Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

O poderoso banho de erva doce para abrir os caminhos ao amor e à prosperidade financeira

 

Perde-se na origem das civilizações o início do uso de ervas para fazer rituais mágicos. Os druidas e as feiticeiras conheciam as propriedades de cada planta e sabiam utilizá-las de forma a alcançar o fim pretendido. Conheça o poderoso banho de erva doce, que ajuda a atrair o amor e a prosperidade financeira, melhorando também a auto-estima e ajudando a ter mais otimismo.

A erva-doce é o fruto do funcho, geralmente considerada semente por ser pequena e seca. A nível terapêutico, é amplamente usada para aliviar cólicas e problemas digestivos, já que favorece o bom funcionamento do estômago e tem um efeito calmante.

A nível energético, é usada há muitos séculos pois considera-se que ajuda a equilibrar a harmonia pessoal, ajudando a ter paz interior, estabilidade e serenidade perante os desafios da vida. A erva-doce é, também, um dos mais poderosos ingredientes mágicos quando é utilizado em rituais para atrair o amor, pois acentua os sentimentos verdadeiros e ajuda a atrair as energias mais positivas.

Este banho é muito fácil de preparar e ajuda a desbloquear situações, sendo ideal para quem deseja atrair um relacionamento amoroso ou ter mais harmonia em casal, caso já tenha uma relação.  A erva-doce aumenta a auto-estima, ajudando a pessoa a libertar-se de mágoas e feridas do passado, sendo muito benéfico para quem sofreu ou está a sofrer por amor.Uma vez que a erva-doce também ajuda a atrair a abundância, favorece a prosperidade financeira, ajudando a eliminar bloqueios que possam existir a este nível. Aumenta a motivação pessoal e o otimismo, fazendo com que a pessoa se sinta mais confiante em relação a si própria e àquilo que a vida lhe apresenta.

Como fazer o banho de erva-doce 

Idealmente este banho deve ser feito numa sexta-feira, o dia consagrado a Vénus, se deseja atrair amor, ou numa quinta-feira, o dia dedicado a Júpiter, caso o seu objetivo principal seja atrair a prosperidade financeira. Se anda desmotivado, este banho deve ser feito ao Domingo, dia do Sol, para assim ajudar a atrair mais otimismo e motivação. Deve ser feito de manhã, a qualquer hora até ao meio-dia.

Para o banho, vai precisar de:

- 3 punhados de erva-doce (cada punhado equivale a uma colher de sobremesa)

- 3 paus de canela

- 3 estrelas de anis-estrelado 

- 3 colheres de sobremesa de mel

- 1 litro de água

 

Vai precisar também de:

- uma vela lamparina

- uma taça com sal rosa dos Himalaias (pode usar sal grosso)

Preparação:

- Coloque a água ao lume e, quando levantar fervura, junte todos os ingredientes, sem mexer.

- Deixe ferver durante 7 minutos certos. Depois apague e deixe arrefecer até ficar morno.

- Coe o preparado e coloque num recipiente que possa levar para a banheira.

- Na casa-de-banho, acenda uma vela lamparina e mentalize os seus pedidos. Expresse-os em voz alta, afirmando em voz alta aquilo que deseja alcançar: "Eu atraio para a minha vida... (diga o que quer atrair).

- Depois, coloque a vela num sítio seguro, onde possa vê-la enquanto toma duche.

- Tome um duche e imagine que a água leva de si tudo aquilo que o tem impedido de ser feliz.

- Pegue então num punhado de sal e atire por cima do seu ombro direito, deixando que os grãos de sal se espalhem pelo seu corpo.

- Pegue noutro punhado de sal e atire sobre o seu ombro esquerdo, deixando alguns ficarem presos ao seu corpo molhado. O sal tem a capacidade de absorver as energias negativas, sendo um poderoso agente de limpeza energética.

- Pegue num terceiro punhado de sal e pressione com ele levemente acima do estômago, onde se encontra o 3º chacra, que é o centro do seu poder pessoal. Imagine que o sal está a limpar tudo o que está bloqueado na sua vida. Abra a mão e deixe que os grãos de sal se colem ao seu corpo (não faz mal se caírem, deixe que seja um processo natural - os grãos de sal que se colam ao seu corpo são aqueles de que precisa).

- Olhe então uma vez mais para a chama da vela que acendeu e volte a repetir em voz alta o seu pedido, com a convicção de que ele é atendido.

- Pegue no recipiente onde colocou o preparado de erva-doce e derrame tudo de uma só vez sobre os seus ombros, de forma a molhar todo o corpo do pescoço para baixo, levando os grãos de sal para o ralo da banheira.

- Seque-se com cuidado, usando uma toalha lavada e de cores alegres. Idealmente será cor-de-rosa ou vermelha se deseja atrair o amor, amarela, laranja ou vermelha se pretende atrair mais dinheiro, verde-clara ou amarela se pretende ter mais otimismo e motivação. Pode usar uma toalha branca para qualquer um destes fins.

