Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

O que é o pêndulo e como funciona?

  

O pêndulo é uma das formas mais simples, diretas e eficazes de obter uma resposta imediata para as suas questões.

Como usar o Pêndulo?

1º Passo - Perceber o que é um pêndulo

O pêndulo é um objeto que consiste num cristal, metal ou madeira, suspenso por um fio, sendo usado como método de adivinhação ou a nível terapêutico.

Para obter respostas mais fidedignas e rápidas adquira um pêndulo de metal, o qual poderá (ou não) conter um cristal no seu interior.

O pêndulo é usado para entrar em contacto com os nossos guias (mensageiros de Luz), de forma a obter respostas às nossas questões, ou seja, é a ponte entre a nossa mente e o nosso espírito.

2º Passo - Saber como funciona

O seu uso é muito simples, basta formularmos a pergunta mentalmente cuja resposta possa ser «Sim» ou «Não». Feita a pergunta ser-nos-á data a resposta através do movimento do pêndulo.

De forma a não influenciar a resposta, sempre que fizer a pergunta evite tentar adivinhar a sua resposta, pois poderá obter uma resposta que não é verdadeira.

Existem pessoas muito intuitivas (que possuem a chamada clarividência), tendo a fantástica capacidade de obter a resposta à sua pergunta antes mesmo do pêndulo se manifestar. No entanto não se assuste se isto lhe acontecer, significa que tem uma excelente capacidade de adivinhação.

É importante criar um bom ambiente para usá-lo, pôr uma música ambiente a tocar, queimar incenso e estar num sítio calmo.

  

3º Passo – Preparar-se para colocar a questão ao pêndulo

Sente-se confortavelmente com as pernas direitas. Faça uma pequena meditação de 5 minutos de modo a relaxar e a concentrar-se apenas na sua consulta.

Segure o pêndulo entre o polegar e indicador de forma a não o deixar cair, mas não aperte em demasia para permitir que a energia flua.

 

4º Passo - Definir o significado de cada resposta

Definir Sim, Não, Talvez e Sem resposta:

O primeiro passo que deverá dar consiste em definir o movimento do pêndulo para cada resposta possível. Esta definição é feita somente na primeira utilização, e será válida para a utilização de qualquer pêndulo que use, independentemente de ser seu ou de outra pessoa.

 

Para definir as suas respostas, pegue no pêndulo de acordo com o que já foi explicado e diga:

1 – Por favor, define-me o movimento para uma resposta sim;

2 - Por favor, define-me o movimento para uma resposta não;

3 - Por favor, define-me o movimento para quando uma resposta é incerta ou quando a pergunta está mal formulada.

4 - Por favor, define-me o movimento para uma resposta da qual não devo ter conhecimento.

 

5º Passo - Saber formular corretamente as questões

Formulação correta das questões

É importante respeitar algumas regras básicas:

- Formular a pergunta de forma clara e objetiva (Ex: “Será que o João volta para mim?”);

- Nunca fazer duas perguntas numa só frase (Ex: “Devo continuar no mesmo emprego ou devo mudar para outro?”);

- Formular a questão sempre pela positiva, sem utilizar a palavra não. (Ex: perguntar “Devo telefonar ao João”? Em vez de: “Não devo telefonar ao João?”).

- Nunca colocar questões cuja resposta já é conhecida, exceto se for na fase de treino (no início, para adquirir confiança na sua capacidade de interpretação do pêndulo. (Ex: “Tenho 25 anos?”).

 

6º Passo – Saber que perguntas fazer antes de iniciar a consulta

Perguntas a fazer para iniciar a consulta:

1) Tenho autorização dos meus guias para usar o pêndulo?

2) Existe algum ser de pouca luz presente? (se a resposta for positiva, pedir aos seus guias para afastarem esse ser de pouca luz, e voltar a fazer a mesma pergunta.).

3) Vai ser-me respondida a verdade e somente a verdade pelo poder de Deus e pelo Poder Cósmico?

4) Perguntar se pode fazer a pergunta sobre esse assunto e/ou pessoa.

5) Deve ir questionando se está a obter respostas verdadeiras às suas questões. (caso a resposta seja incerta ou negativa, não volte a perguntar sobre esse assunto, pois o Universo ainda não tem uma resposta concreta para lhe dar.).

- Agradecer a presença dos guias.

 

7º Passo - Saber o que deve evitar

Advertências:

- Não consulte o pêndulo se está cansado ou num estado emocional alterado;

- Não usar o pêndulo num ambiente perturbador.

- Manter sempre um estado de imparcialidade e interrogação mental em relação ao tema.

