Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Astrologia

Ritual para afastar o azar

 

Realize este ritual durante aqueles períodos em que parece que, faça aquilo que fizer, tudo corre mal. A lua nova é a melhor altura para o fazer, mas pode realizá-lo sempre que sentir necessidade.

Vai precisar de:

– 1 vela branca

– 1 frasquinho com água benta

– 1 amuleto cinco-saimão

– 1 copo com água

– sal

– fósforos

Preparação:

– Molhe a vela com água benta e acenda-a.

– Coloque um punhado de sal dentro do copo. Percorra toda a sua casa com o copo na mão e salpique todos os cantos com água e sal, para afastar as energias negativas. Salpique também a porta de entrada com água e sal, para que as más energias não entrem.

– Segure na sua mão direita o cinco-saimão e faça o sinal da cruz à sua frente, enquanto diz em voz alta esta oração popular portuguesa, muito antiga:

Pela cruz de São Saimão

Eu te benzo com a vela benta
na sexta-feira da paixão.

Treze raios tem o sol,
treze raios tem a lua.
Salta demónio para longe,
que esta casa não é tua.

– Quando a vela terminar de arder, deite fora os restos e traga o cinco-saimão sempre consigo.

7 formas de acabar com o azar e atrair a sorte

 

Superstições à parte, saiba que tudo na vida tem solução! Conheça 7 formas simples e eficazes para acabar com o azar e atrair a sorte para a sua vida!

1 - Encontrar ou adquirir um trevo de 4 folhas

Ainda no primeiro milénio a.C., os druidas usavam o trevo de quatro folhas como talismã, pois acreditavam que quem possuísse uma dessas plantinhas conseguiria ver os demónios no meio da floresta e também escapar deles. O poder atribuído ao trevo de quatro folhas vem possivelmente da sua raridade em ser descoberto. 

(Pode adquirir o trevo de 4 folhas de Maria Helena pelo e-mail mariahelena@mariahelena.pt ou através do Facebook.)

2 - Usar os poderes do sal grosso

O sal grosso neutraliza as energias negativas. Tome um banho de imersão numa banheira com água quente e 3 punhados de sal, ou derrame um litro de água quente com 3 punhados de sal do pescoço para baixo, depois do duche. Também pode espalhar sal grosso nos 4 cantos de cada divisão da casa, ou ter um copo com água e sal detrás da porta de entrada.

3 - Queimar incenso

O incenso é composto por materiais provenientes das plantas, sendo usado desde há séculos (e ainda hoje nas Igrejas) para purificar o ambiente. Acender um pau de (bom) incenso ajuda de imediato a afugentar as más energias.

4 - Abrir as janelas e deixe a luz do Sol entrar

Numa casa onde há zonas escuras e sombrias a energia pode tornar-se densa e pesada. Abra as janelas de sua casa diariamente e deixe a luz do Sol entrar, pois é a fonte principal da vida. Pendure mandalas ou cristais refletores nas janelas, para aumentar a energia positiva que entra dentro de casa.

5 - Pendurar uma ferradura atrás da porta

ferradura é um dos amuletos mais antigos e poderosos. Deve ser colocada com as pontas viradas para o Céu, para conservar a sorte.

6 - Arrumar a sua casa

Uma casa onde há móveis partidos, aparelhos estragados e tudo em redor parece estar uma confusão é propícia à acumulação de más energias, que trazem o azar e o infortúnio. Fazer uma boa limpeza geral, deitando fora ou doando o que já não usa, fazendo as reparações necessárias e organizando melhor o espaço ajuda - e muito - a restabelecer o equilíbrio e as boas energias.

7 - Usar cristais

Os cristais absorvem as energias negativas de uma casa, emitindo vibrações energéticas positivas no espaço onde se encontram. Ter alguns cristais em casa, como a Selenite, o cristal de quartzo transparente e a turmalina negra ou o ónix ajudam a afastar o azar e atraem a sorte.

Peça o seu cristal, incensos, banhos de limpeza, trevo de 4 folhas ou ferradura pelo e-mail mariahelena@mariahelena.pt ou através do Facebook.

13 superstições para espantar o azar

 

As superstições sempre existiram em todos os povos e culturas, ao longo da História da Humanidade. Elas são uma forma de proteção, aumentam a nossa sensação de segurança. Acreditamos nelas, porque sempre ouvimos os nossos pais e avós dizerem-nos que, se fizermos uma determinada coisa, não nos vai acontecer nenhum mal.

As superstições surgiram no desenrolar da História natural dos povos: alguém, em algum momento da História, agiu de determinada maneira e escapou ileso de um azar, e a partir daí espalhou-se a crença de que repetir essa mesma ação iria atrair a mesma proteção.

Por exemplo, uma das superstições mais comuns é a de bater 3 vezes na madeira quando dizemos algo que não desejamos que aconteça, para o "inimigo" não nos ouvir.

