Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

Como estão os astros em Maio? Conheça a energia do mês

Em Maio o Sol atravessa o signo Touro, e a energia dominante carateriza-se pela materialização de projetos, pela construção sólida, sem pressas, pelo progresso consistente e pela dedicação à família e aos afetos. O mês começa sob a influência da Super Lua Cheia em Escorpião, que ocorreu no final de Abril, e pelo facto de Plutão ter ficado retrógrado. No final de Maio, também Mercúrio ficará retrógrado. A energia dominante do mês convida-nos a ponderar e a refletir antes de avançar, e lembra-nos que tudo o que vale a pena leva o seu tempo.

Nos últimos dias de Abril dois acontecimentos cósmicos marcantes trouxeram uma mudança a nível energético: na madrugada do dia 27 tivemos a primeira Super Lua Cheia do ano, que ocorreu no signo Escorpião e trouxe ao de cima emoções mais fortes e, logo no dia seguinte, Plutão ficou retrógrado, quebrando um período em que tivemos todos os planetas em movimento direto. Plutão é o planeta regente de Escorpião e, como tal, ao ficar retrógrado pode intensificar ainda mais algumas situações despoletadas pela Super Lua Cheia neste signo. As emoções mais profundas e escondidas podem ter vindo ao de cima, havendo o reaparecimento de situações relacionadas com a esfera afetiva.

Quando Plutão fica retrógrado, passamos por um profundo e demorado processo de transformação interior, do qual só nos apercebemos, geralmente, quando já está em curso avançado ou até depois de ter terminado. Estas mudanças operam ao nível mais interno, fazendo-nos sentir que, de alguma forma, "já não somos as mesmas pessoas". Podemos sentir a necessidade de mudar de hábitos, de estar com pessoas diferentes, de aprender sobre novos assuntos, ou, também e por outro lado, podemos sentir que já não estamos dispostos a tolerar certo tipo de situações ou de manter compromissos e ligações afetivas ou profissionais, com as quais já não nos identificamos. Plutão é chamado o "senhor do submundo", sendo o planeta que governa tudo aquilo que está mais escondido dentro de nós. As revoluções por ele trazidas são subtis, insinuando-se lentamente, mas são profundamente transformadoras.

Este processo de transformação que agora se inicia marca a energia de Maio, caraterizada pela passagem do Sol pelo ponderado signo Touro. Quando o Sol atravessa este signo, o Universo convida-nos a saber apreciar cada momento, sem pressas, e a construir, passo a passo, tudo aquilo que desejamos ver crescer na nossa vida.

Para além do Sol, também Vénus se encontra no signo Touro, do qual é regente, o que favorece o romance, o fortalecimento dos laços afetivos, a apreciação genuína da companhia de quem amamos.

Touro é um signo especialmente romântico e, embora leve tempo a ser conquistado, constrói laços que (assim espera) duram para toda a vida. Dá uma grande importância à família, aos amigos de longa data, à estabilidade trazida por um compromisso sólido.

Começamos o mês com Mercúrio também em Touro e Marte em Caranguejo, reforçando a tendência para viver de forma mais calma e serena, com um foco bem definido nas nossas metas e com um empenho constante, mas tranquilo. Mercúrio entra no signo Gémeos logo no dia 3, sendo um dos signos do qual é regente e com o qual, por isso, se sente mais "confortável". Com Mercúrio em Gémeos a comunicação está favorecida, a troca de ideias é mais ágil e é mais fácil chegar a novas soluções, graças à celeridade com que a informação circula. No final do mês, contudo, Mercúrio ficará retrógrado, sendo de aproveitar bem o período até dia 29 para avançar com ideias e projetos, uma vez que, depois dessa data, há maiores riscos de que os planos sejam gorados.

No dia 8 é Vénus que também entra no signo Gémeos, o que favorece os novos contactos, a comunicação à distância, as novas amizades e o alargamento da rede social (nomeadamente através das redes sociais). Com Vénus em Gémeos é mais fácil encontrar pontos de interesse em comum com outras pessoas e descobrir pessoas que trazem novidades à nossa vida. As relações tornam-se mais leves, divertidas, e o contacto com os outros assenta mais na cumplicidade e no companheirismo do que na obrigatoriedade ou no compromisso.

