Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

Chás e frutos que nos fortalecem!

 

A Natureza oferece-nos recursos preciosos que, usados como complemento a um estilo de vida saudável e a rotinas equilibradas, ajudam a fortalecer a nossa saúde, a evitar problemas e a aliviar sintomas.

Conheça os benefícios de algumas plantas e frutos que ajudam a melhorar a sua saúde!

cha-de-melissa.jpg

Cidreira

Ajuda a:

- dormir melhor, combater a insónia e melhorar a qualidade do sono

- combater a ansiedade e o estresse, a agitação e o nervosismo

- aliviar as dores de cabeça

- combater os gases intestinais

- aliviar as cólicas

- aliviar os sintomas da tensão pré-menstrual

- aliviar dores de estômago, náuseas, vômitos, refluxo gastroesofágico e síndrome do intestino irritável

- combater a herpes labial

- combater infeções pulmonares, nos ouvidos, infeções urinárias

- eliminar fungos e bactérias

- melhorar a memória, ajudar no tratamento da doença de Alzheimer

- melhorar a capacidade de raciocínio

Jasmim

Benéfico para:

- aliviar o stresse e a ansiedade

- combater as insónias

- dormir melhor

- combater o envelhecimento

- melhorar a saúde da pele, do cabelo e das unhas

- fortalecer o sistema imunitário

- aliviar dores de cabeça

- aliviar dores musculares

- aliviar dores menstruais

 

Barbas de milho

Ajudam a:

- tratar problemas do sistema renal e urinário, como cistite, nefrite, prostatite e uretrite

- tratar a pedra nos rins

- tratar a gota

- tratar a incontinência urinária

- aliviar o inchaço

- é diurético e anti-inflamatório

- ajudar a baixar a tensão arterial

- ajudar a diminuir os níveis de açúcar no sangue

- restaurar o equilíbrio da flora intestinal, regular os intestinos

- combater a fadiga

 

Perpétuas roxas

Contribuem para:

- aliviar problemas respiratórios

- aliviar inflamações nas vias respiratórias e na garganta

- combater a dor de garganta, a tosse, a rouquidão e a congestão nasal

- aliviar sintomas de asma e bronquite 

- melhorar a circulação sanguínea, aliviar problemas como hemorroidas e varizes

- reduzir o risco de hipertensão

- fortalecer a imunidade e prevenir inflamações

- combater o envelhecimento precoce da pele

- combater a insónia, o stresse e a ansiedade

 

Hortelã-pimenta

Ajuda a:

- aliviar problemas de estômago, como gastrite, indigestão, náuseas e vómitos

- aliviar gases

- aliviar dores e inflamação nos músculos

- aliviar dores de cabeça

- evitar os enjoos na gravidez

- aliviar problemas de pele, como urticária e comichão

- combater sintomas de gripe e constipação, aliviar a tosse e desentupir o nariz

- melhorar o hálito

Nota: A Hortelã-pimenta deve ser tomada com moderação, pois em excesso pode causar reações de alergia ou mesmo a irritação das mucosas do estômago. Além disso, as cápsulas e os óleos essenciais de Hortelã-pimenta apenas devem ser usados sob indicação médica.

 

Erva-príncipe

É benéfica para:

- controlar a transpiração

- tratar o pé-de-atleta

- repelir insetos

- aliviar dores musculares e reumáticas (aplicada em compressas)

- tratar infeções da pele

- combater a tosse, a asma, as dores de cabeça e a febre

- aliviar problemas digestivos

- acalmar o sistema nervoso

 

Malvas

Ajudam a:

- aliviar a congestão nasal

- aliviar a tosse

- desobstruir as vias respiratórias

- combater e prevenir infeções na boca

- aliviar infeções urinárias

- aliviar dores de garganta

- aliviar a febre

- atenuar o reumatismo

- aliviar cólicas

- reduzir a ansiedade

- melhorar o desempenho sexual

- diminuir a tensão arterial

- reduzir os níveis de açúcar no sangue

 

Funcho 

Benéfico para:

- melhorar a digestão

- melhorar a absorção de nutrientes

- reduzir o mau hálito

- combater problemas de estômago

- aliviar cólicas e diarreia

- aliviar problemas de intestinos

- melhorar a produção de leite materno em mulheres que estejam a amamentar

- cicatrizar feridas (aplicar compressas embebidas em chá de funcho)

- combater inflamações

- fortalecer o sistema imunitário

- combater o envelhecimento

 

Frutos secos – riqueza concentrada!

Noz

Contribui para:

- melhorar o funcionamento do cérebro

- prevenir a depressão

- diminuir o stresse e a ansiedade

- fortalecer o sistema imunitário

- baixar o mau colesterol e aumentar o bom

- prevenir doenças do coração

- melhorar a produção de glóbulos vermelhos

- melhorar a circulação sanguínea

- melhorar a saúde do coração

- atenuar a fadiga e o cansaço

- ter energia

- reduzir inflamações

- proteger os intestinos

- baixar a tensão arterial

- melhorar a fertilidade masculina

 

Amêndoas

Ajudam a:

- controlar os níveis de açúcar no sangue

- ajudar a prevenir a diabetes

- prevenir enfartes, derrames e alguns tipos de cancro

- ajudar a tratar e prevenir a osteoporose

- ajudar a ganhar massa muscular

- diminuir o mau colesterol

- prevenir doenças neurológicas, como Alzheimer e demência.

