Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

Ritual para vender ou alugar casa

 

Nesta época de crise em que vivemos, cada vez mais as pessoas têm dificuldade em pagar as rendas das casas que adquiriram, procurando vendê-las, ou alugá-las, como forma de obterem dinheiro. São Pedro, guardião das portas do Céu, pode ajudá-lo a vender ou alugar a sua casa, conseguindo o dinheiro de que tanto precisa!

Realize este ritual logo de manhã, na casa que deseja vender ou alugar. Deve fazê-lo entre as 9 e o meio-dia, para atrair a energia do sol da manhã. Abra todas as janelas da casa.

Vai precisar de:

- um copo com água e sal
- uma imagem de São Pedro (pode imprimir uma, se não tiver)
- a chave da casa
- Mistura de ervas especiais para melhorar os negócios: alecrim, estrela de anis, louro, cravinho da índia
- Defumador, fósforos, carvão

Para melhores resultados, use também um Amuleto Mão de Fátima.

Preparação:

- Coloque a imagem de São Pedro perto da porta de entrada, ao lado do copo com água e sal.
- Ponha a chave e a Mão de Fátima dentro do copo com água.
- Coloque a mistura de ervas no defumador, juntamente com o carvão, e deite-lhe fogo.
- Quando o fumo se elevar, peça a São Pedro:

"Meu bom São Pedro,
guardião das portas do Céu!
A ti confio esta chave
para que a minha casa me ajudes a alugar/ vender!

Sei que olhas por mim
sei que me estás a amparar
e um bom cliente
depressa vais encontrar.

Obrigada, São Pedro,
por atenderes este meu pedido tão sincero
e tão urgente.

Ámen."


- Dê então uma volta completa à casa, no sentido dos ponteiros do relógio, com o defumador nas mãos para espalhar o fumo. Enquanto o faz, visualize a sua casa a ser vendida ou alugada, com novos compradores.
- Quando terminar, retire a chave e a Mão de Fátima do copo com água.
- Coloque a chave debaixo do tapete de entrada, do lado de fora da porta.
- Traga a Mão de Fátima na carteira até vender ou alugar a casa.
- Quando conseguir, retire a chave de debaixo do tapete e junte-a com a Mão de Fátima num sítio escondido de sua casa, assegurando o negócio.

Oração a São João Batista

O dia 24 de Junho celebra o nascimento de São João Batista, um dos fiéis discípulos de Jesus, que o batizou. 

O seu nome em hebraico significa "Javé o abençoou". O seu pai, Zacarias, era na época um sacerdote em Jerusalém; a mãe, Isabel, era prima de Maria, mãe de Jesus.

João Batista nasceu quando os pais já eram idosos; este acontecimento foi anunciado pelo anjo Gabriel a Zacarias. De acordo com as palavras de Jesus, João Batista foi o maior de todos os profetas.

Vestia-se como os sábios eremitas essénios da época, que usavam uma túnica grosseira feita de pele de camelo atada a um cinto de couro (representação da liberdade, da escolha do destino de cada um), e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre.

Para que se salvassem do pecado, as pessoas recebiam, por intermédio de João, o baptismo nas águas do rio Jordão, razão por que passou a ser conhecido como João Batista.

Uma vez Jesus procurou-o. João baptizou o próprio Cristo, embora se achasse indigno até mesmo de lhe desatar as sandálias. No momento em que Jesus saiu da água, conta-se que disse: "Ele é mais do que um profeta. Jamais surgiu entre os nascidos de uma mulher alguém maior que João Batista".

Por várias vezes, o rei ordenou a sua presença e descobriu que ele era um homem bom e caridoso. Porém a sua sobrinha, chamada Salomé, nutria uma antipatia por João Batista. Um ano depois, na comemoração do seu aniversário, Salomé dançou para o rei. Diante de tanta beleza, este prometeu-lhe que atenderia a qualquer pedido que fizesse. Ela pediu-lhe a cabeça de João Batista. 

 

Oração a São João Batista

São João Batista,

ajuda-me a fazer

penitência das minhas faltas

para que eu me torne digno do perdão

daquele que anunciaste com estas palavras:

"Eis o Cordeiro de Deus, eis aquele

que tira os pecados do mundo".

São João, pregador da penitência,

Rogai por nós.

São João, precursor do Messias,

Rogai por nós.

São João, alegria do povo,

Rogai por nós.

Ámen!

 

Oração a São João Batista (II)

“Ó Glorioso São João Batista,

 príncipe dos profetas, precursor do divino Redentor,

primogénito da graça de Jesus e da intercessão da

sua Santíssima Mãe, que fostes grande diante do Senhor,

pelos estupendos dons da graça que  

maravilhosamente recebestes desde  o

seio materno, e por vossas admiráveis virtudes,

alcançai-me de Jesus, ardentemente que com fé,

a graça que necessito, lhe suplico… (peça a graça)

Alcançai-me também, meu excelso protetor,

singular devoção a Virgem Maria Santíssima,

que por amor de vós foi com pressa à casa de vossa mãe Isabel,

para serdes livre do pecado original

e cheio dos dons do Espírito Santo.

Espero conseguir essa graça se for da vontade Divina,

meu Santo protetor.

São João Batista, rogai por nós!”

 

(reze: 3 pai nossos, 3 ave-marias, 3 glórias)

 

A festa de São João no Porto

 

São várias as localidades onde o dia de São João, 24 de Junho, é assinalado como feriado municipal, celebrando-se na madrugada desse dia com alegres festejos noite fora. Braga e o Porto têm duas das mais conhecidas celebrações desta data. As pessoas enchem as ruas, saltando, dançando e rindo. Os martelinhos, o alho-porro, os balões e as cascatas são elementos que nunca faltam à festa. Saiba porquê!

