Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

A poderosa energia do dia 11/11

 

De acordo com a Numerologia, o número 11 é um dos mais especiais, sendo considerado um Número Mestre e estando associado à elevação espiritual. O dia 11 de Novembro, que combina duplamente este número, é considerado o mais especial de todo o ano: para os estudiosos da espiritualidade, abre-se neste dia um portal energético, que nos aproxima da Fonte primordial da energia. Mas não ficamos por aqui: a sequência 11:11 é também considerada especialmente relacionada com os Anjos e com as Chamas Gémeas.

 

O número 11 está ligado, de acordo com a Numerologia, ao Plano Divino, aos planos mais elevados e ao despertar espiritual. Este é um dos três Números Mestres, assim chamados porque, uma vez que contêm uma vibração especial, não se reduzem, apesar de serem compostos por dois dígitos. Os Números Mestres são o 11, o 22 e o 33. De todos eles, o 11 é o mais intuitivo, estando associado ao nosso instinto mais profundo, à nossa conexão com a nossa fonte de energia. Ele representa também o nosso subconsciente, a sabedoria interior, o nosso conhecimento para além da racionalidade.

O número 11 está também ligado aos Guias Espirituais, aos Mestres Ascensos e aos Anjos. Por isso, quando este número aparece no nosso caminho (num letreiro, numa matrícula, numa imagem e até ao olharmos para o relógio), esse é frequentemente um sinal do Universo, que nos indica que estamos a seguir bem o nosso caminho espiritual, estando alinhados com o nosso propósito. Uma das melhores formas de aproveitar este sinal do Universo é pedir um desejo sempre que se vê a combinação 11:11, confirmando assim que recebemos a mensagem, e agradecendo por ela. Acredita-se que este número potencia o poder de manifestação, ajudando a atrair a concretização dos nossos desejos. 

SAIBA MAIS SOBRE O QUE SIGNIFICA VER O NÚMERO 11:11 - CLIQUE AQUI!

Ao ver o número 11.11, se reparar no desenho que se forma, verá dois pilares, cada um deles formado por um 11 - na verdade, esta combinação numérica é considerada um portal energético.

 

Por isso, a hora 11.11 é um excelente momento para pedir desejos (mas só conta se o vir por acaso, se estiver a olhar para o relógio à espera que essa hora chegue não está a receber sinal nenhum do Universo e portanto não tem qualquer significado!), e o dia 11/11 é o melhor dia para se conectar com o seu eu interior e para despertar o seu subconsciente para a manifestação das suas metas e dos seus sonhos.

Pense naquilo que deseja alcançar e dê os passos necessários para o tornar uma realidade. O dia 11/11 representa as portas que se abrem, as oportunidades que surgem quando está recetivo e atento ao que o Universo lhe apresenta, para que possa construir na sua vida o presente que deseja.

Uma vez que, numerologicamente, a energia do 1 está associada à ação, à realização pessoal, à individualidade, a "mostrar quem é e o que vale", e o dia 11/11 tem quatro vezes repetido o número 1, esta é uma poderosa data para alcançar metas, começando por manifestar o que deseja, porque o Universo oferece-lhe recursos extra de energia. Esta data aumenta o potencial energia que é posto à nossa disposição, recarregando a nossa força, imprimindo-lhe maior vigor.

VEJA AQUI O RITUAL PARA MANIFESTAR E DAR FORÇA AOS SEUS DESEJOS

 

O número 11 está também associado ao karma, contendo uma vibração sagrada, que ajuda a facilitar o despertar espiritual e a desbloquear o acesso ao reino Divino. Este é, também, considerado o dia das Chamas Gémeas, que são diferentes das almas gémeas. Acredita-se que a Chama Gémea é alguém com quem partilhamos a mesma chama interior, isto é, a mesma energia - como se a sua energia e a energia de outra pessoa antes tivessem sido uma só. Ao contrário do que acontece com as almas gémeas, que nos ajudam a crescer espiritualmente, e das quais temos várias, só temos uma única Chama Gémea. Se a encontrarmos (o que nem sempre acontece), o nosso mundo ficará virado do avesso, porque nenhum outro amor será mais forte do que aquele que sentimos então. Quando estão juntas, as Chamas Gémeas têm uma energia que é muito mais poderosa, sendo capazes de fazer muito para melhorar o Mundo. 

O solteiro de cada signo

 

A verdade é que nem todos vivem um amor de conto de fadas nem procuram o príncipe/ a princesa encantado(a). Conheça o solteiro de cada signo!

Carneiro

Existem muitos Carneiros solteiros por opção, pois este signo tem um temperamento explosivo que nem sempre se coaduna com a vida de casal, pois Carneiro "não faz fretes". Para ele só faz sentido ter um relacionamento se estiver apaixonado, e como a chama da paixão, no seu caso, se apaga tão depressa quanto se ateia, acaba muitas vezes por estar "entre relacionamentos". Mas ser solteiro, para Carneiro, não significa estar só. É que a paixão comanda a sua vida, e tem frequentes aventuras que são eternas... enquanto duram.

 

 

Touro

Sendo um signo extremamente tradicionalista, é daqueles que tem maior dificuldade em estar solteiro, pois para ele o plano da vida em família, com um relacionamento estável, filhos e um cão à porta, faz parte da sua rota. Estando solteiro, Touro aprecia o melhor da vida e torna-se um bon vivant, mas sempre com alguém em vista e com a permanente vontade de constituir família. Este é, aliás, um dos signos que muitas vezes se deixa ficar num relacionamento apenas porque tem dificuldade em assumir o fim de uma relação.

 

Gémeos

Gémeos adora estar solteiro! Ou melhor, Gémeos prefere sempre ter alguém com quem partilhar a vida mas, sendo difícil encontrar uma pessoa à sua altura, não tem qualquer problema em permanecer solteiro, até porque devido à sua personalidade extrovertida, divertida e espontânea, nunca lhe faltam pretendentes. Gosta de gozar a sua liberdade e tem sempre programas divertidos para fazer com os amigos, ou sozinho. Gémeos conhece pessoas novas em todo o lado!

 

Caranguejo

Tal como Touro, Caranguejo não concebe a sua vida sem uma relação feliz, um amor duradouro, um casamento estável. Este é um dos signos que mais detesta estar solteiro. Mesmo que nem sempre o assuma, procura sempre alguém, e suspira pelo amor dos seus sonhos, que adora idealizar. Aqueles que, deste signo, lidam bem com o facto de estarem solteiros são ainda mais apegados à sua família e amigos, além de gostarem de namoriscar e de manterem sempre uma lista de pretendentes.

 

Leão

Leão gosta de ter alguém ao seu lado, e geralmente têm, pois são muito carismáticos e nunca passam despercebidos, atraindo sempre admiradores e despertando paixões à sua volta. Podem, no entanto, optar por estar solteiros, pois são também muito independentes e, assim como acontece com Carneiro, são bastante exigentes no que diz respeito a um parceiro. Senhores do seu nariz, não estão dispostos a dar satisfações a ninguém nem suportam intromissões na sua vida privada. Quem quiser estar ao seu lado, tem de o merecer.

 

Virgem

Este é um dos signos com maior percentagem de pessoas solteiras, pois Virgem é muito cerebral e prático, não embarcando facilmente em aventuras românticas e, por outro lado, pode ter uma personalidade muito "picuinhas", que na convivência quotidiana leva os nativos de outros signos à loucura. Opta muitas vezes por dedicar-se a uma causa ou por concentrar a sua energia na sua vida profissional. Sendo tímido e recatado, não gosta de alarido e não faz questão de conquistar ninguém. Se o amor tiver de vir à sua vida, há-de encontrá-lo - assim pensa o nativo deste signo.