- Vista depois uma roupa que esteja lavada e que seja de cores claras, luminosas e, acima de tudo, com a qual se sinta bem.

- Recolha todos os restos de ervas (a erva-doce, os paus de canela, o anis-estrelado) que tinha coado anteriormente. Saia de casa e deite tudo num jardim, junto a flores bonitas ou a uma árvore frondosa.

Dica: para potencializar ainda mais os efeitos deste banho prepare, na noite do dia em que tomou este banho, um chá com um punhado de erva-doce e tome-o depois de jantar (basta uma chávena de água). Desta forma, estará a ativar dentro de si a energia desta planta, conferindo ainda mais força àquilo que pediu.

 

Os benefícios do Reiki como terapia

 

O Reiki é uma das terapias utilizadas para fazer Limpeza Energética*, permitindo alinhar os chakras e equilibrar a energia, restabelecendo a sua harmonia original. Este método milenar ajuda a alcançar a cura e a prevenir doenças físicas e desequilíbrios a todos os níveis.

O Reiki é uma terapia muito antiga que ajuda a re-equilibrar a nossa energia pessoal, limpando energias negativas e bloqueios que nos provocam dor física e problemas emocionais ou psíquicos, como ansiedade, medos, fobias, etc.

A palavra Reiki tem origem japonesa e significa força vital dirigida para um determinado ponto (físico, psíquico ou espiritual). É uma técnica muito antiga, praticada pelos povos orientais e redescoberta no século XIX por um médico Japonês chamado Mikao Usui.

O Reiki parte da teoria que todos nós somos parte da energia de amor universal. Todos somos energia, e todos dispomos da mesma energia para nos curarmos e estarmos em harmonia, porque o Universo pretende o nosso bem.


O terapeuta de Reiki é alguém preparado para alinhar os nossos chakras – centros de energia do nosso corpo – e dessa forma equilibrar a nossa energia. O Reiki é praticado através da imposição das mãos do terapeuta sobre os nossos chakras, funcionando assim como uma corrente de energia positiva que é canalizada do Universo para o nosso corpo através do terapeuta.

 

Os 7 Chakras:

1º Chakra - Básico

 

2º Chakra - Esplénico

 

3º Chakra - Plexo Solar

 

4º Chakra - Cardíaco

 

5º Chakra - Laríngeo

 

6º Chakra - Frontal

 

7º Chakra – Coronário

 

 

- O Reiki obedece a 5 princípios básicos:

- Hoje, não se preocupe;

- Hoje, não se aborreça;

- Hoje, seja grato por todas as coisas que possui;

- Hoje, trabalhe árdua e honestamente;

- Hoje, respeite todos os seres.

 

Aprender a fazer Reiki, através da iniciação que é também feita por um Mestre de Reiki, permite a cada pessoa ter ao seu dispor em qualquer parte e a todo o momento um prodigioso método de auto-cura, que lhe permite restabelecer a sua energia sempre que ela está em baixo.

As pessoas que não foram iniciadas e por isso não estão ainda aptas a fazer Reiki a si próprias beneficiam amplamente de uma consulta de Reiki, na qual, estando deitadas, o terapeuta alinha toda a sua energia, fazendo uma limpeza energética completa.

5 gestos que o ajudam a reduzir o stress

 

Somos diariamente expostos a situações que nos deixam ansiosos, irritados, tensos e nervosos e que, se o equilíbrio não for reposto, podem originar stress e dar azo a problemas de saúde graves. Aprenda a integrar alguns gestos na sua rotina diária de forma a reduzir a tensão a que está sujeito.

1 - Alimentar-se bem

Fazer uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental para manter o seu corpo e a sua mente em harmonia, aliviando o stress. Ingerir alimentos muito calóricos, comida processada e alimentos ricos em açucares refinados aumenta a tensão e, embora possa produzir sensação de alívio imediato, depois deixa-o mais tenso e fatigado. Ingira muita fruta e vegetais, alimentos ricos em fibra, proteínas e cereais integrais e lembre-se de beber sempre muita água ao longo do dia, pois a hidratação também é essencial para o bem-estar físico e psicológico.

2 - Dormir bem

Uma boa noite de sono é essencial para que a mente e o corpo reponha o equilíbrio. Quanto menos dormimos, maiores são os nossos níveis de irritabilidade, stress e ansiedade. Um adulto precisa, em média, de dormir 7 horas por noite, de forma tranquila e descansada. Durma sem aparelhos eletrónicos perto de si, como o telemóvel ou a televisão, e estabeleça rotinas que o ajudem a adormecer e a dormir melhor. Pode praticar meditação meia hora antes de ir dormir, ler um pouco, ouvir música relaxante, queimar um incenso de lavanda algumas horas antes de se deitar (para que o cheiro e o fumo tenha tempo de se dissipar e não o incomode). Beba um chá relaxante uma a duas horas antes de se ir deitar, para que não tenha de ir à casa de banho durante a noite, e evite beber bebidas alcóolicas ou café ao serão.