Diz-se que quem saltar a fogueira na noite de S. João, em número ímpar e num mínimo de três vezes, fica por todo o ano protegido de todos os males.

Também diz a tradição que as cinzas de uma fogueira de S. João curam certas doenças de pele. São benéficos os banhos que se tomem na manhã do dia de S. João, especialmente antes de o Sol nascer, e por isso tantas pessoas no Porto terminam a madrugada junt

Há uma lenda cristã que conta que Isabel e Maria, que eram primas e estavam grávidas ao mesmo tempo, combinaram que a primeira a ter o bebé avisava a outra, acendendo uma fogueira que pudesse ser avistada à distância no deserto da Judeia, onde viviam. Santa Isabel foi a primeira a acender o fogo, quando nasceu João. É por isso que hoje as fogueiras são parte fundamental dos festejos do dia 24 de Junho, assim como os foguetes e balões que, segundo a tradição, levam ao santo os pedidos.

Mas a festa de São João, como a conhecemos, é muito antiga e tem raízes pagãs, estando profundamente ligada às celebrações do Solstício de Verão, à celebração da vida e à fertilidade. Quando a Igreja Católica se quis sobrepor procurou encontrar celebrações que coincidissem nas datas e que se assemelhassem de algum modo às tradições pagãs, que já eram muito antigas e estavam profundamente enraizadas nos povos, para que estes as aceitassem mais facilmente.

O mastro de São João mais não é do que uma réplica dos mastros enfeitados com flores e fitas que ainda hoje se erguem em alguns países do Norte da Europa e em torno dos quais os homens e as mulheres dançam, como celebração do amor e da vida. 

Na noite de São João, é tradição no Porto as pessoas esfregarem alho-porro na cara umas das outras ou baterem-lhes suavemente na cabeça com martelinhos de plástico, que vieram substituir o alho-porro, antes usado pela sua forma fálica, exaltando assim a fertilidade masculina. Também os martelinhos têm forma fálica. Os ramos de cidreira ou limonete eram usados com o mesmo fim, representando a fertilidade feminina, nesta celebração da vida.

As cascatas são uma tradição muito antiga, que se crê terem aparecido no século XIX, na sequência do aparecimento dos presépios. As pessoas substituíam os reis magos e a sagrada Família pelos santos populares e assim construíam uma cascata, que era exibida à entrada dos bairros e enriquecida com uma infinidade de figuras representativas das gentes, das ruas, ao sabor da criatividade e do sentido estético de cada um. Esta tradição ainda hoje se mantém viva em alguns bairros mais históricos da cidade invicta, sendo as cascatas preparadas muitas vezes com dois ou três meses de antecedência. Cada cascata retrata geralmente a história do lugar e das pessoas que o habitam, havendo também lugar para a sátira social.

A história de São João Batista

 

Ao designar Cristo como "o Cordeiro de Deus", João inspirou muitos dos seus seguidores a seguir Cristo. Conheça a história do precursor de Jesus.

João Batista era filho de Zacarias, um sacerdote do Templo de Jerusalém, e de Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus. Uma antiga tradição do Sec. V defende que João Baptista nasceu em Aim-Karim, aldeia situada a sudoeste de Jerusalém. O nascimento de João Baptista foi anunciado a seu pai pelo Anjo Gabriel. Incrédulo, Zacarias duvidou do que o anjo lhe anunciava, já que tanto ele como Isabel estavam já com uma idade avançada.

João Baptista viveu como um eremita no deserto da Judeia até cerca do ano 27 DC. Aos trinta anos começou a pregar nas margens do rio Jordão, alertando as multidões que o ouviam para os males dos tempos e dos homens chamados à penitência e ao batismo como forma de purificação, pois dizia: “o Reino dos Céus está próximo”.

“1. Naqueles dias, apareceu João Batista, pregando no deserto da Judeia. 2. Dizia ele: Fazei penitência porque está próximo o Reino dos céus. 3. Este é aquele de quem falou o profeta Isaías, quando disse: Uma voz clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas.”

(Mateus 3,1-3)

 

O reconhecimento do Messias

O profeta João atraiu grandes multidões e, quando Cristo veio ter como João para que o batizasse, este reconheceu-o como o Messias e não se achou digno de o fazer.

“4. João usava uma vestimenta de pêlos de camelo e um cinto de couro em volta dos rins. Alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. 5. Pessoas de Jerusalém, de toda a Judeia e de toda a circunvizinhança do Jordão vinham a ele. 6. Confessavam seus pecados e eram batizados por ele nas águas do Jordão. 7. Ao ver, porém, que muitos dos fariseus e dos saduceus vinham ao seu batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da cólera vindoura? 8. Dai, pois, frutos de verdadeira penitência. 9. Não digais dentro de vós: Nós temos a Abraão por pai! Pois eu vos digo: Deus é poderoso para suscitar destas pedras filhos a Abraão. 10. O machado já está posto à raiz das árvores: toda árvore que não produzir bons frutos será cortada e lançada ao fogo. 11. Eu vos batizo com água, em sinal de penitência, mas aquele que virá depois de mim é mais poderoso do que eu e nem sou digno de carregar seus calçados. Ele vos batizará no Espírito Santo e em fogo. 12. Tem na mão a pá, limpará sua eira e recolherá o trigo ao celeiro. As palhas, porém, queimá-las-á num fogo inextinguível. 13. Da Galileia foi Jesus ao Jordão ter com João, a fim de ser batizado por ele. 14. João recusava-se: Eu devo ser batizado por ti e tu vens a mim! 15. Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por agora, pois convém cumpramos a justiça completa. Então João cedeu. 16. Depois que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Eis que os céus se abriram e viu descer sobre ele, em forma de pomba, o Espírito de Deus. 17. E do céu baixou uma voz: Eis meu Filho muito amado em quem ponho minha afeição.”