 

Balança

Balança nasceu para o amor e, como tal, para este signo a vida só faz sentido quando é vivida a dois. Quando um nativo de Balança se encontra solteiro, adora esbanjar o seu charme e alimentar paixões à sua volta, até que finalmente se decide por um pretendente. O que nem sempre é fácil, porque Balança odeia ter de fazer escolhas e porque são sempre muitos aqueles que gravitam à sua volta. Assim, um Balança solteiro desfruta em pleno da vida social, de que ele tanto gosta, mas acaba sempre por embarcar num novo amor.

 

Escorpião

Muitas vezes Escorpião escolhe estar sem par, para poder fazer a vida que deseja, sem ter de dar satisfações a ninguém. Detesta que se intrometam na sua vida e que o tentem controlar, o que muitas vezes faz com que abandone um relacionamento. Mas Escorpião é também um ser profundamente apaixonado, capaz de manter relações secretas sem que ninguém desconfie. Com uma sexualidade apurada e exigente, nunca passa muito tempo sozinho, mas é capaz de estar anos a fio sem ter um relacionamento assumido. Sendo também muito ciumento e possessivo, opta pelas aventuras, que lhe dão muitas alegrias e menos dores de cabeça.

 

Sagitário

Sagitário é outro dos signos que adora estar solteiro pois, sendo vasta a sua lista de pretendentes e aventuras, torna-se mais fácil gerir a sua vida amorosa se não tiver um companheiro a quem deva satisfações nem fidelidade, algo que é difícil para ele. Contudo, muitos Sagitários assentam, de forma surpreendente, quando se apaixonam. É que este aventureiro nato também gosta de atracar em porto seguro, ao fim de anos e anos de aventuras.

 

Capricórnio

É frequente encontrar nativos de Capricórnio solteiros ou divorciados, pois este signo, sendo tradicional, pode tambem ter uma postura bastante inflexível, e a dificuldade em fazer cedências, a par com a sua independência, fazem com que prefira estar só... do que mal acompanhado. Lida bem com o estado de solteiro, mergulhando de corpo e alma na sua carreira. Quando sai com os amigos até pode alimentar alguns flirts ou embarcar numa aventura, mas sempre com os dois pés bem assentes na terra.

 

Aquário

Aquário nasceu para ser solteiro. Indomavelmente livre, a natureza deste signo é completamente avessa aos compromissos. Mas os nativos de Aquário têm, quase sempre, um relacionamento. A sua personalidade difícil de prender é um poderoso chamariz que suscita paixões e que acaba por deixar-se conquistar. Aquário apenas tolera relacionamentos em que possa manter a sua liberdade. Estando solteiro, desfruta em pleno da vida com os amigos, dos seus inúmeros projetos e das viagens, a sua grande paixão, podendo sem qualquer problema abraçar uma missão num país distante. É que para ele "a outra metade da laranja" é apenas uma metáfora patética.

 

Peixes

Peixes é romântico, sensível e carente, e detesta estar solteiro pois precisa de, ao chegar o fim de um dia, poder repousar no abraço de alguém. Lida mal com a solidão, procurando sempre o príncipe encantado e acreditando que é possível viver um romance digno de um filme. Pode assumir uma postura aventureira, saltando de paixão em paixão, mas a verdade é apenas uma: Peixes, signo dual, procura a sua alma gémea, que ele sabe que existe.

 

Dicas de proteção energética para cada signo

 

Alguns gestos simples ajudam os nativos de cada signo a proteger a sua energia contra o que não lhes faz bem, reforçando o seu escudo de proteção e ajudando-os a estarem em equilíbrio.

Carneiro

As pessoas de signos de Fogo são mais voltadas para a ação, por isso, para elas, a melhor forma de atraírem boas energias consiste em algo que elas possam "fazer", ou seja, algo que lhes permita terem um papel ativo.

Carneiro precisa de ação. Para atrair boas energias, faça desporto com regularidade. Mesmo que não pratique nenhuma modalidade, manter a atividade física é essencial para que a sua mente relaxe e não sobrecarregue o seu organismo.

Truque de proteção: uma figa escondida no bolso, para afastar o mau olhado.

Dica rápida: Adquira um cristal Ágata de Fogo, que ajuda a fortalecer a energia pessoal, aumentando a resistência e protegendo a vitalidade. Coloque-o no parapeito da janela ou numa varanda na primeira noite de Lua Cheia, para manter a sua energia sempre recarregada, e leve-o consigo na mala ou no bolso nos períodos de maior desgaste.

 

Touro

As pessoas do Elemento Terra, que é mais ligado à Natureza e mais contemplativo, beneficiam amplamente do uso de amuletos e talismãs que sejam provenientes da Natureza, e que possam ser trazidos no bolso ou na mala, por exemplo.

Touro encontra o seu maior conforto através da comida. Um bolo de chocolate de vez em quando mantém os seus níveis de serotonina em forma.

Truque de proteção: um trevo de 4 folhas que anda sempre na sua carteira, junto de um cêntimo para trazer sorte.

Dica rápida:

Sempre que estiver a precisar de fortalecer a sua energia, apanhe um punhado de ramos de alecrim no campo. Ferva um litro de água e junte o alecrim (que já deve estar bem lavado para evitar qualquer resíduo, uma vez que foi colhido no campo). Deixe ferver por alguns minutos. Depois, reserve uma pequena parte, que deve coar e deitar numa chávena. Reserve o restante. Quando estiver morno, beba a chávena com o chá de alecrim e, de seguida, tome um duche e derrame a mistura de água e alecrim do pescoço para baixo, no final.

 

Gémeos

As pessoas do Elemento Ar são mais viradas para o pensamento e são desprendidas dos bens materiais, pelo que para eles algo que não tenha uma componente física, como entrar em algum lugar com o pé direito ou fazer figas, é o mais adequado.

Gémeos é muito distraído e, por isso, pode absorver tensão sem se aperceber. Ler diariamente algo que estimule a sua imaginação é essencial para o manter em paz.

Truque de proteção: Ter um amuleto que alguém lhe tenha oferecido é a melhor forma de este nativo tão distraído estar sempre protegido.

Dica rápida:

Nos dias em que sente a sua energia mais enfraquecida, vista roupas em que se destaquem cores quentes. O amarelo, a cor protetora do seu signo, ajuda sempre a elevar a sua disposição, mas também pode optar pelo cor-de-laranja. Usar acessórios ou apontamentos dessa cor contribui para que o seu campo energético se restabeleça.

 

Caranguejo

As pessoas do Elemento Água são mais voltadas para a emoção, e por isso o que mais as ajuda a sentirem-se bem é tudo aquilo que estiver de alguma forma ligado aos seus próprios sentimentos. Sendo pessoas com maior tendência para o misticismo também são mais recetivos a métodos esotéricos, como usar a água com sal, por exemplo.

Caranguejo precisa de proteção. Estar diariamente com alguém que ama é indispensável ao seu bem-estar.

Truque de proteção: trazer consigo uma medalha do seu Anjo da Guarda.

Dica rápida:

Sempre que estiver a sentir-se mais em baixo vá até junto do mar, caminhando pela praia, de preferência sozinho (mas sempre em segurança!). enquanto o faz, concentre-se apenas na sua respiração, sem pensar em mais nada. Se não vive ao pé do mar, sente-se em silêncio e às escuras num lugar sossegado. Com o seu telemóvel ou com outro dispositivo procure um vídeo em que se oiça apenas o som do mar. Feche os olhos e permaneça a ouvir este som durante, pelo menos, meia hora.