Existem outras superstições em que fazemos alguma coisa para atrair algo que desejamos, por exemplo fazemos um pedido quando vemos uma estrela cadente.

Uma superstição tem também a ver com algo que desejamos evitar. Muitas pessoas têm a superstição de não passarem debaixo de uma escada, outras não colocam a mala no chão para não ficarem sem dinheiro, outras só saem da cama com o pé direito, ou entram com o pé direito quando vão a uma entrevista de emprego ou a qualquer lugar importante, etc. As pessoas supersticiosas também têm receio das sextas-feiras 13, por exemplo.

Acima de tudo, lembre-se que ter medo de algo é o maior mal. A melhor forma de não sofrer com as superstições é acreditar que não há nada de mal que o Homem faça que Deus não desfaça!

As 13 superstições mais comuns:

1 - Partir um espelho dá 7 anos de azar. 

A superstição de que os seus próximos sete anos serão de azar se partir um espelho está bastante enraizada na cultura popular. Esta história tem origem na antiguidade e várias versões. A primeira revela que os romanos, que foram os pioneiros na criação de espelhos de vidro, acreditavam que se este se partisse tinha o poder de confiscar a alma da pessoa que ficaria para preso dentro dele, durante sete anos. Na Grécia Antiga, utiliza-se um método divinatório popular que consistia em usar uma tigela de vidro com água para refletir a imagem da pessoa que queria saber mais sobre o seu futuro. Se durante a consulta a tigela se partisse era sinal de que a pessoa morreria ou teria dias difíceis nos próximos tempos. A esta versão, os romanos acrescentaram que os “próximos tempos” gregos se traduziriam exatamente em sete anos. Para juntar ainda mais superstição a este objeto, a história foi alimentada durante a Idade Média. Este objetos eram muito caros, e portanto os patrões avisavam os seus empregados que se partissem o espelho iriam ter muito azar. Um estímulo psicológico para evitar, nada mais nada menos, do que uma perda material. 

Não deite fora os estilhaços. Esmague-os até os reduzir a pó e deite-os ao vento; guarde o pedaço maior e, na primeira noite de Lua Cheia seguinte, use-o para refletir a Lua. Então sim, pode deitá-lo fora, o azar já se foi embora.

2 - Abrir o guarda-chuva dentro de casa dá azar.

A superstição diz que abrir um guarda-chuva dentro de casa dá azar. A explicação para esta crendice vem da época da Grécia Antiga, em que os guarda-chuvas eram usados como proteção contra o Sol. Ao se abrir então um chapéu dentro de uma habitação estava a insultar-se o deus do Sol. Outra versão, explica que esta superstição nasceu porque este objeto protegia das tempestades da vida e que ao abrir-se dentro de quatro paredes, insultava os espíritos guardiões, levando-os a deixar a casa desprotegida.

3 - Quando a orelha esquerda está vermelha, é sinal que estão a dizer mal de nós.

Esta crendice é já muito antiga e diz que quando estão a falar mal de si, as suas orelhas ficam quentes. Segundo a história, a superstição nasceu da ideia, difundida durante o século 1, de que no ar existia uma espécie de “mercúrio universal”, que permitia a transferência de energia entre pessoas. Assim, quando alguém falava mal de outra pessoa, as palavras chegavam sempre aos ouvidos do outro.  Para afastar esta má influência, deve trincar a sua camisa ou camisola três vezes: acredita-se que, dessa forma, quem está a falar mal de nós trinca a língua!

4 - Entornar sal dá azar.

Foi durante o Império Romano que nasceu esta superstição. O sal era uma espécie de ouro – era a única forma de conservarem os alimentos - para este povo, portanto dizia-se que dava azar derrubá-lo de forma a que se tentasse preservá-lo ao máximo. Curiosamente, neste tempo, os soldados eram pagos com sal e daí a origem da palavra salário (salarium em latim). Hoje em dia, quando se derruba sal, de forma a cortar o azar, atira-se um pouco do mesmo por cima do ombro. A lenda diz que o diabo está sempre de pé atrás de nós, e dessa forma, atirando o sal para as nossas costas, conseguimos acertar-lhe nos olhos e cegá-lo. 

5 - Passar por baixo de uma escada dá azar.

Esta superstição surgiu porque uma escada aberta forma, em conjunto com o chão, um triângulo, símbolo da Santíssima Trindade, e por isso passar debaixo de uma escada ou escadote significa "violar" chão sagrado. Evite fazê-lo!

6 - Bater 3 vezes na madeira quando se diz algo que não queremos que aconteça.

Dar algumas pancadinhas na madeira para afastar o azar é uma superstição muito antiga. Acredita-se que a expressão nasceu com os índios americanos que tinham hábito de dar alguns toques nas árvores, quando pensavam estar a aproximar-se algum mal, pois segundo estes povos era nesse local que habitavam os deuses, e dessa forma chamavam a sua atenção para os acudir. 

