Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

O significado simbólico, esotérico e místico dos Solstícios de Inverno e Verão!

Diversas religiões consideram os dias de Solstício e

Equinócio como sendo dias Mágicos, uma vez que

são em tais momentos que ocorre a mudança das

estações.

Por ser o dia de maior noite no ano, o solstício de

Inverno (21 de Dezembro, no hemisfério Norte e

21 de Junho no hemisfério Sul) é associado à morte,

ao desconhecido ou à escuridão, enquanto que o

dia de maior claridade (21 de Junho, no hemisfério

Norte e 21 de Dezembro no hemisfério Sul) é

associado a Vida ou à Luz (solstício de Verão).

Na antiguidade, as iniciações eram feitas sempre

no solstício de Inverno, porque sendo o ultimo dia

de maior noite, significava a marca do inicio do ciclo

de dias de luz cada vez maiores; significava ainda

a saída do mundo dos mortos (a noite, a escuridão),

ou a entrada no mundo dos vivos (o dia, a Luz).

As iniciações tinham assim o significado de renascer,

ou nascer de novo para a Luz; o renascimento assume

assim o significado simbólico da vida que se renova,

após a grande noite (morte).

No Egipto antigo, os Faraós eram reiniciados a cada

novo solstício de inverno. As Pirâmides foram

construídas em alinhamento para receber o Sol de

frente à porta de entrada, exactamente no dia do

solstício de Inverno.

Em diversas outras civilizações, as grandes obras

de arquitectura foram construídas com este

alinhamento e com este objectivo.

 

 

 

A chegada do verão

Solstício de Verão

Os solstícios ocorrem a 21 de Junho e 21 de Dezembro. São o momento em que o sol está no seu ponto mais afastado da linha do equador e marcam o inicio das estações. No hemisfério Norte o solstício de verão é no dia 21 de Junho e no hemisfério sul, dia 21 de Dezembro.
Hoje, Às 11.28 passamos da primavera para o verão. Esta este fenómeno chama-se Solstício de verão e deu origem a cultos muito antigos dedicados ao sol.
Solstício vem do latim e significa sol parado porque é quando o sol termina o movimento norte, ou sul. O dia 21 de Junho é o dia mais longo do ano.
Desde as civilizações mais antigas aos cultos neo-pagãos dos dias de hoje ou simples amantes do sol e do bom tempo, todos recebemos a chegada do verão com alegria. Esta era a altura do ano em que os campos estavam cheios flores, as abelhas produziam o melhor mel e o mês dos casamentos. Junho é o sexto mês do ano e o seu nome vem da Deusa Romana Junno, que era a Deusa dos casamentos. Os Mayas, Incas, Egípcios, Romanos e Gregos, todos adoravam o sol e tinham os seus cultos.
Os Celtas celebravam o anúncio do verão em Stonehenge, um círculo megalítico de pedras que existe há mais de 5000 anos na Inglaterra, na madrugada de dia 21 de Junho com o nascer do sol entre os pilares centrais.
Hoje em dia é festejado pelo mundo com paradas ou festas. Em Portugal é associado à festa de S. João Batista (dia 24 de Junho) e no mundo da astrologia indica a entrada do sol em Caranguejo!
Demos as boas vindas ao verão!
Um beijinho,
Maria Helena