 

Leão

Leão precisa de sentir-se bem na sua pele. Para atrair boas energias, um mimo semanal - uma massagem, uma ida ao cabeleireiro ou à manicure, um presente especial oferecido a si próprio são essenciais.

Truque de proteção: um colar com um cristal de proteção vistoso, como a Pedra do Sol, o Citrino ou o Olho de Tigre.

Dica rápida:

Adquira um cristal Olho-de-Tigre e traga-o consigo no carro, na mala, ou num lugar onde está muito tempo, como a sua secretária. Este cristal ajuda a proteger contra energias indesejadas, potenciando a sua capacidade de defesa.

 

Virgem

Virgem precisa de tarefas tranquilas e rotineiras para acalmar a sua mente inquieta. Fazer jardinagem, especialmente se puder cultivar ervas aromáticas, é altamente benéfico para ele.

Truque de proteção: um vasinho com arruda que tem em casa, um raminho que traz sempre consigo.

Dica rápida:

Tenha em sua casa velas perfumadas com aromas suaves, tais como jasmim, alfazema ou maçã verde, e acenda-as sempre que estiver a precisar de recuperar energias.

 

Balança

Balança não crê em bruxas, mas que as há, há... Gosta de ter os seus rituais secretos, como colocar sempre os sapatos de uma dada maneira ou não usar certas cores em certos dias. 

Truque de proteção: uma pulseira de quartzo rosa, ou com uma elegante Mão de Fátima.

Dica rápida:

Quando sentir a sua energia mais em baixo, pegue numa folha de louro, planta associada à vitória e à abundância e, com muito cuidado (coloque por baixo um recipiente de barro, por exemplo), deite-lhe fogo.

Deixe que o fumo se liberte, enquanto se sente a si próprio ser purificado pelo seu aroma libertador.

 

Escorpião

Escorpião é muito forte e por isso também é frequentemente vítima de invejas, pois não faz fretes e isso muitas vezes dá azo a inimizades. Um banho de mar ajuda-o a repor as suas energias, um tratamento espiritual como o Reiki, feito com regularidade, também. O sexo é para ele também uma forma de catarse, ajudando-o a equilibrar a sua energia.

Truque de proteção: um cristal preto como o Ónix, que usa num anel ou num fio; ter um Agnus Dei escondido.

Dica rápida:

Pode comprar um baralho de Tarot, ou qualquer outro tipo de oráculo, e dedicar-se ao seu estudo, o que lhe permitirá aceder a outras dimensões de si próprio, conhecendo-se melhor a si e aos outros, e sentindo maior confiança no dia-a-dia.

 

Sagitário

Sagitário precisa de interação. Um copo com um ou mais amigos ao sair do trabalho ajuda-os a manter a sua energia em alta.

Truque de proteção: um banho de ervas e sal grosso tomado uma vez de 15 em 15 dias.

Dica rápida:

Adquira um Olho Turco, um poderoso amuleto protetor que funciona como um escudo repulsor de más energias, e coloque-o escondido dentro do carro ou detrás da porta de entrada.

 

Capricórnio

Capricórnio tem dificuldade em descontrair porque é propenso a acumular demasiada tensão. Como é muito perfeccionista e precisa de estar sempre a fazer "qualquer coisa", cozinhar pode ser a sua forma de relaxar e melhorar a sua energia. Noutros casos, um desporto que lhe permita descarregar a sua adrenalina será vital.

Truque de proteção: uma ferradura escondida detrás da porta, com as pontas viradas para cima.

Dica rápida:

Adquira um “olho de boi”, amuleto vendido em lojas esotéricas e que visa proteger contra os inimigos e as energias negativas, e coloque-o dentro de um copo com água, que por sua vez deve estar no cimo de um armário, de modo a que fique acima da sua cabeça.

 

Aquário

Aquário é muito cético e questiona frequentemente aquilo que considera ser "crendice" popular. No entanto, as situações da sua vida fazem-no muitas vezes passar a acreditar naquilo que questionava.

Truque de proteção: Fazer um alinhamento de chacras ou até Reiki é muito benéfico para ele.

Dica rápida:

Limpe com regularidade a energia do espaço onde vive, pois ela afeta-o diretamente. É conveniente defumar a sua casa uma vez por mês, limpando bem todos os cantos e áreas menos utilizadas, pois são os lugares onde a energia densa tende a acumular-se. Pode fazê-lo queimando alecrim seco e percorrendo todas as divisões da sua casa com o queimador, para que o fumo se espalhe.

 

Peixes

Peixes é muito espiritual e absorve com muita facilidade as energias que o rodeiam, sendo dos que mais sofre. É fundamental, para ele, criar o hábito de fazer Meditação, reflexologia, ou simplesmente caminhar à beira-mar ou no campo.

Truque de proteção: uma pagela com a imagem do seu santo protetor ou uma medalha de Nossa Senhora.

Truque rápido:

Adquira uma pedra Selenite, que tem uma excecional capacidade energética, de tamanho médio (deve ocupar a palma da sua mão). Sempre que estiver a sentir-se em baixo, sente-se num lugar sossegado e segure a pedra com as duas mãos, imaginando que dela irradia um feixe luminoso que purifica e limpa todo o seu campo energético.

Descubra os poderes do alecrim

Originário da Europa Central, o alecrim é conhecido desde o século XVII. Em Portugal encontra-se sobretudo no litoral, em charnecas e pinhais do Centro e Sul do País.

rosmaninus-officinalis-alecrim.jpg

Rosmarinus officinalis

Descrição científica

Originário da Europa Central, o alecrim é conhecido desde o século XVII. Em Portugal encontra-se sobretudo no litoral, em charnecas e pinhais do Centro e Sul do País.

Esta planta caracteriza-se pelos seus caules lenhosos e pelas suas folhas estreitas, com bordos enrolados e persistentes, assim como pelas suas flores azuis-claras e esbranquiçadas, que florescem durante todo o ano. A sua altura varia entre 0,50 cm e 1,50 cm. É composto por óleos essenciais, ácidos orgânicos, heterósidos, saponósidos e colina.

O alecrim destaca-se pelo seu sabor aromático, que faz com que seja utilizado na comida como erva aromática, e pelo seu cheiro a incenso e cânfora.

 

Doenças que ajuda a tratar

O alecrim possui um efeito benéfico sobre o sistema nervoso, combatendo a fraqueza geral do organismo, fortalecendo a memória e a capacidade de concentração. Ajuda também a aumentar a auto-confiança e a elevar o ânimo. O vinho feito com alecrim macerado favorece a reabilitação em situações de convalescença.

Enxaquecas: Tomar uma chávena de chá de alecrim e descansar num local escuro.

Impotência: Tomar duas colheres de sopa de vinho de alecrim e salva antes do jantar. Vinho de alecrim e salva: deitar 30 g. de folhas frescas de alecrim e 20 g. de salva num litro de vinho tinto, acrescentar uma colher de mel e aquecer em banho-maria durante 15 minutos. Depois de arrefecer, coar e guardar numa garrafa escura.

Espasmos e desequilíbrio do sistema nervoso: Beber duas chávenas de infusão de alecrim por dia. Para fazer a infusão, deitar 20 g. de sumidades floridas num litro de água a ferver e deixar em infusão durante 20 minutos.

 

Métodos de uso:

Banho revigorante de alecrim: misturar 185 g. de alecrim, 185 g. de alfazema e 185 g. de menta. Deixar em infusão em água fervente durante alguns minutos. Retirar do lume e misturar na água do banho de imersão. Este banho ajuda a tonificar e a estimular todo o corpo.