7 - Varrer os pés de uma pessoa faz com que ela não case.

Ninguém sabe ao certo de onde surgiu essa superstição, mas acredita-se que estivesse relacionada com alguma feitiçaria lançada por uma bruxa. A verdade é que há muitas mulheres casadas que certamente tiveram os pés varridos quando ainda eram solteiras!

8 - Dizer “Deus te abençoe” depois de um espirro

Esta superstição nasceu com o Papa Gregório Magno, que durante a peste bubónica dizia a frase “Deus te abençoe” para alguém que soltasse um espirro, e que possivelmente estaria afetado pela doença. Diz a lenda que esta bênção evitava que a enfermidade se espalhasse e também que a alma escapasse do corpo durante o espirro.

9 - Cruzar os dedos

Embora não haja muitas teorias que provem a origem desta superstição, uma delas explica que na época em que o cristianismo era ilegal, cruzar os dedos era uma forma secreta de os cristãos se reconhecerem uns aos outros. Uma outra, mais antiga, refere que cruzar os dedos era uma forma de afastar as bruxas e os espíritos malignos da nossa vida. 

10 - Levantar-se com o pé direito, entrar com o pé direito

Os Romanos acreditavam que o lado esquerdo era maldito. Por exemplo, se a trajetória dos pássaros fosse para a esquerda, eles achavam que os próximos dias seriam de mau agouro. Com a difusão do cristianismo, o lado esquerdo continuou a ser mal visto, pois segundo a tradição cristão, os eleitos de Deus permaneciam sempre à Sua direita. Ao longo dos tempos, levantar com o pé direito era sinónimo de boa sorte, enquanto que levantar com o esquerdo significava  que o dia podia não correr muito bem. Claro que atualmente este é um caso típico de autossugestão.

11 - No dia do casamento o noivo não deve ver a noiva antes da cerimónia

Acredita-se que esta superstição terá surgido em tempos muito antigos, quando eram os pais quem arranjava os casamentos. Dessa forma evitava-se que o noivo, ao conhecer a sua noiva, se arrependesse e desistisse do casamento!

12 - Cruzar facas dá azar

Esta superstição tem origens judias. Os cristãos-novos tinham repulsa a tudo o que se relacionasse com uma cruz, porque embora se mostrassem cristãos por fora, para não serem massacrados, continuavam judeus por dentro. Por isso as facas cruzadas, que formavam uma cruz, eram consideradas símbolo de azar. 

13 - Pôr a mala no chão faz com que o dinheiro se acabe

Não se sabe de onde vem esta superstição, mas acredita-se que se receie que, estando os demónios "debaixo do chão" chegarão mais facilmente e de forma subreptícia aos nossos pertences, roubando-nos sem ninguém se aperceber.

Sexta-feira 13 - um dia de sorte!

 

Quando se ouve falar em sexta feira 13 há sempre quem sinta um friozinho na barriga, os pêlos dos braços eriçados, um certo receio. Porque é que este dia é assim tão temido? Será um dia de azar... ou de sorte?

A superstição ligada às sextas-feiras 13 já é muito antiga, e acredita-se que está ligada a duas histórias. O número 12 sempre foi considerado um número "bom" e completo, pois representa os 12 meses do ano, os 12 signos do Zodíaco, as 12 horas do relógio. as 12 tribos de Israel, os 12 apóstolos de Jesus Cristo, os 12 Deuses Gregos. Já o número 13, que lhe sucede, está associado a uma carga negativa. No Catolicismo, está ligado à morte de Jesus pois estavam 13 pessoas sentadas à mesa na Última Ceia.

Por outro lado, desde o século XIV que a sexta-feira é considerada o dia da semana que traz mais azar. Talvez por ser o final da semana, não se recomenda iniciar novos trabalhos, nem projectos, nem fazer viagens à sexta-feira.

Sexta-feira era o dia em que se realizavam os enforcamentos na Grã-bretanha e era, para os Romanos, o dia de crucificações. Diz-se que Jesus foi crucificado numa sexta-feira. Também terá sido neste dia que Adão e Eva foram expulsos dos Jardins de Éden. 

Há quem diga que o medo da sexta-feira 13 vem da mitologia Nórdica. Em inglês, o nome "Friday" (sexta-feira) vem de Frigga, que era a Deusa do amor e fertilidade. Quando as tribos Nórdicas e Germânicas se converteram ao Cristianismo, Frigga foi banida para as montanhas e passou a ser considerada uma bruxa. Passou a existir a crença popular que todas as sextas-feiras a Deusa, despeitada, reunia-se com 11 bruxas e com o diabo (ao todo, 13) para combinarem os azares que iam lançar sobre as pessoas na semana que se seguia. Durante muito séculos na Escandinávia a sexta-feira era conhecida como "Sabbat das bruxas."

