
Ámen."


- Deixe a vela arder até ao fim, quando terminar de arder deite fora os restos e guarde o anjinho.
- Coloque os dois Anjos e a Dezena na sala ou no lugar de sua casa onde a família passa mais tempo.
- Todos os dias, antes de sair de casa, pulverize o tapete de entrada com o spray de proteção.
- Dessa forma, quando você e a sua família voltarem a entrar em casa as más energias ficarão lá fora, apenas a energia positiva entrará consigo.

O Natal nas várias religiões

 

O Natal é um feriado e festival religioso cristão originalmente destinado a celebrar o nascimento anual do Deus Sol no solstício de inverno e adaptado pela Igreja Católica, no terceiro século d.C., pelo imperador Constantino para comemorar o nascimento de Jesus de Nazaré.

Dezembro é o mês da maior festa cristã do mundo. No dia 25 de dezembro, as pessoas em todos os cantos decoram as suas casas e celebram o aniversário de nascimento de Jesus Cristo, sem esquecer a espera pela visita do Pai Natal. Apesar de a data ser mundialmente conhecida e divulgada, há muitas pessoas que passam o período de maneira diferente.

Porém, nem todas as culturas absorveram a tradição de celebrar o dia 25 de dezembro, seja como uma homenagem ao nascimento de Jesus, ou, pela adoração da passagem do sol ao redor da Terra.

"Natal" é o nome da festa religiosa cristã que celebra o nascimento de Jesus Cristo, a figura central do Cristianismo. O dia de Natal, 25 de dezembro, foi estipulado pela Igreja Católica no ano de 350 através do Papa Julio I, sendo mais tarde oficializado como feriado.

A Bíblia não diz nada sobre o dia exato em que Jesus nasceu e por isso a comemoração do Natal não fazia parte das tradições cristãs no início. O Natal começou a ser celebrado para substituir a festa pagã da Saturnália, que por tradição acontecia entre 17 e 25 de dezembro. A comemoração do Natal em substituição dessa celebração foi uma tentativa de facilitar a aceitação do cristianismo entre os pagãos.

 

Católicos

Como tradição, os católicos costumam comemorar a data em família, em alusão à Sagrada Família, formada por Maria, José e o Menino Jesus. Tal importância tem esse aspeto para os católicos, que as pessoas costumam reunir-se num único lugar. Quem mora noutras cidades ou países, costuma viajar para comemorar a data com os familiares. Antes da tradicional ceia e da troca de presentes, entretanto, os católicos costumam ir à igreja para a comemoração religiosa, que começa na véspera e se estende até o dia 25 de dezembro. A Missa do Galo, realizada na véspera, é a principal.

Existe a tradição da troca de presentes traduzida na chegada do Pai Natal e as mesas são fartas em iguarias como Peru, bacalhau, cabrito, rabanadas, filhós, sonhos, arroz doce, bolo rei etc…

 

Evangélicos

O Natal é uma das principais comemorações do cristianismo e, assim como os católicos, os protestantes celebram o nascimento de Cristo. Os cultos são mais simples, realizados como de costume. O diferencial, entretanto, está no acréscimo de músicas e apresentações que traduzem a importância da data

 

Judaísmo

Os judeus não comemoram o Natal e o Ano Novo na mesma época que a grande maioria dos povos mas, para eles, o mês de Dezembro também é de festa. Apesar de acreditarem que Jesus existiu, os judeus não mantêm uma relação de divindade com ele.

Na noite do mesmo dia 24 de dezembro os judeus comemoram o Hanukah, que do hebraico significa festa das luzes. Esta data marca a vitória do povo judeus sobre os gregos conquistada, há dois mil anos, numa batalha pela liberdade de poder seguir sua religião.

As lojas que vendem enfeites de Natal também vendem o menorah (candelabro de 8 velas considerado o símbolo da festividade judaica). "Para cada um dos 8 dias acendemos uma vela até que o candelabro todo esteja aceso no último dia de festa.

O peru e bacalhau típicos do Natal católico são substituídos por panquecas de batata e bolinhos fritos em azeite. E em vez de desembrulharem presentes à meia-noite, as crianças recebem habitualmente dinheiro.