 

Chá de alecrim: deixar 20 g. de sumidades floridas num litro de água a ferver e deixar em infusão durante 10 minutos. Tomar 2 chávenas deste chá por dia ajuda a combater situações de depressão, ajuda a melhorar a memória e também é benéfico para ajudar no tratamento da frigidez.

 

Banho de Alecrim para tratamento de pernas inchadas: juntar 60 g. de folhas em 3 l de água com 20 g. de sal grosso. Deixar ferver por 10 minutos e coar. Fazer um banho tépido de 10 minutos com este chá, passando as pernas de seguida por água fria. É aconselhável que, de seguida, se deite durante meia hora pelo menos, com as pernas ligeiramente elevadas.

 

Tintura de Alecrim e salva: macerar, durante 15 dias, 20 g. de sumidades floridas de alecrim e 20 g. de sumidades floridas de salva em 0,5 l de álcool. Esta tintura é benéfica no tratamento de entorses.

 

Compressas de Alecrim para aliviar um torcicolo: deitar 50 g. de alecrim num litro de água, ferver 15 minutos e coar. Embeber compressas neste preparado, aplicar sobre a zona afectada e cobrir com um xaile de lã. Deixar repousar durante algum tempo, aplicar duas vezes ao dia.

 

Ajuda a prevenir…

O alecrim é benéfico no tratamento e prevenção da asma, astenia, colesterol, das doenças do coração e do fígado.

Usado na composição de tónicos capilares ajuda a evitar a queda do cabelo.

O chá de alecrim activa a circulação sanguínea, ajudando na prevenção da celulite.

 

Histórias e Lendas da Planta

O alecrim está associado a uma bela lenda que conta que, quando Maria fugiu para o Egipto com o Menino Jesus, todas as flores se abriram esplendorosas para deixar passar o ilustre Salvador. O alecrim, no entanto, por não ter pétalas que pudesse abrir, entristeceu por não poder honrar o Menino.

Mas quando Maria parou para dar de mamar ao menino e lavar as suas roupinhas enquanto ele dormia, foi à sombra de um alecrim que se sentou para lhe dar de mamar. Como precisava de um sitio onde estender as roupas, e como as restantes plantas eram ou muito altas ou muito frágeis para suportarem o seu peso, estendeu-as sobre um alecrim. Como agradecimento à planta, Maria disse: “A partir de hoje as tuas flores serão azuis como o meu manto, e os teus ramos serão perfumados como as roupas do meu Menino”. Desde então, o alecrim é venerado como uma planta aromática, que tem o poder de exaltar o ânimo e elevar o espírito.

 

                                     

Uma outra história conta que a rainha Isabel da Hungria, uma mulher nos seus setenta anos que estava muito doente e fragilizada, recuperou o vigor e a animosidade graças ao efeito benéfico dos banhos de alecrim que tomava, e que eram preparados com alcoolatos de alfazema, alecrim e poejo.

Quem tem medo do inferno astral?

 

Algumas pessoas notam que a sua vida se complica no período que antecede o seu aniversário: parece que, de repente, surgem problemas e complicações, a tensão intensifica-se, há desencontros e contratempos inesperados. A Astrologia ajuda a compreender por que razão isso acontece, pois os 30 dias que antecedem o aniversário correspondem àquilo a que se chama "o inferno astral". Saiba o que é e como lidar com ele.

A Astrologia estuda os movimentos dos planetas, as relações que estabelecem entre si e a forma como esses movimentos nos influenciam. Todos nós nascemos num dado contexto astrológico: o nosso Mapa Astral designa o retrato do Céu a partir do dia, hora e local em que nascemos. No Mapa Astral, os planetas estão espalhados pelas chamadas 12 Casas Astrológicas, que são doze divisões, com 30 graus cada uma, nas quais se divide a roda astrológica.

A cada Casa corresponde uma área específica da nossa vida, com os seus desafios e as suas bênçãos. O mês que antecede o nosso aniversário é aquele em que está em destaque a Casa XII da roda: ela é a última e é aquela em que temos de lidar com os medos, as pressões, o que está impregnado na nossa mente inconsciente, os bloqueios, e tudo aquilo que não conseguimos compreender nem explicar. Esta Casa refere-se, também, a influências exteriores que podem interferir com o nosso equilíbrio porque não sabemos identificá-las e neutralizá-las de modo a que não nos prejudiquem.

A nossa energia é renovada no nosso aniversário, quando o Sol atravessa a Casa I, aquela que diz respeito à nossa vitalidade e identidade. Assim, para cada um de nós um novo ano começa com o nosso aniversário. Antes de lá chegarmos, porém, estamos a esgotar os últimos recursos desse ano, e naturalmente sentimos a nossa energia mais em baixo. É natural que sejamos também confrontados com novos desafios nesse período: são eles que nos preparam para a renovação que vai chegar com o nosso aniversário.

Dependendo da fase da vida em que nos encontramos, o Inferno Astral nem sempre tem de ser mau - na verdade, este período não é mau em si, pois serve como uma preparação para um novo ciclo. Mas, em anos que foram mais desafiantes e que, por algum motivo, nos deixaram mais desgastados, é natural que este período possa ser particularmente tenso e difícil. 

No período que corresponde ao Inferno astral é importante saber descansar mais, dedicar mais tempo a si próprio e fazer um balanço de tudo aquilo que já fez e do que planeia fazer e conquistar no novo ano pessoal que se aproxima.

Uma vez que a sua energia está mais debilitada, está também mais susceptível a doenças e, por isso, deve dedicar particular atenção à sua alimentação e aos seus hábitos, devendo cuidar ainda melhor de si.

É de igual modo possível que haja rupturas, separações e perdas neste período - elas servem para libertar a sua vida de pessoas e situações que estão a atrasar o seu desenvolvimento e que já não têm razão para permanecer na sua vida.

Seja qual for o seu signo do Zodíaco, ao longo do ano a sua energia será influenciada pelas 12 Casas Astrológicas. Nos 30 dias que começam a partir do seu aniversário a sua energia está enfatizada, sente-se mais motivado e confiante em si próprio, pois está em destaque a Casa I. Nos 30 dias seguintes, a vida financeira torna-se uma prioridade, sendo geralmente um período favorável a nível financeiro, já que está sob maior influência da Casa II, e assim por diante. A cada ciclo de 30 dias corresponde, todos os anos, um período que nos apresenta desafios específicos, geralmente relacionados com a área da vida associada à Casa Astrológica sob cuja influência estamos.

À medida que o ano progride, é natural que a sua energia pessoal vá diminuindo e que, de forma subconsciente, a pressão vá aumentando, o seu otimismo vá decrescendo, etc. No entanto, se estivermos bem preparados, com a nossa energia equilibrada a nível físico, mental, emocional e espiritual, o Inferno Astral pode ser (e muitas vezes é) um período pacífico, onde simplesmente enfrentamos mudanças ou somos confrontados com alguns desafios que nos vão permitir crescer e ganhar maturidade.