- ajudar no controle e prevenção da diabetes

- combater a prisão de ventre

- diminuir a tensão alta

- auxiliar na perda de peso

- evitar cãibras

 

Tâmaras

São benéficas para:

- fortalecer os ossos

- prevenir a osteoporose

- combater a prisão de ventre

- melhorar o funcionamento dos intestinos

- controlar os níveis de açúcar no sangue

- prevenir a diabetes

- prevenir o cancro

- ajudar a ganhar massa muscular

- prevenir doenças cardiovasculares

- equilibrar a tensão arterial

- fortalecer o sistema imunitário

- prevenir gripes, resfriados e rinite alérgica

- prevenir o envelhecimento precoce

- diminuir o mau colesterol

- ajudar a prevenir doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer e Parkinson

- melhorar a memória

- facilitar o trabalho de parto (ajudam a estimular as contrações do útero durante o parto normal, podendo facilitar e diminuir o tempo de trabalho de parto)

 

Figos secos

- são ricos em sais minerais, especialmente Cálcio, Fósforo e Potássio

- são uma fonte de vitaminas

- ajudam a suprir as necessidades de Cálcio do organismo

- contribuem para fortalecer os ossos, músculos e nervos

- fornecem energia

- ajudam a melhorar o funcionamento do pâncreas

- ajudam a prevenir a diabetes

- saciam

- ajudam a melhorar a saúde sexual

 

Nota: As terapias naturais não dispensam o devido aconselhamento e acompanhamento médicos.

7 coisas que precisa de saber sobre a sua mala

 

Como ter uma mala com bom Feng Shui

Isto é um assunto de mulheres: vamos falar da sua mala! Se é mulher provavelmente não sai de casa sem levar a mala, mas todas sabemos que numa mala de mulher só não cabe um carro, porque tudo o resto - e o mais inesperado e inusitado - vai lá dentro. O que talvez não saiba é que o Feng Shui, filosofia oriental milenar que visa o equilíbrio energético, também se aplica à mala que todos os dias levamos connosco. Saiba quais são as 7 chaves para que a sua mala lhe traga sucesso!

Talvez nunca tenha parado para pensar nisso, mas a mala de uma mulher é uma extensão da sua personalidade, refletindo os seus gostos pessoais e tendências - tendemos a levar na mala aquilo que consideramos ser mais importante. As mulheres que têm uma maior necessidade de segurança tendem a levar sempre mais coisas úteis consigo, receando que algo lhes possa faltar. Não dispensam lenços de papel, tampões, toalhitas, medicamentos, uma barrinha energética e até um pequeno guarda-chuva. Se têm filhos, o número de coisas que carregam multiplica-se. As mais vaidosas não saem de casa sem vários batons, um estojinho de manicure, um espelho, maquilhagem, um par de brincos, mais do que um par de óculos de sol... Mulheres mais independentes, auto-confiantes e práticas tendem a usar malas mais pequenas, em que levam apenas o essencial. As descontraídas vão acumulando "tralha" até que a sua mala se assemelhe a um malão de viagem, enquanto que as perfeccionistas a passam em revista diariamente. As tímidas têm sempre consigo um livro ou uma revista, para lhes fazerem companhia em caso de necessidade, e as mais modernas usam uma mala interior que se retira e se coloca em outro saco, conforme a sua preferência e a indumentária para esse dia. Gostos à parte, importa lembrar que a mala nos acompanha durante uma boa parte do dia, por isso vale a pena ter em conta aquilo que realmente pesa para a sua boa energia.

1 - A cor certa

As cores possuem uma energia própria e, por isso, a cor da sua mala também influencia a vibração energética que envolve cada mulher que a leva. Escolha a cor da sua mala de acordo com aquilo de que mais precisa:

- bege, amarelo ou a cor pastel ajudam a trazer estabilidade, pois está ligada ao Elemento Terra;

- o verde, ligado ao Elemento Madeira, traz crescimento;

- o vermelho representa o Fogo e dá energia, dinamismo e paixão;

- o preto e o azul relacionam-se com o Elemento Água e estimulam a fluidez, a harmonia e as emoções;

- o branco, o dourado e o prateado ligam-se ao Elemento Metal, concedendo força e poder de decisão.

Acima de tudo, use uma mala que adora: cada vez que sair de casa com ela sentir-se-á feliz, e será essa a energia que a vai acompanhar ao longo do dia.

 

2 - O tamanho conta

O tamanho mais adequado para uma mala varia em função do seu próprio tamanho. Uma mala grande para uma mulher pequena absorve muita energia, tornando-se um peso; uma mala pequena para uma mulher grande acaba por ser insuficiente, desequilibrando-a, embora o tamanho também dependa da sua necessidade e da quantidade (e tamanho) de coisas de que vai precisar diariamente.

O ideal é escolher malas mais largas do que profundas, que lhe permitam encontrar com facilidade aquilo de que precisa e não a deixem acumulhar tralha desnecessária. Ter de andar "à pesca" dentro da mala sempre que procura o telemóvel cria tensão mental e confusão, que se vai acumulando de forma negativa na sua cabeça ao longo do dia.

Muito importante! Não use malas rotas, desfiadas, com fechos estragados e botões soltos. É muito importante que tenha uma mala em boas condições, e o mesmo se aplica à carteira. Ter uma carteira com bom aspeto atrai mais dinheiro e energia positiva para a sua vida financeira.

 

3 - Interior sempre em ordem

Eis a parte mais delicada de uma mala. Quem nunca se enervou por não encontrar as chaves de casa ou do carro que levante o braço. Assim, é importante ter uma divisória especial para os três itens mais importantes: a carteira, as chaves e o telemóvel. Desse modo evitará o nervosismo de não os encontrar logo à primeira. Depois, faça uma limpeza regular para garantir que não anda a carregar mais do que deve: temos tendência a acumular talões, lenços de papel e outros pequenos objetos que, por esquecimento, andam na mala durante semanas a fio, sem necessidade nem utilidade nenhuma. Precisa de tantos batons? Cremes? Usa todas essas chaves? Mantenha objetos úteis, tais como uma caneta, um espelho, um ou dois tampões ou pensos higiénicos, óculos de sol, lenços. E MAIS NADA.

Dica: Crie o hábito de ter em casa, perto da entrada, um recipiente onde pode ir colocando aquilo que retira da mala, como a chave de um armário ou um bilhete de cinema. De tempos a tempos faça também a limpeza desse recipiente.