A energia de Touro atinge o seu pico no dia 11 de Maio, quando a Lua e o Sol se juntam neste signo, na Lua Nova. A Lua Nova em Touro é favorável para fazer projetos e definir estratégias concretas para alcançá-los - sendo um signo do Elemento Terra, Touro não cria castelos no ar, pois procura viver assente naquilo que, no plano terreno, lhe pode oferecer a estabilidade e a segurança de que precisa.

Júpiter, o planeta do alargamento de horizontes e da expansão, entra em Peixes no dia 13, o que favorece o sonho e o romantismo. Embora possa fazer com que facilmente alimentemos expetativas altas, Júpiter em Peixes ajuda-nos a recuperar a fé, se a perdemos, e a ganhar uma esperança renovada naquilo que a vida tem para nos trazer.

O Sol deixa Touro para entrar no signo Gémeos no dia 20, o que faz com que haja maior leveza energética a partir dessa data. Com o Sol, Vénus e Mercúrio então em Gémeos, é mais fácil sentir otimismo e curiosidade natural, assim como a vontade de fazer algo novo, de aprender mais, de estar em contacto com os outros e de trocar ideias. Gémeos é, por excelência, o signo da comunicação, e quando há uma forte ênfase planetária neste signo todos nós somos influenciados por esta tendência para a expansão e para a comunicação. Os signos cuja energia é menos compatível com a de Gémeos e que tendem a ser mais introvertidos ou menos expansivos podem, durante este período, sentir maior pressão e desgaste, porque não lidam bem com esta energia. Tal é o caso de Capricórnio, Virgem e Escorpião, que podem ter maiores dificuldades neste período.

No dia 23 de Maio Saturno fica retrógrado. Plutão estava retrógrado desde o dia 28 de Abril e, agora, também Saturno se junta a esta energia de travagem e introspeção. Saturno retrógrado pode obrigar-nos a rever lições que ainda não aprendemos, forçando-nos a lidar novamente com situações que evitámos ou que não quisemos resolver. Saturno retrógrado faz-nos também lidar de perto com as questões relacionadas com os compromissos que assumimos ou ponderamos vir a assumir.

No dia 26 de Maio teremos a Lua Cheia em Sagitário com um eclipse lunar total, o qual será o primeiro eclipse do ano e, sendo total, terá um forte impacto a nível energético. É habitual que os eclipses tragam acontecimentos inesperados, revelações súbitas, epifanias, reencontros. Tendo em conta que Saturno ficou retrógrado três dias antes e, três dias depois, também Mercúrio ficará retrógrado, o eclipse lunar da Lua Cheia em Sagitário pode marcar um dos pontos-chave no ano, colocando-nos noutra posição em relação ao nosso caminho e às situações mais importantes na nossa vida.

A 29 de Maio, Mercúrio fica retrógrado e está em Gémeos, alertando para que, até ao dia 22 de Junho, quando volta a estar direto, tenhamos de redobrar a atenção com todos os assuntos que dizem respeito à comunicação, assinatura de contratos, documentação importante, provas e exames, para além dos mal-entendidos que podem também ocorrer na comunicação diária com os outros.

Em suma, Maio é um mês que, embora calmo, começa a preparar-nos lentamente para um trabalho de introspeção e de profunda transformação interior. A energia dominante do mês aconselha-nos a avançar com segurança, a ver a vida com esperança e fé e, à medida que Mao avança, a tendência para que as situações abrandem e se desenrolem de forma mais lenta vai ganhando expressão. Pode haver claras mudanças de rumo, mais perto do fim do mês e, mesmo que não sejamos capazes de compreender de imediato para onde somos levados, seremos ajudados pelas próprias circunstâncias a irmos ao encontro daquilo que viemos cumprir, do propósito que trouxemos a esta vida.

Como estão os astros em Abril 2021? Conheça a energia do mês!

 

Abril convida-nos a explorar novos horizontes, mesmo que geograficamente continuemos a ter restrições de circulação, e a expandir-nos para além daquilo que já conhecemos. Com uma energia dominante focada na ação e na conquista, este mês pode ser uma importante pedra basilar na construção ou no fortalecimento da nossa segurança.