 

Durante o período do seu Inferno Astral, evite:

- arriscar em novos projetos - mesmo que o faça, avance com calma e prudência. É possível que surjam novas oportunidades neste período, mas podem trazer-lhe confusão e insegurança;

- assumir compromissos importantes;

- tomar decisões e fazer escolhas difíceis;

- sobrecarregar-se com trabalho e com responsabilidades - é bastante provável que, neste período, se veja a braços com mais do que pode fazer de forma saudável. Tendo consciência de que esta fase é passageira, procure gerir melhor o seu tempo e definir prioridades, para que possa aliviar a carga que recai sobre si;

- ter um ritmo de vida intenso - cancele alguns compromissos sociais e não responda a todas as solicitações, pois neste período a sua energia está enfraquecida e, por isso, deve preservá-la;

- dar passos importantes na esfera afetiva - neste período pode haver mais conflitos e discussões com as pessoas próximas. Por isso, antes de pensar em terminar um relacionamento, espere pelo seu aniversário, já que depois dele a sua energia estará revitalizada, a sua mente mais concentrada e, assim, será capaz de tomar decisões de forma clara e ponderada, sem agir apenas porque se sente pressionado.

 

O período do Inferno Astral é favorável para:

- fazer um balanço do último ano;

- compreender de que forma pode evitar cometer os mesmos erros no futuro;

- refletir sobre as mudanças que precisa de fazer;

- estabelecer novas metas para o futuro;

- definir planos e projetos para o próximo ano;

- dedicar mais tempo a atividades que o ajudem a relaxar;

- cuidar melhor da sua alimentação;

- fazer exercício físico de forma mais disciplinada e adequado à sua condição.

 

Para além do período do ano, a expressão Inferno Astral é também utilizada para designar o signo do Zodíaco que, porque antecede o nosso signo, é aquele que nos apresenta os maiores desafios, e com quem a convivência nem sempre é fácil.

O Inferno Astral de cada signo:

Carneiro - Peixes

Touro - Carneiro

Gémeos - Touro

Caranguejo - Gémeos

Leão - Caranguejo

Virgem - Leão

Balança - Virgem

Escorpião - Balança

Sagitário - Escorpião

Capricórnio - Sagitário

Aquário - Capricórnio

Peixes - Aquário

 

A que período do ano corresponde o Inferno Astral de cada signo, e de que forma o influencia?

Carneiro

O seu Inferno Astral começa 30 dias antes do seu aniversário e, por isso, pode começar entre 20 de Fevereiro e 19 de Março. Uma vez que a energia dominante é de Peixes, é possível que sinta que tem de remar contra a maré e lutar contra situações que nem sabe bem como começam. É tempo de parar um pouco (algo que não faz facilmente) e refletir mais sobre quem é e o que procura.

Touro

O seu Inferno astral pode começar entre 20 de Março e 20 de Abril, quando domina a energia do signo Carneiro. Pode estar mais explosivo, com as emoções e os nervos à flor da pele, o que pode deixá-lo tenso e constantemente frustrado com o desenrolar das situações. Dedique mais tempo a atividades que contribuem para o seu bem-estar e a sua serenidade.

Gémeos

De acordo com o seu dia de aniversário, o seu Inferno Astral começa entre 21 de Abril e 21 de Maio, quando o Sol transita por Touro. É provável que enfrente atrasos e barreiras que o obrigam a abrandar o ritmo e que não o deixam progredir da forma que deseja. Aprenda a dominar a sua agitação interior, dedicando mais tempo ao convívio com pessoas que lhe trazem ideias estimulantes, e saiba esperar pelo tempo certo para agir.

Caranguejo

O seu Inferno Astral coincide com o período em que o Sol se encontra em Gémeos e pode começar entre 22 de Maio e 21 de Junho. Tenderá para sentir-se incompreendido e abandonado pelos outros, mas encare este período como um desafio para que encontre aquilo de que precisa dentro de si. Evite a dispersão, já que será difícil concentrar-se naquilo que tem para fazer.

Leão

Como o seu Inferno Astral coincide com o período em que o Sol está em Caranguejo, tenderá a sentir-se mais irritável e a esperar demasiado dos outros, que por sua vez parecem trazer-lhe sucessivas ddecepções. Dependendo da sua data de aniversário, este período começa entre 22 de Junho e 22 de Julho e traz-lhe quase sempre um exagero sentimental. Evite cair em dramatismos.

Virgem

O seu Inferno Astral começa algures entre 23 de Julho e 23 de Agosto e coincide com a passagem do Sol pelo signo Leão, o que pode obrigá-lo a expor-se mais do que gostaria. Sentirá uma maior sobrecarga de trabalho ou um aumento de responsabilidades que dispensava ter. Combata a tendência para querer fazer tudo sozinho, aprenda a delegar tarefas e dedique mais tempo a atividades que lhe permitam relaxar.

Balança

Uma vez que, durante uma boa parte do seu Inferno Astral, o Sol se encontra em Virgem, é provável que se sinta pressionado pelas situações, como se de repente mais obrigações lhe pesassem sobre os ombros. Poderá sentir-se mais debilitado a nível de saúde ou nervoso perante situações que se alteram no contexto profissional. Na última parte do seu Inferno Astral pode também ter problemas nas relações com os outros e dificuldade em fazer escolhas afetivas.

Escorpião

O seu Inferno Astral pode trazer escolhas difíceis e dificuldade em tomar decisões, principalmente porque os outros parecem não compreender os seus pontos de vista ou estar de acordo com a sua perspetiva e a sua postura perante as situações. Sentirá que está a perder o controlo sobre as situações e que nada corresponde às suas expetativas, por isso aproveite este período para estar a sós consigo mesmo e compreender melhor o que precisa de fazer para ter o que deseja.

Sagitário

Durante o seu Inferno Astral estará mais sensível a tudo o que lhe dizem ou fazem, e pode ficar facilmente magoado com o comportamento dos outros. Aumenta a tendência para as discussões, podendo ter de lidar com situações em que a honestidade falha ou em que se sente apunhalado pelas costas. Procure descontrair a mente, aumentando o tempo que passa ao ar livre, a sós com os seus pensamentos, na Natureza.

Capricórnio

Neste período pode ter dificuldade em cumprir com todas as suas responsabilidades, quer seja porque está mais sonhador como também porque tem muitas distrações à sua volta. Embora lhe faça bem distrair-se, não descure as suas responsabilidades porque mais tarde elas voltarão a recair sobre si. Evite atrasar trabalho e não falte aos seus compromissos.

Aquário

Este período traz-lhe algum peso, pois surgem situações na sua vida que o obrigam a assumir maiores responsabilidades. Estará mais introvertido e sério, sentindo uma certa apatia e desmotivação. Compreenda que a sua mente, sempre tão fértil, está mais debilitada neste período, em que se aconselha um maior repouso. Trate agora de todos os assuntos sérios que precisam de ser resolvidos, para que mais tarde possa avançar para novas ideias.

Peixes

Pode sentir-se mais desligado do Mundo, sentindo que ninguém o compreende. Neste período aumenta a tendência para querer sair de situações que sente que, de alguma forma, restringem a sua liberdade ou que não lhe permitem ser quem é. Evite isolar-se, procure aproveitar este período não só para estudar sobre assuntos que lhe tragam novas perspetivas sobre a vida, como também dar-se mais a conhecer a quem o rodeia, pois poderá descobrir afinidades surpreendentes e inesperadas.

Onde está a sua paixão?

 

Nos momentos de cansaço, desânimo ou frustração, quando lhe parece que a vida não passa de um processo mecanizado que diariamente se repete, saiba que o segredo para reencontrar o seu centro de energia passa por concentrar-se naquilo que lhe toca mais profundamente e que o faz vibrar: onde está a sua paixão?