3 - Fazer exercício físico

Embora seja fácil encontrar desculpas, como a falta de tempo, de espaço (principalmente se estivermos mais tempo em casa) ou até de vontade, mas a verdade é que a prática regular de exercício físico é uma das formas mais eficientes de libertar a tensão que acumulamos. O exercício físico ajuda também a melhorar a qualidade do sono, para além de contribuir eficazmente para aliviar a ansiedade e para aumentar a auto-estima, o que, por sua vez, faz com que a sua disposição melhore e o stress diminua. Adeque a prática de exercício à sua condição física e às suas necessidades, mas crie o hábito de, pelo menos, fazer uma caminhada diária de meia hora.

4 - Brincar com um animal de estimação

Ter um animal de estimação ajuda a relaxar e contribui para diminuir os níveis de stress, melhorando também o humor. Para além disso, a interação com um animal de estimação ajuda a libertar a hormona ocitocina, responsável por sensações de bem-estar, que também ajuda a melhorar a qualidade do sono e a reduzir o nível de stress.

5 - Pedir ajuda

Saber pedir ajuda quando se sente mais em baixo é essencial para conseguir lidar com as situações e evitar sobrecargas de stress. Falar sobre o que nos preocupa pode ser o quanto basta para que uma situação que parece avassaladora se torne mais fácil de suportar, e para encontrar soluções que pareciam inexistentes. Conversar com um amigo, um familiar, alguém que se ama, é muitas vezes aquilo de que precisamos, mas também há situações que requerem uma ajuda especializada e, saber aceitá-la, pode fazer toda a diferença na nossa saúde e na nossa vida.

Ritual de Proteção para a Família

 

Realize este ritual para proteger a sua família, mantendo afastadas as energias negativas, as intrigas que causam discussões, invejas e zangas, e atraindo energias positivas para toda a família.

Vai precisar de:
- 1 vela cor-de-rosa – atrai o amor, a proteção, reforça os laços
- 1 imagem de um Anjo – mantém a família unida
- 1 fotografia sua ou da sua família
- 1 Dezena de Luz* – afasta qualquer energia negativa e protege
- 1 spray de proteção espiritual
- fósforos

Preparação:
- Acenda a vela junto da imagem do Anjo.
- Coloque a fotografia em cima da mesa.
- Coloque a Dezena de Luz aberta por cima da mesa e peça proteção:

"Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo

 peço ao Anjo da harmonia familiar

para proteger o meu lar e toda a minha família.

Que só o Bem entre nesta casa
e que nela haja sempre pão e saúde.

Que haja harmonia, serenidade,
sabedoria e amor entre nós.

Com humildade e fé,
agradeço aos anjos e santos
e a Nosso Senhor.
Ámen."


- Deixe a vela arder até ao fim, quando terminar de arder deite fora os restos e guarde o anjinho.
- Coloque os dois Anjos e a Dezena na sala ou no lugar de sua casa onde a família passa mais tempo.
- Todos os dias, antes de sair de casa, pulverize o tapete de entrada com o spray de proteção.
- Dessa forma, quando você e a sua família voltarem a entrar em casa as más energias ficarão lá fora, apenas a energia positiva entrará consigo.

A família ensina-nos a aceitação

 

Crescer numa família unida e onde o amor impera é essencial ao desenvolvimento saudável e feliz de uma criança. Porque absorvem inconscientemente todos os gestos, atitudes e palavras dos adultos que as rodeiam, as crianças crescem fundamentadas nos exemplos que têm em casa. Todos os seres humanos são imperfeitos, e como tal haverá, em todas as famílias, crises e discussões. Elas surgem naturalmente como resposta aos desafios quotidianos. Porém, a forma como cada família lida com estas situações é determinante não só para a união familiar como também para o crescimento e o desenvolvimento dos filhos, assim como para o bem-estar e a felicidade de todos. Uma criança que encontra nos pais um exemplo de força, compreensão e respeito, interiorizará esses valores e, quase de certeza, será uma pessoa forte, compreensiva e respeitadora, quando for adulto.

Mas, se ter união e harmonia em família é indispensável, porque é que às vezes, ou em certas famílias, são tão difíceis de conseguir? Se partirmos do princípio da Reencarnação, a nossa alma encarna sucessivas vezes, sempre no seio de uma família específica. Porque os laços de sangue são os primeiros que nos marcam e são, também, aqueles que nunca se desatam – mesmo que as pessoas se separem ou vivam distantes – as almas que encarnam na mesma família em que nós nascemos são aquelas com quem temos de fazer maiores aprendizagens. Em muitos casos, são almas com quem vivemos vidas passadas e com quem temos Karmas para limpar e provas para superar. O seu actual pai, por exemplo, pode ter sido seu filho, ou seu marido, numa vida passada. Assim, as dificuldades que algumas famílias enfrentam mais não são do que as provas que vieram prestar a esta vida, os desafios que, individualmente e em conjunto, têm para superar, porque fazem parte da sua evolução.