 

Budismo

Não há envolvimento do budista com a característica particular da comemoração do Natal do mundo ocidental, ou seja, da comemoração do nascimento de Jesus Cristo. Mas, os budistas admiraram as qualidades daqueles que lutam pela humanidade e, por isso, respeitam a tradição já estabelecida, respeitando a figura de Jesus Cristo, que para eles é considerado um “Bodhisattva” – um santo ou aquele que ama a humanidade a ponto de se sacrificar por ela. Para os budistas ocidentais, o dia 25 de Dezembro tem um cunho não cristão, mas sim, espiritual.

 

Protestantismo

Embora seja uma religião cristã, é subdividida em diversas “visões” da Bíblia. Algumas comemoram o Natal como os católicos, outros procuram na Bíblia e no histórico religioso, cuja data de nascimento de Cristo é discutida, um fundamento para não comemorar a data tal como é comemorada no catolicismo. É o caso das testemunhas de Jeová, por exemplo. Já a Assembleia de Deus e a Presbiteriana comemoram o Natal com o simbolismo da presença de Cristo entre os homens, onde a finalidade é levar a uma instância reflexiva a respeito de Cristo. Festejar condignamente o Natal é uma bênção e inspiração para todos quantos nasceram do Espírito ao tornarem-se filhos de Deus pela fé em Cristo, para os evangélicos.

 

Taoísmo

O taoísmo, religião maioritariamente vista na China, não tem qualquer celebração no Natal. No entanto, a religião tem inúmeras datas onde se comemora o nascimento de grandes mestres ou sua ascensão. O Ano Novo Chinês, assim como no budismo, é a data mais comemorada para os taoístas. Nesse dia se celebra o Senhor do Princípio Inicial.

 

Islamismo

Para o Islamismo, Cristo não é o filho de Deus, mas sim um profeta. Apesar de atribuírem grande importância ao Messias, não possuem uma data especial para comemorar o seu nascimento. Para os islâmicos, as duas principais festas sagradas são a Eid al-Fitr que consiste na celebração do desjejum após o Ramadã e o Eid al-Adha que marca o encerramento da peregrinação a Meca.

 

Umbanda

Para a Umbanda, Cristo é relacionado à Oxalá, o maior de todos os Orixás. Portanto, em 25 de Dezembro, assim como no Cristianismo, os umbandistas comemoram agradecendo à entidade que, segundo a sua crença, comanda todas as forças da Terra.

 

Wicca
Desde tempos pré-cristãos, os adeptos das tradições pagãs comemoram o solstício de inverno, batiza de Yule, em 21 de dezembro. As comemorações estendem-se até janeiro, e deram origem às festas de fim de ano adaptadas pela cultural cristã ocidental.

 

Kemetismo
Os seguidores dessa religião do Antigo Egito comemoram em 21 de dezembro o Dia do Retorno da Deusa Errante, desde 4.500 a.C. Celebra-se o retorno da deusa Hathor a seu pai Ra, e a restauração de sua relação.

 

Neopagãos
O grupo que idolatra deuses da Roma Antiga celebra as tradicionais festas da Saturnália, que coincidem com o solstício de inverno (21 de dezembro).

 

Zoroastrismo
Os adeptos desta religião fundada na antiga Pérsia relembram o aniversário de morte de Zaratustra em 26 de dezembro. É o dia mais importante do calendário dos fiéis, que aproveitam para recitar preces e visitar templos de adoração.

 

Xintoístas

Religião com forte adesão no Japão, o Natal portanto é celebrado como um feriado importado com valor comercial assim como o Halloween (Dia das Bruxas) e Valentine’s Day (Dia dos Namorados), embora a sua popularidade aumente a cada ano que passa.

A partir de novembro, belas decorações de Natal enchem as ruas, especialmente das grandes cidades. Também há iluminação noturna especial em vários locais turísticos, parques e locais públicos. As lojas e o comércio em geral também contam com muitas decorações de Natal com o objetivo de impulsionar as vendas.