Quer tenha consciência disso, quer não, estamos a viver uma era de profunda transformação de mentalidades. Há cada vez mais pessoas que estão a focar a sua atenção na importância de uma postura perante a vida mais assente na espiritualidade, na harmonia com a sua essência e com a energia que nos rodeia. A Humanidade começou, ao longo da última década, a preocupar-se mais com o bem-estar interior, com a atenção plena ao momento presente, com aquilo que permanece em nós para além das conquistas materiais, sempre transitórias. É um tempo de profunda limpeza interior, de purificação, de transformação, que começa dentro de cada pessoa e que gradualmente se expressa na realidade que os nossos desejos e os nossos esforços manifestam no plano terreno.

Muitas pessoas já tomaram consciência da importância de nos focarmos na união e no amor, mas outras tantas ainda se mantêm presas aos seus hábitos, vivendo focadas no medo e numa postura que as mantém em desunião com a ordem universal.

É tempo de descobrir o potencial pleno da nossa força, ao enfrentar o nosso maior desafio: transformar a nossa maneira de viver e de pensar, deixando o foco na carência e transferindo-o para uma mentalidade de abundância, para a consciência de que cada um de nós reflete o todo e tem o potencial de manifestar a realidade que deseja.

Mas para que isso possa acontecer de forma muito prática na nossa vida diária é preciso que estejamos conectados ao nosso chamado "centro energético" - o ponto, dentro do mais íntimo do nosso ser, onde mais somos quem viemos ser.

Pense no seguinte: qual foi o momento mais feliz da sua vida? Onde estava, o que estava a fazer? Como é que se sentiu "na sua pele" nesse momento? Esse é o seu centro. É a esse estado que precisa de voltar para saber conduir a sua vida sempre em direção a bom porto, independentemente dos ventos e marés que a vida quotidiana lhe apresenta.

Enquanto que, em décadas passadas, houve uma ênfase constante na vida material, na necessidade de acumular bens, de conquistar uma posição social, a Humanidade está a mudar, mesmo que essa mudança ainda possa passar despercebida a muitos olhares ocupados com as exigências do dia-a-dia.

É tempo de abraçar a nossa vulnerabilidade, a faceta recetiva da nossa personalidade, a que sabe nutrir e cuidar dos outros. É tempo de cuidar de nós próprios, e talvez por isso esteja tão em voga o hashtag #selfcare.

Abraçar a sua paixão é encontrar o seu centro energético. Para fazê-lo, não deve deixar de lado o foco na conquista e no sucesso: é na união das duas polaridades - masculino e feminino, ação e passividade, Yang e Yin - que se encontra o segredo para viver uma vida com garra, com paixão.

Quando alguma coisa nos apaixona, corremos atrás dela com coragem e, ao mesmo tempo, sentimo-nos vulneráveis perante ela, porque nos toca de uma maneira tão profunda que não conseguimos medir a dimensão do seu alcance. Porque, quando alguma coisa nos apaixona, põe-nos em contacto com quem somos, despidos dos papéis sociais que vestimos, das obrigações que cumprimos, das responsabilidades que temos.

Reconheça aquilo que faz por paixão, aquilo a que se entrega por vontade e na sua totalidade.

A sua paixão assenta noutras pessoas? Que papéis específicos desempenham elas na sua vida? O que lhe mostram a respeito de si próprio?

A sua paixão está presa a ideias ou ideais? A causas? A filosofias de vida? Porque se identifica tanto com elas? O que traduzem, do que se passa dentro de si?

 

Aquela clássica metáfora do copo que tanto pode estar meio cheio como meio vazio dependendo de quem o vê ilustra bem como a forma como escolhe ver a realidade determina aquilo que vive. Tanto pode estar sempre a lamentar-se do que não tem (mesmo que não o diga em voz alta), como pode reconhecer a união que experimenta com tudo o que está à sua volta e constatar a grandiosidade do milagre que é a vida.

Viver com paixão é, sobretudo e acima de tudo, isso: abraçar o absoluto espanto de cada dia em branco. Viver com entrega cada momento, numa atitude flexível e disponível para que a vida o surpreenda.

Viva apaixonado por si, pelos outros que são feitos exatamente da mesma matéria, com os mesmos medos, os mesmos sonhos. Viva apaixonado pelo que faz, pelo que pode fazer hoje, pelo que deseja fazer amanhã, pelo que já o fez chegar até aqui - porque é a sua paixão que dá sentido à sua vida.

Astrologia Kármica - Caminhos traçados no Mapa Astral

 

O Mapa Astral traduz, para aqueles que o sabem interpretar, o mais fiel retrato de cada pessoa. Nele se revelam traços e características, dons e defeitos, aptidões e debilidades, forças e fraquezas. O Mapa Astral representa o retrato do Céu no momento em que cada pessoa nasceu, apontando no trilho das estrelas que perspetivas poderá ter o seu futuro. Mas a análise astrológica vai mais além, pois descortina também a bagagem que chegou connosco no momento do nosso nascimento na Terra.

Quando se fala em Astrologia Kármica, muitas pessoas que já leram ou ouviram falar sobre o assunto pensam imediatamente nos Nodos Lunares, a chamada Cabeça e Cauda do Dragão, que correspondem ao Nodo Norte da Lua – para onde vamos – e ao Nodo Sul da Lua – de onde viemos. Contudo, todo o Mapa Astral pode ser analisado à luz da Astrologia Kármica, se considerarmos que, ao escolhermos encarnar num determinado momento, com determinadas características, trazemos connosco a soma de todas as nossas acções do passado, das lições que aprendemos, dos dons que adquirimos e das questões que temos para ultrapassar. Acredita-se, também, que a alma escolhe encarnar no momento exacto em que os astros estão alinhados de tal modo que lhe proporcionem, ao nascer, a personalidade de que precisa para melhor cumprir o seu Karma.

 

O signo Solar – quem podemos ser para sermos quem somos

O nosso signo solar é muito importante sob o ponto de vista Kármico, pois cada signo representa determinados desafios a ele associados. A energia do Sol no nosso Mapa Astral indica o potencial de quem podemos ser: a energia que nos é dada nesta vida para podermos evoluir. O signo solar com que nascemos transmite-nos as características, tanto negativas como positivas, das quais precisamos para efectuar a nossa transformação. O nosso Karma de vidas passadas determina sob que signo devemos nascer para adquirir os traços e atributos necessários que nos permitirão corrigir e transformar os nossos actos negativos passados.

O signo Ascendente – como podemos ascender e evoluir enquanto alma

O signo Ascendente indica como pode usar a sua energia para cumprir a sua missão nesta vida e evoluir a nível kármico. Ao indicar a forma como expressamos a nossa energia e como os outros nos vêem, o Ascendente ensina-nos o caminho que podemos seguir para a nossa evolução, de que forma podemos expressar-nos para conseguirmos ser quem somos.

Saturno, o senhor do Karma

Saturno, o planeta considerado o senhor do tempo e do Karma, representa memórias dolorosas que as nossas defesas escondem dentro de si. A posição de Saturno no Mapa Astral indica onde viemos adquirir experiências e libertar-nos das dores trazidas de outras vidas. O signo onde temos Saturno revela o nosso medo, a Casa onde este planeta está indica a área da nossa vida onde encontraremos os maiores desafios e as maiores lições para a nossa aprendizagem. Será nesta área que seremos forçados, pelas circunstâncias, a vencer os nossos medos; esta será uma das áreas da nossa vida que nos vai consumir maior energia e empenho.