                      

Mesmo que não acredite na Reencarnação, é fácil compreender que as pessoas de família são muitas vezes aquelas que apresentam maiores desafios à vida umas das outras. Porque são relações que se estabelecem à nascença, permanecem como um marco eterno nas nossas vidas. E as dificuldades surgem quando há falta de compreensão e de aceitação, porque não há duas pessoas iguais e, como tal, não há duas maneiras de ver a vida que sejam cem por cento semelhantes. Cada pessoa encara a realidade, e as situações, conforme o seu próprio sistema de pensamento; as discussões surgem quando nos agarramos com obstinação à nossa visão dos factos e não aceitamos que o nosso pai, mãe, irmão, marido, mulher ou filhos têm também a sua visão das situações, que é diferente da nossa, mas que não é menos válida nem menos real. Para cada pessoa a opinião que tem é, regra geral, vista como a forma mais certa e verdadeira de encarar os factos. E este comportamento conduz facilmente a atritos, discussões, desentendimentos. É comum e natural que estas diferenças surjam, e o primeiro grande desafio que todas as famílias enfrentam é o desafio da aceitação: Eu aceito que tenhas uma visão diferente da minha, e respeito-a.

Quando não é feito este processo de aceitação, a teimosia impera e gera um afastamento entre as pessoas. Se a situação não for esclarecida e resolvida, se não houver a mútua compreensão, o perdão de parte a parte e o empenho conjunto em restabelecer harmonia, uma situação passada ficará sempre latente, como uma ferida aberta, que volta a vir à tona quando surge uma nova desavença.

Porque, quando bebés indefesos, nos apegamos a quem cuida de nós, nos alimenta e protege, é geralmente nos pais, ou nas figuras paternais que temos, que projectamos o nosso maior afecto e apego. Desta forma, à medida que crescemos e somos contrariados, gera-se dentro de nós um sentimento contraditório – aquela pessoa que eu amo está a castigar-me. Na educação de uma criança é essencial que exista disciplina, e as contrariedades fazem parte do processo educativo. Do mesmo modo, durante a adolescência criam-se muitas vezes tensões entre pais e filhos, porque é próprio do desenvolvimento psicológico dos jovens testarem limites e rebelarem-se contra as regras que lhes são impostas, e continua a ser essencial que os pais, enquanto educadores, os ajudem a viver com normas que são essenciais para o seu desenvolvimento como bons seres humanos.

Quando chegamos à idade adulta, as situações complicam-se. Nesse ponto da vida, é mais difícil, para um filho, aceitar ou tolerar aquilo com que não concorda no comportamento dos pais, e vice-versa. E é nesse ponto que a aceitação, a compreensão e o perdão são ainda mais importantes, sendo basilares na construção de uma boa relação entre pais e filhos, entre marido e mulher, genro ou nora e sogros, avós e netos, tios e sobrinhos, irmãos, etc.

Quando todos somos adultos, é fundamental, para que possamos viver num clima de união e harmonia familiar, aprendermos a ver as pessoas como elas são, para além do que elas dizem ou fazem. Da próxima vez que estiver a meio de uma discussão com alguém da sua família, ou mesmo zangado e afastado dessa pessoa, pense no seguinte:

               Como é que eu me sentiria se uma bomba explodisse neste momento e esta pessoa morresse?

Aprenda a dar valor às pessoas da sua família, sem querer mudá-las. Ninguém é perfeito, todos procuramos fazer o melhor que podemos da nossa vida. Aceite as pessoas como elas são, abra mão da necessidade de ter razão, de estar certo, de fazer com que mudem.

As pessoas não mudam: só mudam dentro daquilo que já são. Então podemos dizer que as pessoas podem sempre evoluir para melhor desde que seja essa a sua vontade. Ninguém muda ninguém, nós é que nos mudamos a nós próprios através da nossa evolução pessoal.

Estar à espera que alguém mude é frustrante, cansativo e desmotivante. A sua mãe não vai mudar, o seu filho é como é, o seu irmão age dessa maneira e é assim que, para ele, está certo. Através do amor, da compreensão mútua, do respeito e da vontade de união, as pessoas adaptam-se e procuram modelar um pouco o seu comportamento e moderar as suas atitudes, indo ao encontro das expectativas de quem amam. Contudo, no seu interior elas permanecem sempre as mesmas. E só assim podem ser amadas, é isso que têm para lhe dar.

As palavras de Jesus “ama o próximo como a ti mesmo”, convidam-nos a fazer algo que à partida pode parecer difícil, mas que na verdade é mais simples do que imagina. Aprenda a amar-se, só assim poderá amar os outros. Nós só damos o que temos, se não se amar e aceitar, como pode amar alguém? Ao amarmo-nos a nós próprios, reconhecemos nas pessoas que nos rodeiam a mesma divindade que existe em nós, porque somos todos filhos de Deus ou, se assim preferir, somos todos fruto do mesmo Universo. Não temos de condenar, julgar, exigir, castigar ninguém: os outros são como nós. Temos, sim, de aprender a vê-los no que têm de melhor, no que fazem bem, no que fazem por nós. Mas para o conseguirmos é fundamental desenvolver e cultivar, primeiro, o amor por quem somos.