Outra teoria sobre a sexta-feira treze tem origem na ordem do Rei Filipe de França de mandar prender os Templários na sexta-feira 13 de Outubro de 1307.

No Tarot, a carta número 13 representa a Morte, que significa uma renovação.

As superstições sempre existiram em todos os povos e culturas e são uma forma de protecção pois acreditamos que se agirmos de determinada maneira estaremos a salvo de energias negativas.

Para se proteger e atrair energias positivas, traga consigo um trevo de quatro folhas. Este símbolo é muito poderoso para atrair a sorte. Conta a lenda que ainda antes do nascimento de Jesus o trevo de 4 folhas era considerado sagrado pelos mestres, juízes e sacerdotes na Inglaterra e na Irlanda, pois forma a imagem de uma cruz, que representa a unidade perfeita e o equilíbrio. Quem encontra ou tem consigo um trevo de 4 folhas atrai para a sua vida a harmonia, a paz e a sorte.

O terrário de suculentas que ajuda a atrair a sorte

Se aprecia plantas e flores certamente já se rendeu aos encantos das suculentas, plantas de pequenas dimensões (também podem ser maiores, mas em geral são mais pequenas) que se destacam pelo seu aspeto carnudo e... suculento. Os cactos são a espécie mais conhecida desta família, mas nos últimos anos as suas "primas" menos espinhosas têm ganho popularidade. Saiba que ter em sua casa um terrário com suculentas ajuda a atrair energias positivas para a sua vida. Siga os passos certos e faça este ritual para atrair a sorte.

As plantas suculentas devem o aspeto carnudo das suas folhas ao facto de terem a capacidade de armazenar mais água, precisando de ser regadas com menor frequência que outras plantas. Uma vez que, nas diversas culturas e por motivos bastante fáceis de entender, a água é vista como símbolo de prosperidade - porque sem ela não há vida - estas plantas, que conseguem manter mais água dentro de si, são naturalmente ímans para atrair mais abundância, sorte e riqueza - porque no Universo a energia atrai energia semelhante.

Faça este ritual com origens ciganas e prepare o seu terrário de suculentas, consagrando-o de forma a atrair a sorte e a prosperidade.

 

Precisa de:

- 1 vela amarela 

- 7 paus de canela

- 4 a 7 tipos diferentes de suculentas, de preferência de cores e feitios variados (não use cactos nem plantas com picos)

- 1 maçã

- 1 chave pequena que não use (deve ser de um armário ou de uma divisão, não deve ser de uma casa que já não é usada)

- 1 globo de vidro grande para fazer o terrário

- carvão 

- areia

- terra vegetal

- 1 prato branco, fósforos

 

Como fazer:

- Comece por acender a vela no prato.

- Peça proteção aos seus Anjos da Guarda e aos seus guias espirituais.  

- Pegue na maçã e espete nela os 7 paus de canela. Enquanto o faz, visualize que está a atrair para a sua vida aquilo que mais deseja. A maçã é símbolo de fertilidade e de sabedoria; a canela acelera a realização dos pedidos e ajuda a atrair o dinheiro. Coloque a maçã no prato

- Depois comece a preparar o seu terrário.

- Cubra o fundo com areia e, por cima, deite carvão. Ambos servem para drenar a água.

- Sobreponha terra suficiente para plantar as suculentas. Pode usar 4 tipos diferentes, se o seu terrário for mais pequeno, mas o ideal é ter 7 tipos diferentes de suculentas, sendo que 7 é o número da sorte e do sucesso.

- Disponha as suculentas como entender, de acordo com o seu gosto pessoal. Este é o seu jardim da fortuna, por isso torne-o belo aos seus olhos.

- Por fim, pegue na chave com a mão direita e declare:

                             Com esta chave abro os caminhos da minha vida à sorte, à riqueza e ao sucesso.

                                                        As energias positivas vêm ao meu encontro.

- Coloque a chave dentro do terrário, no meio das suculentas.

- Deixe a vela arder até ao fim.

- Quando a vela acabar de arder, pegue na maçã com os paus de canela e deite-a num jardim, no meio das flores.

- Deite os restos da vela no lixo, limpe o prato e volte a usá-lo normalmente.

- Coloque o seu terrário num lugar bem visível em sua casa, onde receba luz solar mas sem que ela incida diretamente sobre ele. Regue de vez em quando, conforme notar que a terra fica seca.

 

Enquanto contempla e cuida diariamente do seu jardim, reflita também sobre esta frase:

Um dia, perguntaram a Buda qual é a diferença entre gostar e amar.

E Buda respondeu: "se gostas de uma flor, provavelmente vais colhê-la, para a teres ao pé de ti.

Se amas uma flor, vais simplesmente regá-la e cuidar para que não lhe falte nada, mesmo que não possas vê-la sempre que desejas."