Mas o conceito de Natal no Japão, como podemos presumir é bem diferente da do Ocidente. Seu significado tem muito mais valor comercial do que religioso. As famílias japonesas, por exemplo, costumam celebrar o Natal com o frango frito do e com o tradicional e delicioso bolo de creme com morangos.

 

O Natal em Espanha

Cada lugar tem o seu estilo próprio de celebrar datas especiais, como o Natal. Em Espanha algumas coisas são diferentes. O prato principal da ceia não é o peru e sim os mariscos. Na ceia fazem vários pratos diferentes, que não se costumam comer durante o ano. Muita gente prepara peixe, camarão, lagosta, ostra, cordeiro. De sobremesa comem biscoitos variados, bombons e torrone um delicioso doce à base de amêndoa.

Quando Jesus nasceu foi presenteado pelos Reis Magos, então nada mais justo que presentear as crianças no dia dos Reis Magos e não no Natal. Em Espanha as crianças esperam ansiosamente o dia 6 de janeiro. Este é o dia de dar brinquedos, então conforme o tempo vai passando e as crianças vão crescendo, elas deixam de ganhar presentes nessa data.

Neste dia durante a tarde, lancha-se o "Roscón de Reys". Um bolo em forma de rosca, enfeitada com fruta cristalizada. Este bolo, pode ser recheado de creme ou natas. Dentro deste bolo, existe uma fava escondida e um rei. A quem calhar a fava tem de pagar o bolo.

Oração de Natal

422x612_cab0b7adad0f0fd38cdccd90d9fff5de.jpg

Faça com que todos os dias sejam dia de Natal! Mantenha sempre acesa a luz do amor dentro do seu coração. Escolha ver as pessoas e as situações de uma forma positiva. Escolha amar, partilhar, manter a esperança! Acenda uma velinha ao Menino Jesus, e peça-lhe que ilumine o seu Natal:

Oração de Natal

Menino Jesus,

Ensina-me a viver com todo o coração
o mistério profundo do teu Natal.

Abençoa as pessoas que amo,
onde quer que estejam,
e faz com que no nosso lar
haja sempre a doçura de Nossa Senhora,
o cuidado do teu pai, São José,
e a pureza e a bondade
que só o teu coração possui.

Menino Jesus, meu Menino adorado,
protege a minha família
com o teu manto sagrado!

Oração para a noite de Natal

 

795x510_c0cd81fed85277da335d39921061c679.jpg

 

Na noite de Natal, antes de partilhar a ceia de Natal com a sua família, guarde alguns momentos para si só e agradeça, de coração, tudo aquilo que Deus lhe dá. 

Reze, em silêncio para si próprio, ou em conjunto com a sua família, esta oração de agradecimento e pedido de bênção para a ceia de Natal.

Senhor, reunimo-nos hoje aqui para cear

porque numa noite como esta, há muito tempo,

quiseste ser uma criança com nome e apelidos

entre as crianças mais pobres da terra.

 

Abençoa a nossa mesa. Ao menos por uma noite,

gostaríamos que o mundo fosse uma grande Família:

sem guerras, sem miséria, sem drogas e sem fome,

com um pouco mais de música e muito mais justiça.

Que ao menos esta casa, Jesus recém-nascido,

acolha a Tua palavra de amor e perdão.

 

Conserva-nos unidos. Dá-nos pão e trabalho

durante todo o ano. Dá-nos força e ternura

para sermos pessoas úteis que lutem por um Mundo

onde haja dias bons e muitas noites boas

como esta em que quiseste nascer entre nós.

 

Senhor, Tu serás bem-vindo a esta casa

até que um dia nos reúnas na Tua.

Os signos e o Natal

 

O Natal é época de paz, amor e união, mas é também a fase do ano de maior azáfama, correria às lojas, filas intermináveis nos supermercados, listas de coisas para fazer, agitação e stress... Saiba como cada signo vive a quadra natalícia, aquilo de que mais gosta e o que é mais importante para si, consoante a sua personalidade. Tenha em atenção que estas são descrições gerais dos signos, cada pessoa é influenciada pelos outros aspetos do seu Mapa Astral e, é claro, pela sua história de vida, que é também determinante na forma como vivemos o Natal. Divirta-se a ler e partilhe com a sua família!