Quando estamos apaixonados por alguém, temos tendência para não ver os defeitos dessa pessoa. Se soubermos usar um pouco desse recurso nas nossas relações com os outros, mesmo sem estarmos apaixonados por eles, ser-nos-á mais fácil aprender a dar ênfase ao que é bom, e dessa atenção positiva nasce naturalmente um sentimento de amor.

Como se sente melhor: quando guarda rancor de alguém e vive magoado ou, pelo contrário, quando escolhe aceitar, perdoar e ver o melhor que existe em cada pessoa?

Cultive na sua vida sentimentos positivos, em vez de agarrar-se com teimosia ao que pensa ser a verdade, o correcto, o que deve ser feito. Dê primazia ao entendimento, à paz e à concórdia. A sua vida será muito melhor e mais leve.

Sabe o que significa sonhar com Nossa Senhora de Fátima?

 

Se é devoto de Nossa Senhora de Fátima e já lhe aconteceu sonhar com ela, certamente despertou com uma sensação de paz e alegria interior. Conheça o significado deste sonho apaziguador!

Os Anjos, Santos e Guias Espirituais protegem-nos e acompanham-nos em todos os momentos da nossa vida, vindo em nosso auxílio nos momentos em que enfrentamos maiores dificuldades.

Sonhar com Nossa Senhora de Fátima é uma poderosa bênção para todos aqueles que nela crêem com fé e devoção. Este sonho traz alento e esperança ao coração e vem recordar que nunca estamos sós, mesmo quando nos sentimos mais perdidos e desamparados.

Quando Nossa Senhora de Fátima vem ao nosso encontro num sonho, isso significa que estamos a receber uma ajuda celestial especial. Possivelmente enfrentamos uma situação que é particularmente difícil, e Nossa Senhora vem pedir-nos que continuemos a ter esperança na possibilidade de um milagre. 

Embora este sonho, por si só, não garanta que seremos bem-sucedidos ou que a situação irá desenvolver-se da forma que esperamos, ele vem dizer-nos que não estamos sozinhos e que Deus está a olhar por nós neste momento, amparando-nos, e que aquilo que acontecer será para o nosso bem.

 

Quando Nossa Senhora de Fátima aparece num sonho, haverá uma abertura de caminhos na sua vida a vários níveis. Este sonho indica que estão para chegar muitas bênçãos e pode até realizar-se um milagre.

Nossa Senhora de Fátima pede-lhe que continue a ser honesto, íntegro e fiel a si próprio e, dessa forma, conseguirá chegar onde deseja, mesmo que possa ter de enfrentar provas ou de esperar mais do que desejaria.

A principal mensagem deste sonho é de esperança e tranquilidade: não deixe que os medos e as dúvidas se sobreponham à confiança em si e nas suas capacidades, confie em Deus e acredite que está a ser ajudado.

Se no seu sonho Nossa Senhora de Fátima está a abençoá-lo, isso significa que Deus está feliz consigo e com a sua conduta. Os seus atos não estão a passar despercebidos, Deus reconhece que está no bom caminho e que o seu coração é puro e cheio de bondade. Esta mensagem é ainda mais forte se os três Pastorinhos também aparecem no seu sonho, trazendo-lhe alento e reafirmando que a sua integridade irá sempre mantê-lo protegido no caminho do Bem e da verdade.

Se Nossa Senhora de Fátima falou consigo, preste muita atenção à mensagem que ela lhe trouxe, pois será bastante importante para a sua vida presente e futura. De um modo geral, este sonho anuncia que os problemas serão facilmente resolvidos.

Se Nossa Senhora de Fátima estava triste no seu sonho, ou mesmo a chorar, isso significa que Deus tem compaixão por si e sabe que está a atravessar por um período de tormento, vindo lembrá-lo que está a olhar por si e que deve ter força pois as dificuldades acabarão por passar.

 

Atenção! Se sonhou com uma imagem de Nossa Senhora de Fátima e esta estava partida ou lascada, esse sonho serve como uma advertência relativamente à sua conduta e ao seu comportamento. Alguma coisa não está a ser feita da forma correta e as suas ações estão a ser avaliadas por Deus, servindo este sonho como um aviso para que altere a maneira como tem lidado com alguma situação em destaque na sua vida. 

Oração para fazer um pedido a Nossa Senhora de Fátima

 

Nossa Senhora de Fátima, que apareceu aos três Pastorinhos e veio trazer esperança ao coração dos homens, olha por nós em todos os momentos e, com a sua piedosa compaixão, encaminha os nossos pedidos a seu filho Jesus e a Deus Nosso Senhor.