Elefante da Sorte

O elefante representa a determinação e o empenho que nos levam a conquistar os nossos objetivos e a concretizar os nossos desejos. É um símbolo da firmeza, da determinação e do empenho!

O elefante é também um poderoso amuleto de proteção, que representa a sabedoria e a força.

Na Índia, os elefantes são venerados pois acredita-se que eles têm a capacidade de atrair a sorte e que são um poderoso símbolo de proteção.

Por essa razão, mesmo no Ocidente temos a tradição de colocar um elefante em casa, de costas viradas para a porta, pois dessa forma atrairá a sorte.

Colocar o elefante virado de frente para uma janela atrai a boa sorte.

Esfregar a tromba de um elefante antes de sair de casa traz sorte e novas oportunidades.

elefante da sorte.jpg

 

Veja grátis: Horóscopo diário !

 

maria helena.jpg

 

Envie-me um e-mail em branco e receba uma surpresa!

Clique aqui!

 

Mais informações para:

Telefone: (00351) 21 092 9000

E-mail: mariahelena@mariahelena.pt

Site: http://www.mariahelena.pt/

Facebook: www.facebook.com/MariaHelenaTV

logo dra.png 

Rituais signo a signo para melhorar a sua vida

Rituais são cerimónias através das quais se atribuem virtudes ou poderes inerentes à maneira de agir, aos gestos, às fórmulas e aos símbolos usados, suscetíveis de produzirem determinados efeitos ou resultados. Veja alguns signo a signo.

rituais.jpg

CARNEIRO

Para Atrair o Sucesso

Coloque numa bacia três litros de água morna e cinco gotas de essência de lavanda, misturando bem.

Às oito horas da noite, verta a mistura no seu corpo, do pescoço para baixo. Em seguida, enxugue-se em uma toalha amarela e vista-se com alguma peça de roupa dessa mesma cor. Entretanto, acenda uma vela amarela e reze o Salmo 39, apresentando os seus pedidos ao seu anjo da guarda.

 

TOURO

Encantamento para Sorte e Prosperidade

Material necessário

1 recipiente para misturar os ingredientes

1 c. (sopa) de gengibre

1 c. (chá) de menta desidratada

½ chávena de amido de milho (farinha tipo maisena)

1 frasco limpo


Coloque o gengibre, a menta e o amido de milho no recipiente. Misture tudo enquanto visualiza o seu objetivo de ter mais prosperidade, viver com mais conforto e comprar as coisas que você gostaria de ter. Acima de tudo, imagine-se feliz e congratulada com a sua situação financeira. A sua visualização pode ser tão detalhada quanto quiser. Repita o encantamento a seguir enquanto continua a mexer.

Dinheiro, riqueza, fluam para mim, eu incentivo, para me dar tudo de que preciso por um método justopela magia do bem, pois não é minha intenção prejudicar ninguém! Universo traga prosperidade para a minhavida, tesouros valiosos, chegada sem partida.

Depois, coloque as mãos sobre o recipiente, com as palmas voltadas para baixo, e irradie energia positiva na mistura. Mentalize uma luz branca saindo da terra, subindo através do seu corpo e exteriorizando-se pelas suas mãos, até envolver a mistura dentro do recipiente.
Guarde a mistura num frasco limpo. Acrescente um adesivo na embalagem, com informações sobre o conteúdo, a fase da Lua e a data. Use esse pó sempre que precisar de vibrações de prosperidade. Repita o encantamento acima enquanto espalha o pó sobre um objeto ou num ambiente.

 

GÉMEOS

Ritual para abrir caminho ao amor

Escolha uma sexta-feira de lua Cheia ou Lua Nova e tome um banho como é hábito. Depois ferva dois litros de água, pétalas de rosa cor de rosa e um pouco de canela em pó. Depois do banho habitual verta esta água sobre si da cabeça aos pés enquanto pensa que está a abrir caminho ao amor. Vista uma roupa clara e acenda uma vela rosa para fazer os seus pedidos.

 

CARANGUEJO

Ritual poderoso para abrir caminhos

Este ritual deve ser feito num dia de Lua Minguante.

7 pétalas de rosa branca

7 pedaços de canela em pau

7 moedas (de qualquer valor)

7 gotas de essência de alfazema

7 folhas de manjericão

 

Leve os ingredientes a ferver numa panela com água. Deixe arrefecer durante três horas com tudo lá dentro. Tome o seu banho habitual e depois verta esta água sobre si do pescoço para baixo. Em simultâneo mentalize o caminho da prosperidade na vida em geral. As sobras do banho devem ser deitadas fora num jardim. As moedas pode usá-las normalmente.

 

LEÃO

Simpatia para obter uma graça

Acenda três velas brancas sobre um prato de vidro com um pouco de água e açúcar, oferecendo aos três anjos protetores: Gabriel, Rafael e Miguel. Faça os seus pedidos e deixe o prato num local mais alto do que você. As suas preces serão ouvidas e você deve fazer uma faixa com o seguinte agradecimento no terceiro dia após ter feito a simpatia: Obrigado aos três anjos pela graça alcançada. Pendure-a em frente à sua casa. Aguarde os acontecimentos do quarto dia em diante. Jogue no lixo os restos das velas e use o prato normalmente depois de limpo.