Mateus 3,4-14

O encarceramento de João

Quando Cristo deixou de pregar na Galileia, João continuou a pregar no vale do rio Jordão e envolveu-se em apuros quando começou a acusar Herodes de cometer adultério com Herodiades, esposa do seu meio-irmão Filipe. Receoso do poder que os discursos de João exerciam sobre o povo, Herodes Antipas, tetrarca da Pereia e Galileia, ordenou a prisão de João na fortaleza de Macaeros, junto ao Mar Morto. João esteve encarcerado cerca de dez meses e terá sido decapitado a pedido de Salomé, instigada pela sua mãe, Herodiades. A sua cabeça ter-lhe-á sido entregue numa bandeja.

Ao designar Cristo como "o Cordeiro de Deus", João inspirou muitos dos seus seguidores a seguir Cristo. Segundo o Novo Testamento João é o último dos profetas e o precursor do Messias. Todos os anos, no dia 24 de Junho celebra-se a festa do seu nascimento; a sua decapitação terá ocorrido no dia 29 de Agosto.

“3. Com efeito, Herodes havia mandado prender e acorrentar João, e o tinha mandado meter na prisão por causa de Herodíades, esposa de seu irmão Filipe. 4. João lhe tinha dito: Não te é permitido tomá-la por mulher! 5. De boa mente o mandaria matar; temia, porém, o povo que considerava João um profeta. 6. Mas, na festa de aniversário de nascimento de Herodes, a filha de Herodíades dançou no meio dos convidados e agradou a Herodes. 7. Por isso, ele prometeu com juramento dar-lhe tudo o que lhe pedisse. 8. Por instigação de sua mãe, ela respondeu: Dá-me aqui, neste prato, a cabeça de João Batista. 9. O rei entristeceu-se, mas como havia jurado diante dos convidados, ordenou que lha dessem; 10. e mandou decapitar João na sua prisão. 11. A cabeça foi transportada num prato e dada à moça, que a entregou à sua mãe. 12. Vieram, então, os discípulos de João transladar seu corpo, e o enterraram. Depois foram dar a notícia a Jesus.”
(Mateus 14, 3-12)

Ritual de Solstício de Verão para ter mais força e poder

 

O Solstício de Verão possui uma energia excepcional, pois ele acontece quando o Sol atinge o seu pico de energia máxima em relação à Terra, já que corresponde ao dia que recebe mais horas de luz solar. Esta é a melhor fase para apostar em si e na sua expansão pessoal, por isso aproveite esta energia e tire o máximo partido do seu potencial. Este ritual vai ajudá-lo a fazer um balanço do que já conquistou e a ter força e coragem para mostrar o que vale.

O Solstício de Verão marca uma importante viragem a nível energético. Ele dá início à estação mais quente e, no Hemisfério Norte, ocorre quando o ano vai a meio. É tempo de fazer um balanço e ajustar melhor a sua vida, para que aquilo que aprendeu até aqui possa servir para ajudá-lo a ir mais longe. 

Este ano, o Solstício de Verão ocorre imediatamente antes de Marte, o planeta da ação, entrar em movimento retrógrado. Por esse motivo, o Universo está a encorajar-nos a olhar para trás para que possamos perceber que ações, atitudes e crenças devemos mudar para que possamos chegar onde realmente queremos.

O que é que já não lhe serve? O que está a impedi-lo de sentir como gostava de se sentir?

Lembre-se que a felicidade e o sucesso dependem de si. É apenas sua a responsabilidade de sentir-se bem, de ser feliz e de ter sucesso. Não importa onde está ou o que está a fazer - está sempre nas suas mãos o poder de alimentar emoções positivas e de sentir-se bem consigo mesmo e com o que o rodeia. 

Aproveite a energia de viragem que o Solstício de Verão lhe traz para fazer este balanço e para dar início a um novo capítulo na sua vida.

Este ritual vai trazer mais força às suas intenções e aos seus pedidos. Deve fazê-lo nos dias que antecedem ou que sucedem o Solstício de Verão. Para melhores resultados, faça-o na noite do Solstício de Verão.

Precisa de:

- pau santo (ou alecrim seco para defumação)

- uma vela amarela ou dourada

- óleo essencial de cravo, de canela ou de alecrim (se não tiver, use azeite, canela em pó e cravinhos)

- 1 espelho pequeno

- 1 cristal Pedra do Sol

- 1 folha de papel

- 1 caneta de tinta preta

 

Preparação:

- Comece por deitar fogo ao pau santo (ou coloque o alecrim seco no defumador e acenda (pode precisar de carvão)). 

- Segurando com cuidado, dê três voltas sobre si próprio, para criar três anéis de fumo em seu redor.

Enquanto o faz, diga em voz alta: "A minha energia está neste momento a ser limpa e purificada. Só as boas energias ficam dentro de mim e em meu redor."

- Depois dê uma volta completa à divisão onde se encontra, limpando-a, enquanto diz "toda a energia deste espaço está agora limpa e purificada. So aqui ficam as energias do Bem." Quando terminar, coloque o defumador ou o pau santo no canto da divisão por onde começou a limpeza e deixe lá ficar até terminar de arder.

- Pegue então na vela, untando-a com óleo essencial de cravo, de canela ou alecrim. Qualquer um deles é regido pelo Sol, exaltando a sua energia.