 

Veja também:

Como usar o pêndulo - Guia rápido

Aprenda a consultar o pêndulo para o Amor

Adquira o seu pêndulo através do e-mail mariahelena@mariahelena.pt ou da página do Facebook!

PREENCHA O FORMULÁRIO E RECEBA A RESPOSTA AO SEU DILEMA

 

O significado do Equinócio da Primavera

 

Esta data é celebrada desde os primórdios da Humanidade porque já as civilizações mais antigas viam com reverência este fenómeno astronómico. Mas, na verdade, o que significa o Equinócio da Primavera? Que impacto tem na nossa vida?

Duas vezes por ano, o movimento da Terra faz com que o Sol se alinhe com o Equador e nos dê horas iguais de dia e de noite. No dia do Equinócio, a noite dura o mesmo que o dia, e é isso que a palavra "Equinócio" significa na sua etimologia: "Noites iguais".

O equinócio da Primavera é considerado um período sagrado em termos espirituais, porque ele representa o equilíbrio e a unicidade, lembrando-nos da importância de equilibrar, na nossa vida, a luz e a sombra.

Como traz consigo a Primavera, este Equinócio marca uma importante mudança de energia. Se até aqui a Natureza dormia, escondendo no solo a fertilidade dos seus campos, a partir da chegada da Primavera despontam os rebentos e florescem as árvores, revestindo-se de vida. As horas de sol avançam, tornando os dias cada vez mais longos, e os animais procuram acasalar, num instinto que nos lembra que é tempo de viver a vida.

Simbolicamente, esta mudança energética representa a passagem do interior para o exterior, o começo de um ciclo, o início de um novo ano astrológico.

                                                      

No Equinócio da Primavera o Sol entra no signo Carneiro, o primeiro do Zodíaco, que traz os impulsos e a vontade de abraçar desafios.

A energia do signo Carneiro dá-nos o impulso ideal para começar um novo capítulo ou uma nova fase na nossa vida, empurrando-nos para a frente.

Esta é, por isso, a altura ideal para plantar novas sementes, em sentido literal e figurado, para iniciar projetos, para agir, para se mostrar e expressar. É também a altura ideal para assumir a responsabilidade pela sua vida e libertar-se de tudo aquilo que está a impedi-lo de chegar onde deseja.

A Natureza dá-nos pistas preciosas que nos mostram onde devemos concentrar a nossa energia, por isso entre em sintonia com ela e veja para onde é guiado.

O Equinócio da Primavera lembra-nos que embora entendamos a luz e a sombra como coisas separadas, a verdade é que cada uma delas só existe por causa da outra. 

Só conseguimos compreender este conceito de unidade se percebermos que são a luz e a sombra, juntas, que fazem o todo, e a partir daí conseguimos ter uma nova perspetiva sobre as situações. Só conseguimos chegar à luz se aceitarmos a sombra que a ela está inerente, e isto é válido para todas as questões da nossa vida.

Seja o que for que os últimos 12 meses lhe trouxeram, aceite as partes mais "escuras" como aprendizagens que foram necessárias. As chamadas "fases negras" são sem dúvida aquelas que mais nos ensinam.

O novo ano astrológico, que começa a 20 de Março, ajuda-nos a focar a nossa energia de forma a criar bases mais sólidas para assentar a nossa estrutura, e aquilo que não nos faz sentir segurança terá de ser de alguma forma mudado. 

O significado do Equinócio da Primavera na nossa vida prende-se acima de tudo com a ideia de renovação, assente no equilíbrio dos opostos e na conciliação do que temos e do que desejamos. Seguindo uma ideia de Thoreau, poeta americano, não há nada de errado em criar castelos no ar, é lá que eles devem estar. O que é preciso é construir, então, os alicerces que vão até eles, para que possam assentar numa base firme. E esta é a mensagem do Equinócio da Primavera, é aquilo que a Natureza nos chama a fazer, segundo o seu exemplo e com a ajuda da sua energia materna.

 

19 de Março - Dia do Pai

 

O dia 19 de Março é o dia de São José, pai de Jesus, e é também o Dia do Pai em Portugal e noutros países que comemoram esta data oferecendo os filhos um mimo especial aos seus pais.