Oração poderosa para obter uma graça de Nossa Senhora de Fátima

Santíssima Virgem,
que nos montes de Fátima vos dignastes revelar aos três pastorinhos
os tesouros das graças que podemos alcançar ao rezar o santo rosário,
ajudai-nos a apreciar sempre mais esta santa oração,
a fim de que, meditando sobre os mistérios da nossa redenção,
alcancemos as graças
que insistentemente vos pedimos

(pedir a graça).

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos,
livrai-nos do fogo do inferno,
levai as almas todas para o Céu e socorrei
principalmente as que mais precisarem.

Nossa Senhora do Rosário de Fátima, 
rogai por nós. 

 

Os milagres de Fátima

 

A aparição e os três segredos

No dia 13 de maio de 1917, por volta do meio-dia, os três jovens, Lúcia, Francisco e Jacinta reuniram-se para rezar o terço. Assim que terminaram as orações foram pastorear as ovelhas num local próximo da Cova da Iria, concelho de Aljustrel em Fátima. De repente viram um clarão sobre uma Azinheira e de imediato pensaram que fosse um relâmpago a anunciar chuva. Quando se preparavam para abandonar o local, para se protegerem da chuva, avistaram um segundo clarão, foi quando perceberam que não estavam perante a proximidade de um temporal, mas sim na presença de uma misteriosa luz. Olharam com mais atenção e viram uma mulher, que segundo as palavras de Lúcia que na altura tinha 10 anos, possuía uma aparência etérea:

Era uma Senhora vestida de branco e mais brilhante que o Sol, espalhando luz mais clara e intensa que um copo de cristal cheio de água cristalina, atravessado pelos raios do sol mais ardente.”

Nossa Senhora: Não tenhais medo. Eu não vos faço mal.

Lúcia: Donde é Vossemecê?

Nossa senhora: Sou do Céu (e Nossa Senhora ergueu as mãos apontando o Céu).

Lúcia: - E que é que Vossemecê me quer?

Nossa Senhora: Vim para vos pedir que venhais aqui seis meses seguidos, no dia 13, a esta mesma hora. Depois dir-vos-ei quem sou e o que quero.

 

Os três segredos revelados por Nossa Senhora

As aparições de Nossa Senhora de Fátima repetiram-se por mais 5 vezes nos meses que se sucederam. Na segunda aparição, que ocorreu a 13 de junho de 1917, a Virgem revelou aos três pastores que Jesus queria estabelecer no mundo a devoção ao seu Imaculado Coração como forma de reparação dos pecados cometidos pelos homens.

Foi na aparição do dia 13 de julho de 1917 que Nossa Senhora revelou três segredos aos pastorinhos.

Primeiro segredo – Visão do Inferno

Lúcia descreve a visão do Inferno com as seguintes palavras:"… mostrou-nos um grande mar de fogo que parecia estar debaixo da terra. Mergulhados nesse fogo estavam os demónios e as almas, como se fossem brasas transparentes e negras, ou bronzeadas com forma humana, que flutuavam no incêndio levadas pelas chamas que delas mesmas saíam, juntamente com nuvens de fumo, caindo para todos os lados, semelhante ao cair das fagulhas nos grandes incêndios sem peso nem equilíbrio, entre gritos e gemidos de dor e desespero que horrorizava e fazia estremecer de pavor. Os demónios distinguiam-se pelas suas formas horríveis e asquerosas de animais espantosos e desconhecidos, mas transparentes e negros. Esta vista foi um momento, e graças à nossa boa Mãe do Céu que antes nos tinha prevenido com a promessa de nos levar para o Céu, se assim não fosse, creio que teríamos morrido de susto e pavor. Em seguida, levantámos os olhos para Nossa Senhora que nos disse com bondade e tristeza:

- Vistes o Inferno, para onde vão as almas dos pobres pecadores. Para as salvar, Deus quer estabelecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração. Se fizerem o que eu disser salvar-se-ão muitas almas e terão paz. “

 

Segundo segredo – O Imaculado Coração de Maria

Em todas as aparições nossa senhora pede sempre que rezem o terço para que não se perdessem as almas no inferno. Para obterem a salvação, Nossa Senhora pede aos homens a devoção ao seu Imaculado Coração como remédio para a cura de todos os males que assolam a humanidade. Nossa Senhora pede também a Consagração da Rússia ao seu Imaculado Coração.

“ - A guerra vai acabar, mas se não deixarem de ofender a Deus, no reinado de Pio XI começará outra pior. Quando virdes uma noite, alumiada por uma luz desconhecida (os astrónomos registaram uma aurora boreal que iluminou os céus da Europa na noite de 25 para 26 de janeiro de 1938), sabei que é o grande sinal que Deus vos dá de que vai punir o mundo pelos seus crimes, por meio da guerra, da fome e de perseguições à Igreja e ao Santo Padre. Para a impedir virei pedir a consagração da Rússia a meu Imaculado Coração e a comunhão reparadora nos primeiros sábados. Se atenderem aos meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz, se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja, os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão aniquiladas. Por fim o meu Imaculado Coração triunfará. O Santo Padre consagrar-me-á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo algum tempo de paz.”