- Se não tiver óleo essencial, use um truque caseiro, untando a vela com um pouco de azeite e salpicando-a com canela em pó. Coloque-a num castiçal seguro e espalhe à volta da base alguns cravinhos.

- Acenda a vela e posicione o espelho de forma a que reflita nele a chama da vela, amplificando o seu poder.

- Segure o cristal Pedra do Sol com a sua mao direita. Fixe a chama da vela e diga em voz alta algo como "Liberto todas as expetativas. Limpo a minha energia de todas as ilusões. Estou no sítio certo onde preciso de estar. Tenho o poder de criar na minha vida tudo o que desejo e de manifestar na minha vida tudo aquilo de que preciso. Confio em mim. Confio na vida e sei que o Universo me guia por onde preciso de ir."

- Inspire e expire profundamente. 

- Quando se sentir preparado, pense nos meses que já passarm deste ano e naquilo que entretanto aprendeu, no que ganhou, no que mudou na sua vida. Está onde pensava estar? Observe de forma imparcial os pensamentos e os sentimentos que vêm à sua mente, sem exercer qualquer juízo de valor a respeito deles.

- Agora pense naquilo que deseja criar na sua vida, nas emoções que deseja sentir, no que deseja ver transformado em realidade. 

 

- Anote no papel as suas intenções, de forma clara e objetiva, como sendo já uma realidade na sua vida. Por exemplo: "Sinto-me mais calmo." ou "Tenho poder de decisão." ou "Sou amado e respeitado."

 

- Pense então naquilo que, neste momento, o impede de se sentir como desejaria. Para cada situação, encontre uma solução por mais difícil ou impossível de realizar que ela lhe pareça. 

- Por fim, pense naquilo que contribui para se sentir como deseja e que o ajuda a alcançar o que realmente lhe faz bem. Concentre a sua atenção naquilo que deseja, fixando o cristal como se a realização do seu desejo estivesse dentro dele. 

 

- Consciente daquilo que deseja, do que o bloqueia e do que o ajuda, compreenda de que maneira pode melhorar a sua vida indo ao encontro do que procura, trazendo para a sua vida mais situações que lhe fazem bem e que o aproximam do seu objetivo. Desta forma irá também compreender aquilo que faz que o coloca em sintonia com o seu propósito e aquilo que o desvia do que realmente deseja.

- Defina então uma intenção para os próximos meses. Um objetivo, uma meta. Pode escolher mais do que um, desde que mantenha uma lista pequena para não dispersar a sua energia.

- Fixe a chama da vela e diga em voz alta aquilo que deseja. Escreva no papel. Coloque a folha de papel debaixo do castiçal onde a vela arde e coloque também por cima da folha o cristal Pedra do Sol.

- Deixe tudo arder até ao fim. No final, quando tudo estiver bem apagado, deite fora os restos das ervas que usou para defumar o espaço e da vela.

- Dobre então o papel em quatro partes e coloque-o no parapeito da janela (do lado de dentro ou de forma a que não caia) tendo por cima o cristal Pedra do Sol, de maneira a que os raios solares incidam sobre ambos durante o máximo de tempo possível. O ideal será aproveitar o lugar de sua casa que recebe mais tempo de luz solar direta, recolhendo tudo logo que o lugar fique à sombra. Não mude de sítio, escolha aquele que é mais soalheiro e use apenas esse. Se a luz solar não incide diretamente sobre nenhum lugar de sua casa, pegue no papel e no cristal e dirija-se até um jardim ou a um parque, colocando-os ao seu lado, ao sol, durante o máximo de tempo que puder. (O ideal será proteger-se a si, à sombra, deixando o papel com o cristal por cima ao sol).

- Tendo o seu desejo e o seu cristal assim energizados, guarde o papel num lugar seguro de sua casa e passe a usar o cristal como um amuleto, que irá ajudá-lo a alcançar o objetivo que definiu para si. 

Como aproveitar em pleno o solstício de verão?

O solstício de verão ocorre este ano às 20.50 do dia 20 de junho, marcando o início do verão no Hemisfério Norte.

83295647-m-1-810x540.jpg

Uma vez que o Fogo, Elemento exaltado no verão, tem um forte poder transmutador de energia, ele pode também ser usado para "queimar" aquilo que o incomoda, aquilo de que deseja libertar-se na sua vida. Entregue as suas preocupações ao fogo e veja-as reduzirem-se a cinzas. 

O fogo é responsável pelos processos alquímicos, sublimando os elementos e criando uma nova vida. É ele que transforma os alimentos, cozinhando-os e criando a base do nosso sustento. Por isso, este é um período ideal para "alimentar" aquilo a que deseja dar forma na sua vida, o que deseja ver ganhar força e consistência.

Acenda uma vela, de preferência amarela, azul ou verde, cores associadas ao solstício de verão, e concentre-se na chama, mentalizando os seus pedidos, que pode dizer em voz alta ou escrever num papel, o qual deve queimar na chama da vela ou colocar debaixo desta.

Uma vez que nesta altura do ano as plantações atingiam a sua força máxima, estando depois prontas para serem colhidas, existia a tradição antiga de colher ervas no dia do solstício de verão, pois acreditava-se que estas seriam mais fortes. Se tiver a possibilidade de dar um passeio no campo, componha um belo ramo, que irá proteger a sua casa. 

As plantas especialmente associadas ao solstício de verão são a Erva-de-São-João, a salva, a menta, o manjericão, a lavanda e o girassol. Componha um ramo com elas, faça uma decoração especial para a sua casa, ou queime algumas destas ervas, deixando que o fumo purifique o seu lar.