Lembre-se que, para o Feng Shui, menos é mais: quando criamos espaço na nossa vida atraímos situações e oportunidades melhores. Esta limpeza deve estender-se também à carteira (liberte-se de talões antigos, faturas que já pagou e tudo o que a prende ao passsado), e ao telemóvel - esvazie regularmente a caixa das mensagens e o arquivo de fotos e de ficheiros, para ter sempre espaço para que o novo possa entrar na sua vida.

 

4 - Carteira com boas energias

Dentro da mala, a carteira é a peça-chave. Deve ter sempre dinheiro (é bom sinal!), cartões multibanco, o passe ou bilhetes para os transportes públicos, algumas fotos de família e, se assim o sentir, uma imagem de um santo protetor, de um Anjo da Guarda ou de alguma divindade em que acredite, para lhe trazer sempre segurança interior. 

 

5 - Atrair o dinheiro

Ainda falando da carteira, segundo o Feng Shui (e não só), o dinheiro atrai mais dinheiro. Desse modo, deve ter na sua carteira um conjunto de 3 moedas Chinesas atadas com fita vermelha, que atraem a abundância e a prosperidade. Pode encomendá-las através do e-mail mariahelena@mariahelena.pt ou da página Maria Helena no Facebook. Evite deitar os trocos no fundo da mala, pois isso representa negligência em relação ao dinheiro. Coloque sempre as moedas dos trocos numa divisão específica na sua carteira.

Mito ou verdade? Já as nossas avós diziam que não se deve por a mala no chão, porque se acaba o dinheiro. A verdade é que também segundo o Feng Shui colocar a mala no chão mostra desrespeito para com o dinheiro (e quem não o honra não o merece). Pelo sim pelo não, pouse sempre a mala num sítio elevado, como uma cadeira ou prateleira.

6 - Sempre contactável

Assegure-se que o seu telemóvel tem sempre bateria, para sentir-se sempre segura e contactável.

 

7 - Proteção especial

Não subestime o poder protetor dos cristais: trazer consigo um cristal de quartzo ajuda-a a manter o foco em tudo o que precisa de fazer ao longo do dia. Se optar por um jaspe vermelho, terá maior proteção contra energias negativas e invejas, um quartzo rosa aumenta a atmosfera amorosa que a rodeia e a ametista potencia a sua intuição. O ónix protege contra inimigos e o Olho de tigre dá-lhe força e resistência. Uma vez mais, tenha conta, peso e medida: escolha o cristal mais adequado para cada dia e evite levar mais do que, no limite, três cristais na mala. O ideal será escolher sempre o seu "cristal para o dia" ou para a semana, por exemplo. Não se esqueça de limpar esses cristais com regularidade.

Como "enviar" um sonho a outra pessoa

 

Os sonhos são importantes portadores de mensagens e, porque acontecem enquanto a nossa mente consciente está "adormecida", podem influenciar-nos, pois entram no nosso inconsciente, o lugar onde crescem as emoções. Antes de prosseguir, lembre-se que NUNCA DEVE FAZER NADA QUE PREJUDIQUE OUTRA PESSOA OU QUE ATENTE CONTRA A SUA VONTADE. Respeitando este princípio, saiba que pode enviar um sonho a outra pessoa - ou até a si próprio, no passado ou no futuro. Dessa forma, pode fazer com que alguém simpatize consigo, com que seja mais fácil ser aceite num emprego, ou até com que se liberte de um trauma que traz consigo há muitos anos.

O princípio da magia consiste em canalizar a vontade para um fim específico. Uma vez que tudo é energia, os nossos pensamentos, sentimentos e emoções têm uma repercussão no plano físico, manifestando-se.

Já em tempos muito antigos os magos e as feiticeiras recorriam aos sonhos para influenciar os acontecimentos, pois sabiam que através deles podemos chegar ao nosso Eu Superior e à nossa essência mais elevada. Os sonhos têm um profundo impacto no nosso comportamento. Enquanto dormimos, a nossa consciência descansa e estamos "desligados" da nossa realidade e, por isso, dos problemas com que lidamos no dia-a-dia. A nossa alma vagueia então até outros mundos, onde não estamos limitados pelas regras do mundo material onde vivemos.

É por isso que ao enviar um sonho pode AJUDAR a aumentar a predisposição de uma pessoa para agir de uma determinada forma, sendo que a vontade dessa pessoa e o seu livre-arbítrio prevalecem sempre. 

Enviar um sonho de cura para uma pessoa que está doente AJUDA a atrair a energia de cura.

Pode enviar um sonho a alguém por quem está apaixonado, para ajudar a atrair a atenção dessa pessoa; pode, também, enviar um sonho ao seu chefe para que ele valorize mais o seu trabalho.

Por outro lado, pode também enviar um sonho ao seu eu de um dado ponto no passado, para ajudá-lo a superar um bloqueio, no presente, e pode até enviar um sonho ao seu eu no futuro para conseguir superar um desafio, por exemplo.

Lembre-se que, desde que a energia utilizada seja positiva E SEMPRE PARA O BEM DE TODOS OS ENVOLVIDOS, pode explorar esta técnica, que também irá ajudá-lo a aumentar a sua intuição. 

 

Antes de prosseguir, convém também lembrar que não se trata de um jogo nem de uma brincadeira. A seriedade com que encara aquilo que faz é determinante para que seja bem-sucedido.

NOTA MUITO IMPORTATE: Antes de enviar um sonho a alguém assegure-se que essa pessoa está de acordo que o faça (ou seja, nunca envie nada que seja contrário ao bem-estar ou à vontade dessa pessoa).

 

Como fazer?

1 - Antes de mais, é preciso saber que tipo de sonho deseja enviar. Pode ser um sonho de cura ou um sonho que visa alertar alguém sobre um determinado perigo.

2  Concentre-se na pessoa a quem deseja enviar o seu sonho.

3 - Se possível, peça autorização à pessoa para lhe enviar um sonho (se não for possível, garanta que está a fazê-lo sem qualquer prejuízo para a pessoa e sem ir contra a sua vontade. Lembre-se que tudo o que fizer de negativo recairá sempre sobre si).