A origem desta comemoração prende-se com a vontade de fortalecer os laços que unem os membros da família e a consideração por aqueles que nos deram a vida. Em 1909, nos Estados Unidos, a filha de um veterano da guerra quis homenagear o seu pai, que criou sozinho seis filhos pois a sua esposa faleceu ao dar à luz o sexto filho. Uma vez que já era celebrado o Dia da Mãe, passou a celebrar-se também o Dia do Pai, após pedidos desta filha às autoridades competentes. O Dia do Pai foi comemorado pela primeira vez em Washington, no dia 19 de Junho de 1910, por ser a data de aniversário daquele pai. Ofereciam-se rosas vermelhas aos pais ainda vivos e rosas brancas aos pais já falecidos. Em 1924, esta data passou a ser assinalada a nível nacional e em 1966 o 3º domingo de Junho ficou definido, na América, como o Dia do Pai.

Em países fervorosamente Católicos, como a Itália, Espanha e Portugal, fixou-se o Dia do Pai como o dia 19 de Março, por ser dia de São José, o pai de Jesus.

Neste dia, pense um pouco, com carinho, no seu pai. Muitos pais infelizmente não contam com a presença dos filhos, ou porque vivem longe e têm vidas ocupadas, ou porque não querem saber deles… 

Neste dia do pai, não se esqueça de ligar a este homem tão especial que lhe deu a vida. Diga-lhe o quanto o ama, faça-lhe um carinho, um miminho, abra o seu coração com sinceridade e amor.

Se alguma coisa marcou no passado a sua relação com o seu pai de forma negativa, perdoe-o, pense que na altura fez o sabia que podia e que podia segundo as circunstâncias.
Se o seu pai está no Céu a olhar por si diga-lhe em voz alta que continua a amá-lo e que sente saudades dele.

Oração a São José, pai de Jesus

 

Em Portugal, o Dia do Pai é celebrado no Dia de São José, pai do Menino de Jesus e marido de Maria, Nossa Senhora. Este homem de bom coração aceitou "ser o pai terreno" do filho de Deus, que veio ao Mundo para salvar todos os homens.

Conta-se que o Anjo do Senhor terá aparecido a José, carpinteiro da Nazaré, para lhe falar do mistério da conceção de Maria e para lhe atribuir a “missão” de guardar e proteger a sua Sagrada família.

De acordo com os testemunhos escritos, São José esteve sempre presente nas alturas em que Maria e Jesus precisaram da sua proteção, como na ida a Belém quando Maria estava grávida. O Anjo do Senhor apareceu-lhe outras vezes em sonhos a alertá-lo para fugirem de Belém para o Egipto e mais tarde para a Galileia, voltando a família para Nazaré.

José pertencia à tribo de Judá e à Casa de David. É graças a ele que é atribuída a ascendência de Jesus a David e Abraão. Era um homem bondoso, justo e cumpridor da lei, carpinteiro de profissão, como Jesus também terá sido. Maria e José conhecerem-se em Nazaré e casaram. Maria era uma rapariga modesta, recolhida e dedicada à vida religiosa, que teria apenas 15 anos, e José, um jovem também religioso de uns 20 anos (embora seja sempre retratado como um velho de barbas).

Deixa-se de ouvir falar de São José quando Jesus chega a uma idade em que já não precisa da proteção paternal. Talvez tivesse morrido nessa altura, ou simplesmente deixou de haver testemunhos da sua existência. O que se sabe é que era um homem santo que, juntamente com a sua mulher, criou Jesus e protegeu Maria. 

Reze esta oração e peça a São José que proteja o seu pai. Se o seu pai já não se encontra consigo na Terra, e é agora uma estrelinha que olha por si a partir do Céu, ofereça-lhe esta oração com o coração cheio de amor, e saiba que ele está a ouvi-lo.

 

Oração a São José

Glorioso São José, esposo de Maria,

Concedei-nos a vossa proteção paterna,

Nós vos suplicamos

Pelo Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Vós, cujo poder se estende a todas as necessidades,

Sabendo tornar possíveis as coisas impossíveis,

Volvei Vossos olhos de pai

Sobre os interesses dos vossos filhos.

Fazei com que o seu êxito sirva

Para a glória de Deus

E Bem dos seus

Tão dedicados servos.

Ámen. 

17 de Março - O dia de São Patrício

 

O dia 17 de Março é um importante feriado religioso na Irlanda. Assinala a morte de São Patrício, padroeiro deste país, e comemora a chegada do Cristianismo à Irlanda, que antes era pagã. A esta festividade surgem associados os trevos e a tradição de vestir-se com a cor verde. Saiba porquê! 