A força criadora da vida está em destaque, por isso o solstício de verão é ideal para renovar os votos de matrimónio, formalizar uma relação ou assumir um romance.

Esta é também a altura ideal para realizar rituais de proteção. Se possui um ou mais amuletos, deve expô-los à luz solar durante todo o dia e toda a noite, para ganharem mais força.

 

Faça o seu amuleto protetor no Solstício de Verão:

Junte um raminho de arruda, outro de manjericão e outro de sorva (aquele arbusto que tem muitas bagas vermelhas), e una-os com uma fita vermelha. Guarde tudo dentro de um saquinho pequeno, de pano branco. Deixe-o durante todo o dia no parapeito da janela, para absorver a energia positiva do Sol. Traga este amuleto sempre consigo, ao longo de todo o ano.

No Hemisfério Norte, o solstício de verão acontece sempre por altura do dia 21 de junho (pode oscilar um dia), marcando o início do verão.

Em termos energéticos, este é o dia em que a energia do Sol é mais forte e mais expressiva, porque é o dia que tem mais horas de luz. 

A partir do solstício de verão as noites começam lentamente a ganhar horas, crescendo até ao equinócio de outono (que acontece em setembro). Ou seja, a partir desta data a energia do Sol vai perdendo força, embora ainda esteja no seu máximo nos dias que se seguem ao solstício.

O solstício de verão vem sempre acompanhado pela entrada do Sol no signo Caranguejo, aquele que está mais ligado às emoções, ao lar, à família, aos afetos, e à criatividade. Isso faz com que este período favoreça de forma especial o contacto com os nossos sentimentos, ajudando-nos a compreender melhor quem somos e do que precisamos.

Esta é a altura do ano em que a vida nos convida a reconhecer a abundância com que somos abençoados: ao reconhecermos e sentirmos gratidão por tudo aquilo que temos e que tantas vezes damos por garantido, abrimos o nosso coração para que possamos receber muito mais.

 

O significado do Solstício de Verão

 

O Solstício de Verão corresponde à noite mais curta do ano e, por conseguinte, ao dia mais longo. Marca o início do Verão e, no Hemisfério Norte, ocorre no dia 21 de Junho. Em 2021, acontece às 03.32. Mas afinal, o que representa o Solstício de Verão? Que  impacto tem na sua vida?

Assim como acompanhamos o ciclo da Lua através das quatro fases que ela descreve ao longo do mês - Lua Nova, Quarto Crescente, Lua Cheia, Quarto Minguante - também podemos seguir os ciclos do Sol através dos Solstícios e dos Equinócios, que são quatro acontecimentos importantes para o movimento cósmico, e que marcam o início de cada estação do ano. 

A palavra Solstício vem do Latim e traduz-se como "sol parado". Este acontecimento marca o momento em que o Sol parece estar parado quando visto a partir da Terra, porque devido ao movimento da Terra o Sol parece mudar a sua trajetória. A nivel energético, o Solstício de Verão é muito importante, marcando um ponto de viragem na energia que nos chega à Terra. Porque os povos antigos estudavam as estrelas e tinham já a noção que os astros que nos envolvem são determinantes para a vida na Terra (basta pensar que, se não houvesse Sol, não haveria vida!), consideravam os Solstícios momentos sagrados, aos quais consagravam importantes rituais.

No Hemisfério Norte, o Solstício de Verão acontece sempre por altura do dia 21 de Junho (pode oscilar um dia), marcando o início do Verão.

Em termos energéticos, este é o dia em que a energia do Sol é mais forte e mais expressiva, porque é o dia que tem mais horas de luz. 

A partir do Solstício de Verão as noites começam lentamente a ganhar horass, crescendo até ao Equinócio de Outono (que acontece em Setembro e que marca o dia em que a noite e o dia têm exatamente a mesma duração). Ou seja, a partir desta data a energia do Sol vai perdendo força, embora ainda esteja no seu máximo nos dias que se seguem ao Solstício.

 

Tome nota:

- o Solstício de Verão é o ponto máximo de energia solar (de todo o ano);

- o poder do Sol está na sua força plena;

- tudo é iluminado por esta energia - por isso, esta fase traz verdades ao de cima, propicia descobertas importantes, esclarece as situações e é também propícia para mostrar trabalhos e apresentações públicas;

- uma vez que a nossa vida depende do Sol, todos somos afetados por este pico de energia: o Solstício de Verão traz-nos um poderoso impulso energético que nos ajuda a manifestar os nossos desejos e a concretizar as nossas metas, dando-lhes estrutura e consistência;

- somos conduzidos a iluminar áreas da nossa vida que estavam escondidas, o que nos incita a ir em frente e a mostrarmo-nos mais aos outros.

 

Uma vez que há uma sequência nos ritmos do Sol, as sementes que plantou no Equinócio da Primavera, os seus desejos e os objetivos que definiu nessa altura e aos quais se tem vindo a dedicar começarão agora a dar frutos.

Este é um período favorável à expansão, à manifestação.

Agradeça ao Sol, recarregue a sua energia absorvendo o máximo de luz solar (mas com as devidas precauções!).

 

Dedique mais tempo a fazer aquilo que o faz sentir-se vivo e procure passar mais tempo ao ar livre, pois essas são as melhores formas de estar em sintonia com este período importante do ano. 

Aproveite este período para apostar na sua expressão individual, mostre os seus talentos, alargue a sua rede de contactos, invista mais no trabalho, no amor e em si próprio. Enquanto a luz do Sol está no seu ponto mais alto é tempo de trazer à luz do dia o que tem de melhor.