 

VIRGEM

Simpatia de proteção

Num dia de Lua Cheia, acenda uma vela castanha sobre um pires branco. Espalhe grãos de arroz e de feijão crus em volta da vela e faça uma oração ao seu Anjo da Guarda, pedindo que a proteja a si e à sua vida financeira e traga prosperidade para o seu lar. Quando a vela terminar de queimar, plante um dos feijões num vaso e deite fora o restante num jardim florido.

 

BALANÇA

Simpatia da Multiplicação

Coloque uma moeda em cima de uma mesa, o lado “face” para cima, e o lado “coroa” para baixo. Depois, coloque uma folha de papel sobre a  moeda, ficando esta no centro. Com a ajuda de um lápis, reproduza a moeda, raspando a mina do lápis na moeda. Obterá assim a textura da moeda desenhada.

Vire a moeda e faça o mesmo com o outro lado. As duas reproduções da moeda devem ficar lado a lado, mas sem se “sobreporem”.

Agora escreva a tinta verde (o verde simboliza a riqueza, não escreva de outra cor!), em redor das reproduções da moeda, 40 vezes o número 1.000.000 (este número é um número fetiche,) seguido do símbolo da moeda reproduzida (€)

Concentre-se nas reproduções e nos números durante alguns minutos, pensando em tudo o que fará com as novas riquezas, e diga 5 vezes:

Ó Deus Todo-Poderoso,

Fazei com que esta moeda, para mim se multiplique,

Indefinidamente e rapidamente!”

Dobre a folha em oito. Coloque-a dentro do envelope e enterre-o perto de uma planta viçosa, seja no seu jardim ou mesmo num vaso. Quanto à moeda, separe-se dela, ponha-a em circulação ou faça uma doação.


ESCORPIÃO

Simpatia para atrair dinheiro

Abra uma pequena fenda no seu travesseiro e coloque lá dentro sete pétalas de rosa amarela, uma moeda de qualquer valor e um pedaço de canela em pau. Costure novamente o travesseiro e todas as noites, antes de dormir, peça que a fartura esteja sempre consigo.

 

SAGITÁRIO

Dinheiro em abundância

Coloque uma nota e uma moeda de qualquer valor dentro de um prato. Cubra com açúcar. Ao lado do prato, num pires acenda uma vela amarela e faça uma oração ao seu anjo da guarda, pedindo-lhe que abençoe a sua vida económica. Em seguida diga as seguintes palavras com muita fé: “Dinheiro abundante estará sempre comigo e sempre sobrará. Com ele prometo ajudar quem dele necessitar”. Deixe a vela queimar até ao fim e depois deite fora os restos e o açúcar. O prato e o pires podem voltar a ser utilizados assim como a nota e a moeda. Lembre-se da promessa que fez.

 

CAPRICÓRNIO

Superar problema financeiro

De manhã, aqueça um litro de água com um copo de arroz cru numa panela. Em seguida, coe e deixe a água arrefecer. Tome um banho bem demorado e depois verta a água do arroz no seu corpo, do pescoço para baixo. Coloque uma roupa branca e limpa e verá que o dinheiro aparecerá como que por encanto. O arroz, deve deitar no lixo. Lave e reutilize a panela normalmente.

 

AQUÁRIO

Chamar a sorte

Compre uma pequena pirâmide dourada, que seja oca, e dentro dela coloque sete moedas de qualquer valor e sete grãos de arroz. Tape a abertura (com um pedaço de papel) e deixe-a num lugar de destaque de sua casa. Todos os meses, troque as moedas e o arroz. Dê as moedas para alguma pessoa carente e os grãos, lance-os num jardim.

 

PEIXES

Contra Qualquer Vício

Posicione-se diante da porta de entrada de sua casa e fale em voz alta:

"Que saia o vício de meu corpo (ou do corpo de Fulano) e fique somente o bem!"

Em seguida, acenda um pau de incenso de mirra e deixe queimar por inteiro. Enquanto isso, peça ao seu anjo da guarda (ou ao anjo da guarda da pessoa em questão)  que a ajude a si ou a ela libertar-se para sempre dos vícios.

Quando o incenso terminar de queimar, sopre as cinzas para o ar em agradecimento ao anjo.

 

Veja grátis: Horóscopo diário !

 

Envie-me um e-mail em branco e receba uma surpresa!

Clique aqui!

 

logo dra.png 

O poder do Buda

buda.jpg

A história do Buda Rico

 

Esta imagem do Buda Rico, ou Buda da Prosperidade, atrai os ganhos para a sua vida, trazendo dinheiro e fortuna!