Os desafios de Saturno em cada Casa:

Casa I – o eu, o sentido de individualidade.
Casa II – as posses, os bens materiais, o dinheiro
Casa III – a comunicação, as relações com os irmãos, os amigos de infância
Casa IV – a família, as origens, o passado
Casa V – o prazer, as aventuras, os filhos, a criação
Casa VI – a saúde, o trabalho
Casa VII – os relacionamentos, os compromissos amorosos
Casa VIII – as transformações, as mudanças interiores
Casa IX – os estudos superiores, os ideais, os conhecimentos
Casa X – o reconhecimento social, o mérito, o sucesso profissional
Casa XI – os amigos, a vida social alargada
Casa XII – o inconsciente, os medos, o seu lado oculto

Plutão, o nosso potencial "transforma-dor"

Plutão, o planeta da transformação, tem também uma forte influência a nível Kármico, pois indica a nossa capacidade de sobrevivência, a força de que dispomos para superarmos os traumas do passado, o modo como podemos transformar a nossa dor.

As Casas de Água – as profundezas da nossa alma

As Casas IV, VIII e XII, que correspondem aos três signos de Água, estão intimamente ligadas a questões Kármicas. Os signos que se encontram nessas três casas no nosso Mapa Astral indicam energias do passado que ainda atuam no presente, e as pessoas que têm muitos planetas, ou aspetos difíceis, nestas Casas, estão sob grande influência daquilo que viveram noutras vidas. É comum que estas pessoas tenham, também, uma intuição especialmente apurada, com dons mediúnicos.


Fundo do Céu ou Casa IV – o passado que nos prende

O Fundo do Céu, que marca o início da Casa IV, indica a energia que foi condicionada pelas nossas memórias de infância, o potencial que ainda não foi revelado e do qual ganhamos consciência à medida que, na nossa evolução pessoal, nos aproximamos das realizações que esperam por nós no nosso Meio do Céu.

O signo que se encontra na nossa Casa IV mostra a nossa atitude para com a família, ao lar, à segurança, e às atitudes mentais que criámos a respeito deles noutras vidas, e que ainda hoje nos condicionam. É a Casa do medo de sentir – aquilo que trouxemos no nosso inconsciente sobre os afetos familiares que vivemos noutras vidas, os nossos traumas e bloqueios. Ela é, também, o ponto de partida nesta nova vida: é a partir do signo que se encontra no nosso Fundo do Céu que temos agora de evoluir, libertando-nos das mágoas do passado.

A Casa VIII – a origem do bloqueio

A Casa VIII revela medos, traumas inconscientes, aquilo que mais nos assusta, a área que nos provoca maiores angústias e com a qual temos maior dificuldade em lidar. Mas o signo que nela se encontra mostra, também, de que forma podemos fazer a nossa metamorfose interior, para que possamos elevar-nos além da dor, abrindo as asas da nossa alma para além do casulo de sofrimento de onde viemos.

A Casa XII – a nossa morada anterior

Algumas teorias defendem que a Casa XII, no Mapa Astral, se relaciona com a energia com que vivemos na nossa encarnação anterior, as competências que adquirimos, os talentos que trabalhámos. O signo que se encontra na nossa Casa XII aponta para o tipo de vida que vivemos da última vez que estivemos na Terra antes desta encarnação.

A Casa VI, que lhe está diametralmente oposta, pode indiciar a causa Kármica de doenças físicas que enfrentamos nesta vida.

 

Quíron – o nosso curador interior

Quíron é um asteróide que orbita entre Saturno e Úrano, e que representa, no Mapa Astral, o ponto onde podemos curar a nossa ferida interior e ajudar os outros.

O signo e a Casa onde se encontra Quíron no nosso Mapa Astral revelam  as feridas, os sacrifícios, e o modo como a pessoa lida com os problemas que estão dentro dela, abordando questões ligadas aos seus traumas emocionais mais profundos e ao processo de cura que precisa de ser realizado para superar essas experiências negativas. 

Kíron traça um importante perfil emocional da alma da pessoa, sendo muitas vezes objeto de meticulosa análise quando é feito um mapa astral. 

Como estão os astros em novembro 2023? Conheça a energia do mês!

 

 

O mês começa sob a influência do eclipse lunar que ocorreu no dia 28 com a Lua Cheia em Touro, o qual pode ter potenciado acontecimentos que nos trouzeram uma nova visão em relação às situações e aos sentimentos que elas despertam em nós. Os acontecimentos que possam ter sido trazidos à nossa vida sob a influência deste eclipse ganharão maior desenvolvimento ao longo do mês de novembro e ocuparão um lugar de destaque na nossa mente.

signs-of-spiritual-transformation.jpg

O início do mês é marcado por eventos astrológicos que trazem boas oportunidades e que nos ajudam a ganhar um novo fôlego, recuperando a motivação, caso ela tenha esmorecido, e vislumbrando novas possibilidades de expansão.

Logo no dia 3, Júpiter, que é o planeta associado à abundância e à sorte, forma uma oposição com o Sol. Embora a oposição seja um aspeto tenso, o facto de envolver Júpiter, um planeta que habitualmente facilita as situações, e o Sol, que diz respeito à nossa identidade, faz com que possamos ter ideias inovadoras e uma melhor visão de conjunto não só da nossa vida em geral, como também das várias situações que nos preocupam de forma especial. É uma boa fase para apostar na criatividade, pelo que deve prestar maior atenção às ideias que tiver durante este período.

Em novembro, Saturno deixa de estar retrógrado no dia 4, depois de um período que começou em junho deste ano e que trouxe maiores limitações, atrasos e responsabilidades. Ao deixar de estar retrógrado, Saturno pode trazer recompensas a todos aqueles que superaram as lições que lhes foram apresentadas ao longo dos últimos meses, os quais sentirão agora maior facilidade em resolver assuntos pendentes e em libertarem-se de bloqueios complicados. Saturno direto ajuda-nos a delinear com maior clareza as nossas metas e a perspetivarmos a melhor forma de as alcançar, favorecendo a tomada de decisões e fazendo com que seja mais fácil avançar na concretização dos nossos objetivos.

No dia 6, Vénus forma um trigono com Plutão, o que favorece a paixão e traz intensidade aos sentimentos em geral. Cuidado com os acessos de ciúme e os sentimentos de posse; aproveite esta energia para dinamizar uma relação amorosa ou para apostar na conquista, já que o seu magnetismo sexual estará enfatizado. Um relacionamento que tenha início nos dias próximos desta data será explosivo, mas muito intenso e apaixonado.

No dia 8 de novembro, Vénus entra em Balança, um dos planetas que rege, o que faz com que a energia dominante seja mais harmoniosa no que diz respeito aos afetos, e também às finanças, já que são áreas que Vénus governa especialmente. 

O meio do mês será bastante intenso a nível energético, e os ânimos podem exaltar-se facilmente. A Lua Nova em Escorpião, no dia 13, tem um forte poder de transformação e pode trazer à superfície emoções que havíamos guardado cuidadosamente no mais íntimo de nós. Marte, o planeta das pulsões e das paixões, forma uma conjunção ao Sol e à Lua, o que nos deixará especialmente "inflamados", e Úrano, o planeta catalisador de mudanças e instigador da nossa faceta mais rebelde, opõe-se ao Sol também no dia 13, o que tenderá a deixar-nos especialmente impacientes, irritáveis e explosivos. Seja prudente nas suas atitudes e procure arrefecer a cabeça antes de dizer o que pensa, pois tenderá a ser difícil conter a impulsividade nos dias próximos desta data. Evite correr riscos, por mais vontade que tenha de o fazer, pois a sua coragem está exacerbada, mas a capacidade de reflexão ponderada está bastante diminuída e pode fazer com que fique em apuros. Aproveite a poderosa energia desta data para "renascer das cinzas" e para transformar a sua vida naquilo que for necessário, deixando emergir uma versão mais realizada de si próprio e procurando ser mais honesto com quem é.