Conta-se que São Patrício nasceu na Grã-Bretanha, numa pequena localidade em Gales, no ano 387. Proveniente de um família romana de classe média-alta, aos 16 anos foi capturado por saqueadores irlandeses, tendo sido levado para a Irlanda como escravo e tendo estado a trabalhar como pastor para um chefe e sacerdote druida. Durante esse tempo, Patrício encontrou na fé e na oração a força para resistir aos sacrifícios por que passava. Ao fim de seis anos (diz-se que aconselhado por um Anjo), conseguiu fugir para França, onde se tornou padre, e depois regressar à sua terra natal, tendo iniciado uma vida de missionário, na qual converteu inúmeras pessoas. A ele se atribui a conversão irlandesa ao Cristianismo e também a confissão individual, que defendia e praticava. Destacou-se pela evagelização sem recurso à força, pois como viveu durante seis anos perto dos druidas aprendeu muito sobre eles e recorreu aos seus próprios símbolos para os converter. Morreu no dia 17 de Março de 461 em Down, na Irlanda, e este dia passou a estar-lhe dedicado.

Existem muitas lendas associadas a São Patrício. A mais relevante delas conta que, para converter um povo maioritariamente pagão, Patrício usou a imagem do trevo, que já era reverenciado pelos pagãos, para explicar a Santíssima Trindade - porque o trevo é um só e são três partes ao mesmo tempo, mostrando como três unidades individuais podiam fazer parte de uma só. A partir daí, os seus fiéis passaram a usar trevos durante as cerimónias religiosas. Este símbolo ainda hoje surge associado ao Santo e à História da Irlanda, tal foi a importância que assumiu.

Outra das lendas associadas a São Patrício conta que ele exterminou todas as cobras existentes na ilha, simbolizando elas o pecado e todos os rituais pagãos, que deviam ser erradicados numa terra agora cristã. Por essa razão, a imagem do Santo surge muitas vezes como estando a esmagar cobras com o seu cajado, embora haja também quem defenda que, devido ao clima, nunca existiram cobras na Irlanda.

Devido à emigração irlandesa para os Estados Unidos, a celebração do dia de São Patrício ganhou uma grande popularidade, sendo agora conhecida um pouco por todo o Mundo. Os desfiles e festejos em honra de São Patrício fazem parte das comemorações, tendo começado como uma forma de os emigrantes irlandeses expressarem o seu orgulho nacional no dia do seu país. Embora seja uma festa religiosa irlandesa com mais de mil anos, só em 1970 se tornou feriado nacional na Irlanda, sendo uma festividade associada a alguns excessos (uma fez que a bebida faz parte das comemorações, entre 1903 e 1970 os bares eram proibidos de abrir neste dia, sendo um feriado de forte cariz religioso). 

Neste dia, também faz parte da tradição irlandesa vestir-se de verde, cor que simboliza a renovação, a primavera, os trevos e a Irlanda. Existem inúmeras t-shirts e camisolas que os irlandeses usam como uma forma de mostrar orgulho nacional. Os irlandeses costumam reunir-se em bares, onde bebem bebidas irlandesas, desde cerveja a whisky ou cidra, e saem às ruas em exuberantes desfiles. Segundo apregoam, neste dia "todos se tornam irlandeses".

Trevos... e homenzinhos vestidos de verde

O Leprechaun é uma figura que, não tendo nada a ver com São Patrício, também aparece muitas vezes associada a este dia. Trata-se de uma espécie de gnomo, um "homenzinho vestido de verde". O seu nome, em gaélico, significa "sapateiro" ou "meio-corpo" (por serem pequenos), dizendo-se que são os sapateiros das fadas. Existe a lenda que eles sabem onde se escondem os tesouros e os potes de ouro. Para os alcançar, diz-se que se deve ver o Leprechaun antes de ele nos ver a nós, apanhá-lo (são muito esquivos) e nunca o perder de vista.

Oração a São José para pedir proteção

 

Reze esta oração para pedir a São José, pai do Menino Jesus, que o proteja em todos os momentos da sua vida!


A vós recorremos, ó bem-aventurado São José,
nas nossas tribulações e tendo implorado o auxílio da vossa Santíssima Esposa,
cheios de confiança solicitamos também a Vossa proteção.

Pelo afeto que Vos uniu à Imaculada Virgem Mãe de Deus
e pelo paternal amor que consagrastes ao Menino Jesus,
Vos pedimos e suplicamos que lanceis um olhar benigno
sobre a herança que Jesus Cristo nos ganhou com o seu sangue,
e que nos assistais com a Vossa virtude e poder
nas nossas necessidades.