A palavra "Buda" significa "iluminado". Este era o nome dado aos mestres budistas ou àqueles que alcançavam a realização espiritual no Budismo.

O Budismo começou na Índia e espalhou-se por quase toda a Ásia, pelo que foi adquirindo características próprias conforme a região em que se encontrava: por isso existem imagens diferentes dos Budas.

O Buda Rico, uma figura sorridente, representava uma figura antiga de fertilidade, cuja grande barriga prometia uma colheita abundante.

É um símbolo de prosperidade e sorte - principalmente para os negócios.

A barriga do Buda é auspiciosa - quanto maior for, melhor. Para desfrutar das bênçãos do Buda deve tocar na barriga dele todos os dias.

Este Buda também é conhecido como Buda da Felicidade, pois absorve as preocupações, as infelicidades e os problemas, e continua a sorrir, pois é essa a sua missão: transformar a infelicidade em felicidade.

 

Envie-me um e-mail em branco e receba uma surpresa! Clique aqui!

 

Mais informações para:

Telefone: (00351) 21 092 9000

E-mail: mariahelena@mariahelena.pt

Site: http://www.mariahelena.pt/

Facebook: www.facebook.com/MariaHelenaTV

logo dra.png

12 Passos para ser Feliz

Ao mudarmos os nossos pensamentos conseguimos mudar a nossa vida

 

Para ser feliz, siga estes 12 passos:

1 – Liberte-se a si próprio!

- Aprenda a reagir de forma diferente, liberte-se de comportamentos que lhe fazem mal

2 – Concentre-se no presente!

- O único momento que importa é o "agora", lembre-se que se não fosse difícil não valeria a pena!

3 – Valorize-se! Você merece ser feliz!

4 – Seja você mesmo!

- Você é o autor da sua própria vida, não deixe que o desvalorizem.

5 – Pense positivo!

- Os pensamentos positivos atraem coisas positivas.

6 – Aproveite os pequenos momentos!

- São os momentos mais simples da vida aquilo que lhe dá sentido.

7 – Sorria para a vida!

- Encare as situações com otimismo e boa-disposição

8 – Procure ser autónomo

- A sua felicidade não depende de mais ninguém a não ser de si próprio.

9 – Cuide do seu corpo!

- O corpo é o nosso templo, que merece ser tratado com carinho e

respeito.

10 – Saiba perdoar!

- O perdão liberta-nos do passado e permite-nos seguir em frente.

11 – Saiba ver e observar com atenção o que o rodeia!

- O Universo coloca sempre ao nosso dispor inúmeros recursos, que muitas vezes desperdiçamos porque não os sabemos ver.

12 – Dê mais de si!

- Partilhe aquilo que tem e as capacidades que possui com os outros, ser útil à sociedade e a quem o rodeia faz com que se sinta bem

consigo mesmo.

 

 

Veja grátis: Horóscopo diário ! 

 

Clique aqui para marcar uma consulta de Tarot, ou falar comigo! 

 


Envie-me um e-mail em branco e receba uma surpresa!

Clique aqui!

 

Mais informações para:

Telefone: (00351) 21 092 9000

E-mail: mariahelena@mariahelena.pt

Site: http://www.mariahelena.pt/

Facebook: www.facebook.com/MariaHelenaTV

logo dra.png

 

Terapias que Curam

Cura Cármica

A Cura Cármica permite-lhe limpar sentimentos, crenças e bloqueios provenientes de vidas passadas que não a deixam evoluir com tranquilidade hoje. É uma poderosa terapia que lhe permite voltar a uma situação de uma vida passada, de forma consciente, para curar o que tem que ser curado.

cura carmica.jpg

Muitos julgam que a palavra carma quer dizer "pagar por algo que não fiz". Carma significa exatamente o contrário: "pagar por algo que se fez". Em sua distante origem - no sânscrito, uma língua ancestral já extinta -, carma queria dizer "ação: Ou, então, "tudo o que nos acontece é o resultado de algo que fizemos". O nosso carma, então, não é um mero jogo de sorte e azar: é uma simples questão de causa e efeito. Tudo o que está acontecendo agora é o resultado direto de decisões que tomámos no passado, mesmo que não nos lembremos delas, ou que, na época, as tenhamos considerado irrelevantes.

Devemos lembrar-nos que em vidas passadas construímos defesas e barreiras contra nós mesmos e nossa evolução, contra o amor e a criatividade, contra a expansão das nossas consciências. Essas defesas do ego tornam-se parte de um padrão de comportamento que somente pode ser rompido através da consciência.

Uma pessoa pode, por exemplo, carregar algumas fobias e depressão nesta vida como resultado de ações e traumas advindos de uma vida passada.

O carma são dívidas pessoais contraídas pelo espírito no decorrer das suas existências.