 

Terceiro segredo - O atentado ao Papa

Só ao fim de 83 anos este segredo se tornou do conhecimento público, quando a 13 de maio de 2000 o Secretário de Estado do Vaticano, Ângelo Sodano o partilhou com a humanidade.

"Então vimos ao lado esquerdo de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fogo na mão esquerda; ao cintilar, soltava chamas que pareciam incendiar o mundo; mas apagavam-se com o contacto do brilho que Nossa Senhora soltava da mão direita ao seu encontro. O Anjo apontando com a mão direita para a terra, com voz forte dizia: "Penitência, Penitência, Penitência!"

“E vimos numa luz imensa que é Deus algo semelhante a como se veem as pessoas num espelho quando lhe passam por diante, um Bispo vestido de branco, tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre. Vários outros Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subiam uma pedregosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fora de sobreiro com a casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meia em ruínas, e meio trémulo com andar vacilante, acabrunhado de dor e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de joelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam vários tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns atrás dos outros os Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas e várias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de várias classes e posições. Sob os dois braços da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal na mão, onde recolhiam o sangue dos Mártires e com ele regavam as almas que se aproximavam de Deus."

No dia 15 de agosto de 1917, Nossa Senhora aparece aos 3 pastores e fala sobre as bênçãos de cura que Lúcia lhe pede, dizendo que a cura será só para alguns. Depois Nossa Senhora pede a Lúcia a oração e a penitência pelos pecadores:

- Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o Inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas.

A 13 de setembro de 1917 os 3 videntes viram, como de costume, o reflexo de uma luz e, a seguir, Nossa Senhora apareceu sobre a azinheira.

“- Continuem a rezar o terço para alcançarem o fim da guerra. Em outubro, virá também Nosso Senhor, Nossa Senhora das Dores e do Carmo, São José com o Menino Jesus, para abençoarem o Mundo. Deus está contente com os vossos sacrifícios, mas não quer que durmais com a corda. Trazei-a só durante o dia.

Lúcia: Têm-me pedido para Lhe pedir muitas coisas, a cura de alguns doentes, de um surdo-mudo.

Nossa Senhora: Sim, alguns curarei. Outros não. Em outubro farei o milagre para que todos acreditem.

A 13 de outubro de 1917 ocorreu a última aparição de Nossa Senhora, com a presença de cerca de setenta mil pessoas. Nossa Senhora pediu que erguessem naquele local uma capela em sua honra. Depois da aparição, todos os presentes testemunharam o milagre que a Virgem prometera às três crianças – O Milagre do Sol. O Sol, assemelhando-se a um disco de prata, podia ser fitado sem dificuldade e sem ferir os olhos. Girava sobre si mesmo desenhando uma espécie de ziguezague, parecendo ir despenhar-se no chão. De repente retomou o seu lugar no céu.

Segundo Lúcia, nesta última aparição viram algo mais que a Virgem Mãe de Jesus: “Assim que Nossa Senhora desapareceu na imensa distância do firmamento, viram, ao lado do sol, S. José com o Menino Jesus e Nossa Senhora vestida de branco, com um manto azul. Era a Sagrada Família. Lúcia descreve assim a visão da Sagrada família:

" - S. José com o Menino pareciam abençoar o Mundo com uns gestos que faziam com a mão em forma de cruz. Pouco depois, desvanecida esta aparição, vi Nosso Senhor acabrunhado de dor a caminho do Calvário e Nossa Senhora que me dava a ideia de ser Nossa Senhora das Dores."

" - Nosso Senhor parecia abençoar o Mundo da mesma forma que S. José. Desvaneceu-se esta aparição e pareceu-me ver ainda Nossa Senhora, em forma semelhante a Nossa Senhora do Carmo."

Com isto, o ciclo das aparições em Fátima estava concluído.

Purifique as energias do seu lar com apenas dois ingredientes

 

A nossa casa acumula as energias que todos os dias levamos connosco da rua, do local de trabalho, das situações de tensão que enfrentamos. Se não for feita uma limpeza energética com regularidade, a energia densa permanece, deixando-nos cansados e desanimados. Conheça a dica caseira para limpar as energias de sua casa utilizando apenas dois ingredientes.

A melhor maneira de manter o seu lar com energia positiva consiste em fazer rituais de limpeza energética com regularidade. Deve fazer uma defumação uma vez por mês e ter sempre cristais, plantas e amuletos que sirvam como escudo protetor. Para além disso, alguns rituais e simpatias usam métodos caseiros que, apesar de serem simples e fáceis de executar, contribuem de forma muito eficaz para limpar a energia do espaço onde descontraimos, onde repomos energia, onde nos alimentamos e onde fortalecemos a nossa essência.

Para fazer este ritual de limpeza energética precisa apenas de água e dois ingredientes: canela e cravinho-da-Índia.