Protegei, ó guarda providentíssimo da Sagrada Família,
os filhos escolhidos de Jesus Cristo,
preservai-nos, ó Pai amorosíssimo, 
de toda a mancha do erro e da corrupção,
sede-nos propício e assisti-nos, do alto do Céu,
poderosíssimo libertador nosso, 
nesta luta com o poder das trevas;
e assim como outrora livrastes o Menino Jesus
do perigo da morte, 
assim defendei a Santa Igreja das emboscadas
dos seus inimigos e de toda a adversidade.

Concedei-nos a todos a Vossa proteção
a fim de que imitando o Vosso exemplo e ajudados pelo Vosso auxílio,
possamos viver santamente, morrer piedosamente,
e obter no Céu a bem-aventurança eterna.
Assim seja.

Cristais que ajudam a lidar melhor com a menstruação

 
 

O corpo da mulher descreve mensalmente um ciclo especial de fertilidade. Porque, durante os dias de menstruação, as mulheres perdem muito sangue, é um período em que o seu organismo está mais vulnerável e a sua energia mais em baixo, o que significa que, nessas alturas, principalmente quando a menstruação provoca cólicas e dores, é necessário ter particular cuidado para fortalecer a proteção.

A terapia com cristais não substitui nunca o acompanhamento médico em questões de saúde, mas é uma ajuda complementar que pode ser muito benéfica.

O chamado período de uma mulher sempre foi visto como um dos maiores mistérios da natureza humana: tal como a Lua descreve um ciclo mensal no qual percorre as suas quatro fases, também a fertilidade da mulher funciona de forma cíclica, e é esse ciclo que permite que a vida humana nasça e se perpetue. A fase visível desse ciclo misterioso corresponde à menstruação, que acontece porque, quando o óvulo produzido não é ferilizado, ele é expelido do corpo acompanhado por um fluxo de sangue. O sangue menstrual foi visto como algo sagrado, por algumas civilizações, e como algo impuro, por outras. Sendo uma forma de sangramento natural, e muitas vezes indolor, ele é sempre um processo muito especial. Durante a fase de menstruação, a mulher precisa de ter maiores cuidados com a sua alimentação, para poder repôr os nutrientes que vai perdendo, e deve também ter maior tempo de repouso, pois o seu corpo fica naturalmente mais cansado e vulnerável. Torna-se mais difícil fazer certos esforços físicos e, embora varie de mulher para mulher, há sempre alterações hormonais, que por sua vez podem criar sintomas como uma maior irritabilidade, cansaço, tonturas, dores de cabeça e outros.

A energia particular de cada cristal faz com que haja cristais cujas propriedades energéticas podem ser particularmente benéficas nessa altura do mês em que a mulher precisa de reforçar as suas defesas.

Alguns dos cristais mais adequados para facilitar a fase menstrual são:

- Pedra da Lua - Este cristal está diretamente relacionado com a energia lunar e com tudo aquilo que está associado aos aspetos femininos do ser, como a sensibilidade, a intuição, a recetividade e o amor-próprio. Facilita na harmonização dos ciclos, ajudando a que decorram de forma mais equilibrada, e é bastante benéfico para estabilizar as emoções e combater a tensão pré-menstrual.

- Hematite - Este cristal contém Ferro na sua composição e, por isso, ele é um dos melhores cristais para ajudar em todos os problemas de saúde relacionados com o sangue, já que a sua energia ajuda a estabilizar os níveis de Ferro que baixam com a perda de sangue. Ele é favorável para equilibrar o ciclo menstrual e para combater o cansaço e o desgaste a ele associado, fazendo com que (a par de uma alimentação adequada e tratamento médico, caso ele for necessário) sejam mais facilmente repostos os níveis energéticos perdidos com a menstruação.

Labradorite - Associado ao domínio espiritual, este é um dos melhores e mais poderosos cristais de proteção. Ele defende-nos contra ataques espirituais e, quando a nossa energia está mais em baixo ou fragilizada, ajuda-nos a ter proteção contra qualquer tipo de ataque. Porque nos põe em contacto com a dimensão espiritual do nosso ser, reforça a nossa intuição e ajuda-nos a desenvolver os nossos dons psíquicos, os quais estão, muitas vezes, mais evidenciados durante o período em que ocorre a menstruação. As propriedades energéticas deste cristal também ajudam a equilibrar os níveis hormonais, fazendo com que as oscilações e potenciais dores e cólicas menstruais sejam atenuadas.

Ametista - Este é outro dos cristais que está mais diretamente associado à essência feminina e à espiritualidade e que, porque ajuda a desenvolver a intuição e a sentir maior harmonia com o que está não só dentro de nós, mas também à nossa volta, é bastante benéfico para encontrar e manter o equilíbrio físico e mental mesmo nas fases em que as mudanças operadas no nosso corpo põem em causa esse equilíbrio. A ametista ajuda também a diminuir os sintomas associados à ansiedade e a pensamentos depressivos, aliviando mágoas.