Durante boa parte do mês de Abril, o Sol transita pelo signo Carneiro, contagiando-nos com a sua energia voltada para a ação, para o impulso criativo e para a motivação para alcançar metas.

Vénus também se encontra em Carneiro, matizando as nossas emoções e a forma como as expressamos com esta tendência para querer exteriorizar o que vai dentro de nós e partir à conquista do que faz vibrar mais intensamente o nosso coração.

Mercúrio entra em Carneiro logo no dia 3, fazendo com que também no plano mental estejamos a ser governados por este signo. Com Mercúrio em Carneiro a partilha de ideias é veloz, a troca de informações processa-se com avidez e agilidade, estamos motivados a apostar em novos caminhos, em explorar novas ideias e até a aventurarmo-nos para além daquilo que conhecemos e dominamos.

Carneiro é conhecido pela sua impulsividade e pela garra impetuosa com que abraça os desafios e, enquanto há uma forte incidência desta energia, seja qual for o nosso signo do Zodíaco, existe maior propensão para que sejamos levados a agir de acordo com ela. No caso dos signos que não estão em harmonia com a energia de Carneiro, como é o caso de Caranguejo ou Capricórnio, este período pode apresentar-lhes maiores desafios e uma constante tensão interior, causada pela dificuldade em saber gerir aquilo que lhes é pedido, que muitas vezes os convida, ou até obriga, a sair da sua área de conforto.

Embora a energia de Abril seja focada na ação e ajude a lançar novas bases para o futuro, assim como a avançar no sentido da realização das nossas metas e ambições, pode haver também alguma dificuldade em compreender com clareza o que precisa de ser feito, devido ao efeito da quadratura de Marte com Neptuno, que nos deixa num certo impasse. Marte impele-nos a agir mas, ao formar um aspeto tenso com Neptuno, o planeta da ilusão e do sonho, a sua energia fica difusa. É preciso evitar alimentar ideias que podem rapidamente ganhar proporções descontroladas e que não passam de criações da nossa mente, já que nem sempre será fácil manter os pés assentes na terra. Esta quadratura ocorre no dia 9, mas será sentida durante todo o mês.

No dia 12 de Abril a energia de Carneiro atinge a sua expressão máxima, quando o Sol e a Lua Nova se encontram neste signo. Esta data marca um período particularmente favorável para tudo o que envolva o começo de algo. Um novo relacionamento ou projeto iniciado nesta fase estarão particularmente favorecidos. Os ânimos estarão, ainda assim, bastante exaltados, porque esta Lua Nova, que é considerada uma das alturas mais favoráveis do ano para lançar novas sementes e para manifestar os nossos desejos, coincide com um aspeto tenso entre Vénus, que está em Carneiro, e o explosivo planeta Plutão, que se encontra em Capricórnio. Pode haver paixões que explodem de forma inesperada, tensões e conflitos num relacionamento e, sobretudo, sentimentos difíceis de conter e controlar.

A 14, Vénus deixa Carneiro para entrar em Touro, um dos signos de que é regente. Vénus em Touro sente-se em casa e ajuda-nos a encontrar o prazer que se esconde nas coisas mais simples, nas práticas mais mundanas. Ajuda-nos, também, a olhar com calma para aquilo que nos rodeia e a descobrir a beleza que existe no que temos à nossa volta, nas relações que nos trazem segurança, no bem-estar proporcionado por algo tão simples como uma refeição de conforto.

O dia 18 de Abril é especialmente favorável para a comunicação e para a expressão individual, já que Mercúrio forma uma conjunção ao Sol, unindo energias. Ambos estão prestes a deixar Carneiro, sendo esta fase uma boa oportunidade para dizer o que precisa de ser dito.