4 - Decida que sonho deseja enviar, pensando nele com o máximo de pormenores possível antes de se ir deitar.

5 - Programe o seu despertador para as 3:00 horas, que tem uma forte conexão ao mundo espiritual.

6 - Ao despertar, não se levante da cama nem acenda a luz. Concentre-se suavemente no seu Terceiro Olho, o chakra que está situado entre as sobrancelhas, ligeiramente acima. O Terceiro Olho é o portal de acesso aos seus poderes mágicos e psíquicos.

7 - Visualize então a sua consciência como uma luz brilhante que sai do seu Terceiro Olho e se dirige à pessoa a quem deseja enviar o sonho. Procure visualizar todo o caminho que a sua consciência terá de percorrer até chegar a essa pessoa, veja-a aproximar-se dela percorrendo todo o caminho que fisicamente vos separa.

8 - Concentre-se, então, no seu Terceiro Olho - é aí que estabelece contacto com essa pessoa. Visualize que o Terceiro Olho dessa pessoa começa a brilhar quando a sua energia, que percorreu toda a distância que vos separa, entra dentro dele.

9 - Agora que o contacto foi estabelecido, está preparado para enviar o sonho. Reveja na sua mente todo o sonho que criou e visualize-o a entrar na mente dessa pessoa, através do seu Terceiro Olho.

10 - Quando tiver terminado, retire gentilmente a sua energia, vendo o Terceiro Olho dessa pessoa fechar-se. Veja, também, a sua energia a percorrer todo o caminho de regresso até si. Visualize o seu Terceiro Olho a fechar-se e retome o seu sono.

 

Nota: Usar cores e símbolos no sonho ajuda a aumentar a sua eficácia.

O poder mágico de um olhar: quando as almas se tocam e se curam

 

Vivemos num tempo em que tudo é mais rápido e descartável e, talvez por isso mesmo, estamos a ter uma consciência muito maior da importância de tudo o que fazemos, do que comemos, de onde estamos, de como nos relacionamos. Um simples olhar contém em si uma energia muito mais poderosa do que podemos imaginar. Quando dois olhares se cruzam e se fixam, duas pessoas entram na alma uma da outra.

Possuímos uma poderosa ferramenta de cura que nos permite olhar uns para os outros e vermos quem realmente somos. Mas, na verdade, quantas vezes a usamos? Quantas vezes nos permitimos ter um contacto mais profundo com outro ser humano, olhando-o nos olhos? Numa sociedade baseada na rapidez e que já não vive sem tecnologia, um adulto mantém contacto visual com outro durante 30 a 60% do tempo em que está com ele, sendo necessária uma interação de 60 a 70%do tempo para criar sentimentos de ligação emocional. 

Já reparou que, quando o seu olhar fica fixo no de outra pessoa, a sua conexão com ela se torna muito mais forte? O olhar é um dos mais profundos mistérios do ser humano, e permite-nos aceder ao mundo interior do outro. 

                                         Quantas vezes fixa o seu olhar em alguém?

Mesmo sem que isso aconteça num contexto amoroso, a troca de olhares - até numa entrevista de emprego - transmite confiança e fiabilidade, fortalecendo um laço entre duas pessoas. Quando encaramos outra pessoa com o olhar, mostramos que não temos nada a esconder. 

As relações humanas baseiam-se em trocas: há algo que uma pessoa dá e que a outra pessoa recebe. Numa troca de olhares, ambas as pessoas estão a dar e a receber ao mesmo tempo, o que pode tornar-se assustador e intimidante para algumas pessoas. 

A qualidade dos relacionamentos que estabelecemos com os outros é um indicador do nosso nível de paz e felicidade. A quantidade e qualidade dos relacionamentos que temos afeta a nossa saúde mental e física, o nosso comportamento e até o risco de morte. Uma vez que a troca de olhares contribui para melhorar o relacionamento com os outros e estabelecer um vínculo, ela tem um profundo impacto também na nossa saúde.

                                               Uma troca de olhares pode curar.

Com base neste princípio, há exercícios na tradição Budista e numa abordagem da psicologia mais espiritual em que duas pessoas são colocadas frente a frente, tendo de manter o contacto visual constante durante entre 1 a 5 minutos, em silêncio, enquanto ouvem música ou são conduzidos por uma meditação específica. 

Porque é que a troca de olhares pode curar?

Porque nos ajuda a vermo-nos a nós próprios no outro. Ao vermo-nos refletidos no olhar da pessoa que nos olha, dilui-se a sensação de separação e temos oportunidade de sentir diretamente a nossa unidade fundamental. A ideia de "sermos vistos" sem precisarmos de dizer ou fazer o que quer que seja afeta de forma muito positiva a nossa mente e a nossa auto-confiança.

A um nível energético, a troca de olhares liberta ondas que descontraem e aumentam o sentimento de pertença e a  segurança.

Quando trocamos olhares com outra pessoa permitimos que ela toque a nossa alma, enquanto tocamos a alma dela. 

O seu cérebro tem um botão que apaga o que não quer lembrar - saiba como usá-lo!

 

Certamente já lhe aconteceu, em algum momento da sua vida, ter uma espécie de "botão" onde pudesse carregar e, instantaneamente, apagar as memórias dolorosas e os acontecimentos que não quer lembrar. Saiba que isso é possível! Compreenda como pode fazê-lo.

O cérebro é um dos mistérios mais intrigantes do ser humano, e a Ciência debruça-se longamente sobre os estudos que nos permitam compreender melhor como ele funciona, a que estímulos reage, de que forma processa a informação...

As pesquisas efetuadas mostraram que quanto mais estimulamos um circuito neurológico no cérebro, mais forte ele se torna.

É por esse motivo que quanto mais praticamos alguma coisa que estamos a aprender, quer seja uma lingua estrangeira, cálculos matemáticos, conduzir, etc... melhores nos tornamos nessa prática - porque o circuito cerebral que diz respeito a essa atividade é treinado de forma consistente e, dessa forma, torna-se mais forte.