Carneiro

O espírito de festa, a alegria de reencontrar os familiares espalhados pelo Mundo que se reúnem ano após ano na casa dos avós, as celebrações com amigos, colegas, conhecidos, as inúmeras mensagens de Boas Festas recebidas por telemóvel e no Facebook são aquilo que faz o coração de Carneiro vibrar nesta data. Carneiro é muito prático no que diz respeito aos presentes, e é capaz de os comprar todos de seguida numa loja à beira da liquidação total, meses antes. Gosta de estar "despachado" cedo, para que nesta altura possa simplesmente desfrutar do convívio, da alegria e da felicidade de estar com quem ama. Comete alguns excessos e, nas semanas seguintes, anda de dieta para recuperar.

Touro

Para o nativo de Touro, Natal rima com "comensal", que é alguém que adora a boa mesa e se deleita a partilhar refeições em boa companhia. Esta é a época do ano preferida para a maior parte dos nativos deste signo, pois as sobremesas generosas e as mesas fartas enchem a sua alma de alegria e felicidade. Touro é capaz de passar horas na cozinha a preparar todo o tipo de pratos de época, pois adora ver a sua família toda reunida a degustar uma refeição de sonho. Os chocolates são a sua predileção, principalmente se forem saboreados à lareira, ao longo da noite de Natal, com as pessoas que mais ama, gargalhadas e um bom vinho. Para além da comida, Touro também adora o convívio com a família, pois é um signo que dá grande valor às tradições e, claro está, os presentes.

Gémeos

Prático e descontraído, este é um dos signos que encara o Natal com maior leveza... ou ansiedade! Deixa os preparativos para a última hora e é capaz de tentar negociar com os funcionários do Centro Comercial para ainda o deixarem comprar "o presente para a minha mãe!" mesmo depois da hora de encerramento. Nos dias que antecedem o Natal, anda numa roda-viva, pois acaba por convidar toda a família para sua casa (nem ele sabe muito bem como foi que isso aconteceu) e não tem outro remédio senão comprar filhozes, rabanadas, coscorões e até o peru já prontos. A nova tendência de passar a noite de Consoada em hotéis foi, certamente, criada por um Geminiano em apuros!

Caranguejo

Este é, sem dúvida, um dos signos que mais vibra com o Natal. A eterna criança que permanece dentro de cada nativo de Caranguejo deleita-se com esta época de magia, e facilmente volta a sentir que tem 6 anos e está a escrever  uma carta ao Pai Natal. Do que é que Caranguejo mais gosta? De tudo! Desde as luzes nas ruas e nas lojas logo ainda em Novembro, à alegria de escolher presentes - Caranguejo adora mimar as pessoas que ama -, aos preparativos para a Consoada, pois Caranguejo é muito guloso e, acima de tudo, à felicidade imensa que é poder estar com a família toda junta. Caranguejo adora, também, receber presentes, deleita-se a tentar adivinhar o que lhe ofereceram. Quer saber um segredo? No fundo, adoraria receber um brinquedo, pois traz emoções muito fortes ao seu nostálgico  coração.

Leão

Leão gosta de ter a família toda reunida em sua casa pois, como qualquer rei, adora receber. Preocupa-se em escolher presentes que deixem a pessoa que os recebe completamente surpreendida e rendida aos encantos de Leão, e investe também numa mesa farta, opulenta - camarão é indispensável na mesa de Consoada de um nativo de Leão. Embora ande agitado pois tem de dar conta de tudo, mantém um ar de quem tem tudo sob controlo - e tem mesmo. Quando finalmente chega a Consoada, adora poder desfrutar do alegre convívio com as pessoas que ama, apreciando aquilo que ele sabe que proporcionou aos outros: e esse é, para Leão, o seu melhor presente.