No dia 19 de Abril o Sol entra em Touro e a energia dominante abranda: passamos do signo mais impulsivo para um dos mais lentos do Zodíaco. Touro é prudente por natureza e pondera longamente sobre os assuntos antes de tomar uma decisão. Quando o Sol se encontra em Touro somos movidos a saber esperar com paciência que cheguem os frutos daquilo que plantámos. A energia do Sol em Touro lembra-nos que é importante cuidar com atenção e dedicação de tudo aquilo que nos é querido. As emoções, sendo menos impetuosas, tornam-se por outro lado mais intensas e profundas: Touro ama com total entrega e empenho, sendo também caraterizado pelo ciúme e pela possessividade nos seus afetos. A energia do Sol em Touro deixa-nos mais reflexivos, por um lado, mas também nos faz dedicar mais atenção a tudo o que temos, ao que valorizamos, e àquilo que desejamos alcançar. Touro é muito ambicioso e, procurando segurança e estabilidade, não tem pressa em chegar às suas metas, pois prefere a solidez à velocidade.

A última parte do mês é bastante intensa na esfera afetiva e pode fortes emoções. O mês despede-se com uma grande profundidade emocional, que pode trazer importantes mudanças nos relacionamentos e pôr em destaque emoções que estavam escondidas ou, aparentemente, controladas. 

A 22, Vénus forma uma conjunção com Úrano e, como no dia 23 Marte entra em Caranguejo, estes dias podem trazer uma forte carga emotiva ao nosso quotidiano. Tenha atenção à tendência para estar mais sensível a tudo o que lhe dizem ou fazem, evitando explosões e manifestações dramáticas exageradas.

A 27 de Abril temos uma das Luas Cheias mais intensas do ano: é a primeira Super Lua deste ano e opõe o explosivo Sol em Touro com a complexa Lua em Escorpião.

Para além de opôr dois signos cuja energia incide de forma muito intensa na esfera emocional, esta Lua Cheia é ainda mais explosiva porque o Sol está em conjunção com Úrano, o planeta das mudanças, e em quadratura a Saturno. Pode haver acontecimentos "bombásticos" e totalmente inesperados, que podem surgir de forma abrupta mas que visam abanar as nossas estruturas para que possamos fortalecer depois as nossas bases. 

Neste mesmo dia Plutão fica retrógrado, quebrando um período em que todos os planetas estavam em movimento direto. Plutão retrógrado vai remexer com as nossas emoções mais profundas e vai fazer-nos confrontar medos e assuntos que preferimos esconder. Os seus efeitos podem não ser imediatamente sentidos mas, até dia 6 de Outubro, quando volta a estar direto, Plutão retrógrado vai fazer-nos questionar o nosso poder pessoal e tudo o que lhe diz respeito.

No final do mês teremos o Sol, Úrano, Vénus e Mercúrio em Touro, existindo então um predomínio desta energia que, sendo mais pesada e lenta, nos convida a dar solidez e estrutura a tudo o que desejamos construir.

Como estão os astros em Março 2021?

 

Depois de um mês de Fevereiro que foi intenso a nível astrológico e que pode ter trazido alguma instabilidade e mudanças difíceis de integrar no nosso dia-a-dia, Março começa sob a influência da Lua Cheia em Virgem, que fechou Fevereiro com maior tranquilidade e que nos ajuda a reencontrar o equilíbrio neste novo mês.

A Lua Cheia em Virgem, no dia 27 de Fevereiro, ajudou a trazer maior estabilidade mental e o sentimento de que é possível lidar com aquilo que a vida nos apresenta, ao ajudar-nos a ser mais disciplinados naquilo que fazemos e no que pensamos, e mais ponderados nas nossas expetativas. A influência desta Lua Cheia estende-se durante os primeiros dias de Março.

Este mês é caraterizado pela passagem do Sol pelo signo Peixes, aquele que, sendo o último do Zodíaco, é o que está mais ligado ao transcendente e à aceitação de que nem tudo o que existe pode ser compreendido pela mente consciente, mas pode e deve ser sentido pela centelha Divina que habita em nós, a dimensão espiritual do nosso ser. O Sol em Peixes estimula a compaixão pelos outros e por nós próprios e a sensibilidade à voz silenciosa do nosso coração, assim como a preocupação constante em relação a todos aqueles que reconhecemos precisarem do nosso amparo e da nossa compreensão.