Há, no entanto, outra questão muito relevante, descoberta mais recentemente: para que possamos fazer uma aprendizagem, é fundamental ser capaz de esquecer outras coisas, quebrando as ligações neurológicas mais antigas - a isto se chama "poda neural" porque, da mesma forma como uma árvore precisa de ser podada para que novos ramos, mais saudáveis e fortes, possam nascer e desenvolver-se, é essencial libertá-la daqueles que  já não estão saudáveis.

Para que possa compreender melhor de que forma isto se processa, veja o seu cérebro como um jardim onde, em vez de flores e árvores de fruto, crescem ligações sinápticas entre neurões. É por estas ligações sinápticas que os neurotransmissores, como a Dopamina e a Serotonina, se deslocam. 

As chamadas "células gliais" assumem os cuidados de "jardineiro" do cérebro - elas aceleram os sinais entre determinados neurões, mas noutros casos "limpam o lixo" - estas são chamadas as células microgliais, que libertam o cérebro do que já não lhe faz falta. Os cientistas continuam a pesquisar de que forma estas células fazem a seleção da informação a apagar, mas já descobriram que as ligações sinápticas menos usadas são marcadas pela proteína C1q, entre outras, e que quando as células microgliais detetam a presença dessa proteína, ligam-se a ela, destruindo a ligação sináptica onde ela se encontra.

É desta forma que o nosso cérebro cria espaço para construir novas ligações, mais fortes, e é dessa forma que nos permite fazer novas aprendizagens.

Para que esta limpeza seja feita, É ESSENCIAL DORMIR BEM, porque é enquanto dorme que esta limpeza é feita. 

Já lhe aconteceu sentir "a cabeça cheia" ao fim de uma tarde de estudo ou de um dia intenso no trabalho? Na verdade, o seu cérebro está mesmo "cheio" de ligações sinápticas, que vai fazendo à medida que apreende novas informações. Depois, precisa de organizá-las em ligações mais fluidas e mais consistentes, "arrumando" a informação de uma forma organizada. É por isso que costumamos dizer que de manhã estamos "com a cabeça fresca": depois de uma noite bem dormida, o nosso cérebro arrumou bem as informações que tem para processar, e isso faz com que nos sintamos literalmente mais leves.

Quando dormimos, as células cerebrais reduzem-se até cerca de 60%, para criar espaço para que as células microgliais venham remover os excessos e limpar as sinapses. 

Da mesma maneira como uma noite bem dormida é essencial para que possamos aprender bem, também a chamada "sesta" é muito benéfica. Bastam 10 a 20 minutos de descanso para que seja feita limpeza cerebral.

Quando dormimos mal, no dia seguinte o nosso cérebro tem de fazer um esforço muito maior porque está cheio de "entulho", de informações que não foram limpas, organizadas ou removidas.

 

Então, como faço para esquecer algo que não quero lembrar?

O "truque" para esquecer algo é, por mais óbvio que isto seja, deixar de pensar nisso. Literalmente. Mesmo que lhe venha à cabeça, afaste essa ideia. Mais cedo ou mais tarde essa memória será apagada do seu cérebro, pela forma natural como o cérebro procede. 

São as ligações sinápticas (as conexões que os neurónios fazem no seu cérebro) que não são usadas aquelas que ficam marcadas para reciclagem.

As ligações sinápticas a que recorre constantemente são oxigenadas e hidratadas - aquilo em que pensa é aquilo que ganha força. 

E isto é muito simples de compreender: quanto mais pensa num determinado assunto, mais neurónios "chama" para se envolverem nesse assunto e, por isso, o seu pensamento torna-se forte no seu cérebro - e persistente. Se, pelo contrário, não pensar em algo, com o tempo os neurónios que construíram esse pensamento perdem importância, acabando por ser mesmo apagados. Lembra-se do que jantou há precisamente três semanas? Pois, a não ser que tenha sido uma ocasião especial, não deu importância a esse pensamento, e por isso ele acaba por se desvanecer e ser apagado pelos processos de limpeza do  cérebro. 

Lembre-se disto, e tome-o como um conselho precioso para a sua vida: não pode controlar aquilo que lhe acontece, mas pode controlar de que forma aquilo que lhe acontece o afecta, e em que medida. É você que constrói as ligações no seu cérebro, ao escolher aquilo em que pensa. Portanto... pense bem!

Como posso limpar o meu Karma?

 

Segundo a Lei do Karma, cada uma das nossas acções gera uma reacção ou um efeito, razão pela qual temos de "pagar" por cada acção negativa que praticamos, ou algo a "receber" por cada acto positivo. Neste último caso, trata-se do Dharma – aquilo que temos a receber pelas boas acções praticadas. O Dharma equilibra o Karma - ao fazermos boas ações limpamos aquilo que fizemos de errado no passado.

O bem que fazemos, consciente ou inconscientemente, gera uma energia positiva que nos é devolvida sob a forma de bênçãos. O Dharma trata daquilo que recebemos pelo que fizemos de positivo, dizendo também respeito à nossa  missão, e à mudança que efetuamos no nosso Karma através dos dons que vamos adquirindo ao longo das várias vidas.

Quando superamos um desafio, e nos libertamos de um Karma que trazíamos de outras vidas, ganhamos Dharma e passamos a saber ajudar os outros a superarem os seus desafios nesse mesmo domínio.

Ao vencermos medos, bloqueios e inseguranças libertamo-nos do Karma que a eles estão ligados e adquirimos dons – a isto também se chama Dharma.

A melhor forma de limpar o Karma é, sem dúvida, superá-lo. Quando aprendemos com a situação e mudamos a nossa resposta face a ela libertamo-nos desse Karma. Por exemplo, uma pessoa que tenha um relacionamento Kármico para resolver com outra, que pode ser alguém de família, por exemplo, limpa o seu Karma quando perdoa o outro e se perdoa a si próprio, libertando-se. As pessoas ficam "presas" umas às outras vida após vida por causa da dor, a dor prende, e terão de reencontrar-se enquanto essa dor for perdoada. Como? Através do amor, o amor liberta e faz com que cada alma possa, enfim, prosseguir a sua própria viagem.