Virgem

Este nativo é muito organizado e é sem dúvida um dos que maior ansiedade ganha com o Natal. Tem tendência a comprometer-se com mais tarefas do que aquelas que deveria, na verdade, realizar - "Eu levo o bolo rei! Eu faço as azevias! Eu demolho o bacalhau!" e, não raras vezes, chega à noite de Consoada pronto para ir para a cama, exausto com toda a azáfama em que andou. No entanto, quando recebe o devido reconhecimento por tudo o que fez e quando vê os rostos felizes dos seus filhos, irmãos, do parceiro e dos pais, se os tiver, todo o cansaço desaparece e Virgem adora o prazer de conviver, conversar noite fora e saborear a noite de Natal... até se lembrar que alguém tem de preparar o almoço do dia seguinte!

Balança

Balança adora a estética do Natal. Este é o signo que muda de árvore de Natal todos os anos, que pensa antecipadamente na decoração, que escolhe todos os adereços a condizer, que começa a preparar a lista de presentes de Natal logo depois do seu aniversário, que vai escolhendo mimos para oferecer a quem mais ama, que gosta de surpreender os colegas, vizinhos e alguns conhecidos com uma pequena lembrança. Balança esquiva-se, sempre que possível, às tarefas culinárias, pois o seu domínio é o das relações públicas: este é o signo que gosta de receber os convidados, fazer as honras da casa (mesmo que não esteja em sua casa), por a conversa em dia - "há tanto tempo que não nos vemos!", visitar amigos e parentes afastados... No final da noite, adora os cânticos de Natal desafinadamente cantados em família, à mistura com muitas gargalhadas.

Escorpião

Escorpião gosta do Natal, mas passa bem sem ele. O que mais gosta é poder estar com as pessoas que ama, o que pode restringir-se a um núcleo apertado. Não tem muita paciência para conversas de salão nem para ter de fazer um sorriso amarelo àquele primo que nunca se lembra da família mas aparece sempre para receber a prenda, nem para a tia sovina que todos os anos oferece peúgas brancas. Por isso, muitas vezes o nativo de Escorpião assume a responsabilidade pelas tarefas que o vão obrigar a passar a maior parte do tempo fora de casa: "eu vou tratar do bolo rei!", "não se preocupem que eu levo o presente ao tio Manuel que mora a 30 km e ainda chego a tempo de jantar"... Quando Escorpião está, realmente, entre aqueles que mais ama, o caso é completamente diferente, e este é o signo que se entrega de alma e coração a preparar uma noite inesquecível para a família. Adora oferecer presentes, escolhidos cuidadosamente, mas apenas para os eleitos wdo seu coração.

Sagitário

Sagitário, o signo das festas, vibra com o Natal em tudo o que ele traz. Volta a sentir-se criança, adora surripiar doces das travessas, espreitar as prendas de Natal, fazer apostas para adivinhar o que irá receber, contar as suas últimas piadas aos irmãos e primos com quem não tem estado, brincar com as crianças e pregar partidas aos familiares desesperados de roda dos tachos. A festa de Natal, para Sagitário, é capaz de se prolongar por tanto tempo quanto os restantes convidados aguentarem. É ele o DJ de serviço, adora por músicas que toda a gente conhece e desafiar a família a cantar, inventa jogos e atividades que resultam sempre em gargalhadas explosivas. Com tanta comida e bebida à discrição Sagitário acaba sempre por cometer excessos mas... festa é festa!

Capricórnio

Pouco dado ao espalhafato, Capricórnio é um dos signos que encara o Natal com maior sobriedade, embora seja muito exigente e perfeccionista. Se lhe couber a ele receber - o que evita - procurará que a mesa seja farta e exuberante, mesmo que tenha de comprar comida já pronta, num restaurante conceituado. Nas decorações de Natal prima pela classe mas é discreto. Oferece presentes apenas aos familiares mais chegados, mas é capaz de gastar tanto ou mais dinheiro do que se oferecesse prendas a metade da sua cidade. Este nativo gosta de oferecer - e de receber - presentes de qualidade, exclusivos, marcantes e inesquecíveis. Se não tiver um núcleo familiar de quem seja próximo, Capricórnio é capaz de oferecer um bilhete de avião a si mesmo e ir passar a noite de Natal a Paris, sozinho, sem qualquer aperto no coração.