ESTE RITUAL PODE AJUDÁ-LO A TER MAIS FORÇA E PODER PESSOAL - CLIQUE AQUI

4 coisas para fazer no Solstício de Verão

 

O Solstício de Verão marca o início da estação mais quente e representa o ponto máximo de energia do Sol, conforme a recebemos na Terra. Estas 4 coisas simples vão ajudá-lo a trazer esta energia para a sua vida, colhendo os seus maiores benefícios. Entre no ritmo no Universo e abra os braços para receber o Verão!

O Solstício de Verão corresponde ao dia mais longo do ano, isto é, àquele que recebe a luz solar durante mais tempo. Por esse motivo, este é o dia do ano em que a energia do Sol é mais forte, mas os primeiros dias do Verão ainda gozam desta poderosa influência. 

Embora hoje em dia já não se venere os Solstícios e os Equinócios com a mesma devoção com que os nossos antepassados o faziam, a verdade é que os povos mais antigos sabiam que estes momentos de viragem na energaia cósmica representavam acontecimentos muito importantes e com um forte impacto nas nossas vidas, e por isso reuniam-se para assistir ao nascer do Sol no Solstício de Verão, por exemplo.

Para aproveitar a energia do Sol neste momento especial e colher dela os maiores benefícios, basta tomar consciência deste acontecimento e fazer algumas coisas que, mesmo simples, o colocam alinhado com a energia cósmica.

1 - Assista ao nascer do Sol

Se lhe fôr possível, procure assistir ao nascer do Sol no Solstício de Verão ou nas manhãs seguintes. Observe o céu a ser iluminado pelos poderosos raios solares e sinta essa magnífica energia que nos cobre a todos por igual. Sinta-se parte dela e lembre-se que o sol quando nasce é mesmo para todos. Mesmo que já não vá a tempo de assistir ao nascer do Sol no dia do solstício, procure fazê-lo nas manhãs seguintes ou, pelo menos, observe o Sol da manhã. Lembre-se que ele está lá em cima a enviar a sua poderosa luz, calor e energia para assegurar toda a vida na Terra e, por conseguinte, a sua própria vida. A força que nos mantém vivos é a mesma força que faz com que a Terra se mova, dia após dia, mês após mês, ano após ano.

2 - Active o seu corpo solar

Absorva a energia solar diretamente. O ideal será poder estar ao Sol, na praia, por exemplo, sentindo o calor e a energia do Sol a entrar em cada poro da sua pele, no seu cabelo e em todo o seu corpo físico e no seu campo energético. Mesmo que isso não lhe seja possível, procure aproveitar os momentos em que a luz do Sol está mais intensa para se deixar estar numa esplanada, por exemplo, onde possa sentir o calor da energia solar e a sua intensidade regeneradora. (Tome os devidos cuidados para proteger a sua pele e não esteja exposto ao sol durante muito tempo seguido!)

3 - Páre para refletir

Aproveite este momento de viragem na energia cósmica para parar um pouco e refletir sobre a sua própria vida enquanto ser humano. Procure compreender o caminho que tem percorrido até aqui, até onde ele já o trouxe, para onde quer ir e onde quer chegar. Fazer esta análise interior num momento que está a receber uma intensa energia de criação vai ajudá-lo a ganhar mais fôlego para prosseguir a sua viagem.

4 - Vá para o ar livre

Se puder, faça um piquenique (mesmo que trabalhe numa cidade, pode sempre aproveitar a hora de almoço para ir fazer a sua refeição num jardim). Dê um passeio à beira-mar ou no campo. Inspire e expire profundamente, receba esta energia positiva e lembre-se que o Céu quer sempre, sempre, o seu bem.

O dia do seu nascimento revela os segredos da sua vida amorosa

 

A nossa data de nascimento encerra um profundo conhecimento a respeito da nossa personalidade e, com a ajuda da Numerologia, podemos descortinar a nossa missão de vida, predizer como vai correr um determinado ano ou mês, compreender de que forma nos relacionamos com os outros, e muito mais. Mas saiba que o dia em que nasceu revela, por si só, muito a respeito da sua intimidade amorosa.

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 1, 10, 19 e 28:

Estas datas têm todas a energia do 1, que assume a liderança (também) na esfera amorosa. Adoram a conquista e gostam de viver novas aventuras. Uma vez que se aborrecem com facilidade precisam constantemente de novos estímulos. Muitas destas pessoas já viveram vários relacionamentos e podem ter dificuldade em assentar. Têm uma energia sexual muito ativa, que faz com que sejam amantes apaixonados e sensuais. No entanto, eles procuram sempre uma conexão mental a par da química física e só se comprometem realmente quando conseguem essa junção. 

 

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 2, 11, 20 e 29:

As pessoas que nasceram nestas datas têm a energia do número 2, o que significa que são capazes de oferecer estabilidade emocional ao seu par, mesmo que tenham de adaptar-se a várias situações para o fazerem. Têm uma natureza protetora, associada à Lua, sendo um tanto misteriosas e muito atentas ao que as rodeia. A sua vida doméstica e a esfera profissional são bastante importantes para elas, por isso procuram um parceiro compreensivo e prático. Valorizam o respeito e a dedicação acima da atração fisica, e quando assumem um compromisso procuram que ele seja para sempre. 