Para além das suas propriedades para a saúde, a canela é reconhecida na magia como um ingrediente de alto valor energético. Ela traz energia, dinamismo, desbloqueia as situações e melhora o seu desenvolvimento, acelerando os resultados. A nível pessoal, a canela interage com a nossa energia contribuindo para ter mais força para enfrentar obstáculos, coragem e capacidade para tomar as melhores decisões. Também ajuda a estimular a paixão, os sentimentos ardentes e a garra para defender aquilo em que acreditamos e o que sentimos.

O cravinho-da-Índia, que a nível de saúde tem propriedades anti-inflamatórias, contribuindo para fortalecer as defesas do organismo, tem um forte poder de proteção energético. Diz-se que afasta inimigos, maldições, invejas e todos os tipos de energias de baixa vibração, revitalizando o nosso campo energético e deixando-nos mais fortes.

Este ritual de limpeza energética combina as propriedades destes dois ingredientes e dessa forma limpa quaisquer energias negativas, ao mesmo tempo que atrai a sorte e a prosperidade para a sua vida.

Tudo o que precisa de fazer é:

- Ferver uma caneca de água (aprox. 250 ml)

- Deitar a água a ferver sobre 7 cravinhos-da-Índia e 7 paus de canela.

- Deixar ficar num recipiente sem tampa, de preferência numa divisão da casa onde passa mais tempo e que esteja próxima da porta de entrada.

- A água com canela e cravinho vai libertar um aroma purificador, que interage consigo e que o ajuda a ter maior clareza mental, melhorando também a sua disposição.

- Deixe ficar até ao dia seguinte. Depois de frio, pode colocar este preparado num borrifador e, com ele, borrifar a porta de entrada e as janelas, os tapetes, cortinados e outros elementos de decoração da casa.

Repita mensalmente, de preferência no início do mês, ou sempre que sentir necessidade de purificar o ambiente.

 

Dica extra: Misture dois paus de canela com 3 cravinhos-da-Índia e junte a uma caneca de água a ferver. Coe e beba morno: este chá favorece o bom funcionamento do organismo, ajuda a emagrecer e a controlar os níveis de açucar no sangue.

Conheça o significado dos símbolos ligados a Nossa Senhora de Fátima

 

A misteriosa aparição de Nossa Senhora aos três Pastorinhos, na Cova da Iria, em Fátima, é um milagre rodeado de mistério e carregado de emoção. Conheça o simbolismo que está associado a cada um dos elementos que ainda hoje são usados para representar a aparição de Nossa Senhora de Fátima.

A Coroa de Nossa Senhora

Nossa Senhora de Fátima tem na cabeça uma coroa que simboliza a sua coroação como Rainha do Céu e da Terra, remetendo ao quinto Mistério Glorioso que faz parte do Terço.

                                                        Veja aqui o que são os Mistérios do Rosário

O Manto e a Túnica Brancos

Nossa Senhora é representada com um manto e uma túnica brancos, que simbolizam a pureza de Maria, e os motivos e o debruado a dourado representam a Igreja  como um todo.

 

As 12 Estrelas

Em algumas imagens Nossa Senhora de Fátima tem 12 estrelas em redor da sua cabeça, que simbolizam os 12 Apóstolos e também a importância da igreja na vida e no coração dos homens.

 

Os raios luminosos

Muitas vezes Nossa Senhora tem uma aura feita de raios luminosos que se desprendem da sua imagem. Eles representam os milagres e graças que serão obtidos através da oração a Maria. A aura de Nossa Senhora relembra o infinito poder da graça de Deus.

 

O Rosário

Nossa Senhora segura nas mãos o terço porque foi esse o seu pedido quando apareceu aos três pastorinhos: Nossa Senhora pediu que se rezasse todos os dias o terço, incentivando-os ao explicar que cada Avé Maria que rezamos é como uma rosa que lhe oferecemos. Desse simbolismo surgiu a designação "rosário", que é composto por três terços, ou seja, 150 Avé Marias.

                                                                        Veja aqui Como rezar o Terço

Os três Pastorinhos

Os três pastorinhos são muitas vezes representados ajoelhados perante Nossa Senhora, por vezes tendo até uma ou duas ovelhas ao seu lado, evocando assim o momento da aparição. As três crianças, Lúcia, Francisco e Jacinta, estavam a pastorear as suas ovelhas quando Nossa Senhora lhes apareceu.

 

A mensagem de Nossa Senhora de Fátima

Da mensagem que Nossa Senhora de Fátima deixou aos três Pastorinhos, destaca-se o pedido insistente para que todas as pessoas rezassem:

“Rezai o Terço todos os dias. Rezai, rezai muito! E fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o Inferno, por não haver quem se sacrifique e peça por elas. Quando rezardes o Terço, dizei depois de cada mistério: Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do Inferno. Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem.”

Nossa Senhora de Fátima pediu também que não houvesse mais ingratidão a Deus por parte dos homens:

                            “Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor, que já está muito ofendido.”