Ouro aspeto importante da Limpeza do Karma trata da revogação de contratos Kármicos, os quais podem ser feitos por nós (quando fazemos uma jura, por exemplo), ou por outras pessoas, sem que tenhamos conhecimento. Através da Cura Kármica é possível anular esses contratos que nos mantêm presos a determinados padrões.

 

- Acumulação de mais Dharma

Ao praticar "boas acções", de forma sincera e consciente, estamos a acumular Dharma, "pontos positivos" na nossa conta-corrente espiritual.

Assim, algumas formas de acumular Dharma incluem:

- Ajudar o próximo através de acções de voluntariado, apoio a instituições de caráter social;

- Ajudar os outros na sua própria evolução, a vencer um desafio importante na sua vida ou a superar um bloqueio;

- Prestar auxílio em situações de desastres, calamidades e catástrofes naturais;

- Viver concentrado no momento presente;

- Libertarmo-nos de mágoas e tristezas do passado;

- Perdoarmo-nos a nós e aos outros;

- Desenvolver a nossa auto-estima;

- Transformar pensamentos e emoções negativos em pensamentos e emoções positivos;

- Desenvolver a tolerância, a compreensão, a humildade e o respeito por nós e pelos outros;

- Superar provas difíceis;

- Partilhar informação e conhecimento.

Uma das formas mais eficazes de limpar o Karma é feita através da Chama Violeta, um dos Dons que Deus concedeu à Humanidade. A Transmutação do Karma através da Chama Violeta é feita com a ajuda de um terapeuta especializado, que ensina como a própria pessoa pode depois recorrer à Chama Violeta sempre que desejar.

Descubra qual é o signo com que deve ter mais cuidado

 

Quem vê signos não vê corações, e cada pessoa é caraterizada, astrologicamente, pela influência dos vários fatores que compõem o seu Mapa Astral, e não apenas pelo seu signo. Ainda assim, o signo solar, aquele em que o Sol se encontrava no momento do seu nascimento, determina os traços gerais da personalidade de cada indivíduo e, desse modo, é possível encontrar caraterísticas comuns, que nos permitem compreender porque nos damos melhor com pessoas de certos signos enquanto que, com nativos de outros signos, parece ser uma eterna relação de amor-ódio. Saiba qual é o signo que, em geral, representa um maior perigo para o seu... e proteja-se a tempo!

Carneiro

Os nativos de Carneiro têm alguma dificuldade em lidar com a dependência emocional de Caranguejo, pelo que, mesmo que possa surgir alguma atração entre estes dois signos, a relação entre eles tem fortes probabilidades de vir a tornar-se numa dor de cabeça permanente, especialmente para Carneiro. Uma vez que os nativos deste signo primam pela frontalidade e nem sempre têm tato na forma como falam com os outros, os hipersensíveis Caranguejo podem ficar melindrados e magoados com a aspereza dos primeiros.

 

Touro

A apreciação dos prazeres da vida, o gosto pelo ar livre e pelas aventuras podem aproximar Touro e Sagitário, mas a convivência será tudo menos pacífica. Touro é possessivo e ciumento e, por mais que tente disfarçar, não consegue abdicar da sua necessidade de controlar todos os passos de Sagitário que, por seu lado, permanece sempre indomável e independente, não dando a Touro a segurança e a estabildade de que ele tanto precisa. Será difícil para este casal aprender a conviver, seja a que nível for, porque têm ambos necessidades muito diferentes e maneiras de ver a vida completamente divergentes.

 

Gémeos

Pois é, o outro signo do Zodíaco que partilha com Gémeos o mesmo regente é, também, o seu maior quebra-cabeças: Virgem, ainda que também seja regido por Mercúrio, tem uma personalidade analítica, recatada, pouco flexível emuito picuinhas, que enlouquece o descontraído geminiano, com a sua curiosidade de eterna criança e a facilidade com que diz o que lhe vai na alma. Por outro lado, Virgem prefere a solidão do seu lar e tudo o que lhe é familiar, e Gémeos aborrece-se quando não tem novidades com que entreter a sua mente. O irrequieto Mercúrio afeta os dois signos de formas distintas, gerando dificuldades de convivência entre eles.

 

Caranguejo

Caranguejo, com a sua personalidade romântica, é bem capaz de ficar pelo beicinho quando encontra um nativo de Aquário, irreverente e espontâneo. Este, por seu lado, acha piada à doçura de Caranguejo mas o romance depressa descamba para um drama novelesco, com Caranguejo a fazer cenas dramáticas e Aquário a evadir-se, sem pensar nos sentimentos do parceiro. Mesmo na esfera profissional ou a nível familiar esta relação apresenta grandes dificuldades a ambos: um é tradicionalista e rigoroso, o outro é inovador e abomina as regras.

 

Leão

O maior pesadelo para Leão pode ser, precisamente, um dos signos por quem se sente mais atraído. Escorpião, com a sua personalidade forte e impenetrável, gosta de dominar as situações e questiona a autoridade, recusando-se a idolatrar ou seguir quem quer que seja. Desse modo, pode descobrir em Leão alguém que lhe dá prazer arreliar, só para lhe mostrar que não é assim tão importante como se julga. Esta relação solta muitas faíscas e pode, dependendo das situações, acabar numa paixão assolapada, mas jamais será estável e tranquila.

 

Virgem

Balança, com a sua postura encantadora e a graciosidade com que sabe sair airosamente de todas as situações, irrita profundamente o nativo de Virgem que, independentemente do tipo de relação que tenham, acaba sempre por sentir "então mas eu é que tive todo o trabalho e ele é que colhe os louros?" Por outro lado, Balança aborrece-se com a personalidade demasiado pacata de Virgem, que detesta as luzes da ribalta e prefere sempre passar despercebido. Uma vez que ambos detestam discussões, podem embarcar numa relação em que nada é falado, criando um fosso silencioso entre eles.