Heliotrópio - este cristal é considerado um poderoso talismã de proteção, já que contribui para fortalecer naturalmente a nossa energia. Por ter uma forte ligação à Terra, transmite-nos estabilidade e firmeza, ajudando-nos a recuperar a vitalidade quando ela se encontra mais em baixo. Este cristal ajuda, também, a purificar o sangue, devido às suas propriedades energéticas, que reforçam a nossa energia vital. Ele contribui eficazmente para equilibrar os níveis hormonais e fortalecer o sistema imunitário, aliviando a tensão pré-menstrual e o desconforto causado pela menstruação.

Turmalina Negra - Este cristal ajuda a relaxar a mente e a sua energia contribui para que haja uma regeneração natural das células do nosso organismo, para que o fluxo sanguíneo funcione de forma mais harmoniosa e para que haja uma recuperação dos níveis energéticos. Ajuda a aliviar as dores de cabeça, as cólicas e os sintomas associados à tensão menstrual.

- Quartzo Rosa - porque está diretamente relacionado com o domínio dos sentimentos, ele ajuda a equilibrar as emoções e a manter a harmonia.

- Crisocola - Ajuda a aliviar as cólicas e a atenuar a tensão menstrual.

 

Como utilizar os cristais para alívio dos sintomas menstruais?

Em primeiro lugar, convém sempre lembrar que os seus cristais devem estar sempre limpos e devidamente energizados. Limpe-os passando-os por água corrente abundante e pelo fumo de incenso, deixe-os ficar numa taça com sal grosso durante algum tempo, lavando bem, logo de seguida. Também pode tê-los junto de um cristal Selenite, que ajuda a limpar os outros de forma natural (o cristal Selenite não deve ser lavado nem colocado perto de sal). 

Para energizar os seus cristais, coloque-os numa lugar onde possam absorver os raios lunares na primeira noite de cada Lua Cheia. O ideal será uma varanda, mas também pode deixá-los no parapeito da janela. 

Saiba como limpar os seus cristais - Clique aqui

Tendo os seus cristais escolhidos, pode usá-los de várias maneiras:

1 -  Traga-os consigo no bolso ou numa bolsa junto ao seu corpo. Basta trazer um ou, no máximo, dois cristais. Escolha aquele pelo qual se sentir mais atraída. 

2 - Para aliviar dores e cólicas menstruais ligeiras, deite-se de costas, numa posição confortável, e coloque os cristais diretamente por cima do baixo ventre. Inspire e expire profundamente e deixe-se ficar assim durante pelo menos meia hora.

3 - Pode também lavar muito bem o cristal escolhido e, depois, colocá-lo dentro de um copo com água mineral, deixando em repouso durante toda a noite. Na manhã seguinte, beba essa água energizada pelo cristal.

4 - Deitada de costas, coloque dois cristais à sua escolha sobre a zona onde se encontram os ovários. Coloque outro no centro do peito, outro sobre a testa, e outros dois sobre as palmas das suas mãos, as quais devem estar abertas e voltadas para cima. Deixe-se ficar durante meia hora nesta posição, inspirando e expirando calmamente, enquanto visualiza uma corrente energética de luz que circula entre cada um dos cristais, fazendo com que seja criada uma corrente de cura que restabelece a sua energia.

Magia para declarar o seu amor a alguém

 

Está apaixonado por alguém mas essa pessoa não sabe, ou não tem como comunicar com ela? Então experimente esta magia com o Tarot para que a pessoa por quem suspira fique mais próxima de si, faça-a antes de se declarar e dessa forma estará a criar uma energia propícia a que os seus sentimentos sejam bem recebidos!

O Tarot é um método de adivinhação muito antigo, profundamente ligado à História do Homem, e cada Arcano contém símbolos que as civilizações da Antiguidade entenderam ser mágicos, no sentido em que acedem a domínios do conhecimento dos quais não temos consciência. Por esse motivo, as magias que usam cartas de Tarot funcionam através da visualização e da projeção de imagens. É como se as cartas de Tarot usadas estivessem a "abrir portas" que fazem com que os pedidos se realizem muito mais depressa e eficazmente. 

No caso desta magia, lembre-se que os seus pensamentos são energia pura e por isso têm muito poder. Envie a sua intenção em direção à pessoa por quem está apaixonado e "peça-lhe" que dê o próximo passo, aproximando-se de si.