 

 
A vida amorosa de quem nasceu nos dias 3, 12, 21 e 30:

Divertidos e cheios de energia, gostam de inovar no campo sexual e precisam de estar em contacto com os outros para se sentirem bem, ficando profundamente infelizes se estiverem confinados a uma relação onde não têm liberdade para estar com os amigos. Na sua vida amorosa precisam de sentir que podem soltar as suas asas, e apreciam uma vida sexual ativa, que os ajuda a manter um espírito jovem. Gostam de experimentar novas posições, de satisfazer o seu parceiro e sentem-se muitas vezes atraídos por pessoas com uma aura de glamour. Evitam a monotonia, procurando sempre novas formas de diversão.

 

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 4, 13, 22 e 31:

Estáveis e dignos de confiança, tendem a resolver os problemas do seu par, o que muitas vezes acaba por deixá-los esgotados e sobrecarregados. São muito leais e aparentam ser calmos, mas procuram manter acesa a chama do romance porque não suportam a ideia de perder o seu parceiro. Levam os relacionamentos amorosos muito a sério e por isso são extremamente dedicados. Quando se sentem felizes tudo corre bem, mas facilmente um mal-entendido pode despoletar uma zanga, porque tiram conclusões precipitadas, que os levam muitas vezes a sentimentos de frustração.

 

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 5, 14 e 23:

Adaptam-se facilmente a novos parceiros, pois são muito curiosos, bem-dispostos, e procuram sempre a diversão. Gostam de variedade e mudanças na vida amorosa, pois precisam de estímulo mental em tudo o que fazem. Evitam muitas vezes o comrpomisso porque sabem que têm uma natureza com dificuldade em fixar-se, podendo ser muto inconstantes e inconsistentes na sua vida amorosa.

 

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 6, 15 e 24:

Como detestam a discórdia e os conflitos empenham-se em manter sempre a harmonia, custe o que custar. São muito ligados à vida doméstica e familiar, dando o seu melhor para se manterem dedicados e estáveis em relação aos seus parceiros. A harmonia e o equilíbrio são fundamentais para eles. Embora os prazeres físicos não se sobreponham às suas necessidades emocionais, se tiverem uma influência astrológica forte de Vénus podem ser amantes requintados e exímios na arte de fazer amor.

 

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 7, 16 e 25:

Nem sempre são fáceis de compreender, mostram-se misteriosos e são amantes interessantes, já que enriquecem a relação física com conversas estimulantes. São muito intuitivos e têm muitas vezes uma forte espiritualidade; quando estão apaixonados são totalmente dedicados ao seu par. Muitas vezes acabam por envolver-se com pessoas que fogem completamente aos padrões amorosos que antes haviam definido.

 

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 8, 17 e 26:

 São muito corajosos, práticos e responsáveis, e por isso oferecem estabilidade e segurança aos seus parceiros. São geralmente monogâmicos, vão muitas vezes contra a corrente e são profundamente ambiciosos. Mesmo que não estejam preocupados com metas elevadas, precisam de criar laços fortes emocionais com a pessoa que amam. Uma vez que têm uma energia muito forte dentro de si, quando não a extravasam e quando o seu par não corresponde às suas expetativas podem sentir-se frustrados e tornar-se amargos.
 
 

A vida amorosa de quem nasceu nos dias 9, 18 e 27:

A energia do número 9 descreve uma pessoa que está sempre pronta a ajudar. Uma vez que se mostram sempre muito compreensivos, podem ser facilmente tomados como certos. Demonstram o seu amor ao ajudarem o seu par e ao assumirem as suas responsabilidades. Quando o relacionamento corre mal, as suas emoções podem ser explosivas, com resultados catastróficos. Estas pessoas têm uma personalidade cheia de vivacidade e um magnetismo que as torna muito atraentes, fazendo com que as pessoas vão ter com elas como se de um íman se tratasse. Estão sempre em busca do verdadeiro amor, procurando sempre a sua alma gémea.

Quiromancia: aprenda a ler as linhas das suas mãos


Saiba o que as suas mãos lhe dizem
 

Conhecida como instrumento para prever o futuro, a quiromancia baseia-se na leitura das linhas da palma da mão e no seu formato, tamanho e textura. É uma excelente ferramenta de auto conhecimento, ao contrário do que a maioria das pessoas acredita. Cada mão representa aspetos da sua personalidade, do seu caminho e propósito no mundo.

 

Era praticado na China, no Tibete, na Pérsia, na Mesopotâmia e no Egito. Os registos mais antigos sobre a leitura de mãos datam de há 5 mil anos e foram encontrados na Índia, China e no Egito. Há duas vertentes: a quiromancia, na qual se analisam as linhas e marcas nas mãos, e a quirologia, que decodifica o formato de mãos e dedos. O domínio destas técnicas permite saber mais sobre o caráter, comportamento e estilo de vida de uma pessoa. Ao longo deste artigo vamos abordar a quiromancia e o método que aqui falamos tem por referência a mão de uma pessoa destra, fazendo-se a leitura na mão direita e a confirmação na mão esquerda, quando necessário. As linhas da mão direita são mutáveis, isto é transformam-se com o passar do tempo e as experiências adquiridas, enquanto as linhas da mão esquerda são imutáveis e estão relacionadas com o Karma que trazemos de vidas passadas. Caso o consulente seja canhoto, deve inverter-se a ordem das mãos.

 

Formas das Mãos 

 

Elementary.gif

Mão Elementar: Mão roliça, palma curta, dedos curtos e movimentos grosseiros. Pessoas apaixonadas e sensíveis. Pessoas sem grandes aspirações, demasiado comuns e até influenciáveis.

 

Square-Hand.gif

 Mão Quadrada: Mão roliça, palma longa, dedos curtos e movimentos leves. Pessoa prática e lógica. Gosta da rotina. Grande capacidade de realização dos seus objetivos, pouco original ou imaginativa.