 

Balança

Capricórnio exerce um inquestionável fascínio sobre si, mas a sua austeridade e a frieza com que é capaz de lidar com as emoções podem deixá-lo muito ferido, além de sofrer uma profunda desilusão quando perceber quem embora dê atenção à sua imagem e procure sempre mostrar-se irrepreensível, na verdade Capricórnio não o acompanha nas suas saídas nem sem mostra entusiasmado com as propostas sociais que Balança lhe faz, tornando-se numa companhia maçadora e previsível.

 

Escorpião

Aquário, com a sua irreverência e a necessidade de questionar tudo o que lhe impõem, irrita profundamente o nativo de Escorpião, que não aprecia que alguém despreze o seu domínio e não ceda facilmente ao seu fascínio. Por outro lado, Escorpião gosta de controlar tudo aquilo que o rodeia, e a imprevisibilidade de Aquário fará com que ele se evada rapidamente, sem que Escorpião consiga perceber sequer o que aconteceu. Embora seja um relacionamento nada monótono, cria uma forte tensão que destabiliza ambos.

 

Sagitário

A postura paternalista de Virgem causa ataques de nervos no independente Sagitário, que detesta sentir-se controlado ou ter de lidar com alguém, por exemplo no trabalho, que anota todas as suas falhas e que mostra ter sempre tudo em ordem. A obsessão com os pormenores, característica de Virgem, pode deixar Sagitário em ponto de ebulição, enquanto que os modos por vezes rudes deste incomodam profundamente o nativo de Virgem, que aprecia o recato e a moderação.

 

Capricórnio

Carneiro, com a sua tendência para chamar as atenções e a postura de comando que naturalmente assume, incomoda o nativo de Capricórnio, que preza companhias mais discretas e zelosas dos bons costumes. A relação entre ambos tende a ser espinhosa e cheia de discussões, especialmente se houver entre eles uma relação de poder, como a de um patrão e um empregado. Nenhum dos dois aceita facilmente que lhe dêem ordens, mas têm maneiras de reagir completamente distintas, o que faz com que os conflitos sejam praticamente inevitáveis.

 

Aquário

Touro é um dos seus "carrascos", um dos signos com quem se sente mais limitado e controlado. E não é caso para menos, porque Touro precisa tanto de sentir-se seguro que, inconscientemente, vai querer saber onde você vai, a que horas volta, com quem vai estar. Ora Aquário, que defende que "quando alguém masce, nasce selvagem" não aceita facilmente que lhe procurem impor regras e muito menos que controlem os seus movimentos. Por outro lado, enquanto que Aquário é um entusiasta por todas as inovações e novidades, Touro é demasiado conservador, causando sempre constantes entraves às iniciativas do primeiro.

 

Peixes

Gémeos parece ser, à primeira vista, a sua alma-gémea - até pela duplicidade do signo, tal como acontece consigo (Gémeos são dois, Peixes também). Porém, a sua dificuldade em comprometer-se, a facilidade com que dá o dito pelo não dito e a pouca fiabilidade que oferece vão deixá-lo a si, no mínimo, de pé atrás. Se não for a tempo, pode ficar mesmo com o coração despedaçado, compreendendo que as belas juras de amor que trocavam não eram, para Gémeos, mais do que retórica. 

10 formas simples de lidar com um nativo de Escorpião

10 formas simples de lidar com um nativo de Escorpião

O signo Escorpião goza de uma fama nem sempre favorável porque a sua personalidade é misteriosa e complexa, e isso nem sempre é fácil compreendê-lo ou saber lidar com ele. Mas a verdade é que os nativos deste signo são muito dedicados a quem amam, e por isso são totalmente leais àqueles que sabem respeitar a sua natureza. Conheça 10 factos sobre o signo Escorpião que irão ajudá-lo a lidar melhor com estes nativos no amor, em família, na amizade ou no trabalho.

1. Não lhe faça muitas perguntas

Escorpião é muito independente e secreto, e não gosta de intromissões na sua vida. Mesmo que tenha uma relação muito próxima com ele, Escorpião abre o seu coração apenas quando e na medida em que ele assim entende que deve fazer. De um modo geral, quanto menos perguntas lhe fizer, mais facilmente ele se abrirá consigo.

2. Não lhe falhe

Nunca prometa algo a um Escorpião se não está certo de que poderá cumprir a sua promessa. Os nativos deste signo são extremamente frontais e detestam mentiras e promessas vãs. Se lhe disser claramente "vou tentar, mas não sei se consigo" ele entenderá, preferindo que aja dessa forma em vez de comprometer-se com algo e depois faltar ao que ele espera de si. 

3. Nunca lhe minta

Escorpião é especialmente perspicaz e intuitivo, detetando com facilidade quando as suas palavras ou ações não são sinceras. Ele lida sempre melhor com a verdade, por mais dura que ela seja, do que com uma mentira ou com algum subterfúgio. Se o decepcionou de alguma forma assuma com sinceridade as suas falhas, e será muito mais fácil ele continuar a confiar em si.

4. Não tente controlá-lo

Escorpião é instintivo e gosta de agir conforme sente. Por esse motivo, não tente impor-lhe regras nem controlar os seus movimentos, pois ele encarará essa atitude como um desafio e a sua tendência será para desobedecer. Este é um dos signos com uma noção mais clara dos seus limites e direitos, portanto saiba respeitá-los.

5. Respeite o seu território

Naturalmente individualista, Escorpião tem uma noção de território muito bem definida e não gosta de intromissões. Detesta que mexam nas coisas dele, que as usem sem pedir autorização, e não perdoa quando o seu espaço é, de alguma forma, invadido.

6. Não o traia

Escorpião tem, muitas vezes, a noção que não tem uma personalidade fácil, na medida em que é muito exigente com os outros e consigo mesmo. É capaz de aceitar e perdoar as falhas dos outros, mas tem uma enorme dificuldade em perdoar uma traição, seja moral ou física. Quando alguém trai a sua confiança ele dificilmente voltará a confiar nessa pessoa.