Vai precisar de:

- uma carta de Tarot que o represente a si e aos seus sentimentos (pode ser A Imperatriz ou o Imperador, o Rei, a Rainha ou o Valete de Copas, ou qualquer outra com a qual se identifique)

- uma carta de Tarot que represente a pessoa por quem está apaixonado

- a carta 8 de Paus 

 

Preparação:

Num estado de relaxamento e descontração, sente-se a uma mesa e coloque a carta que escolheu para o representar à sua frente. Olhe para a imagem da carta e reflita sobre as razões que o levaram a escolhê-la para o representar. Como é que se sente em relação a si mesmo? Como é que os outros o vêem?

Permita-se sentir as emoções que a pessoa por quem está apaixonado desperta em si, o entusiasmo, a excitação, a paixão. Agradeça mentalmente a esta pessoa por aquilo que o faz sentir. Agradeça antecipadamente ao Universo por vos unir.

Coloque então ao lado direito da carta que o representa a si a carta que representa a outra pessoa e imagine que está a vê-la à sua frente. Sinta o seu cheiro, repare nos pormenores do seu rosto, nos seus lábios, nas suas mãos.

Continuando a alimentar as emoções que essa pessoa desperta em si, imagine que tudo aquilo que sente por ela se concentra numa bola de energia.

Segure essa bola energética com as duas mãos e erga-a à sua frente, à altura do peito. Alimente essa bola com todos os sentimentos que nutre por essa pessoa, deixe que eles vibrem, que pulsem, dinâmicos e ardentes.

Coloque então entre a carta que o representa a si e a carta que representa a outra pessoa. Visualize então a bola de energia que alimentou a atingir a carta 8 de Paus como se fosse uma chuva de meteoritos, fazendo com que a sua poderosa energia (a carta 8 de Paus acelera todos os processos e coloca as situações em movimento) o una à pessoa por quem está apaixonado. Faça o seu pedido em voz alta e diga depois este encantamento:

8 de Paus
Chama veloz
Meu futuro namorado (a)
Ouve a minha voz.

A paixão é forte
pura e verdadeira
Fica comigo
Para a vida inteira.

Só a ti desejo
a ti eu chamo
vem para o meu caminho
só a ti eu amo.

Deixe então as cartas ficarem no mesmo sítio durante sete dias e sete noites. Após esse tempo recolha-as e guarde-as no baralho.

Ritual de proteção espiritual

 

Recomendo que faça este ritual de protecção espiritual sempre que sentir que está a ser vítima de um bruxedo, mau-olhado, inveja ou qualquer tipo de negatividade, pois ele é muito poderoso, protegendo a casa e os seus habitantes de todo o tipo de mal. Para o realizar precisa da Cruz de Caravaca, um dos mais fortes amuletos sagrados de protecção.

Vai precisar de:

- Copo com água e sal – repele as energias negativas
- Cruz de Caravaca - protecção Divina

 

Preparação:

- Molhe o dedo no copo com água e sal e benza-se com a mão direita.
- Segure a Cruz de Caravaca na sua mão esquerda e diga esta oração portuguesa, muito antiga, dedicada a São Cristóvão:


À margem do mar, 
três marinheiros que estavam numa porta
viram passar São Cristóvão dirigir-lhes a oração do peregrino.
Quando Madalena veio com os panos limpar a Jesus: 
Não te assustes, que estas são as cinco chagas 
que todos nós deveremos passar, 
tanto os pequenos como os grandes, 
como toda a cristandade.
Cristóvão, Santo e varão, 
livrai a minha casa de bruxos, bruxas,
feitiços, falsos testemunhos e enredos, 
para que tenha completa tranquilidade.
Pax domine.
Ámen!

 

- De seguida, reze três Pai-Nossos, três Avé-Marias e três Credos.

- Deite fora a água, atirando-a pela janela, e guarde a Cruz de Caravaca junto da sua cama.

O que é a Quaresma? O que se deve e não deve fazer na Quaresma?

 

A Quarta-feira de cinzas, que sucede à terça-feira de Carnaval, dá início ao período da Quaresma, uma época muito importante na vida de qualquer Cristão, celebrada desde o século IV. Durante os 40 dias (daí o nome Quaresma) que nos levam à Páscoa, somos convidados a refletir sobre a Fé e sobre o martírio que Jesus Cristo sofreu para nos salvar.