No dia 22, o Sol entra no otimista signo Sagitário, onde Mercúrio também se encontra desde o dia 10. A nossa mente tende a expandir-se, procurando fazer novas aprendizagens e ver as situações de uma forma mais ampla e abrangente. Marte também entra neste signo, no dia 24, acentuando a garra, a paixão e a motivação com que passamos a envolver-nos em novas aventuras e empreendimentos.

O Sol forma uma quadratura a Saturno no dia 23, pelo que é possível que enfrente maiores limitações nesta data, ou que se sinta mais condicionado pelas circunstâncias. Será necessário reformular as suas estratégias e procurar a melhor forma de pôr em marcha os seus planos.

O mês termina sob a influência da Lua Cheia em Gémeos, no dia 27, que é especialmente favorável para a comunicação e para a partilha de conhecimentos a todos os níveis. Use esta energia procurando diversificar os seus interesses, faça novas aprendizagens, invista na sua formação, estabeleça contacto com novas pessoas.

De um modo geral, a energia de novembro traz-nos otimismo e confiança, embora também ponha à prova a nossa paciência e os nossos limites, sobretudo a meio do mês. Saiba usar as suas paixões como uma força motriz para avançar na sua vida, e não se deixe dominar pelo que não consegue compreender dentro de si.

 

 

Calendário lunar para novembro 2023: os melhores dias do mês

 

As luas de novembro trazem-nos a possibilidade de nos libertarmos de velhas amarras, medos e bloqueios que nos impedem de ir em frente.

eclipse-lunar-mais-longo-dos-ultimos-580-anos-sera0313251400202111190813.jpg

As fases da Lua em novembro serão as seguintes:

- Dia 5 às 08.37 – Quarto Minguante em Leão – ajuda a deixar para trás algo de que é difícil separar-se. Favorece a organização e também a capacidade de decisão.

 

- Dia 13 às 09.27 – Lua Nova em Escorpião - favorável para fazer transformações profundas, para assumir uma nova postura em relação às situações e uma nova forma de lidar com as suas emoções. Pode fazê-lo questionar sentimentos e por um relacionamento em causa.

 

- Dia 20 às 10.50 – Quarto Crescente em Aquário – a Lua está quase a entrar no signo Peixes, o que faz com que esteja mais recetivo a sinais subtis e a mensagens que podem ajudá-lo a compreender de forma mais profunda alguns assuntos que o preocupam. A sua intuição está mais apurada, sendo um período favorável para esclarecer situações.

 

- Dia 27 às 09.16 – Lua Cheia em Gémeos – ajuda a ter uma maior capacidade de análise, perspetivando a sua vida, e os aspetos que nela são mais importantes, de uma forma mais abrangente e distanciada. Pode sentir-se especialmente agitado, uma vez que a sua mente estará mais ativa. Pode ter ideias novas e encontrar soluções criativas para os assuntos que tem de resolver.

 

Tome nota dos melhores dias...
A nível amoroso:

Para conhecer pessoas novas – 20, 21, 27, 28

Para dinamizar a relação – 13, 14, 27, 28

Para esquecer um amor – 5, 6, 7, 27

 

A nível profissional e financeiro:

Começar um negócio – 13, 14, 20, 27

Investir num negócio – 13, 14

Começar novas parcerias de trabalho ou financeiras – 20, 21, 27, 28

Fazer novos investimentos – 13, 14

Pedir um empréstimo – 20, 21, 27

Negociar – 27, 28

Assinar contratos – 13, 14

Fazer compras importantes – 13, 14

Decorar a casa – 25, 26

 

Para a saúde e bem-estar:

Mudar de hábitos – 13, 14, 20, 21

Investir no seu visual – 25, 26

Cortar o cabelo para ele crescer mais depressa – 20, 21

Cortar o cabelo para ele crescer mais devagar – 5, 6

 

Atenção: Este calendário serve como uma orientação, baseada nas fases e nos signos em que a Lua estará ao longo do mês.

 

O dia de Todos os Santos

 

O dia 1 de Novembro é consagrado, pela Igreja Católica, à memória dos que já partiram. Todos-os-Santos são todos os mártires e Santos, conhecidos ou não. No dia 2 de Novembro, honram-se os Fiéis Defuntos, a alma daqueles que, já não estando entre nós, estão sempre vivos nos nossos corações.

Foi no século II que os cristãos começaram a prestar louvor a todos os que morreram em nome da Fé, pedindo-lhes também que por eles velassem a partir do Céu. Quando, no século VIII, o Papa Gregório fixou a data no dia 1 de Novembro (data de uma importante celebração pagã, o Samhain, que representava o início do novo ano celta e honrava a alma dos que já haviam partido), e dedicou uma capela em Roma a Todos-os-Santos, esta festividade ganhou uma importância muito mais significativa. Assim, esta celebração difundiu-se das ilhas britânicas para todos os países onde a Igreja cristã tem influência, pois os monges irlandeses estavam espalhados por toda a Europa. 

O dia 2 de Novembro, conhecido como o Dia de Finados, foi fixado pelos monges de Cluny, em França, no século XI, de forma a tranquilizar o povo, que receava que as almas do purgatório, atormentadas, viessem intereferir com os vivos , pois  as origens pagãs desta festividade fizeram sempre crer que neste período as almas dos mortos estavam mais perto da Terra. Então passou a rezar-se pelos finados, havendo inclusivamente vigílias e missas pelas suas almas, para que estas tivessem paz, e mantivessem também em paz os vivos.

Em Portugal, faz parte da tradição popular as famílias dirigirem-se aos cemitérios nos dias que antecedem o dia de Todos-os-Santos e o dia de Finados, enfeitando as campas dos seus entes queridos e deixando ramos de flores frescas e velas nas campas, relembrando a sua partida e rezando para que a sua alma continue em paz.

Na manhã de dia 1 de Novembro, as crianças percorrem as ruas batendo de porta em porta e pedindo "o pão-por-Deus" ou "os Santinhos", sendo costume os moradores darem-lhes broas, rebuçados, chocolates ou moedinhas. Este costume já existia um pouco pela Europa durante a Idade Média, pedindo-se bolos pela alma dos que já partiram. Em Portugal, o dia 1 de Novembro de 1755 foi marcado pelo Grande Terramoto de Lisboa, que fez com que os residentes perdessem tudo. Os sobreviventes passaram a pedir pão nas cidades vizinhas, e daí se propagou a tradição de pedir "o pão-por-Deus", não só em Lisboa mas em todo o País.

Cantilena popular:

Bolinhos e bolinhós
Para mim e para vós,
Para dar aos finados
Que estão mortos e enterrados

À porta da vera cruz,
truz, truz

A senhora está lá dentro
Assentada num banquinho
Faz favor de vir cá fora
P'ra nos dar um tostãozinho, ou um bolinho!

 

Para além de tudo isto, o dia de Todos-os-Santos lembra que, aos olhos de Deus, todos podemos ser "santos", se fizermos o Bem e o defendermos, vivendo uma vida de amor e fraternidade.

Reze a minha oração a todos aqueles que já partiram:

                     Oração a Todos-os-Santos 

A vós, bem-aventurados Todos-os-Santos,
que estais no Céu
e sois fiéis amigos de Deus,
peço a vossa proteção
para ….. (dizer o que precisa)
Fazei com que eu saia vitorioso
desta batalha difícil
que tenho de enfrentar.
Dai-me a vossa paz,
a vossa força e a vossa justiça
para que eu seja firme na Fé e jamais esmoreça
perante qualquer tipo de desafios.

 

Pág. 3/3