Vénus também se encontra em Peixes até ao dia 21 de Março, o que faz com que o nosso coração sinta maior necessidade de estabelecer uma conexão mais significativa e profunda com aqueles que são importantes para nós, embora, porque a energia de Peixes é difusa e difícil de compreender, nem sempre saibamos definir concretamente o que esperamos dos outros ou o que procuramos para que a nossa vida tenha maior sentido e significado. Sentimos maior compaixão pelos outros e procuramos estar mais próximos deles, mas nem sempre conseguimos expressar as nossas necessidade de forma eficiente ou compreender aquilo de que uma relação precisa para prosperar.

Logo no dia 3 de Março Marte entra em Gémeos, o que é uma posição muito mais confortável para este planeta, que passou os últimos tempos em Touro, onde a sua energia se sentia contida e, como tal, mais facilmente degenerava em sentimentos de raiva e de revolta. Marte em Gémeos espicaça a nossa vontade de aprender mais, de conversar mais, de partilhar ideias e, embora possa propiciar discussões acesas uma vez que a agressividade verbal é uma das fraquezas de Marte neste signo, também nos pode dar uma preciosa ajuda em questões relacionadas com a valorização pessoal, o crescimento profissional e o alargamento de horizontes, para além de, de forma muito positiva, fazer com que seja mais fácil encontrar soluções, ao dar-nos a motivação para experimentar caminhos diferentes daqueles que estamos habituados a percorrer.

A energia de Peixes, que está em destaque ao longo de todo o mês, é especialmente enfatizada a meio de Março: no dia 13 temos uma Lua Nova neste signo, unindo a energia do Sol e da Lua em Peixes, e no dia 15 é Mercúrio que também entra neste signo. Esta fase é muito favorável para ganhar uma compreensão mais profunda a respeito das situações, permitindo-nos ver "para além do que é visível", e ajudando-nos a compreender as motivações dos outros, e de nós próprios, para lá daquilo que é mostrado. Durante os próximos tempos, Mercúrio em Peixes acentua a nossa intuição e o conhecimento espiritual, ajudando-nos a agir mais de acordo com aquilo que sentimos, de forma inexplicável, ser o mais correto ou adequado para que possamos alcançar aquilo que desejamos ou ir ao encontro do que entendemos ser o nosso propósito de vida.

A partir do dia 20 acontece uma importante mudança energética: o Sol entra em Carneiro, ao mesmo tempo que temos o Equinócio da Primavera, que marca o reflorescimento da Natureza e o aumento progressivo das horas de luz solar. A energia dominante passa a ser marcada pela ação, pelo impulso, pela sede de conquista e pela garra do Fogo. As paixões intensificam-se e os ânimos exaltam-se. Quando o Sol se encontra em Carneiro, tendemos a querre agir, fazer acontecer, e mostrarmos mais quem somos e o que valemos. Para trás ficam os tempos de recolhimento e reflexão: a partir daqui, a expressão passa a estar em destaque.

No dia 21, Vénus também entra em Carneiro, intensificando esta energia. Os afetos ganham uma dimensão mais fervorosa e tendemos a ser menos pacientes quando o comportamento e as respostas dos outros não correspondem àquilo que deles esperávamos. Não queremos esperar, porque sentimos que o tempo nos foge e que não temos mais um minuto a perder.

Março despede-se, astrologicamente, com uma Lua Cheia em Balança, que nos ajuda a definir melhor o equilíbrio entre nós e os outros, entre o que o nosso ego nos pede e o que a nossa alma deseja. Oposta ao fervoroso Sol em Carneiro, a Lua Cheia em Balança ajuda a dosear melhor a energia que investimos, lembrando-nos que é muito importante saber escolher as batalhas que travamos e aquilo em que apostamos com entrega e devoção.

Março é, pois, um mês propício a um despertar sereno, em que lentamente nos vamos aventurando a expressar o que procuramos e a avançar no sentido que nos parece mais certo, de acordo com as metas que establecemos para nós. Assim como a Primavera sempre volta, sejam quais forem as circunstâncias que o Mundo enfrenta, também nós temos sempre a possibilidade de ser mais quem somos, mesmo que para isso precisemos de, primeiro, incubar com afeto, zelo e cuidado os sonhos que vão crescendo dentro de nós.