 

spatulate.gif

 Mão Espatulada: Mão magra, ligeiramente torta, ponta dos dedos arredondados. Pessoa entusiástica pelas coisas boas da vida, porém irrequieta e um pouco pessimista.

 

Philosophical-hand.gif

 Mão Filosófica: Mão magra, dedos nodosos. Pessoa analista, meditativa, com tendência para a filosofia e procura da verdade interior. São pessoas honestas e justas com outras pessoas.

 

conic-hand.gif

 Mão Cónica: Mão longa, firme e desenvolvida. Pessoa sensual e extrovertida, dotada de imaginação fértil e de pouco raciocínio. Aprecia a beleza, as artes em geral, tem sede de poder e é muito apegada ao dinheiro.

 

psychic.gif

Mão Psíquica: Mão bonita e harmoniosa. Pessoa de personalidade inquieta, forte paixão pelo idealismo. Sonhadora, o seu estado de espírito é cíclico. Complexa e neurótica.

 

mixed.gif

Mão mista: Mão que reúne características de dois, três ou mais tipos. São pessoas comuns, na qual a maioria se enquadra, sem grandes aspirações. Comportamento e gosto vulgares. 

 

                                                      Linhas, montes, formatos e símbolos

Na hora de decifrar a palma da mão, há quatro características importantes a observar. Elas são:

Linhas: estão por toda parte. Devem ler-se as principais e as secundárias.

Montes: são os relevos presentes na base dos dedos, entre o polegar e o indicador, na zona inferior e nas bordas da palma. Indicam facetas de caráter e estado psicológico e físico. Quando muito desenvolvidos, acentuam as suas características, como: monte vénus (capacidade de amar, entusiasmo pela vida), marte (coragem), Lua (espiritualidade), Júpiter (ambições), saturno (razão, responsabilidade), mercúrio (comunicação) e sol (prosperidade e inclinação para as artes).
Formatos: dedos e mãos aparecem em diversos formatos, que também fornecem características da personalidade.
Símbolos: interferem de forma positiva ou negativa nas linhas e nos montes.

 

                                                                           Linhas principais

linhas da vida.jpg

1 – Linha da Vida: A personalidade e o futuro da pessoa podem ser consultados nesta linha. Ao contrário de algumas crenças, esta linha não adivinha a longevidade e a altura da nossa morte, pois nem mesmo a ciência o consegue prever com total exatidão. Por exemplo, pessoas com uma linha de vida maior podem falecer mais cedo do que outras com uma linha mais pequena, ou vice-versa.

2 – Linha da Cabeça: Esta linha está relacionada com a mente, a inteligência e o raciocínio. Esta linha define a forma como nós nos relacionamos em sociedade, as nossas capacidades mentais e intelectuais. Ela ainda indica as nossas convicções, valores e princípios. Dependendo do tamanho e largura da linha ela diz-nos também o tipo de profissão para a qual estamos mais aptos.


3 – Linha do Coração:
A linha do Coração reflete a nossa parte emocional, sentimental e generosidade. Ela define principalmente as relações amorosas, revela as respostas afetivas do passado, presente e futuro, prevendo futuros casamentos. Para além disso, revela a sua postura num relacionamento e o tipo de pessoas que procura ou que são mais adequadas a si. Muitas vezes ela revela o que tenta esconder dos outros, o seu verdadeiro “eu”.


4 – Linha do Destino:
Esta linha é uma consumação de todas as linhas anteriores, ela complementa toda a análise que é feita através das outras linhas, ou seja, ela junta numa pequena linha todos os acontecimentos da sua vida e a sua personalidade. Revela os talentos que temos e evidenciamos na forma como conduzimos a vida e a influência que exercemos sobre ela, ajustando-se ao ritmo dos nossos objetivos e ambições, descrevendo a capacidade que temos ou não para assumir responsabilidades, delinear metas e cumpri-las com sucesso.

5 – Linha de Apolo: Esta linha reflete a satisfação interior que sentimos ao longo da vida. Apesar de não constar em todas as mãos e ser por vezes complicada de se ver, a sua existência prevê felicidade conseguida através do sucesso e do esforço por mérito próprio. Por norma, esta linha é muito visível em pessoas bem sucedidas profissionalmente e nos relacionamentos.

 

                                                               Linhas secundárias

Casamento: Do dedo mínimo. O número de linhas indica momentos fortes da relação. Se, por exemplo, existem duas linhas significa que podem ser dois períodos com a mesma pessoa ou dois casamentos diferentes. Quanto mais longa, mais duradoura será a fase. Uma única linha significa uma única união.

Filhos: Se as linhas são juntas na vertical à linha do casamento ou a partir da dobra do dedo mínimo, pode indicar que está perto de engravidar ou adotar, significa que a família vai aumentar.

Viagens: Roteiros internacionais são indicados nas linhas horizontais que têm origem no monte Lua. Já as nacionais são verticais e ficam no monte Vénus. Quando é segmentada, pode ser que você vá conhecer mais de um país.

Linhas do pulso:  Pode ter uma, duas ou três. Quantas mais tiver, mais tempo viverá. As linhas dizem também que vem de uma família nobre ou tem comportamento nobre. Uma única linha quer dizer simplicidade. Se é reta, sugere que tem uma boa imunidade.

 

quiromancia.jpg

 

Veja grátis as previsões diárias, clique aqui!

 

Envie-me um e-mail em branco e receba uma surpresa!

Clique aqui!

 

Mais informações para:

Telefone: (00351) 21 092 9000

E-mail: mariahelena@mariahelena.pt

Site: http://www.mariahelena.pt/

logo dra.png

Pág. 1/3