7. Não o bajule

Escorpião valoriza acima de tudo a sinceridade e a honestidade. Aprecia o reconhecimento pelo que faz, mas apenas quando os elogios são sinceros e sentidos. Dedicar-lhe palavras vãs no sentido de apelar à sua vaidade só vai irritá-lo e fazer com que ele se afaste.

8. Não tente mudá-lo

Este é um dos signos mais intransigentes do Zodíaco porque, no mais íntimo do seu ser, um Escorpião considera que tem quase sempre razão - e quando acha que não tem, considera que só ele pode decidir o que fazer. Assim, tende a reagir mal quando lhe tentam sugerir de que forma deve viver a sua vida ou que escolhas deve fazer.

9. Seja claro e direto

O nativo deste signo é muito intenso e, quando se dedica a algo ou a alguém, fá-lo sem reservas. Por esse motivo, não suporta situações indefinidas nem gosta de pessoas que não assumem claramente o que pensam ou o que sentem.

10. Lembre-se que ele é sensível

Pois é, sob aquela carapaça dura e fria, que muitas vezes magoa os outros com o seu ferrão como forma de se proteger, encontra-se um signo do Elemento Água, muito mais sensível e emotivo do que deixa transparecer. Mesmo que ele se mostre rude e insensível, procure encontrar os seus verdadeiros sentimentos por detrás de uma resposta ríspida, por exemplo, e será capaz de compreendê-lo muito melhor, fazendo com que ele baixe as defesas. Um Escorpião, regra geral, só ataca quando se sente atacado.

Receitas de São Martinho - Bolo de castanhas

 

A 11 de Novembro celebra-se o dia de São Martinho, um exemplo de bondade e compaixão, que nos lembra que o Bem é recompensado. Neste dia em que a tradição dita que se comam castanhas assadas e que se prove o vinho novo, reúna a sua família e surpreenda as pessoas que mais ama com este bolo húmido de castanhas.

Ingredientes:
500 g de castanhas
100 g de margarina
250 g de açúcar
2 colheres de chá de fermento em pó
5 ovos
farinha e manteiga q. b.

 

Preparação:
Descasque e coza as castanhas. Reduza-as a puré e reserve. Separe as gemas das claras e bata estas em castelo, guardando as outras. Junte a manteiga ao açúcar e bata. Adicione as gemas e continue a bater, e vá acrescentando o puré de castanhas com as duas colheres de fermento. Por fim, envolva as claras em castelo.
Unte uma forma com manteiga e polvilhada com farinha. Disponha o bolo na forma e leve ao forno a 180 graus. Vá vendo a cozedura, para retirar o bolo ainda húmido do forno.

Encontre esta e outras receitas apetitosas (como uma maravilhosa sopa aveludada de castanhas ou bacalhau com crosta de castanhas, entre outras) na revista Estrela Guia, à venda nos quiosques, supermercados e livrarias.

11 de Novembro - Dia de São Martinho

 

"No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o vinho." O dia de São Martinho é celebrado a 11 de Novembro e traz consigo o ritual de fazer um magusto - assar castanhas e comê-las numa celebração com amigos e familiares e, também, de provar o vinho novo da colheita do verão anterior. O fenómeno do "verão de São Martinho" - nesta altura costumamos ser brindados com alguns dias de sol - está relacionado com a lenda deste bom santo. Conheça esta história que aquece os corações!

Conta a lenda que num chuvoso e frio dia de Novembro um nobre soldado romano, ao regressar a casa depois de uma dura e longa batalha, encontrou um mendigo com as roupas todas rasgadas, cheio de frio e de fome. Sem pensar duas vezes, o soldado pegou na sua aconchegante capa de lã e com um rápido golpe de espada cortou-a ao meio, dando uma das metades ao pobre homem. Este ficou muito emocionado e revelou-lhe que muitas pessoas haviam passado por ali, mas nenhuma delas tinha sequer olhado para ele.

O soldado, apesar de  cansado da longa e dura batalha que travara, apiedou-se do homem que se encontrava no caminho e, como recompensa, Deus fez com que a chuva e o vento parassem. As nuvens abriram e deram lugar a um sol radioso que os aqueceu e secou. Este homem chamava-se Martinho e, a partir desse dia, e durante pelo menos três dias, o sol aquece o frio e chuvoso mês de Novembro. É o chamado Verão de São Martinho.

 

São Martinho nasceu na actual Hungria, no ano de 313, em pleno domínio romano. Este Santo lutou contra tudo e contra todos, inclusive contra o seu próprio pai, para defender a sua vocação e a sua crença em Deus. Apesar de ter feito parte de um contingente militar romano, para agradar a seu pai, São Martinho nunca deixou de defender os fracos e oprimidos e de lutar contra a injustiça.

Ao chegar à conclusão que a sua vida não tinha sentido, Martinho abandonou o exército e partiu de casa, abraçando uma vida de isolamento e reflexão. Desenvolveu um importante trabalho de evangelização, ajudando a converter ao Cristianismo inúmeros povos.

É habitual festejar-se o Dia de São Martinho comendo castanhas e bebendo água-pé. Aparentemente não existe uma relação directa entre estes acontecimentos. Pensa-se, no entanto, que a tradição teve a sua origem porque em Novembro é a época das castanhas, coincidindo com o final das vindimas e com a preparação dos primeiros vinhos. E os ditados populares não nos deixam dúvidas:

“No Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.”

"Por S. Martinho semeia fava e o linho.

"Se o inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho."

"No dia de S. Martinho, castanhas, pão e vinho."

"No dia de S. Martinho com duas castanhas se faz um magustinho."
 

Oração a São Martinho

Meu querido São Martinho
Tu que és protetor das causas difíceis
E defensor dos oprimidos,
Neste teu dia peço-te que me protejas
Assim como a minha família
E que intercedas por nós a Deus
Para que ele nos dê o melhor,
Pois sei que a tua fé no Senhor
É grande e que rogarás por nós.