A energia cármica é a densidade emocional que trazemos de outras vidas. Essa energia formata, numa primeira fase da vida, a personalidade do ser. É o que chamamos «Sobreposição de Encarnações».

O ser que nasce, antes de tomar consciência da sua jornada atual, irá sentir a energia cármica, as sobreposições, de forma mais profunda e com mais acuidade. Essa energia cármica, essa densidade emocional de outras vidas, irá condicionar o comportamento. O ser passará, nesta vida, a ter um comportamento semelhante ao de outras vidas. Irá escolher o mesmo padrão repetitivo de comportamento.

Limpar a energia cármica é retirar as sobreposições de encarnações, as vidas passadas que ainda permanecem na pessoa sob a forma de densidade.

É, simplesmente, retirar essa energia, através de uma limpeza. Gastar a energia cármica é precisamente quebrar o padrão repetitivo de comportamento.

 

Como se processa?

Existem diversas maneiras de acelerar o carma e limpar a alma. Vamos conhecer três formas possíveis de limpeza cármica com a qual se obtém bons resultados, desde que haja intenção séria de melhorar a elevação espiritual.

 

Método da Chama Violeta

chama violeta.jpg

 A Chama Violeta é uma grande dádiva de Deus. Foi liberada, em 1930, quando Saint Germain apareceu, aos pés do monte Shasta na Califórnia, a Guy Ballard, mensageiro de Deus no Movimento I AM, para libertar a humanidade. Saint Germain deu-lhe a dispensação da Chama Violeta para o planeta Terra. O monte Shasta, na Califórnia, é o principal foco de irradiação da Chama Violeta do Mestre Saint Germain para o planeta Terra. A vibração da cor violeta, uma vez elevada, é uma energia transmutadora que converte o mal em bem. É uma chama de compaixão e misericórdia que encandeia de forma a limpar o carma.

Se deseja melhorar a sua situação e dissipar-se do carma terá que diariamente meditar acerca do seu passado, presente e futuro, fazendo com que o amor inunde o seu coração e não se deixar "tentar" pelos pensamentos negativos.

Uma vez alcançado um grau de meditação elevado, deve visualisar-se coberto por um manto de cor violeta intenso. Quando a visualisação se tornar tão nítida, ao ponto de sentir essa luz violeta ao seu redor, deverá pedir a Deus ou ao Divino, com toda a sua alma, a libertação do carma. Acenda uma vela roxa e concentre-se fixando a sua chama violeta, pois ela é a própria ação da Lei da Misericórdia e do Perdão.

 

Método dos Chakras

chakras maria helena.jpg

A energia cósmica entra e sai através de certos pontos centrais de energia, distribuídos ao longo do corpo. São sete os principais chakras, dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça e cada um corresponde à uma das sete principais glândulas do corpo humano. Cada um destes chakras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. Num corpo saudável, todos esses vórtices giram a uma grande velocidade, permitindo que a "prana" (energia vital universal que permeia o cosmo, absorvida pelos os seres vivos através do ar que respiram), flua para cima por intermédio do sistema endócrino. Mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado - e disso resulta o envelhecimento ou a doença.

A limpeza cármica pode processar-se por meio de limpeza dos chakras, o que permite compreender melhor "o que vem a seguir" e superar facilmente os seus problemas. Cada chakra corresponde a uma cor e um estado de ânimo. Para ativar os chakras, é importante pôr-se em posição de meditação e tentar visualizá-los, virando-os como se fossem pequenos discos de cor. Este exercício pode levar à ativação dos mesmos, o que pressupõe também à ativação das energias de cura e libertação de bloqueios.

Uma conduta adequada juntamente com o bom funcionamento dos chakras permite abrir novos caminhos e rapidamente deixar para trás as pesadas cargas cármicas.

 

Método de Transmutação Alquímica

transmutacao maria helena.jpg

 

Alguns produtos elaborados nos modernos laboratórios alquímicos são úteis para libertar e limpar o carma. Estes têm uma altíssima vibração e permitem transmutar rapidamente efeitos energéticos negativos de carmas pesados.

Sem complicações, e para uma limpeza cármica com resultado, deve-se estar totalmente de acordo com o facto "de que se é responsável pela dívida", pois só assim a transmutação alquímica se faz acompanhar de atos bons que possam resgatar os anteriores.

Elevar as vibrações servirá para que se possa ver melhor o que irá suceder, fazendo com que passe a depressão e o desânimo.
Deve, no entanto, fazer várias introspeções para descobrir qual o melhor caminho a seguir e qual a melhor postura de forma a não voltar a cometer os mesmos erros.

Veja grátis: Horóscopo diário !

Envie-me um e-mail em branco e receba uma surpresa!

Clique aqui!

 

Contactos:

Telefone: (00351) 21 092 9000

E-mail: mariahelena@mariahelena.pt

Site: http://www.mariahelena.pt/

Facebook: www.facebook.com/MariaHelenaTV

logo dra.png