Qualquer pessoa Cristã - crente em Jesus Cristo - sabe que a Quaresma é um período fulcral do calendário religioso. Porque antecede a Páscoa, a celebração litúrgica mais importante, que assinala a morte e Ressurreição de Cristo, a Quaresma é a preparação, introspeção e reflexão sobre o mistério de Jesus e o milagre da Salvação

Calendário da Quaresma:

- Começa com a Quarta-feira de cinzas, que sucede sempre a Terça-feira de Carnaval. 

- Termina na quinta-feira Santa, antes da Sexta-feira Santa, que antecede o Domingo de Páscoa.

O Domingo de Páscoa celebra-se sempre na primeira Lua Cheia que acontece depois do dia 21 de Março (chegada da Primavera). É por essa razão que todos os anos é móvel. A Terça-feira de Carnaval acontece 47 dias antes do Domingo de Páscoa, sendo também sempre móvel. 

- O final da Quaresma é assinalado com a Missa da Santa Ceia, ao anoitecer da quinta-feira Santa. Esta missa, também chamada do Lava Pés, dá início ao Tríduo Pascal.

Para que serve a Quaresma?

A Quaresma foi instituída pela Igreja para que os cristãos possam preparar-se para a Páscoa, em tudo o que ela representa: o maior mistério da Fé, a esperança da Ressurreição. Jesus Cristo ressuscitou ao 3º dia, deixando-nos para sempre o seu maior ensinamento: tudo na vida renasce para aqueles que ACREDITAM. 

A Quaresma serve, pois, para refletirmos sobre quem somos e compreendermos como podemos ser melhores - e, desse modo, aproximarmo-nos de Cristo.

A cor que lhe está associada é o roxo, que representa a penitência e a conversão. A Quaresma é tempo para reflexão sobre os nossos pecados e arrependimento sincero em relação a eles, para que possamos ser mais dignos do sacrifício que Jesus fez por nós.


O jejum na Quaresma - quando podemos comer carne?

Por ser um período de penitência, a abstinência e o jejum são fundamentais na Quaresma - apenas ao prescindirmos dos nossos prazeres podemos dar realmente valor ao que temos. 

Segundo a Igreja Católica, devem jejuar todas as pessoas que tenham entre 18 e 59. Grávidas, pessoas doentes ou que tenham de realizar um trabalho muito exigente nos dias do jejum são dispensados de o fazer.

Fazer jejum significa fazer apenas uma refeição completa nesse dia. Podem tomar-se mais duas pequenas refeições.

A abstinência significa não comer carne, e deve ser feita desde os 14 anos, até ao resto da vida. Exceptuam-se as mulheres grávidas e as pessoas doentes que tiverem mesmo de comer carne.

Segundo o calendário católico, NÃO DEVEMOS COMER CARNE DURANTE AS SEXTAS-FEIRAS DA QUARESMA. Antigamente a carne era um alimento de luxo, mas hoje em dia é relativamente barata e, como tal, além da carne devemos de igual modo privar-nos, nos dias assinalados, de fazer uma alimentação luxuosa ou comer produtos caros, além de bebidas alcoolicas. A essência da Quaresma consiste em fazer uma alimentação simples, pobre, para que possamos experimentar a privação do conforto que hoje tomamos como quotidiano, sem lhe prestarmos o devido agradecimento e sem reconhecermos o seu devido valor.



Calendário do jejum da Quaresma:

- Quarta-feira de Cinzas

- Sexta -feira Santa

são dias obrigatórios de jejum e abstinência (fazer apenas uma refeição completa, simples, sem carne)

- Todas as sextas-feiras da Quaresma são dias de abstinência , isto é, nos quais não podemos comer carne.


O que fazer na Quaresma?

Este é o tempo para estarmos mais próximos de Jesus. De nada serve não comermos carne, se pecarmos sem pensar nas nossas ações e sem arrependimento, se não refletirmos sobre a Fé e sobre o que ela representa dentro de cada um de nós.

A Quaresma é tempo para rezar - conversar com Deus -, para agradecer, para fazer uma caminhada pessoal de introspeção, que nos ajude a melhorar, a ser pessoas mais verdadeiras e mais generosas com os outros.

É tempo de procurarmos ser mais bondosos, dedicando-nos à caridade. Faça pelo menos uma boa ação por dia, todos os dias. Seja misericordioso, perdoe mais, aceite mais. 

Além da oração, da reflexão, da caridade e do jejum, encontre o amor de Jesus dentro de si, sinta-o no seu coração e use-o na sua vida, primeiro para consigo próprio, depois para com todos os que o rodeiam, quer lhe sejam próximos, ou quer sejam apenas pessoas que se cruzam consigo na rua.