Aquário

Aquário desdenha as convenções e, a não ser que outros elementos do seu Mapa Astral contrariem esta tendência, não tem grande paciência para o Natal. Gosta, no entanto, da tagarelice com os irmãos e os primos, aprecia o convívio e as boas conversas à volta da mesa, mas evita responsabilidades e descarta-se de tarefas domésticas, tanto quanto puder. Para ele, o verdadeiro espírito de Natal é o da solidariedade, e é capaz de comprometer-se com uma associação solidária onde vai logo depois do seu jantar de Natal. Pode, também, integrar uma equipa missionária e ir passar o Natal a terras distantes, a fazer algo que seja "realmente útil". 

Peixes

Sonhador, romântico e com um quê de eterna criança, Peixes gosta da magia do Natal, e só lamenta que a idade adulta o tenha feito deixar de acreditar no Pai Natal. Adora as luzes, as decorações, adora ir ver a árvore de Natal pública e as iluminações das ruas. Gosta mais de desfrutar de todo o encanto da quadra do que propriamente de trabalhar para ele. Oferece-se para fazer um doce, mas pouco mais do que isso. Gosta de receber presentes mas é capaz de se sentir tão hesitante naquilo que deseja oferecer que acaba por ter de comprar grande parte das prendas à última hora. Sente-se sempre um pouco nostálgico nesta data, nem sabe explicar bem porquê. Se tiver filhos ou netos, o Natal terá para si uma magia especial.

Qualquer que seja o seu signo, tenha um santo e feliz Natal, e desfrute da bênção que é poder estar com as pessoas que mais ama!

O presépio - simbolismo e tradição

 

Muito antes de adotarmos a tradição de "fazer a árvore de Natal", os lares e as famílias portuguesas já assinalavam esta época natalícia com o Presépio - a réplica do lugar sagrado onde veio ao Mundo o Menino Jesus.

A palavra "presépio" vem do latim e significa estábulo, manjedoura. Foi São Francisco de Assis quem iniciou a tradição do presépio como celebração do Natal em 1223, em Itália. O seu objetivo era de celebrar o natal da maneira mais realista possível. Para explicar aos camponeses como foi a noite do nascimento de Jesus, São Francisco pegou num pouco de argila, e com muita paciência moldou vários bonequinhos de barro. Primeiro, fez um bebé. Em seguida, o pai e a mãe. Depois, os três reis montados em camelos, alguns pastores, um boi, um burrinho e, por fim, uma bela estrela!

Mais tarde, com a autorização do Papa, São Francisco montou um presépio de palha utilizando uma imagem do Menino Jesus, com um boi e um burro vivos perto dela. Teve tanto sucesso que passou a ser feito por toda a Itália, primeiro nas casas dos nobres até chegar às dos mais pobres. O Rei Carlos III levou esta tradição para Espanha e para a América Latina, e daí passou a ser usada em todas as culturas cristãs.

Outras cerimónias mais antigas já tinham feito referência à cena do nascimento do Menino Jesus. Em Roma, na basílica de Santa Maria Maggiore, durante a Idade Média (século VIII), o papa costumava celebrar a missa de Natal com uma manjedoura cheia de palha sobre o altar. E, no século XI, representava-se em muitas igrejas europeias, o officium pastorum: uma imagem do Menino Jesus era colocada atrás do altar onde se celebrava a missa de Natal e cinco cantores, desempenhando o papel de pastores, perguntavam ao sacerdote onde estava o Salvador recém-nascido; a imagem era então trazida por eles para a frente do altar e, ao som de cânticos e hinos, todos se ajoelhavam.

O presépio, com a sua manjedoura, simboliza uma das maiores e primeiras lições que Cristo nos ensinou: a humildade. Apesar de poder ter nascido num palácio, Jesus escolheu nascer no lugar mais simples, em Belém.

A Estrela de Belém é um dos maiores símbolos de Cristo, que veio à Terra para, com o seu brilho, iluminar a Humanidade. 

 

Pág. 1/4